História Nothing Like Us - Jeon Jungkook (ABO) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bts Abo, Imagine Jungkook, Jeon Jungkook, Jungkook Abo, Jungkook Imagine
Visualizações 37
Palavras 1.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olááá! Voltei, né? Hmm, sentindo que cês vão gostar da Yura, hehe.

Beijos. 👌🏼💕

Capítulo 3 - NLU; Another World.


Another World; 


Ouvir tudo ao redor mas não poder se mexer, era de fato agoniante e irritante. Apesar de todos os meus esforços eu não conseguia mexer nem um dedo, nenhum mínimo movimento, era como se meu cérebro tivesse se desligado, mas, continuasse mantendo meus movimentos involuntários.


— Já era pra ela ter acordado.. — Ouvi um murmúrio da voz bem conhecida por mim. Todas as vezes que a porta era aberta, era sempre essa voz que eu ouvia e – acho eu – que ele que era responsável por cuidar de mim. 


— Estou te dizendo, Jin, ela não tem jeito! — essa voz a maioria das vezes tentava convencer Jin a parar de cuidar de mim, pois, segundo ele "não era da conta deles", atende por Yoongi, eu acho.


— Ela pode ter informações importantes, vamos cuidar dela até ela acordar. — Insistiu Jin.


— E se não tiver?


— Já chega, Yoongi. Pode se retirar, por favor? 


Yoongi bufou e bateu a porta após sair.


Incrível eu conseguir imaginar a situação mesmo sem olhar, mas, o jeito dele me fez imaginar esse tipo de situação fora o estrondo que ecoou, presumi que fosse da porta.


— Você vai acordar, tenho certeza..


~ ~ ~ 


Alívio era algo que me definia atualmente.


Após algum tempo depois de ouvir a voz de Jin e sua retirada do quarto, apesar das pálpebras pesadas, eu consegui abrir meus olhos; mesmo que ambos embaçados.


— Acordou, hum? — Ok, essa voz eu nunca ouvi. 


Me virei rapidamente na direção do garoto e lá o vi. Olhos pretos, tão pretos que não consegui distinguir sua pupila, cabelos negros – aparentemente bem macios, por sinal –, e lábios extremamente atrativos.


— O-o quê? — murmurei me ajeitando sobre o colchão confortável.


— Você esteve dormindo por bastante tempo. — se levantou da poltrona e se sentou a minha frente. — Eu diria que a três semanas.


— Três semanas?! — exaltei minha voz – algo que me arrependi rapidamente –, sentindo minha garganta arder, tossi levemente por conta da ardência.


— Tome. — me esticou um copo com água, o líquido transparente quase transbordava do vidro cilíndrico. — Fiz questão de encher o copo, presumi que estivesse com muita sede. — peguei o copo de sua mão com extremo cuidado pelo fato da água quase transbordar e tomei rapidamente.


— Obrigada.. — O alívio foi imediato assim que o líquido gelado desceu por minha garganta irritada.


— Por nada.. É.. Como você foi parar perto do Sangria? — Questionou o mesmo após por o copo em cima da cômodo.


— O quê? Que lugar é esse? 


— O covil dos vampiros.. Espera, você não sabe?


— Do que você está falando?? Tá drogado? — Me cobri um pouco mais com o lençol, assustada.


— Ok, isso está estranho.. Não sabe de um lugar básico como esse? E nem que vampiros existem? — Arqueou as sobrancelhas e cruzou os braços como se estivesse pensando.


— Jeon? O que tá' fazen- Jin – deduzi pela voz – parou de falar no momento em que me viu sentada e provavelmente com os olhos arregalados. — Oh, você acordou! Que bom! Como se sente? 


— Confusa. Esse garoto acha que vampiros existem, está tudo bem com ele?


Jin arqueou as sobrancelhas e olhou para Jeon que deu de ombros com a mesma expressão.


— Não sabe? 


— Não sei o quê???


— Hm.. Esqueça, descanse por enquanto. Jeon me siga. — logo me vi sozinha no quarto.


Haha, ata que eu conseguiria dormir com tudo isso acontecendo, primeiro: Estou trancafiada em um lugar com drogados que acreditam em mitos. Segundo: Não faço idéia de como vim parar aqui. Terceiro: Sinto que estou esquecendo de algo.


Todos essas perguntas vieram com tudo me fazendo ter uma dor de cabeça das brabas.


