História Nove Meses. - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Enzo, Giuseppe Salvatore, Klaus Mikaelson, Lilian "Lily" Salvatore, Matt Donovan, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Vicki Donovan
Tags Stefonnie
Visualizações 25
Palavras 3.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente, voltei depois de alguns dias nada demais estava tentando definir este capítulo e bem espero que gostem vamos a ele.
Boa Leitura:

Capítulo 6 - Capítulo 06: Gravidez Inesperada.


Fanfic / Fanfiction Nove Meses. - Capítulo 6 - Capítulo 06: Gravidez Inesperada.

Já haviam se passado exatos dois meses e meio da noite de sexo entre Bonnie e Stefan, os dois continuavam suas vidas, mais não exatamente do mesmo modo de antes.
No apartamento de Bonnie, Rebekah e Klaus espantavam-se com os novos e súbtos costumes alimentares da amiga.
- Bonnie o que você esta comendo essa hora da manhã mulher? -Pergunta Klaus olhando amiga de modo questionador, em quanto a irmã já estava sentada a mesa junto com amiga a observando comer aquilo de olhos bem arregalados, Bonnie tentava falar mais só se ouvia ruídos vindo de sua boca, pois a mesma estava cheia daquela comida, então Rebekah respondeu-
- Deixa que eu falo Bon, -Rebekah sorri olha para o irmão então continua- Bem, mano ela está comendo um churrasco de carne, com molho cremoso, feito com creme de leite, cebola, alho, ketchup picante, queijo parmesão ralado, e arroz doce com feijão, a nossa amiga está maluca. -Assim que Rebekah termina de fala, Bonnie se levanta da sua cadeira e sai correndo, quase levando Klaus junto para ir ao banheiro e ali ajoelhada na frente do vaso-sanitário, a mulher tem uma ''conversa'' digamos intima com o mesmo em quanto Klaus ajuda segurando o seu enorme cabelo que estava solto e Rebekah observa da porta-
- Nossa Bon o que tá acontecendo, isso não é normal, vou te levar ao médico, você não pode viver assim, come e logo em seguida coloca tudo para fora. -Fala Klaus preocupado-
- Isso mesmo, vamos mesmo e não queremos mais ouvir nenhuma desculpa. -Fala Rebekah já saindo dali para ir buscar sua bolsa e a bolsa de Bonnie, e depois de alguns minutos os três saem do apartamento e vão procurar um hospital público já que Bonnie não tem plano de saúde, isso é muito caro para a garota, em quanto as funcionárias da Salvatore Engenharia, mais o policial vão ao posto médico e esperam sua vez para serem atendidos na Salvatore Engenharia Damon estava altamente perdido sem sua secretaria, que ainda não havia aparecido e nem ligado, e o dia ainda nem tinha começado, em quanto Stefan estava perguntava a Enzo onde estava a Copeira Bennett com seu café da manhã, o loiro estava realmente viciado nos lanches caprichados da jovem Bonnie-
Salvatore Engenharia:
- Enzo onde está o meu pedido? -Pergunta Stefan ao seu secretario que ligava para a copa e Cristal apenas dissera que Bonnie não havia chegado mais que providenciaria o lanche ao seu chefe, assim que ouviu a resposta de Cristal, Enzo, correu a sala de seu chefe e logo foi falando-
- Senhor Stefan a senhorita Bonnie não chegou ainda, mais a senhorita Cristal já está providenciando o seu café. -Enzo engole em seco pois Stefan o olha de forma irritada, parecia que queria arrancar a cabeça de alguém, ele estava estressado porque sua barriga aquela hora estava faminta, ou porque ele não seria agraciado pelo delicioso desejum  que apenas a jovem copeira fazia, ou ele estava irritado por não ter visto Bonnie desde o fim de semana. E a segunda-feira, havia se tornado o dia da expectativa para que o loiro voltasse a ver Bonnie, e aquilo estava deixando o Salvatore mais novo louco-
- Enzo pelo amor de Deus descubra o que aconteceu com a senhorita Bennett sim e... -Neste momento Damon entra na sala de seu irmão feito furacão-
- Stefan, pelo amor que você tem a mim e a nossa família, por favor vamos dividir o Enzo, pelo menos até a Rebekah chegar porque até agora a senhorita Mikaelson ainda não apareceu. -Fala Damon já sentando na cadeira a frente da mesa de seu irmão-
- Enzo assim que tiver a resposta me avise, agora pode sair, e você Damon Rebekah também não veio trabalhar como assim? Hoje são duas que não estão na empresa. Pelo amor de Deus! -Exclama Stefan se refastelando na sua cadeira e suspirando-
- Espera que também não veio hoje irmão? -Pergunta o Salvatore mais velho-
- Bonnie Bennett. - Responde direto Stefan que passa a mão pelo estomago que ronca-
- Um a sua comida, não veio maninho, digo a mulher que prepara seu desejum não veio hoje também..., espera Rebekah não veio e Bonnie também não, elas moram no mesmo lugar, será que algo aconteceu por isso elas não chegaram a empresa. -Especulam Damon agora entendendo tudo-
- Pode ser isso, mais porque não ligaram ainda para avisar aos seus chefes. -Fala Stefan agora pensando em mil coisas em sua cabeça-
