História Not Today! - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Me perdoem a demora!!
Espero que 2020 de vocês seja incrível✨

😘

Capítulo 19 - You promised


Fanfic / Fanfiction Not Today! - Capítulo 19 - You promised

Olhares chocados, pasmos, horrorizados, tinha de tudo quanto é jeito, só nada se comparava ao olhar de Taeyhung. 

Uma mistura de ódio, culpa, raiva e luto. Era um misto de emoções que o ruivo parecia que iria explodir a qualquer momento, sua pele ficava cada vez mais semelhante ao cabelo. 

Seu rosto tinha pequenas gotas do sangue da namorada. 

Pelo único tiro ter sido tão perto de seu rosto o mesmo estava completamente deformado, uma cena horrível que com certeza irá deixar sequelas na cabeça de todos. 

TaeHyung apoia sua cabeça na barriga da namorada, não demora em desabar em lágrimas, eu assistia a cena apreensiva. 

O clima de luto no cômodo é tão grande que consigo senti-lo  pressionando meus ossos.

— AAAAH! 

O último do trio de velhotes gritou e toda atenção foi em sua direção, uma zumbi estava a se deliciar com seu pescoço, por um descuido deixaram a porta aberta e isso foi a deixa perfeita para que mais três zumbis invadissem o local.

Girl power ataca até mesmo no apocalipse, se não fosse por aquela zumbi eu não teria aproveitado quando o velho deixou cair sua espingarda, rapidamente engatinhei até a mesma a pegando. 

O de boina e o papai noel dos horrores estavam preocupados demais atirando nos zumbis que adentravam a residência, assim, foram chamando atenção dos demais. 

Um ponto negativo para uma possível fuga nossa; já estava noite.

— Vai! Vai! Todo mundo lá pra cima! - cochichava, quase querendo berrar para que todos fossem logo. 

Com muito custo Suga e Namjoon conseguiu tirar Tae de cima da falecida namorada, corremos a escada nos trancamos no quarto da velha que habitava o mesmo.

De porta trancada me senti um pouco mais segura, deixei a arma sobre a cama e me sentei na ponta da mesma.

— Você ... - levantei minha cabeça e o dedo de Taeyhung estava apontado bem no meu rosto, suas veias da testa estava saltada. — Foi você ... - ele parecia não encontrar as palavras certas, mas sua ira era clara para todos.

— foi eu o que? - estava confusa 

— FOI CULPA SUA ELA TER MORRIDO! 

— Eu falei que ela é melhor fora do nosso grupo. - Chung Ha se intrometeu, voltando naquele assunto que tinha preferido deixar no passado.

— VOCÊ FODE COM TUDO! - Tae gritava com o dedo apontado na minha cara ainda. — POR QUE TINHA QUE MATAR AQUELA MALDITA VELHA? INFERNO!

— SE EU NÃO A MATASSE ALGUM DE VOCÊS IRIAM E NÃO FARIA DIFERENÇA, AFINAL, PRA VOCÊS SOBREVIVEREM É O LEMA: CUSTE O QUE CUSTAR! - frisei bem essa parte deixando claro o acontecido com o Jimin, tamanha era a hipocresía do ruivo pra cima de mim.

— Quer saber de uma coisa? Quem deveria estar morta lá em baixo é você, puta de MERDA! 

E quando pensei que levaria um soco do garoto, Jungkook entrou na sua frente e lhe deu um certeiro na boca que cortou na hora, o ruivo cambaleou com a mão sobre o ferimento e com os olhos saltados de horror pela atitude do melhor amigo. 

— Você é meu melhor amigo... mas, se tocar um fio de cabelo dela eu que acabo com você. - A tensão pairou no local, ninguém debateu com Jungkook sobre sua atitude, afinal, a intrusa era eu mesmo. 

— Você vai mesmo defender ela? Foi culpa dela irmão, a Jennie está morta, MORTA! - Taeyhung falou, agora um pouco mais calmo.

