História Novos super heróis- interativa - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ficha, Heróis, Interativa, Superheróis, Vilões
Visualizações 24
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


oi pessoas que estão lendo, tudo bem??

mais um cap

esse é narrado pela Gabi

será que ela aceitou a proposta

Capítulo 7 - Cap. 2- o começo de uma boa amizade??


Fanfic / Fanfiction Novos super heróis- interativa - Capítulo 7 - Cap. 2- o começo de uma boa amizade??

 

Estou muito confusa, como ela sabe tanto de mim?? Por que ela “quer” me ajudar, que droga, será que consigo confiar nela?? Bem... talvez, ela parece querer me ajudar, acho que posso confiar nela mas...

Gabi- que merda!!- senti cheiro de queimado

Queimei minha comida, que ótimo, não consigo me concentrar em nada, essa mulher conseguiu entrar na minha cabeça e me deixar tensa, insegura e paranoica, sempre penso que tem alguém atrás de mim, se alguém me olha torto já penso que vão fazer algo contra mim e se uma pessoa fica me encarando eu penso que está me perseguindo

Ela me deu uma semana, ainda tenho 3 dias, dá tempo de eu me despedir da Mary, tenho um grande carinho por ela e não quero que cheguem nela, é o único porquê de eu lutar e querer protege-la

Jogo a comida queimada fora vendo que não teria salvação, comi os doces que tinham na despensa, faz tempo que não vou as compras, fui pra varanda do apartamento fumar um pouco, só fumo quando estou sob muita pressão, preciso pensar e fumar me acalma, não é um vício, quando eu quiser parar eu paro

Terminei um cigarro e fui pra casa da Mary, de carro? Não, de ônibus, não tenho carro nem condições para comprar um, sai de casa as 3 e cheguei na casa da Mary por volta das 4, não quero ficar muito tempo, não quero ficar a noite na rua, não é muito seguro onde moro

Mary- Gabe, minha linda, tudo bem?? Entre, entre

Gabi- eu to bem Mary e você???

Mary- ótima, tá se alimentando direito??

Gabi- claro, eu... consegui a chance de um emprego muito bom, só que é longe- não quero preocupar ela

Mary- que ótimo, é triste que não vamos poder nos ver com frequência mas é maravilhoso você ter uma chance de trabalho melhor, quando vai começar??

Gabi- daqui a três dias, ou seja, quarta

Mary- já??

Gabi- pois é, me deram só uma semana para resposta e decidi hoje, não sei se vou conseguir voltar aqui, então vim me despedir

Mary- minha querida- me abraçou- vem, fiz os cookies que você tanto gosta

Ficamos conversando por um bom tempo, acabei dormindo lá mesmo, voltar para casa depois de anoitecer é pedir pra ser assaltada ou pior

 

Quebra de tempo (3 dias depois)          

 

Tudo nos conformes, pedi demissão da biblioteca, cancelei o contrato do aluguel, o que me deu um dinheiro legal já que paguei muitos meses adiantados, um pouco antes do horário marcado sai de casa, é perto de casa a biblioteca então fui andando, não tenho muita coisa, coube em uma mala media e uma mochila, sentei na escadaria do meu antigo local de trabalho, e se ela não vier?? Como eu fico?? Se ela estivesse me enganando, eu estou ferrada

Um Jeep para na minha frente e sai a mesma moça da outra vez, ela parece chique e simples ao mesmo tempo, deve ser rica mas aqueles ricos que não se acham, ela chega perto de mim tirando os óculos revelando seus lindos olhos escuros e um sorriso amigável

/- pelo visto mudou de ideia

Gabi- mudei sim mas com algumas condições

/- ouvidos abertos

Gabi- eu quero uma prova de que o que você está me falando é verdade

/- simples- ajoelhou na minha frente, abriu uma mão que saiu uma rosa vermelha e bem viva, peguei a mesma- provado??

Gabi- sim, quero um salário, estou largando a minha vida para seguir uma desconhecida

/- já tem seu primeiro salário na sua conta eu iria te dar de qualquer jeito, só- concordei- ok, vamos- me ajudou a colocar minha mala no porta-malas- então... Aproposito, meu nome é Yara, esqueci de me apresentar

Gabi- você já me conhece

Yara- é, conheço

O caminho foi tranquilo, onde ela está me levando é um pouco longe da cidade, o caminho tem muita vegetação, não é algo que costumo ver ou ter contato, garota nascida e criada na cidade é assim

Yara- se quiser tem algumas coisas no porta-luvas, pode pegar

Gabi- ok- abri, cheio de doces e agua- você é tipo um Uber melhorado- peguei um pacote enquanto ela me olhava de canto de olho - estamos chegando??

Yara- logo aqui na frente- apontou para o meio do mato

A estrada acabava ali e ela continuava rápido, tudo pareceu mais devagar, ela sorria como se nada estivesse acontecendo enquanto acelerava pra morte certa, ela quer me matar?? Levantou a mão direita como se fosse afastar uma mosca um centímetro antes da provável batida e as árvores sumiram, ficando somente um portão já aberto, passamos tranquilamente

Yara- tinha que ver sua cara- olhei pra ela

Gabi- achei que ia morrer

Yara- não iria te matar assim, eu morreria junto provavelmente, se fosse para te matar, teria te matado pouco depois que saímos da cidade, já que se demitiu do emprego, cancelou o contrato do aluguel e falou para a Mary que tinha arrumado um emprego em outra cidade, iam demorar para te procurar- olhei pra ela sem acreditar- tenho mente de psicopata mas juro que nãosou uma- riu me fazendo rir também

Prestando atenção na conversa dela nem olhei pra casa, ou melhor mansão a nossa frente, é uma mansão gigante e muito linda

Yara- chegamos, cuidado para não babar- saiu do carro

Desci logo atrás dela, pegamos minhas coisas e fomos pra porta da mansão, olhei em volta, simplesmente maravilhoso

Gabi- até onde é seu??

Yara- daqui não dá para ver, do seu quarto vai ver uma trilha de arvores de cor diferentes, azuis e roxas, são Jacarandá-mimosos, até lá é meu- sorriu orgulhosa

Acho que vou gostar de estar por aqui.


Notas Finais


espero que tenham gostado do cap

comentem o que acharam, sempre respondo

tchauzinho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...