História Novo Eu - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Fanfic, My Life
Visualizações 12
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Outro lado da história


Fanfic / Fanfiction Novo Eu - Capítulo 3 - Outro lado da história

**ARMIN**

- AAAAAHHHHHHHHHHHHHH!

Acordei assustado olhando pros lados, levanto correndo e vejo o Alexy no banheio;

- O que foi??? - digo procurando alguém ou alguma coisa.

- UMA ESPINHA NO PRIMEIRO DIA DE AULA!! – eu cruzo os braços e o encaro – o que foi??

- VOCÊ ME ACORDOU NO SUSTO SEU IDIOTA – dou um soco no braço dele.

- Grosso – ele diz passando a mão no braço e sai do banheiro.

Eu tomo um banho, me visto e ele me para na porta do quarto;

- Hmmm, se arrumou todo pra quem??

- Ninguém – eu fico vermelho, ele vira as costas e ouço uma risadinha.

Pego meu PS e minha mochila e saio de casa. Quando chegamos na escola Alexy encontra com o grupinho no pátio e ficamos lá por um tempo.  Como ninguém está falando comigo, vou pra sala, pelo menos lá eu posso jogar em paz. Pego o PS do bolso e dou play no jogo, tô quase zerando esse já, só falta essa fase... Aiii. Uma guria esbarrou em mim muito forte, meu PS!!!!!

- Desculpa – ela tá chorando?? Nunca vi ela antes... – eu sou mesmo uma idiota...

- Tudo bem... Não te conheço, mas não concordo com isso – vejo uma lágrima caindo e seguro seu queixo pra olhar em seus olhos – É nova aqui não é?

-S-Sim... – ela ficou vermelha – me desculpe, meu nome é Dyana – ela pega o PS do chão e me entrega. 

- Já disse que tudo bem Mulher Maravilha – ela fica linda vermelha, tenho que fazer ela sorrir pelo menos... hmmm, já sei – eu sou o Armin, mas pode me chamar de Min pq o Ar eu perdi quando te vi – meu Deus o que eu disse?? Funcionouuu. Ela sorriu – isso foi um sorriso?? Siiim galera ela sorriu – eu levanto e bato palmas, ver alguém feliz é tão maravilhoso, ainda mais quem estava chorando agora pouco – Ganhei o dia.

- Hahaha... mulher maravilha é?? – ela coloca uma mecha atrás da orelha e me olha sorrindo. Mds que charme – Gostei.

- É sim haha – vejo minhas mão indo em direção ao seu rosto e apertando suas bochechas que ficam ainda mais vermelhas – Vamos, eu te mostro a escola – pego na mão dela e a puxo pelos corredores.

Só consigo mostrar algumas salas e os banheiros antes do sinal tocar. A levo até sua sala com vontade de ficar com ela, mas ela é do primeiro ano e eu do segundo.

- Venho te pegar no intervalo ok? Não saia daí – abraço ela, os cabelos dela são tão cheirosos...

Ela balança a cabeça concordando e entra na sala. Eu vou até a minha sala, o Alexy senta na minha frente e fica me olhando com um sorrisinho besta. Tento ignorar e volto a jogar, vou zerar esse jogo ainda hoje... só mais um pouquinho.... e... - PASSEIIII! – Acabo me animando mais do que deveria... quando levanto a cabeça para olhar se alguém tinha escutado a turma toda me encara, o Alexy começa a rir, escuto algumas outras risadinhas e baixo a cabeça com vergonha. Sinto alguém me cutucando e levanto a cabeça para olhar, era o Alexy;

- Quem era aquela menina que você estava agarrado mais cedo ein maninho? – ele é sempre tão enxerido.

- Não estava agarrado com ninguém, senhor fofoca – ele faz uma careta – ela é nova aqui na escola, então fui mostrar um pouco pra ela antes da aula.

- Uma novata?? No meio do ano?? De onde ela veio?? – pq tenho um irmão tão chato???

- Não perguntei nada disso pra ela – me lembro da vergonha que passei mais cedo e ela sorrindo do que eu disse – só sei que ela é uma lin... fofa – minhas bochechas estão vermelhas?? Mas que droga é essa?? Alexy me encara e sorri.

