História Nova Vida - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Natsume Yuujinchou
Personagens Atsushi Kitamoto, Jun Sasada, Kaname Tanuma, Personagens Originais, Reiko Natsume, Satoru Nishimura, Shuuichi Natori, Takashi Natsume, Tooru Taki, Touko Fujiwara
Visualizações 7
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Rapaz, quanto tempo heim, bom hoje eu estou aqui com mais um cap da minha historia, esero que gostem e por favor leiam as notas finas eu sempre escrevo alguma coisa lá.

Capítulo 7 - O pequeno youkai: Parte 2


Natsume: QUEE!!! 

Sem querer acabei cuspindo toda a água que estava bebendo. 

Touko: Oque foi Takashi ?, você está bem ? 

Natsume: Ah, nada não, só me engasguem com a ague que eu estava tomando. 

Eu levei um susto, mas eles não conseguem ver o youkai, então é só comer naturalmente e depois subir para o meu quarto e ver o que esse youkai está querendo. 

Logo depois de terminar o jantar o pequeno youkai me seguiu até o meu quarto para explicar o que ele queria. 

Pequeno youkai: Natsume-Dono, eu gostaria que o senhor me devolvesse o meu nome, por favor. 

Natusme: Ok, eu irei devolver o seu nome. 

Sensei: Eu conheço você, é o velho tsuyukami. 

Natsume: Vocês se conhecem? 

Sensei: Sim, mas foi meio difícil reconhecer já que ele está tão pequeno agora. 

Tsuyukami: Ah, também lembrei de você, com essa voz, só pode ser o madara !, mas como você ficou nessa forma tão..... 

Sensei: Cala a boca, senão eu vou te devorar! 

Natsume: Ok, já chega dissom, vou devolver o seu nome agora, ........ espera. 

As páginas do livro começaram a passar rapido á procura do nome dele, até que param em um, mas estava grudado com outra página. 

Quando eu tentei puxar o youkai começou a se contorcer de dor. 

Sensei: não se lenbra do que eu disse? se você rasgar o nome o youkai morre. 

Natsume: NÃO ME LENBRO DE VOCÊ TER FALADO ISSO!!! 

Sensei: Não falei? hum, desculpa ai então eu devo ter esquecido. 

Natsume: Como você esquece uma coisa dessas?, me desculpe tsuyukami, não posso devolver seu nome, é melhor desistir. 

Tsuyukami: Por favor Natsume, pense em um jeito de me ajudar. 

Natsume: Ok, eu vou pensar em alguma coisa. 

Eu fui logo em seguida para o banho, a água estava em uma temperatura ideal, perfeita para relaxar um pouco e pensar em um plano para ajudar o Tsuyukami. 

 

No dia seguinte eu estava indo para nanatsumori, o sensei disse que tsuyukami morava lá, no caminho eu acabo esbarrando eu uma velha senhora que estava descendo a mesma estrada que eu, ela estava carregando uma sacola com pêssegos que acabou caindo, eu ajudei ela a pegar os pêssegos e ela me deu um como agradecimento. 

Continuei seguindo em frente para a casa do Tsuyukami, ele tinha me pedido para trazer um espelho, o sensei também disse que era bom manter o espelho por perto. Subindo um pequeno morro numa floresta eu chego em um pequeno altar. 

Então Tsuyukami não é só um nome ?, ele é realmente um Deus ? 

Tsuyukami: Natsume, você veio!  

Éssa não sera que eu vou ser amaldiçoado pelo meu desrespeito com ele ontem? oque a Reiko faria numa hora dessas ? 

Tsuyukami: O que foi Natsume?, você parece um pouco pálido. 

Sensei: É que ele ficou com medo quando descobriu que você é um deus. 

Tsuyukami: pode ficar tranquilo Natsume, me chamam de Deus, mas eu sou apenas um youkai Sem teto que se abrigou nesse altar. 

Neste mesmo lugar muito tempo atrás houve um período de seca muito voraz, então um jovem do vilarejo veio neste templo para rezar e pedir pela chuva, por coincidência no outro dia choveu, então vários aldeões do vilarejo começaram a me cultuar, quando me dei conta estava esbanjando poder, mas com o tempo eles pararam de rezar para mim e agora o meu corpo que depende dá fé deles encolheu. 

Sensei: É, realmente, quando eu tinha visto ele não muito tempo atrás ele era do tamanho de um humano. 

Natsume: Ok, vamos direto ao assunto, eu vim aqui para falar o meu plano, eu vou devolver os dois nomes ao mesmo tempo, assim eu não vou precisar separar as páginas, mas temos um problema!, nõs não sabemos quem é o outro youkai e nem onde ele está. 

