História Not Freak Out - Capítulo 6


Escrita por:

Visualizações 83
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Lisa, Lisinha


Fanfic / Fanfiction Not Freak Out - Capítulo 6 - Lisa, Lisinha

Jiyong estava irritada com toda aquela história de namoro de sua irmãzinha com o vagabundo do Jaebum.

-Não vou falar muita coisa, só que no primeiro deslize que você der esse namoro acaba, ouviu?

Sério, Jaebum apenas assentiu e por baixo da mesa Jisoo segurou firme sua mão e de certa forma tranquilizou o garoto que estava a ponto de ter um infante. 

-Entendi sim senhor. 

Diz Jaebum e finalmente Jiyong levanta deixando o casal à sós na mesa.
Assim que ver o irmão se afastando Jisoo olha para o namorado. 

-Eu nem acredito que ele realmente deixou.

Jaebum rir vendo a namorada toda empolgada e abraça a menina.

-Eu estou vendo isso!

Grita Jiyong da sala, fazendo os dois se afastarem.

-Fala sério..

Resmunga Jaebum e Jisoo pega seu celular e digita algo.

-Vamos resolver isso agora mesmo.

Jaebum a encara confuso e alguns minutos depois a campainha toca.

-Prontinho. 

Jisoo abre a porta dos fundos e faz sinal para Jaebum segui-la. 


Jennie após receber uma mensagem de emergência da melhor amiga, entra em ação no seu adorável passa tempo, distrai Jiyong oppa.

-Jennie? O que faz aqui?

Pergunta o homem confuso. 
Agora sorrir e entra na casa indo diretamente para o sofá onde senta e o encara.

-Está noite está tão fria oppa...

Jennie faz beicinho, Jiyong suspira sabendo que estava acabado e senta ao lado da garota que o abraça deitando a cabeça em seu ombro.
Jiyong faz carinho no cabelo de Jennie que sorrir aos mimos.
Já sabia que lutar conta os encantos da doce Jennie era em vão. Os dois acabam sempre no mesmo lugar, sua cama.

 

 

 

 

Jisoo sabendo que seu irmão esqueceria de tudo com a presença de Jennie, levou Jaebum para o parque onde os dois tiveram seu primeiro encontro.

-Parece que foi há tanto tempo.

Comenta o garoto que agora abraça sua oficialmente namorada e ela concorda. 

-Não me lembro de como era minha vida sem você. 

Jaebum beija carinhosamente seu pescoço e a vira para sua frente.
Os dois ficam se olhando e Jisoo desvia ficando com as bochechas coradas.

-Você é tão bonita.

Diz meio bobo, Jisoo era a garota mais bonito que já conheceu. 

-Aigoo, pare de me envergonhar. 

Continua olhando para seus pés.
Jaebum segura em seu queixo e aproxima seus rostos.

-Você é linda e eu vou continuar dizendo isso, pra sempre. 

Jisoo iria respondê-lo, mas o beijo veio e ela jamais recusaria um beijo do seu amado.

 

 

 

 

 

No condomínio de Hui, o garoto estava sozinho vendo as luzes da fonte de água se apagarem, uma à uma.
Sabia que HyuJin, seu maldito tio estava a um mísero passo de descobrir sua identidade. Que Hyuna tinha motivos de sobra para estar sempre preocupada e doente, que E'dawn também estava apreensivo e havia cancelado todos os seus compromissos para cuidar de sua segurança. 
Hui nunca quis dá tanto trabalho para sua família, pensou em desistir de tudo. Por Hyuna, E'dawn, por Lisa.
Mas desistir seria como esquecer seus pais, o que eles sofreram e de como sua vida foi um inferno por culpa daquele maldito homen.
Agora cheio de raiva, Hui observava a mansão ao lado, definitivamente eles iriam pagar por tudo. 


-Hui? 

Sua mente voltou a si, viu a menina de cabelos laranjas vindo em sua direção com um sorriso e se permitiu sorrir também. 

-Isso são horas da mocinha está andando por aí? 

Envolve seus braços ao redor do pequeno corpo da sua cheirosa noiva.
Lisa rir e agarra o pescoço dele.

-Senti falta do meu noivo, não posso?

Hui a beija e ela sorrir.

-Pode sim, na verdade deve. Mas poderia ter me avisado e EU iria te vê. 

A menina revira os olhos e os dois entram na casa.

-E seus irmãos? 

Pergunta Lisa vendo todas as luzes apagadas e o silêncio que rarente habita ali.
Hui abre a porta do seu quarto e Lisa se joga na cama dele.

-A noona saiu com o Jay, E'dawn trabalhando.

Fecha a porta e encara ela.

-Que foi? 

Lisa rir.

-Lisa nós precisamos nos casar.

Ela suspira lembrando do fracasso que foi da última vez que tentou falar sobre casamento não deu muito certo.

-Eu também quero me casar Hui, mas talvez nós ainda sejamos muito jovens. 

Hui senta ao lado dela e lhe beija na testa.

-Você não tem certeza que quer casar comigo?

Lisa rapidamente negou com a cabeça. 

-A única certeza que eu tenho na minha vida é justamente que eu quero me casar com você. 

Ele sorrir e acaricia o rosto de Lisa. 

-Então, vamos arrumar um jeito de fazer esse casamento sair.

Lisa concorda e deita novamente na cama.

-Sim, agora eu quero outra coisa.

Hui rir e a beija.

 

 

 

 

 


Wendy terminava de organizar a lista dos hóspedes do hotel, sabia que kyungsoo estava a esperando para jantarem, mas então uma nova hóspede chegou.


-Ainda tem vagas? 

Uma garota baixinha e cheia de malas que parecia meio atrapalhada, perguntou. 

-Claro, er... KYUNGSOO CHEGOU UMA HÓSPEDE NOVA!

D.O veio correndo e parou ao vê a garota. 

-Quatro 420, anda Kyungsoo leva as malas da... - Olhou o nome da garota na ficha de cadastro - Senhorita Lee.

D.O pegou as malas e subiu com a menina.

-Você não é de Seul, não é? 

-Não, vim de Incheon.

Diz a menina sorridente.

-Ah, veio estudar?

Ela assentiu.

-Vim para a escola de Artes.

-É cantora? 

-Dançarina.

Chegando na porta do quarto 420 os dois ficaram parados se olhando. 

-Se precisar de qualquer coisa, me chame. Sou Kyungsoo. 

D.O estende a mão para a garota que sorrir e aperta a mão dele.

-Obrigada Kyungsoo, Lee Hyeri. 


Ela entrou no quarto e D.O ainda passou alguns segundos encarando a porta do quarto. 
Aquela garota de alguma forma tinha despertado algumas coisas estranhas nele.
Resolveu ignorar esses pensamentos e ir jantar com Wendy que estava o esperando, agora já na cozinha. 

-Que demora, pensei que tinha dado problema no elevador. 

Diz Wendy notando algo de estranho no namorado.

-Nada, vamos comer logo porque eu já tô morto.

Wendy observava enquanto ele servia o jantar.
Kyungsoo estava estranho.

 

 

 

 

 

 

-Hui eu tive uma ideia!

Lisa levanta animada pela sua ideia genial e Hui curioso espera ela dizer. 

-O golpe da barriga. 

O menino faz uma careta e ela se explica melhor.

-O golpe da barriga só que o contrário. 

-O que você quer dizer?

-Hui, meu pai só vai me deixar casar se eu estiver grávida. 

-Mas você não está..

-Silêncio. Eu estou sim, três meses.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Lalisa a mais nova mamãe da fic, sqn


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...