História Nothing is what it seems to be - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Romance
Visualizações 12
Palavras 729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oieee!!! Boa noite, olha eu aqui de novo. Tenham uma boa leitura, não se esqueçam de comentar, isso me incentivara a continuar postando. <3 <3

Capítulo 4 - A Pior Notícia Da Minha Vida


Fanfic / Fanfiction Nothing is what it seems to be - Capítulo 4 - A Pior Notícia Da Minha Vida

_ C-como assim?

_ Ah... sei lá, o que é que você mais gosta e menos gosta em mim?

_ Você é perfeitinho do jeito que é, gosto do seu sorriso, dos seus olhos, da sua amizade, de todas essas coisinhas. _ ( Ele sorriu quando eu terminei de falar) 

_ E o que menos gosta?

As palavras saíram como um jato da minha boca, nem parem pra pensar no que eu estava dizendo.

_ Você é muito lerdo, não percebe o que acontece bem de baixo do seu nariz, você não...

_ Eu não...?

Fala sério que ele não percebeu o que eu estava tentando dizer.

_ Deixa pra lá Will... _ Ele arqueou uma das sobrancelhas. _ Agora é a sua vez, o que mais gosta e menos gosta em mim?

_ Você é fofa, lindinha, engraçada, com uns parafusos soltos nessa sua cabeça, mas eu amo você mesmo assim.

Eu fingi estar ofendida e dei uma risada.

_ E o que menos gosta?

_ É que você me deixa louco, estressado, impaciente.

_ Como assim?

_ Você é muito misteriosa, eu sempre falo tudo o que eu sinto, mas você nunca diz o que sente ou o que pensa! _ Ele alterou a voz um tanto razoável.

_ Se eu dissesse... nossa amizade acabaria.

_ Como assim Anna? Do que você está falando?

Eu apenas dei um sorriso sem graça, me levantei sem dizer nada e fui embora deixando o Will sem entender absolutamente nada o que estava acontecendo.

(...)

Duas semanas se passaram voando, e parecia que tudo estava indo bem, sem nenhum problema,até que uma manhã o Will apareceu do nada na minha casa com uma carinha de cachorro abandonado, me deixando o mais preocupada possível.

_ Bom dia Will... Will? Você está bem?

_ Oi Anna... não, eu não estou nada bem! Parece que tudo está prestes a acabar na minha vida.

_ O que está acontecendo Will fala logo.

_ É uma notícia ruim Anna...

_ Isso eu já consegui perceber, fala logo.

_ Minha mãe me deu a notícia de que nós vamos ter que mudar de casa! 

_ O quê? Por que? _ Senti meus olhos úmidos e minhas pernas bambearem.

_ Meus pais me disseram que terei que ir com eles, meu pai foi transferido de local no trabalho dele, e é longe daqui, por isso terei que ir pra lá.

_ Mas você pelo menos ficará na mesma escola não é? _ Perguntei ainda com esperanças.

_ Não Anna, eu mudarei também, lá as escolas são bem melhores que as daqui.

_ Não Will!!! Você não pode ir, não pode me abandonar aqui, você vai se esquecer de mim, você esquecer de tudo que passamos juntos aqui. _ Eu comecei a chorar muito, e eu comecei a descer e me agarrei nas pernas do Will.

_ Anna, você está fazendo eu ficar mais mal do que eu já estou. _ Ele agachou e me soltou das pernas dele me dando um abraço. _ Eu jamais esquecerei você, pare de dizer besteiras sua bobona.

_ Se é brincadeira por favor, para, não tem graça Will. _ Falei ainda em prantos.

_ Eu também gostaria que fosse. _ Ele disse com os olhos vermelhos.

_ Você vai quando? _ Falei me soltando dele e enxugando o meu rosto que estava todo molhado.

_ Dia 26 desse mês.

_ O que??? Mas hoje é dia 15 Will.

_ Eu não quero que você vá, por favor fique aqui comigo.

_ Eu não quero ir também Anna, mas não sou eu quem escolho isso, meus pais quem cuidam de mim nesse momento.

_ Will, não... _ Falei abaixando o tom da minha voz. _ Você mudou completamente a minha vida desde que chegou aqui.

_ Eu sei, e você mudou a minha sua pirralha.

_ Você é só um ano mais velho que eu, cala a sua boca. _ Eu falei rindo, mas logo voltei a ficar deprimida.

_ Eu te escreverei todos os dias.

_ Promete?

_ Prometo de dedinho.

_ Vou te visitar todas as vezes que eu conseguir, ano que vem vou tirar minha carta então poderei vir aqui quando quiser.

Eu o abracei com toda a minha força, não queria solta-lo nunca mais.

_ Vamos aproveitar enquanto ainda estou aqui, ele levou suas mãos até o meu rosto...

 


Notas Finais


Desse capítulo em diante vai ser meio tenso... espero que estejam gostando. E ai, o que acham que vai acontecer com o Will e com a Anna? Ela vai dizer a ele o que ela sente? Eles vão ficar juntos no final? Isso vocês saberão daqui um tempinho.
Até mais!!! Bjinhos <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...