1. Spirit Fanfics >
  2. Novas na UA - Em revisão! >
  3. Crônicas de uma família problemática

História Novas na UA - Em revisão! - Capítulo 57



Notas do Autor


Consegui família 😎🙌

Capítulo 57 - Crônicas de uma família problemática


Fanfic / Fanfiction Novas na UA - Em revisão! - Capítulo 57 - Crônicas de uma família problemática



P.O.V. Lynn


Flashback on


Lynn - Por que estamos nessa sala?


Chisaki - Queria testar uma coisa. - falou fazendo um olhar assustador.


Aquilo estava me assustando.


Chisaki - Se sente aqui. - apontou para uma cadeira que estava em frente dele.


Eu estava exitante. Ele nunca agiu assim.


Chisaki - Não me desobedeça! Sente-se agora! - falou com uma voz mais firme me assustando.


Lynn - Por que está falando assim?


Chisaki - Para de ser medrosa garota, senta logo!


Eu fui andando tremendo um pouco para aquela cadeira e me sentei. De repente ele prendeu minhas mãos e pernas alí.


Chisaki - Você já menstrua não é?


Balancei minha cabeça um pouco assutada.


De repente a cadeira desceu e virou uma "cama".


Chisaki - Sabe o que isso significa?


Lynn - Nã-Não…


Chisaki - que você já pode ter um filho. - de repente ele levantou minha blusa e passou a mão em cima do meu ventre. - Isso pode ser um problema.


Lynn - O que você vai fazer?


Chisaki - Simples. Vou te esterelizar.


Eu aprendi isso na escola… Esterelizar é… Ele vai… Tirar minha capacidade de liberar óvulos? Ele vai me tornar… Estéril?


Lynn - Por que você vai fazer isso comigo?


Chisaki - Pra você entender que não deve ficar perto de nenhum garoto, inclusive do Shigaraki! Nenhum homem vai querer ficar com uma mulher infertil!


Lynn - Eu nem falo mais com o Shigaraki! - falei quase chorando.


Chisaki - Por que eu mandei ele se afastar de você, ou se não eu matava o All for One.


Lynn - Você o ameaçou?


Chisaki - Sim!


Lynn - está falando isso tão naturalmente… Não se sente culpado por todas essas maldades que faz?


Chisaki - Nem um pouco.


Lynn - Você é um monstro. - falei chorando.


Chisaki - Talvez eu seja. - disse com uma agulha na mão. - Relaxa, você não vai sentir nada.


Lynn - AAAAAAAHHH! - gritei sentindo a agulha entrar no meu braço.


Chisaki - Se ficar se debatendo, vai doer mais.


P.O.V. Saiko


Saiko - Já faz algum tempo que não vemos as meninas e elas também não mandam mensagem.


Aydo - Isso tá bem estranho.


Saiko - Acha que deveríamos fazer uma visita surpresa?


Aydo - Acho uma ótima ideia. Vamos levar bolo!


Saiko - Vou falar com o meu pai. - me levantei da cama e fui para o escritório dele - Pai!


Kenji - O que foi, Saiko? - Perguntou sem olhar para mim, pude sentir um pouco de rispidez em sua voz.


Saiko - Queria saber se eu e o Aydo podemos ir visitar as meninas.


Kanji - Respirou fundo - Você vai mesmo ver as meninas ou vai ficar se engraçando com um dos meus funcionários?


Saiko - O que… Você… Quis dizer com isso?


Kenji - Tem câmeras de segurança na delegacia, Saiko… E eu vi você e o tenente.


Saiko - Eu não queria… Que você descobrisse assim…


Kenji - Então é mesmo verdade?! - ele finalmente me olhou - Você gosta mesmo disso?


Saiko - De quê? De homens? Gosto! - falei com uma certa raiva - E o que você vai fazer? Me prender? Me bater? Me matar?


Kenji - Fale direito comigo. - bateu na mesa.


Saiko - Então também fale direito comigo.


Kenji - Eu sou seu pai, você deve me respeitar! - veio até mim.


Saiko - Eu também mereço respeito tanto quanto você.


Kenji - Eu não criei você para ser… Isso! - me olhou com desgosto.


Saiko - Ah, sinto muito se eu te decepcionei, mas eu sou assim!


Kenji - Isso deve ser coisa desse seu amigo aí!


Saiko - O Aydo não sabe de nada! Ele não tem nada a ver com isso!


Kenji - Eu nunca devia ter aceitado ele entrar na nossa casa. Eu quero que ele vá embora!


Saiko - Se ele for embora eu também vou!


Kenji - Pode ir! Prefiro ficar sem filho do que ter um viadinho!


Eu não consegui me controlar e acabei socando ele. Não me arrependo.


Saiko - Que bom que você não queria cuidar da Naomi! Ela teria nojo de você!


De repente eu só senti meu rosto virar e minha bochecha arder.


Kenji - Vá embora agora antes que eu faça algo pior.


Saiko - E você ainda se diz chefe de polícia! - sai dali e fui para o meu quarto. - Vamos embora! - peguei uma mochila.


Aydo - O que aconteceu? Porque vocês estavam gritando?


Saiko - Por nada! 


Eu queria conta-lo… Mas talvez ele tenha a mesma reação que meu pai…


Aydo - Por nada, não. Vocês não brigam atoa.


Saiko - Porra Aydo, cala a boca e vamos logo! - falei fechando a mochila


Aydo - Vamos voltar amanhã?


Saiko - Não vamos voltar! - falei deixando a chave de casa em qualquer canto do quarto e pegando meu celular. - vamos embora pra sempre…


Aydo - Ok… - ele pegou as coisas dele e fomos embora. - Porque sua bochecha está vermelha? Ele te bateu?! Saiko, ele é policial, ele não deve fazer isso.


Saiko - Só fica quieto! - reprimi a minha vontade de chorar - Vamos logo nas meninas.


Ir atrás delas pode ter sido uma das piores decisões das nossas vidas.


P.O.V. Lynn


Saiko e Aydo agora estavam com a gente… Sabia que isso era um problema pois significava que mais gente ia fazer parte desse inferno.


Saiko - Você está bem?


Lynn - Não muito. - abracei minhas pernas em cima da cama. Ainda sinto minha barriga doer…


Akira - O que aconteceu com você? - Perguntou me fitando preocupada.


Lynn - Nada…


Estávamos tomando conta da Eri, ela era uma bebê legal e fofa. E eu não vou deixar meu pai machuca-la de novo.


Naomi e Aydo dormiam do lado da gente.


Eri - Está dodói? - Perguntou me olhando do chão.


Lynn - Não se preocupe Eri-Chan. - falei dando um sorriso fraco - Toma! - peguei uma peça do quebra cabeça e a entreguei - É ali! - apontei pro espaço vazio.


Eri - Hihi


Akira - Eu sinto falta… Da mamãe… E do Sora… Será que eles viriam nós ajudar se pedissemos ajuda?


Saiko - Lynn, tenta falar com o Shigaraki.


Lynn - Isso! Ele pode… - senti uma pontada na barriga - Nos ajudar.


Akira - Você tá bem mesmo?


Lynn - sim!


Eles cinco são meus únicos motivos para eu ainda ficar de pé… e viver. E eu não posso demonstrar fraqueza. Eu vou atrás do Tomura e falar com ele.


-------


Chisaki - Você está agindo muito mal esses dias. - disse pegando uma seringa.


Eu acabei tentando imobiliza-lo por ter tentado levar a Eri novamente para fazer esperimentos.


Chisaki - Se continuar assim terei que fazer alguns esperimentos nas suas amadas irmãs.


Lynn - NÃO! 


Chisaki - Eu não te dei escolhas. Isso só não irá acontecer se você se comportar bem.


Lynn - Eu me comporto, eu faço tudo o que você quiser, só não toca neles, por favor. - implorei quase chorando.


Chisaki - Parece que você decidiu tarde demais.


Ele também estava fazendo isso por ter fugido e ter ido atrás de Shigaraki para pedir ajuda. Mas parece que ele não quis me dar ouvidos. Esse desgraçado deve ter o ameaçado novamente…


----


Akira - Ele veio falar comigo. Ele disse para irmos todos para um quarto e ele causará um incêndio para podermos fugir.


Naomi - Mas quando isso irá acontecer?


De repente ouvimos um alarme.


Lynn - acho que agora. - nos levantamos rápido e eu fui rapidamente até o quarto de Eri… Só que o fogo azul já estava se alastrando rapidamente. Eu não iria conseguir passar por lá sem ser queimada viva. Mas era pela Eri! Antes que eu pudesse passar pelo fogo, me senti puxada.


Saiko - Tá Maluca? - continuou me puxando enquanto corria - Queria morrer!


Lynn - eu não busquei a Eri!


Saiko - Aí merda! - parou de correr - Eu vou lá atrás dela e você corre.


Lynn - Eu vou com você.


Saiko - NÃO! Você vai sair daqui e ir atrás das meninas. Eu vou até a Eri!


Lynn - mas Saiko…


Saiko - Mas nada! VAI! 


-----


Naomi - Lynn! - vi elas na esquina dali. - Cadê o Saiko?


Lynn - Ele foi atrás da Eri! - Tossi.


O fogo não tinha alcançado a parte de cima da casa, somente uma parte do subsolo, então não tinha um alarde na rua nem nada. O alarme de incêndio já deve ter acionado então o fogo já deve estar diminuindo.


Ficamos bastante tempo esperando eles aparecerem e nada. Já estava amanhecendo e nada… Chegamos a conclusão de que eles não iriam sair de lá. Então tínhamos que ir embora sem eles… Não sábiamos se estavam vivos ou mortos, mas eu tinha que manter a segurança das minhas irmãs, ir embora foi a melhor opção…


Flashback off


Nighteye - Quero que nos conte essa história direito!


Continua...



Notas Finais


Tentarei postar até quinta feira


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...