Os meninos estavam muito perto um do outro, se encarando.

— Sim, eu vou defender! Eu vou defender o que é justo, como não é justo você jogar a culpa pra cima dela só porque aquele velho lhe fez acreditar que ela foi a culpada. - Pegou nos ombros do amigo, o chacoalhando um pouco. — Podia ter sido qualquer um Tae, podia ter sido você, eu, ela. - olhava nos olhos do amigo, uma linguagem de olhares que só ambos podiam entender.

— Tudo bem! Só ... não fica perto de mim! - olhou diretamente em meus olhos, ainda havia raiva o controlando, não o julgo, e recebeu um assentir em positivo meu.

— Como vamos sair daqui? - Amanda questionou dando uma leve espiada na janela observando os diversos zumbis que vinham em direção a residência.

Não se ouvia mais os tiros dos velhos no primeiro andar, estou torcendo com todas as forças pra terem morrido da forma mais tortuosa e horrenda que possa existir.

— O telhado! - levantei em um solavanco correndo em direção a janela, abri até onde podia enfiando minha cabeça para fora, com um pouco de esforço todos conseguiriam sair. — Rápido pessoal! - falei impaciente enquanto todos olhavam imóveis pra minha cara. 

Se tocaram de agilizar o processo quando ouvimos batidas incessantes na porta, já sabíamos de quem se tratava, como também sabíamos que aquela porta não aguentaria muito. 

Um de cada vez subiu, quando todos estavam no topo da casa o desespero se tornou real observando diversos zumbis rodeando toda a estrutura, todos ali observavam a cena, apavorados.

— O que vamos fazer agora? - J-hope estava em completo pavor.

— Eu tive uma ideia ... só não sei se dará certo - falei meio apreensiva.

— E o que pode dar mais errado do que nossa situação atual? - Soojin falou enquanto olhava raivosa pra mim

— Por termos que depender daquilo para nós tirar dessa situação. - apontei em direção a nossa possível solução, agora sim eles pareceram ter caído na real.

— Um FUSCA? Sério?? - ChungHa berrou comigo, faltava pegar uma arma e me dá um tiro.

— Será que aquela geringonça funciona? - Jin tinha uma careta engraçada no rosto enquanto analisava superficialmente a situação do carro.

A lata velha em tom verde, bem gasta, se encontrava no meio da rua, que mesmo com a pouca luz podíamos ver que seu estado não era dos melhores, ainda mais por ser um carro antigo carregado com uma má fama. 

— Não. - Suga respondeu na lata.

— Temos que tentar! - insisti 

— Aceita que acabou pra nós e pronto! - Agora foi a vez de Taeyhung me responder, rude. O ruivo estava sentado sobre o telhado observando o céu repleto de estrelas, provavelmente pensando se alguma delas poderia ser Jennie. 

— Eu vou com você! - Jimin se pôs na frente e falou convicto pra mim, foi inevitável meu enorme sorriso. — Vocês podem terem desistido, mas nós não. - me olhou cúmplice 

— Eu to dentro também. - Lisa falou vindo em minha direção.

— quero ir junto! - Impedi Jungkook de dar mais um passo sequer

— Fumou cola? Olha seu estado, nada disso!

Um completo absurdo ele querer ir junto, eu não queria ter que deixá-lo ali, queria-o comigo o tempo todo, no entanto seu bem estar e saúde devem ser prioridades. 

— Eu cuido dela. - Jimin se habilitou de corromper o silêncio esmagador que se estalou ali. 

Jungkook respirou fundo, olhou fundo nos olhos do Park, por fim, assentiu em positivo. — É melhor cuidar mesmo.

Eu, Jimin e Lisa estávamos na beirada do telhado, se preparando para saltar para a residência vizinha, e nisso nosso tempo estará correndo o mais rápido. 