Tsuyukami: Hum, eu sei onde ele mora, mas me esqueci o nome dele, ele mora em  Sannozuka. 

Natsume: Ok vamos procura-lo então. 

Nós começamos a busca pelo youkai, mas mesmo depois de vários dias de busca nós não encontramos ele, até que um dia nós fomos visitar tsuyukami e avistamos a mesma senhora daquele dia, tsuyukami tinha falado sobre ela, era a única que continuava rezando por ele esse tempo todo, eu me aproximei dela e ela perguntou se eu iria fazer uma oferenda para ele também para disfarçar eu disse que sim, ela se sentiu muito feliz, a senhora começou a me contar uma história de quando ela era jovem, que ela tinha visto o tsuyukami em um dia que ela havia ido rezar, mas evitou olhar diretamente, ela acreditava que se olhasse diretamente para ele ele iria desaparecer, ela me disse que já eu comecei a visitar o altar tsuyukami ficaria feliz, porque ele era muito solitário. 

A solidão..., é horrível. 

Deve ser doloroso. 

Estar só..., é doloroso demais. 

É um sofrimento, um fardo.  

Eu dormi com esses pensamentos. 

 

No outro dia eu acordei com tsuyukami batendo na janela, ele veio me avisar que achou o youkai, nós fomos correndo até a floresta que ele foi avistado, mas quando estávamos correndo por lá. 

Sensei: Natsume!, Pare!, eu estou sentindo uma presença maligna. 

Natsume: Oque? 

Quando ele falou isso um youkai gigante apareceu diante de mim, ele parecia um corpo sem carne, só ossos e pele, ele só falava (aqui estou), o sensei me disse para pegar o espelho que ele me deu a alguns dias e cegar o youkai com a luz do sol, mas quando eu tento fazer isso o youkai me dá um golpe e derruba o espelho, eu tento sair correndo mais ele me segura pelo pescoço e começa a me estrangular, quando eu estava prestes a perder a consciência eu tive uma visão, era uma visão da minha mãe com ele, na hora eu não sei como mais eu soube o nome do youkai, o sensei mordeu o braço dele e me jogou para cima na mesma hora eu peguei o livro ainda no ar e devolvi o nome dos dois, ‘’Susugi, Tsuyukami, eu devolvo os seus nomes’’, ná mesma hora em que eu devolvi os nomes o susugi desapareceu, logo depois eu desmaiei. 

Quando eu acordei já era de tarde, eu decidi ir visitar tsuyukami, no caminho eu decidi conversar com o sensei. 

Natsume: Sensei, sabe, eu ouvi disser que Susugi costumava a chegar no vilarejo pelas sombras, e em troca de pão amanhecido, ele lavava os pratos da casa. 

Sensei: Ué, pesquisou sobre a vida dele ? 

Natsume: Mas hoje a cidade brilha até de noite, talvez nunca mas o vejamos. 

Sensei: Ele tem amigos nas montanhas, aposto que ele está contente de não ter que conviver com humanos. 

Natsume: Serio?, eu espero que seja isso mesmo. 

Continuamos andando até o templo do Tsuyukami, chegando lá eu chamei ele porque eu tinha trazido pêssegos para ele, mas uma voz bem fina e fraca respondeu. 

Tsuyukami: Eu estou aqui Natsume!. 

Natsume: Tsuyukami, você ficou ainda menor? 

Tsuyukami: Acho que sim. 

Logo após ele falar isso eu corpo começou a cintilar e ir sumindo de pouco em pouco. 

Natsume: O que está acontecendo? 

Tsuyukami: Aquela senhora que me entregava pêssegos morreu, ela era a única pessoa que continuava a rezar para mim, agora que ela morreu, eu também vou desaparecer. 

Natsume: Não!!!, por favor não desapareça tsuyukami, eu posso vir rezar para você. 

Tsuyukami: Não teria como, porque você é meu amigo Natsume, eu estou feliz agora, há anos eu olho ela, e agora finalmente eu vou poder me juntar a ela, talvez agora eu até possa toca-la, adeus, Natsume. 

Com dor no coração eu respondo. 

Natsume: Adeus Tsuyukami. 


Notas Finais


Olá, bem finalmente eu postei kkkk, bem finalizei esa parte da historia agora eu vou colocar em pratica algumas das minhas ideias originas, obrigado por ler e até o proximo cap, a é tinha esquecido, eu vou deixar a musica que eu uso para escrever cada cap aqui nas notas finais,vai ter umanova todos os caps porque eu gosto de varias, só avisando que é musica clasica porque eu goso muito.
Link: https://www.youtube.com/watch?v=REu2BcnlD34&t=3294s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...