- Stef, você...- Damon não terminou sua fala pois naquela exatas 9horas e 37minutos seu celular tocou e Damon o pegou de seu bolso da frente da calça e assim que viu quem era mostrou o visor para seu irmão então em seguida atendeu-
- Senhorita Mikaelso o que aconteceu mulher? -Fala Damon agitado-
- Bom dia para o senhor também senhor Salvatore, eu estou lingando para avisar que vou chegar mais tarde a empresa, pois precisei vir ao posto de saúde, com a senhorita Bennett. -Fala Rebekah ao celular que naquele exato momento fora chamada para ser atendida-
- Rebekah, porque foi ao posto de saúde? Porque não foi ao hospital que atende aos funcionários? -Pergunta Damon, naquele momento Stefan já estava revirando os olhos para as poses e caretas do irmão ao falar com sua secretária-
- Bem senhor Damon, é que a doente é não sou eu e sim a Bonnie, ela já estava a alguns dias passando mal mais hoje eu e meu irmão resolvemos traze-lá para ver o que estava acontecendo com ela, e bem os aprendizes não tem o mesmo privilégios dos funcionários da Salvatore Engenharia então para Bonnie e as pessoas assim como ela o que resta é o posto de saúde, que por sinal ela já foi para o consultório. -Fala Rebekah naturalmente-
- Você está certa Rebekah, essa norma desta empresa tem que mudar, -Damon respira profundamente e solta o ar então continua a falar- certo, se for preciso dou a dispensa para as duas, e assim que souber o que a senhorita Bennett tem ligue para mim e se for preciso a empresa cobrirá os custo com remédios e o tratamento, afinal ela cuida de todos com sua alimentação saudável na empresa e merece ser cuidada também, até mais Rebekah. -Assim que termina a ligação Stefan já estava totalmente ligado na  conversa do irmão com sua secretária.
Em quanto isso no posto de saúde.-
- Boa dia, Doutora? -Bonnie fala para médica, ao sentar na cadeira em frente a mesa do consultório-
- Boa dia, Senhorita Bonnie Bennett, o que a senhorita está sentindo? 
- Bem, doutora na verdade, eu só não estou conseguindo segurar o que eu como dentro do estomago, e meus amigos estão preocupados com os meus digamos adormecer nas horas que deveria estar acordada, e também as vertigens. -Depois de fala tudo isso, Bonnie fica olhando a médica que anota tudo-
Depois de alguns intermináveis minutos para Bonnie, a Doutora levanta seus olhos finalmente para a jovem e sem rodeios pergunta.
- Senhorita Bonnie diga-me a quanto tempo está sentindo isto?
- A mais ou menos um mês e meio doutora! -Responde Bonnie-
- Certo Bonnie vi aqui seu histórico médico e nunca aconteceu nada parecido antes com você, estou certa? -Pergunta a médica a jovem-
- Sim doutora! -Responde Bonnie-
- Certo. - Falando isso a doutora volta a escrever em seu bloco de anotações, assim que termina o que fazia a médica pede para Jovem levantar-se e sentar sobre a maca que havia ali então pede para a jovem levantar a blusa deixando sua barriga livre, Bonnie assim o faz então a médica começa a lhe examinar, apertando levemente o abdômen da mesma, faz caretas, balança a cabeça para um lado e para o outro e depois de alguns minutos daquilo ela pede para que a jovem se ajeite então pede para ela voltar a se sentar na cadeira de antes e sem rodeios pergunta-
- Senhorita Bonnie diga-me uma coisa com sinceridade a quanto tempo as suas regras não descem? -Bonnie no ato da pergunta a olha com seus olhos arregalados, já entendendo de cara o que a médica estava suspeitando, e aquilo, não poderia está acontecendo não com ela, o ultimo cara com quem ela havia ficado era o seu chefe, aquilo realmente não poderia está acontecendo-
- Senhorita Bennett, todos seus sintomas são de uma gravides, isso realmente pode ser uma realidade, falo isso pelo exame físico, sou medica a muitos anos e pelo que você me falou dos sintomas e claro sua expressão totalmente assustada a minha pergunta, me levam a isso, mais não posso e não devo viver de suspeitas sem exames comprobatórios, então vou pedir para senhora fazer um exame especifico de sangue que vai nos revelar se está mesmo gravida, a senhorita vai até a sala de coleta de sangue com esta guia aqui e fará o exame eu peço para que você faça o exame e volte mais tarde o teste é feito aqui mesmo felizmente, então não demora a sair o resultado então logo saberemos se está gravida ou não. -Diz a doutora ao mesmo tempo que já repassa a guia para Bonnie que a pega a guia se despede da médica e sai da sala encontrando com os amigos-
- Então Bonnie o que a medica falou? -Pergunta Klaus aflito, Bonnie diz-
- Ela passou este exame a tarde já tá pronto tenho que fazer e voltar aqui com ela para saber a resposta e se é real. -Fala Bonnie já caminhando em direção a sala de coleta de sangue, Klaus e Rebekah a seu encalço-
Depois de fazer o exame os três retornam para casa, Bonnie se tranca em seu quarto em quanto Rebekah liga para seu chefe para dar as ultimas noticias e avisar que não poderão ir ao trabalho o resto do dia nem Bonnie.
