1. Spirit Fanfics >
  2. Nova geração. >
  3. Missão (PT.2)

História Nova geração. - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura.

( Cristal de armadura do Vector.)

Capítulo 14 - Missão (PT.2)


Fanfic / Fanfiction Nova geração. - Capítulo 14 - Missão (PT.2)

P.O.V Vector


Nós ainda estávamos a caminho do palácio de Pallas, estava muito escuro então Atena decidiu montar  o acampamento na margem de um rio que ela falou que marca o meio do caminho.

Eu amonto minha barraca, coloco minhas coisas dentro dela, então decido ir verificar o local pra ter certeza que é seguro.

Antes que eu conseguisse ir verificar o local, os outros perguntam pra onde eu iria.


Subaru- Aonde você vai?

- Checar o perímetro.


Eu sai de lá e fui parar em uma cachoeira, eu abro meus olhos e começo a analisar o meu cristal de armadura.

Eu olho para o céu que estava sem estrelas, eu coloco meu cristal no pescoço e quando eu olho pro lado novamente começo a ver essas coisas.


Na visão.

Eu andava por um palácio cheio de riquezas e então passo por uma sala que me deixou intrigado.

Nessa sala haviam quatro encubadoras mais em somente uma delas a criança estava... Completamente cheia de sangue parecia nem ter sido limpa depois do nascimento.

Saio daquela sala e vou caminhando até chegar acho que na sala do trono, lá eu vejo um velho que parecia muito feliz e ao mesmo tempo tão irritado.


DARK- Logo Atena não vai mais conseguir me manter preso.


Fora da visão.


Eu sou despertado pelo Ryuho eu já não estava mais na cachoeira e sim na barraca.


Ryuho- Ele acordou.- Ele parece aliviado ao falar isso.- O que aconteceu?

- Eu que pergunto, como eu cheguei aqui?

Takeda- Vector você estava muito ferido quando encontramos você.- Eu me levanto saindo da barraca.

- Como eu me feri? E porque colocaram essa faixa no meu olho?

Chay- Nós não sabemos como se feriu e sobre seus olhos..... Eles estão como eu posso dizer brilhando.

- Quê?- Eu nesse momento sinto uma dor muito grande nós meus olhos.- Eu preciso ficar sozinho.

Ana- Querer ficar sozinho foi o que fez isso nos seus olhos.

- Eu estava checando o perímetro.

Hyoga- Então por que estava perto daquele cara?

- Que cara?

Ikki- É você que tem que dizer.

- Como eu vou dizer o que eu não lembro de fazer?

Seiya- Ele se parecia muito com um espectro.

Sebastian- A gente não te machuca se você falar a verdade.

- Que verdade?

Victoria- Se que sabe.

Ana- Longe dele se quiser ver o amanhã.

Chay- Ninguém vai chegar perto dele.

Atena- Ninguém vai machucar ninguém e muito menos o Vector.

Harbinger- Mas Atena...

Atena- Sem mais nem menos.

Kiki- Não perceberam?

Todos- O que?

Fudou- Ele tava tentando pegar o cristal de armadura do Vector.

Íntegra- O que ele tem de especial no cristal?

Ana- Cuidado como fala ele pode te matar dependendo de como falar do cristal.

- Ele é um cristal especial... Por que eu o encontrei em uma parte específica do purgatório, era uma caixinha era muito importante pra todos lá.

Ryuho- Quem são eles?

- São os.........

Souma- Os...... Os quem?

Takeda- Você ainda não consegue falar, né?

- Pelo visto.

Atena- Chega já passou dá hora de todos irmos dormir, amanhã temos que acordar cedo então todos nós vamos para as barracas dormir agora, todos entenderam?

Todos- Sim senhora.


Eu entro na barraca e invés de dormir eu decido desenhar, e também ver se meu arco e minhas flechas estão em um bom estado, eu fico fazendo isso por um bom tempo quando escuto alguém se aproximando e logo escuto a voz do Ryuho.


Ryuho- Vector eu posso entrar?

- Pôde.


 Ele entra e fica mais afastado porque como a barraca era pra quatro pessoas é bem espaçosa, então ele fica sem dizer nada e do nada ele começa a olhar para mim com uma cara de como eu posso dizer... Parecia envergonhado.


- Ryuho tá tudo bem? Você não parece muito bem.

Ryuho- Você bem como eu posso dizer... está sem camisa, Vector tem certeza que está bem?

- Estaria bem melhor sem essa faixa.

Ryuho- Você quer que eu a tire?

- Acho melhor não, até porque eu não sei quanto tempo vai levar para que os meus olhos voltem ao normal.

Ryuho- Como você está vendo seu arco se está vendado?

- Eu enxergo através do cosmos e como meu cosmos está nesse arco e nessas flechas, bem tá aí sua resposta.

Ryuho- Sabe uma coisa, eu tenho medo de acampar.

- Por que?

Ryuho- Tenho medo de algum animal ou inseto entrar na minha barraca.

- Se quiser dormir comigo, fique a vontade.

Ryuho- Obrigado, eu acho que vou aceitar.

- Terminei.


P.O.V Ryuho


Eu já estava deitado ao lado do Vector e ele abraçou minha cintura, eu me senti bem seguro acho que é por ele está ao meu lado.

Eu caí no sono mas eu senti o peitoral do Vector e como a blusa dele era uma malha bem fina eu também sinto seu abdômen.

Eu me sento e ele fica me olhando e logo me puxa para um beijo calmo mais longo.


Vector- Já disse que eu estou aqui, ou seja, não se preocupe nada vai te acontecer.


Nós nos deitamos de novo e logo nós dois dormimos.


Dia seguinte


Eu já estava acordado e já tinha arrumado todas as coisas e minha barraca que estava vazia essa noite, eu olho pro lada e as meninas estão todas com os olhos em mim.


- Que foi que eu fiz?

Yang- Como foi dormir com o Vector?

- Não foi a primeira vez que dormimos juntos, então foi normal.

Aria- Eu não reconheço mais esse Ryuho.

Yuna- Nem eu.

Ana- Olha quem vem.

- Quem?

Ana- Os de ouro, infelizmente.

Kiki- Pôde ficar tranquila, nós vamos partir então estão prontas?

Todas- Sim.


Nós voltamos a caminhar e eu vejo o Vector ao meu lado e não atrás de todo mundo, tudo bem que ele está de fone mais ainda sim está do meu lado. Ele é bem "irmão" do Chay e da Ana fico me perguntando se eles tem algum familiar em comum, mas eu acho que todos perderam a família muito cedo então acho difícil serem familiares, se bem que tudo é possível nesse mundo.


           .TY PESSOAL.



Notas Finais


Até logo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...