1. Spirit Fanfics >
  2. Novos Recomeços (supercorp adaptada) >
  3. Capítulo 18

História Novos Recomeços (supercorp adaptada) - Capítulo 18


Escrita por: FernandesAnny

Notas do Autor


Bora apagar o incêndio do parquinho?!😅

Capítulo 18 - Capítulo 18


Fanfic / Fanfiction Novos Recomeços (supercorp adaptada) - Capítulo 18 - Capítulo 18

Kara (POV)

— Você?!__fiquei pasma quando vi a Samantha na minha frente.

— Espera ai? Vocês se conhecem?__Lena ficou bem surpresa com a situação.

— Sim, nos fomos...__Sam pensou um pouco e então completou__Bom, tivemos um lance quando éramos mais jovens.

— Tá de brincadeira comigo?__Nat também ficou bem surpresa, já que eu nunca falei da Sam.

— Como ela disse, tivemos um lance a um tempo atrás__reforcei a afirmação da da morena a minha frente__Mas porque você sumiu daquela maneira? Eu nunca mais te vi depois daquela noite.

Fashback on...

Ligação on...

— O que você acha de irmos jantar esta noite?---perguntei assim que Sam atendeu o celular.

— Pode ser---ela concordou,mas aquele tom era diferente, eu não gostei nem um pouco---É bom que eu aproveito para te falar uma coisa.

— Tudo bem, mas o que é?---fiquei bem curiosa e um pouco preocupada, oorque eu também queria falar algo pra ela.

— Quando você chegar eu te falo---não quis dar o braço a torcer---O que você acha daquele restaurante próximo ao parque as 19:30?

— Pode ser---concordei com um pouco de medo pelo que eu queria falar pra ela, e mais medo ainda do que eu ouviria da parte dela.

Ligação off...

Depois de desligar o celular,fui direto para o banheiro tomar um banho daqueles bem demorados, poisu ainda tinha bastante tempo. Não eram nem 18:30 ainda.

Depois de um banho de aproximadamente quarenta e cinco minutos,sai do banheiro enrolada na toalha,e fui para o meu closet pegar algo para vestir, onde acabei optando pelo meu estilo clássico. Coloquei uma calça jeans rasgada branca e uma regata da mesma cor,coloquei um blazer preto e calcei um tênis também preto,olhei o meu celular,e ainda faltavam trinta minutos para o encontro. Então sai de casa e fui direto a uma joalheria. Não sabia o que a Lari queria me dizer, mas estava planejando isso já faz mais de uma semana.

Vocês devem estar se perguntando, isso o que? Mas bem, estou querendo pedir aquela chata em namoro. Já faz um tempo que a gente está saindo, e acho que já está bem na hora.

— Posso ajudar em alguma coisa?__a atendente logo veio até mim.

— Sim, estou precisando de algo não muito chamativo, mas que ao mesmo tempo__pensei um pouco antes de prossegui__Transmita o que estou realmente sentindo com esse momento.

— Tenho algo perfeito para a Srt, me acompanhe por favor__ela pediu e eu a segui.

Como não pensar em como fazer o pedido? Era tudo o eu pensava naquele momento. Pensei em várias maneiras diferentes, mas nenhuma estava me convencendo de que era a melhor.

— Este aqui é perfeito para o que a Srt deseja__disse e então tirou um anel magnífico de trás vidro.

— Adorei__fiquei pasma quando bati os olhos no anel__Vai ser ele__falei e a moça o pegou já o  embrulhando em uma caixinha de veludo vermelha.

Depois de pagar pelo anel,fui direto para o restaurante,pois já estava em cima da hora e não queria de maneira alguma me atrasar.

Entrei e pedi uma mesa bem ao fundo do lado da janela, ondefiquei por alguns minutos admirando o anel e pensando novamente em como iria fazer o pedido enquanto esperava por ela.

— Oi, me desculpe a demora__Sam chegou atrasada uns dez minutos, mas valeu a pena a espera. Ela estava linda como sempre.

— Não tem problema__me levantei e puxei a cadeira pra ela se sentar__Obrigada por ter aceitado o meu convite.

Com isso, conversamos um pouco sobre tudo, assuntos agradáveis e desagradáveis.Mas se eu soubesse o que viria no fim da noite, eu não teria feito tantos planos.

— Kara, como eu disse pelo celular, preciso te contar uma coisa__ela tomou um gole de seu vinho e me olhou direto dos olhos__É que...eu...__ela não estava conseguindo formular a frase.

— Eu também preciso te falar algo, Sam. Mas tenta se acalmar e fala primeiro__eu sempre fui gentil, principalmente com quem eu gosto.

— Kara, eu gosto muito de você__pegou a minha mão e não desgrudou os olhos dos meus__Gosto de verdade, por isso eu queria que você soubesse por mim.

