História Now or Never - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Divergente
Personagens Beatrice "Tris" Prior, Christina, Eric, Ezekiel "Zeke" Pedrad, Jeanine Matthews, Lynn, Max, Personagens Originais, Peter, Shauna, Tobias "Quatro" Eaton, Tori Wu, Uriah, Will
Visualizações 64
Palavras 2.973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura meus amores❤️

Capítulo 8 - Uma nova Chloe


Fanfic / Fanfiction Now or Never - Capítulo 8 - Uma nova Chloe

 

Ponto de vista- Chloe

 Finalmente tinha a sensação que estavam me respeitando ou até mesmo temendo a mim. Zac foi tirado do tatâmi e as lutas seguiram com fluidez. Eu estava de braços cruzados ao lado de Jake, meu nariz estava parando de sangrar aos poucos e por isso escorria sangue às vezes. Eric me olhava de longe, com um sorriso malvado no canto de sua boca.

 Demos uma pausa nas lutas para ir almoçar. Jake passou seu braço ao redor do meu ombro e saímos da sala de treinamento.

 -Você deu uma surra nele!- Jake falou rindo

 -Ele mereceu!

 -Não vejo a hora de lutar contra ele!- Jake parecia animado com a ideia de bater em Zac.

 Ri dele e entramos no refeitório. Fomos até a fila para pegar nossa comida, escutava murmúrios ao meu redor, comentando sobre a briga com Zac. Após pegar nossas bandejas com comida, procuramos por Hannah e a achamos em poucos segundos. Estava andando atras de Jake quando vi um garoto tomar algo que se parecia muito com suco de laranja. Eu não tomava um suco a dias e estava começando a ficar com vontade!

 A mesa do garoto estava cheia e ele conversava com todos ali. Ele era alto e moreno. Me aproximei com calma, tocando seu ombro e o fazendo se virar para mim.

 -Não quero incomodar, mas isso é suco?- perguntei apontando para o seu copo.

 -É sim!- ele respondeu com gentileza e sorrindo.

 -Onde conseguiu? Estou tomando apenas água e café há dias!- ri ao falar.

 O garoto se levantou de sua mesa, ficando em pé na minha frente.

 -Vem, vamos pegar um suco para você!- ele sorriu -Qual é o seu nome?

 O garoto acenou com a cabeça, indicando que eu o seguisse e eu o fiz.

 -Chloe e o seu?- perguntei sorrindo.

 -Uriah! Você é a garota que veio da Amizade, não é?

 -Sou sim!

 Uriah sorriu para mim e me guiou pela onda de pessoas da Audácia. Aquele lugar parecia estar mais lotado que o normal e Uriah precisou segurar minha mão para que eu não me perdesse dele. Passamos em frente à mesa onde Eric estava e Rose, que também estava ali, me chamou.

 -Chloe!

 Ainda com Uriah ao meu lado, fui até Rose e não deixei de notar o olhar irritado de Eric sobre mim. Percebi que ainda segurava a mão de Uriah e então soltei.

 -Oi!- sorri para Rose.

 -Se sente melhor? Como estão os hematomas? Melhorando?

 Pude jurar que vi Eric resmungar um "quem dera" e precisei segurar a risada.

 -Estou indo!- dei de ombros aos falar -O importante é que estou bem e respirando!

 Uriah riu do que eu falei e sorri para ele. Me despedi de Rose e Eric ainda nos olhava irritado. Uriah pegou na minha mão novamente e voltou a me guiar pela multidão. Entramos na cozinha da Audácia e ele seguiu diretamente para uma geladeira enorme, a abrindo sem cerimônia. Ele pegou um jarro de suco e um copo em seguida. Encheu o copo e colocou sobre minha bandeja.

 -Prontinho!- falou devolvendo o jarro para a geladeira -Pode se deliciar com esse suco agora!

 -Obrigada, Uriah!

 Ele sorriu orgulhoso de si e voltamos para o refeitório.

 -Foi um prazer lhe conhecer! E obrigada novamente!- agradeci sorrindo.

 -Sem problema! Te vejo hoje à noite!

 -Hoje a noite?

 -Vamos ter um jogo hoje! Mas não fala que eu te contei viu!

 Ri dele e me despedi, seguindo para a mesa de Hannah. O almoço foi divertido, Jake ficava repetindo a minha luta para todos aqueles que queriam saber. Hannah falava "minha amiga é foda" e eu apenas ria dela. Durante todo o almoço, Zac não apareceu e uma esperança de que ele talvez foi cortado da iniciação cresceu dentro de mim.