— "eu cuido dela" sério? Você só se mete em furada e eu que sempre tiro, mané! - Olhei para Jimin desacreditada.

— Estava tentando ser gentil. - riu 

A melhor coisa que aconteceu nesse curto tempo foi minha aproximação com Jimin, ele é um garoto tão bacana. 

Após contarmos até três pulamos pro telhado de outra casa, obviamente o barulho chamou atenção de alguns zumbis. Corremos o mais rápido pulando para o teclado de outro vizinho, adentramos a janela quebrada, com cautela, descemos até o primeiro andar, estava tudo limpo, até olhar para fora e avistar diversos zumbis em direção a nos, assim, tampando um pouco a passagem para o carro. 

Até que ...

— AQUI SEUS MERDAS! 

Ouvi um grito do topo do telhado em que estávamos, todos estavam pulando e gritando para que os zumbis saíssem da nossa passagem. Sorri boba com a cena, após uma cotovelada de Lisa voltei pra terra, corremos em direção a lataria e assim nos encontramos; eu no volante, lisa no passageiro e Park atrás lutando contra algumas teias de aranha do recinto. Tudo normal por agora.

Dei partida e, nada.

Mais uma vez, nada.

Mais uma ... e nada.

— É pessoal, acabou pra nós ... - Lisa falou calmamente olhando a janela.

— Desiste fácil essa aí em ... - Jimin falou no intuito de somente eu ouvi-lo, mas naquele espaço pequeno e silencioso seria impossível tal ato. 

— Então você tem uma ideia? - A loira o encarou, desafiadora.

Dei um leve grito quando estava sendo sufocada pela pança do Park, o mesmo estava praticamente me esmagando todo para mexer nos fios a fim de fazer uma ligação direta. 

— Fui muito burra em pensar que essa lata velha poderia nos levar para algum lugar que não fosse a morte. - resmunguei enquanto Park continuava a me sufocar.

— É, estamos ferrados, e muito. - falou sentando-se novamente desistindo de fazer aquela coisa pegar. 

— Eu fiquei pensando aqui: mesmo se isso aqui pegasse, como iríamos colocar todo aquele bando de trogloditas aqui dentro? - Perguntou confusa. — Ou iremos deixar todos e ir embora? - Falou um pouco mais entusiasmada agora, Park até riu, senti que ele concordava com isso, já minha cara feia os deixou bem óbvio da resposta.

— Não deixaremos ninguém! E você não estava no dia do pequeno vilarejo abandonado, garanto que sua tese sobre isso mudaria rapidinho. - ri fraco me lembrando do pequeno acontecimento de algum tempo atrás.

— Verdade, foi uma loucura. - Jimin também se lembrava do dia, que apesar de trágico, nos trouxe boas gargalhadas depois.

— Olha pra sairmos daqui agora e voltar lá pra explicar pra eles que seu plano não deu certo... todos estão confortáveis aqui? - Lisa pergunta saindo totalmente do foco da sua primeira linha de raciocínio assustando eu e Park.

— sim... - respondemos juntos, hesitantes.

— pois bem, é aqui que ficaremos. - Se ajeitou folgadamente sobre o banco.

— que? Por que? - pergunto  pasma

— você acha que por todo seu discurso e trabalho pra poder parar aqui, sem falar nos acontecimentos recentes, todo mundo vai te receber lá de bom grado sem antes alguém te jogar lá de cima?! 

— que absurdo! Ninguém faria isso... - respondi encabulada com sua teoria idiota. — ou faria? - pensando bem, talvez não fosse uma ideia para se jogar fora.

Olhei para fora o tanto de zumbis aglomerados em nossa volta não me parecia tão assustador do que ter que voltar para o grupo, que nesse momento encontrava-se todos sentados olhando em direção do pequeno veículo, quase engolido pelos mortos vivos. 

— Que tal aderirmos o plano que sempre da certo? - dessa vez Park que resolverá abrir a boca.

— Que seria? - Lisa pergunta de sobrancelha erguida.