— Soubesse o que Sam?__meus olhos rapidamente se encheram de lágrimas__Está me assustando.

— Estou indo embora, Kara__soltou uma bomba em cima do meu colo__Pego o primeiro vôo de amanhã, e queria me despedi de você antes de ir.

Nesse dia, meu mundo caiu pela primeira vez quando ouvi o que ela me disse. Nem me lembrei que eu tinha algo para dizer a ela, isso até a mesma chamar minha atenção.

— Kara, eu sinto muito mesmo__fiz de tudo para não permitir que uma lágrima sequer caísse__Mas é algo que não da para explicar.

— Está tudo bem__mentira__Eu te entendo__mais mentiras__Mas eu quero muito saber do que se trata essa sua viagem.

— De verdade Kara, é algo que eu não posso falar__se levantou e se pôs a sair__Sinto muito por isso, e espero que não fique com raiva de mim, assim como espero também, que um dia você me perdoe__voltou para me ceder um último beijo, e foi embora. 

O primeiro pior dia da minha vida.

Flashback off...

— Kara, podemos conversar um pouco?__Sam perguntou um pouco triste pelo que eu pude notar__Prometo não demorar.

— Agora não da, pois tenho que ir trabalhar__apontei para o chato do Brainy que estava ns chamando na porta de entrada__Mas se você quiser, podemos nos encontrar depois que eu sair daqui?

— Claro,mas a que horas e em que lugar?

— Não sei a que horas vou encerrar as coisas por aqui,mas peço para sua prima te mandar uma mensagem__falei já indo em direção a entrada__E o local, o que acha do mesmo restaurante daquela noite?

— Claro__concordou__Nos vemos lá então__não disse nada, simplesmente assenei para ela e entrei.

Não é que eu sinta raiva dela, nada disso. Se não fosse por aquele dia, provavelmente eu nunca teria conhecido o Dam, e isso eu acho que devo a ela. Então sim, eu acho que vai ser muito bom ter um papo com ela, finalmente descobrir o porque da mesma ter ido embora sem me falar nada a respeito.

Ao adentrar o prédio, fui direto para minha sala, pois precisava ficar um pouco sozinha com meus pensamentos, o que obviamente não deu muito certo.

— Amiga, você vai me contar tudo o que rolou com aquela mulher la fora!__Nat entrou gritando quase derrubando a minha porta no chão__E vai ser agora, pois  ainda não estou acreditando que você nunca me falou nada sobre ela.

— Agora não da morena__fui até a porta só para conferi se ela estava intacta__Mas prometo te falar tudo quando chegarmos em casa, pode ser?

— Se não tem outro jeito__cruzou os braços já saindo da sala,e eu fui atrás__Mas quero que saiba de uma coisa__parei na frente dela e prestei muita atenção__Pelo o que eu vi, a Lena não ficou muito bem em saber que entre você e a prima dela ocorreu "um lance".

— E eu aqui achando que você iria falar algo sério__me virei e voltei a andar__E por falar nela,onde ela esta? Temos que pegar um novo caso com o Henshaw.

— Enquanto fui falar com você, ela ficou conversando com o Brainy.

Era tudo o que eu precisava, saber que aquela garota, que eu não faço idéia do que significa pra mim, estava de papo com idiota do Brainy. Por que será que eu não matei ele na noite passada? Bom eu não posso detonar com a minha carreira desse modo, sem contar que ainda tenho que instruir aquela filinha de papai, que esta me tirando o pouco de juízo que eu tenho, por mais algumas semanas.

— Luthor?__a chamei, trazendo sem querer a atenção do Brainy para cima de mim__Vamos pegar o caso que teremos que resolver hoje? O posso fazer isso sozinha?

— Claro,já estou indo__se despediu do Brainy e veio em minha direção__Espero que seja um melhor do que o anterior__não me convive e acabei deixando escapar uma risada, o que a fez sorri.


Nia (POV)

— Como você está?__perguntei ao Brainy assim que me aproximei.

— Depende do que está falando__falou dando um sorriso de canto__Da bebedeira, ou..__tirou os óculos revelando o estrago que Kara deixou em seu rosto.

— Estou falando dos dois.

— Estou bem, na medida do possível__pôs o óculos de volta__Com uma ressaca das boas, um maxilar todo dolorido,e a visão do olho direito meio comprometida. Mas bem 

Ele falando assim, me deu uma vontade socar o outro olho dele. Mas como estamos em local de trabalho, resolvi me controlar.

— O que você e a Lena estavam conversando?__decidi mudar de assunto.

— Sobre o que rolou ontem__foi até ao bebedouro e pegou um copo d'água__Em especial, ela me deu uma bronca sem sequer me conhecer.


Notas Finais


Lena, mito sempre🤩♥️
Até amanhã...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...