 Voltamos para a sala de treinamento e para a minha infelicidade, ele estava lá. O encarei sem medo e aquilo pareceu o assustar. Quatro nos deu algumas facas, para praticar o aremesso e voltou a ficar ao lado de Tris e Eric.

 Eu estava arremessando minhas facas para o alvo, quando notei que uma estava sem ponta. Fui até Quatro e Eric tentou não sorrir, mas estava nítido que ele queria.

 -Está sem ponta!- falei ao mostrar a faca para ele.

 -Me parece com ponta!- Quatro retrucou.

 Respirei fundo. Me virei rapidamente e arremessei a faca no braço de Zac, ela não o perfurou. Virei novamente para Quatro.

 -Me parece sem ponta!

 Eric soltou uma gargalhada alta e entregou uma faca para mim. Olhei feio para Quatro e sai de lá, voltando para o meu lugar. Passei ao lado de Zac que estava massageando seu braço e ameacei avançar para cima dele, o fazendo recuar. Mais uma vez a gargalhada de Eric ecoou pela sala.

 Estávamos horas arremessando aquelas facas. Eric começou a passar por cada um e dizer algo, até chegar atrás de mim.

 -Estou indo bem?- perguntei ironicamente.

 -Tão bem que me faz querer te agarrar aqui!- falou baixinho ao pé do meu ouvido.

 Sorri e voltei a fazer o que estava fazendo. 

 Ao término do treinamento, nos foi avisado que as nove horas iriamos sair para os jogos noturnos. Todos ficaram animados com a ideia. Eu iria esperar o dormitório, quem sabe dormir um pouco, mas uma ideia maluca surgiu em minha mente: fazer uma tatuagem!

 Jake estava bebendo com nossos amigos e Hannah estava com ele, sabia que se os chamassem as chances deles quererem fazer uma tatuagem bêbados era alta e por isso fui sozinha.

 O estúdio estava praticamente vazio. Estava olhando alguns desenhos quando uma mulher se aproximou.

 -Posso te ajudar?

 -Estou tentando escolher uma, mas não sei qual!- ri com minha sinceridade.

 -Bem, pense direitinho! Vou estar naquela cadeira no final te esperando! Me chamo Tori!

 -Chloe!

 Tori sorriu e saiu, me deixando ali com os desenhos. Peguei um que era uma faixa de chamas e fui até Tori.

 -Só esse?- perguntou assim que me sentei na cadeira.

 -Por enquanto sim! Quero essa faixa ao redor dos meus dois antebraços!

 Tori assenti e começou a fazê-las. Não doeu e até que foi bem rápido. Me olhei no espelho com elas e notei que elas me deixaram com um ar ameaçador. Olhei para o relógio e percebi que estava quase na hora do jogo. Agradeci Tori e segui para o fosso.

 Havia uma enorme roda que não parava de chegar gente. Procurei por Jake e ao acha-lo, me coloquei ao seu lado.

 -Que tatuagem foda!- falou pegando meu braço -Por que não me chamou?

 -Não ia deixar você fazer uma tatuagem bêbado!

 -Faz sentido!- riu ao falar, me abraçando em seguida.

 Quando enfim todos haviam chegado, fomos até o trem e para a alegria das minhas pernas ferradas, subimos com ele ainda parado. O vagão estava cheio, havia iniciados transferidos e nascidos da Audácia, fora quem já era membro!

 -Ela está toda rebelde!- Hannah falava rindo enquanto olhava minhas tatuagens -Uma nova Chloe!

 -Te deixou sexy!- Ian apertou minha cintura ao falar, me deixando corada.

 -Prestem atenção!- Eric gritou, fazendo todos o olharem -Hoje teremos caça bandeira! Eu serei líder de um time e Quatro de outro! O jogo é fácil! Esconda sua bandeira, a proteja e tente encontrar a do inimigo! As armas estão carregada com dardos! Tem a mesma potência de um tiro e deixará a área atingida meio anestesiada.

 Dito isso, Eric atirou em uma garota que logo reconheci ser amiga de Zac. A garota caiu com força no chão e gritou. Eric continuou sério e olhou para Quatro.

 -Quer começar?- perguntou com indiferença.

 -Pode ser...- ele olhou para Tris e ela sussurrou algo para ele. -Emily!

 Me segurei para não rir. Emily se faz de vítima para os outros, para que tenham dó dela, mas eu sei o quão falsa ela é.

 -Novamente escolhendo os mais fracos!- Eric riu e ainda olhando para Quatro falou- