História Nothing is impossible - Mal e Ben - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Chad, Evie, Jane, Jay, Lonnie, Mal, Personagens Originais, Príncipe Ben
Tags Ben, Criança, Descendentes, Magia, Mal
Visualizações 527
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


💞 Me desculpem pela demora
E não desistam de mim.
Beijooos 💞

Capítulo 19 - Como sua noiva.


2 semanas depois.

Mal Bertha P.O.V

O casamento seria hoje, eu estava nervosa assistindo pela janela do quarto de Benjamin, as pessoas andando de um lado para o outro terminando os ultimos preparos, estava tudo muito lindo, e o sol da tarde parecia deixar tudo agradável.

— Olá... — Me viro para olhar Jane que estava entrando no quarto junto de Evie.

Elas eram tão diferentes para quem olhava de fora mas estavam se dando tão bem.

— Oii... — Sussurro lhes dando um sorriso e as duas vem me abraçar.

Evie sempre soube que se eu fosse me casar alguma vez queria que fosse por amor, mas eu estava casando apenas para que minha filha tivesse todos os direitos de princesa. Valia a pena pela felicidade de Bea.

— Bea está correndo pelo castelo atrás de Joseph, ele a está distraindo para que ela não fique entediada, mas Bela está de cabelo em pé por Bea estar correndo de um lado para o outro.

Eu rio de Jane, me aproximo e acaricio sua barriga já saliente pela gravidez que já estava chegando no quarto mês.

— Acha que é um menino ou menina? — Pergunta Evie ao acariciar o ventre de Jane também.

— Não faço ideia!

Quando Jane falou meu coração palpitou com as lembranças de quando eu estava grávida de Bea.

— Minha mãe foi vista na aldeia. Acho que ela veio para o casamento.

Quando Jane falou aquilo ela abaixou a cabeça e eu a abracei com força.

— Ela logo verá que foi impulsiva, irá se arrepender das coisas que disse e lhe pedir perdão.

Eu sussurro e logo Evie nos abraça. Ficamos naquele abraço acolhedor por uns 2 minutos quando a moça que iria me arrumar entra no quarto. Jane sai para procurar Carlos e Evie fica conversando comigo.

— Roxo é a sua cor! — A profissional chamada Esther fala.

Eu sorrio vendo que ela usou uma sombra mais escura para destacar meus olhos, eles realmente chamavam atenção por serem claros e a sombra escura os deixava mais chamativos, fecho os olhos e quando os abro a sombra preta está realmente mais puxada para o roxo de uma forma não exagerada, ela passa um gloss rosa bem claro em meus lábios e logo parte para meus cabelos.

Em quase 40 minutos meu penteado está pronto, não deixaram meu cabelo preso, ele está puxado em um coque com um pouco solto, é dificil explicar. E quanto Esther termina o penteado ela parte para Evie.

Batidas soam na porta e uma de minhas criadas pessoais correm para ver quem é.

— É Joseph.

Ela fala e eu agradeço e permito sua entrada. Meus olhos lacrimejam quando vejo o modo carinhoso que ele me olha. Ele sorri para mim e eu vou até ele, o abraçando.

— Cuidado para não desmanchar seu cabelo.

Eu sorrio abraçada a ele e logo vamos para a sacada de meu quarto e sento-me em uma das cadeiras.

— Onde está Bea?

— A coloquei no banho e vim lhe ver. Está linda. — Sorrio com seu elogio.

— Obrigada. E obrigada por entrar comigo, você é uma das pessoas mas essencias na minha vida.

Eu sussurro me aproximando de Joseph e beijando sua bochecha, um calor se forma em meu peito e quando vejo meus lábios estão se movendo para os dele e eu o beijo.

Joseph fica imóvel, eu mesma seguro-o pelo pescoço e aprofundo o beijo. Ele me segura pela cintura e corresponde o beijo a altura.

Joseph sabia beijar e sabia onde tocar, mas nesse momento eu não fiz aquilo por amor ou tesão. Fiz aquilo para saber o que eu sentia por Benjamin e constatei que sim, eu amava Benjamin. O modo como eu queria que fosse ele ali e não Joseph entregou tudo.