A tarde chega e já é hora de buscar o resultado e falar novamente com a médica, e é exatamente isso que está acontecendo Bonnie está novamente em frente da doutora que agora olha o exame da jovem a sua frente e sem rodeios fala.
- Senhorita Bonnie Bennett parabéns a senhorita está gravida..., naquele momento a medica começara a falar de consultas com obstetra, pré-natal e tudo que uma gravida tem que fazer, para sua saúde e de seu futuro baby, mais Bonnie não escutava nada o seu pior pesadelo estava se tornando real ela estava gravida do seu chefe e séria mãe solteira, por sua própria imprudência, agora sim ela estava ferrada-
Depois de um certo tempo Bonnie finalmente sai da sala da doutora com uma série de encaminhamentos nas mãos e com os olhos cheios de lagrimas, Rebekah e Klaus a olham assustada então a loira logo pergunta aflita.
- Bonnie o que você tem amiga? -Rebekah abraça a amiga que começa a chora ali mesmo então Klaus abraça as duas e esculta a fala de Bonnie abafada pelo choro-
- Eu estou gravida. 
- Bonnie, isso não é grave Rebekah e eu vamos te ajudar com tudo, estamos juntos eu estarei do seu lado tenha certeza disto okay, vamos te apoiar. -Fala Klaus, com a voz tensa mais tentando não repassar isso para amiga-
- Klaus, eu não quero, não quero. -Responde Bonnie desesperada-
- Bonnie não diz isso por favor. Fala Rebekah tentando acalmar a amiga. Nós podemos te ajudar e vamos te apoiar, mais por favor não pense mais nisso okay. 
- Bonnie, Klaus e eu vamos te ajudar em tudo, você não está só, nem essa vida em seu ventre. -Bonnie continuava agarrada a Rebekah chorando em quanto Klaus ficava parado, olhando o nada e sentido raiva, compaixão, sentimentos contraditórios, em quanto Rebekah tentava acalmar a amiga, naquela confusão Klaus tem um ''esta-lo'' mental e rapidamente pega sua carteira e abrindo pega o papel que ele havia dobrado e guardado e agora ele tinha a sua resposta em que fazer com aquilo, então se afastando da irmã e da amiga ele pega o seu celular, e o destrava e logo digita o número que estava no bilhete de Stefan para Bonnie, o dono do mesmo atendeu no quinto toque.
- Stefan falando! -O Advogado fala rindo da piada que seu irmão Damon acabará de contar e o mesmo já estava começando a contar outra-
- Stefan Salvatore, aqui é o Policial Niklaus Mikaelson. -Assim que Klaus se identificou, o advogado sem um motivo aparente ficou tenso, então se afastou de Damon e sua família que estavam ali indo para cozinha, Damon percebe que seu irmão mesmo com um sorriso no rosto estava tenso então o segue e esculta o irmão perguntar-
- O que aconteceu, algos com meus pais, minha empresa, diga por favor! -Pede Stefan, já alterado pelo nervosismo-
- Stefan o que foi mano? -Pergunta Damon preocupado com a tensão que já irradiava do seu irmão-
- Não se preocupe não é nada com os seus pais, ou a sua empresa, mais é algo que aconteceu com uma de suas funcionárias, eu sou amigo pessoal dela. -Neste momento Stefan respira aliviado por não ser nada com sua empresa ou seus pais, o resto da família estava ali Damon, Alaric suas duas sobrinhas e até Caroline estava ali, mais logo ele lembra que o tal policial é irmão de Rebekah e mora junto no mesmo apartamento com a irmã e Bonnie, então volta a ficar tenso,em quanto Damon continua ali olhando seu irmão-
- Uma funcionaria, quem séria essa funcionaria? -Pergunta Stefan agora sério, sem mais o sorriso no rosto-
- Bem, vou direto ao assunto sou amigo de Bonnie, é isso você já sabe -Stefan ouvia atentamente- você me conheceu no apartamento dela na manhã seguinte em que vocês dormiram juntos e eu disse para você a seguinte frase ''Ela se faz de forte com relação aos sentimentos, mais o dia seguinte para ela é de matar, e só sabe disso quem fica e vê, mais se foi só uma noite, não volta mais, aquela garota já sofreu de mais." você lembra? -Pergunta Klaus-
- A sim eu lembro como esquecer. -Damon estava em alerta com a postura agora meio agressiva do irmão ao falar ao telefone e o olhava com mais atenção e Stefan continuava a conversa- E eu não a abandonei eu achei que ela estava bem, não me ligou nem nada eu pensei que ela não queria mais nem falar comigo, Fala Stefan entre os dentes, estava realmente irritado-
- Bem ela não sabe nada do seu lindo bilhete do dia seguinte, mais o que eu tenho que lhe revelar é, que ela precisa de sua ajuda para não cometer a maior besteira da sua vida. -Fala Klaus seriamente-
- Espera, você poderia ser mais claro, no que quer me falar sim? -Pergunta Stefan começando a andar pelo ambiente que estava-
- Certo, vou direto ao ponto, quando eu estou com uma mulher fico apenas com ela, e não saiu correndo no dia seguinte, e mais eu procuro me preservar para não sair deixando para trás uma mulher gravida, eu dou todo meu apoio para que ela leve a gravidez até o fim, agora se você não quer ficar do lado de Bonnie, eu lamento você vai perder uma grande oportunidade de ser feliz. -Neste momento Klaus desliga a celular respira fundo, guarda seu celular no bolso da calça e guarda bilhete na carteira a fechando e colocando no outro bolso da calça, então vê que Bonnie e Rebekah já estão se encaminhando para saída do posto e Klaus acompanha de volta para casa-
No outro lado da linha de celular, Stefan fica irritado com a ousadia do policial e em um momento de fúria atira o celular na parede contraria a ele quebrando assim o aparelho, Damon o olha espantado ele só via seu irmão assim quando ele perdia algo muito grande no tribunal, o que era raro mais infelizmente acontecia-
Esperando ouvir algo sair da boca de seu irmão mais novo, Damon sabia que era melhor esperar até que ele resolvesse falar mais algo inesperado aconteceu Stefan simplesmente parou de andar de um lado para o outro, passou as mãos por seu rosto e puxando os cabelos para cima os arrepiando mais que o normal de seu topete, ele simplesmente começou a rir descontroladamente, depois demais alguns minutos Stefan começou a chorar compulsivamente e ai se vão mais alguns outros minutos, e agora outra mudança de humor de Stefan, ele estava rindo e chorando ao mesmo tempo, então Alaric se aproxima de Damon observando a loucura do cunhado ele ficará preocupado, mais assim como seu novamente companheiro ele optará por ficar calado mais incentiva Damon a perguntar ao irmão o que estava acontecendo-
- Stefan, pelo amor de Deus, o que está acontecendo irmão, você esta agindo feito doido, para e fala o que esta acontecendo? -Pergunta Damon chamando a atenção de seu irmão para si, porém Stefan continua o seu desequilíbrio de emoções até que Alaric o segura pelos ombros e lhe sacode com certa brutalidade, então ele fala aos gritos-
- Stefan Salvatore, para com essa loucura e diz o que ''tá'' acontecendo? -Damon olha para o amado com os olhos arregalados assim como Stefan, que olhando dentro dos olhos do cunhado apenas diz-
- Ela está gravida! -Então Alaric e Damon se olham em seguida olham para Stefan que voltava a rir e a chorar ao mesmo tempo, agora era Damon que tomava rédeas da situação e pegava seu irmão pelos braços e o levará para sentar no só da sala então diz- 
- Para com isso Stefan e diz de uma vez quem está gravida, seu maluco. -Stefan volta a puxa os cabelos para cima, respira profundamente e então depois de algumas respiradas mais forte ele ''dispara''-
- Bonnie Bennett está gravida, eu vou ser pai. - Assim que Stefan revela aquilo, Damon e Alaric o olham espantados, ambus não sabiam o que dizer aquilo era muito louco, mais eles não esperavam que a reação de Stefan fosse ser tão extrema e no meio daquilo Stefan simplesmente levantasse do sofá se retira da sala vai até seu quarto pegando ali sua carteira, a chave do seu carro e volta para sala passando pelos agora três adultos e duas crianças e sem dá chance para eles lhe falarem alguma coisa ele simplesmente sai de seu apartamento-
Em quanto isso acontecia, finalmente Bonnie estava tranquila, a jovem dormindo com a cabeça no colo de Rebekah que acaricia seus cabelos, em quanto Klaus sairá para comprar o janta dos três-
Continua...
 


Notas Finais


Desculpem erros de português. Até mais e beijinhos na testa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...