— Correr! 

— Como faremos isso Jimin? - meu tronco virou rapidamente para olhá-lo, pasma. Ele não percebeu a situação em que estávamos?

Ouvimos um trincar do vidro ao lado de Lisa, que agora tinha seus lumes arregalados.

— Eu distraio todos eles para longe de vocês, e então pegam o resto do pessoal e corram o mais rápido possível pra outra casa do bairro e fiquem seguros. 

— Isso... isso é suicídio Jimin... - meus olhos já estavam prestes a lacrimejar pensando na hipótese do Jimin dando sua vida pela nossa. 

— Vai ficar tudo bem. Prometo que eu volto. - pegou na minha mão me tranquilizando.

Mais um barulho do vidro que estava prestes a quebrar, Lisa fica eufórica no banco. — Vamos logo porra!!

— Quero que fique com isso. - Jimin me entrega seu anel de namoro, que fazia par com o de Rose. 

— Jimin... eu ...

— É minha promessa de que vou voltar. - colocou sobre meu dedo o anel dando um delicado beijo em seguida. — promete que irá me esperar aqui? - me olhou fundo nos olhos.

— Prometo! Prometo! - não tardei em abraçá-lo fortemente sendo retribuída, já chorava baixinho.

— Vamos la! - Me deu um daqueles sorrisos maravilhosos, que transmitia confiança através. — Eu tinha pego isso lá na casa quando estava procurando um fósforo para acender a lareira, me parece que vai ser de grande ajuda. - falou pegando um sinalizador do bolso traseiro da calça.

— Quebre o vidro traseiro, é onde menos tem zumbis. - Lisa informa.

— Vamos matar alguns para ajudá-lo a sair daqui. - falei e a loira assentiu.

Lisa vasculhou aquele ferro velho e embaixo de seu banco achou uma pequena caixa que continha ferramentas, obviamente isso daqui não havia só deixado nós na mão. Lisa me entregou um martelo e pegou uma chave de roda. Entreguei a arma que havia pegado do velho tempos atrás e entreguei para Park, ele precisaria mais do que eu, e junto lhe entregamos uma chave estrela grande que poderia lhe ser útil  também.

Jimin respirou fundo e quando alcançou seu momento de bravura, com a ponta da arma começou incessantemente a bater no vidro traseiro. Quando o barulho chamou atenção dos zumbis eu e a loira corremos para matar os que mais chegavam perto de Jimin, e de nós.

Jimin havia conseguido sair, correu um pouco mais pela rua até não conseguirmos avista-lo mais pela escuridão, quando aquela luz vermelha clareou sua presença, deu mais uma olhada em nossa direção e não tardou de encher seu pulmão e começar a gritar a todo vapor.

Uma imensidão inteira de zumbis agora o perseguiam. 

Lisa me sacudiu para que saíssemos logo, ou tudo que Jimin havia feito seria em vão. 

— DESÇAM LOGO! - Berrei para todos que estavam no telhado, que observavam tudo sem intender. 

Eu e a loira demos jeito juntas em alguns mordedores que permaneceram no local enquanto o pessoal estava a fazer nosso trajeto até descerem. 

Todo o pessoal correu para o outro lado seguro de seguir. Jungkook entrançou nossos dedos e me puxou para que corresse igual a todos, minhas pernas acompanhavam seu ritmo, no entanto minha cabeça continuava virada, olhando na direção em que vi Jimin partir. Parece que algo de mim foi junto consigo.

Suga adentrou uma casa que se encontrava bem longe da casa em que estávamos antes, sei bem disso pelo tanto que corri e não aguento mais.

Todos estavam a recuperar o ar, cansados, com medo e com calor. Fui até a janela arrastando o pano velho e manchado de sangue que se tornou aquela cortina fina bege, de vista para a rua deserta, meu olhar caiu sobre o anel em meu dedo.

— Você prometeu!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...