Mds pq eu fui falar isso??? Que droga Armin! O sinal toca e percebo o Alexy me seguindo, quando chego perto da sala empurro ele;

- O que você quer??

- Calma maninho - ele sorri descaradamente - só quero conhecer minha futura cunhada – ele me empurra e arruma a roupa.

- Não tem futura nada pra conhecer aqui – entro na sala e logo a vejo. Alexy corre até ela.

- Oii – o que ele tá fazendo?? – Meu nome é Alexy, sou irmão do Armim – FICA QUIETO ALEXY – bem que você disse que ela é uma fofa – ele olha pra mim e sorri. AAAH MINHAS BOCHECHAS QUEIMANDO DE NOVO! QUE DROGA ALEXY! Eu olho pra ela, ela sorri e fica vermelha também.

- Desculpa por isso haha – eu sorrio meio sem graça ainda e a abraço, olho pro Alexy e passo a mão no pescoço como sinal de que iria mata-lo.

- Tudo bem meninos – ela diz com um sorriso que MDS pra que? - me chamem de Ana haha.

- Tudo bem Ana – o Alexy pega na mão dela e começa a puxa-la pra fora da sala – temos muita coisa pra te mostrar.

- Temos? – digo encarando o Alexy.

- Sim – ele me encara de volta – temos – eu reviro os olhos e sinto ela segurando minha mão pra eu ir junto.

- Táah – ela dá um sorriso e saímos da sala.

O Alexy começa a andar e falar sobre cada pessoa que conhece na escola. Tantos bla bla bla que fico até zonzo. Me sento no banco do pátio e os perco de vista. O sinal toca mas eu não sei qual seria a próxima aula dela, vou para minha sala e o Alexy ainda não chegou. Me sento e o professor chega, o Alexy se esconde atrás do professor e entra na sala de mansinho.

- Onde você a levou?

- Na quadra e nos clubes, ela precisava conhecer mais gente.

- Vai torturar ela até quando? – ele revira os olhos e se vira para o professor que já havia começado a aula.

O professor termina de explicar e passa algumas páginas para estudarmos. O sinal toca e eu vou saindo da escola, quando estou chegando no portão alguém me puxa;

- Ia embora sem falar comigo? – ela me encara e sorri.

- Claro que não – lhe abraço e saímos da escola.

- O seu irmão é muito engraçado. Ele me apresentou um pessoal do clube de basquete e umas meninas da jardinagem, nem sabia que aqui tinha jardinagem hahaha – ela diz tão animada.

- É uma das coisas que fazemos pra passar o tempo...

A gente conversa até chegar em uma rua, ela para na minha frente, fica vermelha e me abraça;

- Obrigada por me fazer companhia.

- Você mora na esquina? – ela sorri e mds que sorriso.

- Moro com minha vó... – uma mexa cai no seu rosto – e... digamos que ela é meio chata... – ela dá um sorrisinho meio sem raça.

- Ela tem ciúmes? – coloco a mexa teimosa atrás de sua orelha, ela me olha vermelha.

- Acho que sim haha, mas acho que ela iria ficar doida se me visse com algum menino entende?

- Hmm, acho que posso lidar com isso – ela pega uma pedra e faz um risco no chão – o que é isso?

- Limite da minha casa – ela me abraça e fica do outro lado da linha e ri.

- E o que acontece se eu fizer isso? – dou um passo pra frente e fico a centímetros do seu rosto, sinto sua respiração no meu queixo, ela dá um passo pra trás, sai correndo e entra em uma casa.

Pq eu fiz isso?? Que idiota Armin, para de fazer essas coisas. Vou pra casa e o Alexy olha pra mim sorrindo;

- Não começa – fecho a porta do quarto e tranco.

Coloco meus fones, ligo o X-box e começo a jogar pra tentar esquecer do quanto eu fui idiota com a Ana. Ops. Dyana. Dyana... mulher maravilha... Deito na cama e acabo dormindo.


Notas Finais


Decidi fazer um pouquinho diferente do que só continuar a história. O que acham? Me ajudem, please docetes.
Beijos. Flw. Vlw.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...