— Aish.. — Suspirei e me virei, preparada para dormir.


Jeungguk POV;


— Ela é estranha. — Me jogo no sofá verde e totalmente desconfortável. — Aish.. Já disse que precisamos comprar outro sofá, isso aqui tá' só o aço.


— Para de reclamar, garoto. Eu hein. Se quiser outro tu que compre. — senti uma pancada em minha perna e o olhei incrédulo.


— Vai ficar me chutando mesmo? Te deito na porrada. 


— Oxe, sou o Hyung dessa casa, me respeite, Maknae. — riu ao ver minha expressão inconformada. — Mas, voltando ao assunto, ela é realmente estranha, como não saber de algo básico que aprendemos na infância? 


— Talvez ela não seja daqui? 


— O que quer dizer? — Retrucou Jin.


— Quero dizer que; para ela não saber de algo tão banal, é porque ela não pertence a este mundo, certo? — Fui ligando as peças e esta foi o único pensamento que mais fez sentido.


— Não há como, Namjoon nunca liu nada parecido no livro de feitiços.


— Vai ver não foi feitiçaria, Jin. Pode ter sido outra coisa, só sei que ela é realmente estranha.


— Quem é estranha? — A porta fora fechada e logo ouvi a voz de minha namorada.


— Yura, o que fazia lá fora? — a garota se sentou ao meu lado e cruzou as pernas e me olhou risonha.


— Caçando, estava com fome. 


– Sabe que está perigoso andar por aqui, não sabe? — Recentemente, um alerta fora emitido aqui na cidade, caçadores de lobos estavam cercando a cidade, ou seja, nada de lobos caçarem.


— Ah, qual é, Kook! Eu sei me cuidar, fui treinada por você, tudo que você sabe eu sei, e vice-versa, não se preocupe. — me deu um rápido selinho. 


— Voltando ao assunto.. Quem é estranha?


— Uma garota que Jin encontrou perto de Sangria recentemente, acredita que ela não sabe dos vampiros? 


— Bem estranho mesmo.. Vou lá ver ela. — Sorriu e antes que eu pudesse protestar a loira havia subido.


___________ POV;


— É ela? — Uma voz feminina se fez presente e eu abri meus olhos rapidamente. — Oi, estranha!


— Oi..? — Murmurei e me virei em sua direção vendo uma bela loira com olhos castanhos e alta.


— Tudo bem? Ah, desculpa perguntar, está bem óbvio.. — gargalhou e sentou-se a minha frente. — O que fazia no Sangria? Lá é perigoso, você sabe?


— Eu não sei.. Eu nem ao menos sei aonde estou! Eu nem sei o que é Sangria, pelo amor... — exaltei-me e vi o sorriso de canto da garota.


— Não minta! Tenho a capacidade de sentir sondas de poder dentro de cada um. — Me olhou profundamente sem nem ao menos piscar. — Sinto bastante energia vinda de você, não precisa mentir mais.


Olhei de soslaio para Jeon que me encarava do mesmo jeito que a loira, bom, pelo menos ele piscava.


— Olha.. Eu não estou mentindo, eu juro que não sei! — Suspiro e os tento convencer somente com meu olhar, o que eu acho que não vai funcionar, mas, não custa tentar.


— Ela se machucou muito? — Questionou para Jeon.


— Bem, Jin me disse que o estado dela era estável, então, creio que não era tão grave.


— Hum.. Vamos confiar em você, espero que não nos decepcione, hm? — sorriu abertamente e segurou minha mão. — Finalmente uma garota nessa casa, não aguentava mais esses porcos, só peidam e comem o dia todo.. — suspirou. — Eu acho que teremos que te treinar, sim? — me olhou novamente com aquele olhar amedrontador. — Espera, hmm.. Acho que você é feiticeira, considerando a enorme energia que emana de você, isso é trabalho pro Jimin, você vai gostar dele, eu acho. – Deu de ombros e se levantou, direcionando seu olhar a Jeon. — Tenho que ir, nos falamos depois. — e num piscar de olhos ela saiu.


Depois eu sou a estranha... Pensei.


— Bem, descanse, amanhã será um dia puxado.. — acenou levemente com um sorriso de canto e se retirou.


Dia puxado, que merda...




Notas Finais


Tirem suas próprias conclusões, hehe.
um abracinho quentinho da ppsii 😔💞💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...