Cortamos o beijo, olhei em seus olhos e vi o carinho que ele sentia por mim estampado nos seus olhos.

— Mal Bertha...

Olho para a porta da secada que foi aberta por Evie, levanto e a sigo para dentro do quarto.

19hrs 35min.

O vestido que eu usava era dourado em um tom quase prata, ele ficou lindo em meu corpo, o tom quase prata combinou com a maquiagem escura em meus olhos.

Ao começar a caminhar até o altar para encontrar Ben, meu coração palpitava tanto que senti medo de ter um infarto.

— Se acalme, consigo ouvir sua respiração!  — Joseph sussurra.

Consigo me acalmar um pouco e logo estamos em frente a Benjamin que me olhava admirado. Eu não sabia o que fazer.

— Te amo.

Josepg sussurra ao me entregar a Benjamim, beija minha testa e se afasta, logo olho nos olhos de Benjamin e não consigo me conter, meus olhos ficam marejados.

Logo estamos casados, a cerimônia foi muito bonita, e agora eu era oficialmente a princesa de Auradon.

Caminhamos para a tenda onde seria a festa e logo eu e Benjamin estamos sendo o primeiro casal a dançar. Ele dança bem, algo que eu nunca tinha reparado, Bea estava dançando a nossa volta, em circulos, e logo dançamos os 3 juntos, e eu me vi olhando para meu anjo como a olhei pela primeira vez. Eu estava chorando e sentindo uma necessidade muito forte de abraçar ela, a abracei e dancei um pouco com ela, logo foi a vez de Ben dançar com ela, era engraçado ver a forma desengonçada que eles dançavam por Benjamim ser muito alto.

— Vamos dançar, princesa de Auradon?

Eu sorrio quando Jay chega curvando o corpo, não falo nada, só o puxo, dançamos por alguns minutos e logo eu dançava com Carlos, agarrei Jane na pista de dança e me diverti com sua risada, quando ela cansou e saiu para tomar suco, senti mãos firmes em minha cintura e me virei para o encarar.

— Eu nunca imaginei você casando.

Joseph sussurra e começando a me guiar devagar, ele tinha um passo mais lento do que Ben, Jay e Carlos, seus olhos estavam cheio de carinho e naquele momento eu queria mais do que tudo o abraçar.

— Nunca me imaginei voltar aqui de novo.

— Você fez isso por nossa Bolinha!

Sorrimos cumplices, ele me vira em seus braços e quando isso acontece consigo ver Benjamim dançando com uma princesa ruiva mas seu olhar está em mim.

— Eu! Eu! Eu! — Beatrice vem até nós querendo dançar com Joseph, eles dançam um pouco desengonçado mas o modo como se olham me deixa feliz e satisfeita.

Por 7 anos era apenas eu, Bea e Joseph, éramos uma família meio torta mas nunca deixamos faltar amor para minha menina e eu só tenho a agradecer a Joseph.

— Socialize com os convidados! Como treinamos! — Minha adorável sogra chega mandando e eu suspiro.

Obedeço Bela, parando de mesa em mesa, sentindo a admiração de algumas pessoas e o desprezo de outras, mas eu entendia o porque de tudo aquilo.

Horas mais tarde eu estava indo com Ben para o navio que teriamos para nossa Lua de Mel. Lá dentro eu fui direto tomar um banho me sentindo exausta e ao sair sinto meu corpo se arrepiar com a visão de Benjamim nu sentado em nossa cama.

— Tire a toalha.

Ele manda e eu me faço de surda indo para o closet, ele me puxa e posso ver que está um pouco alto da bebida.

— Eu te amo.

Ele sussurra e posso sentir a sinceridade em sua frase, mas ele estar bêbado me deixa triste e o abraço sentindo sua intimidade dura roçando em minha barriga, isso me deixa excitada e logo estou o beijando, agora como sua mulher.


Notas Finais


🌿 Por favor, não deixem de me dizer se estão gostando da história.
Beijoooos 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...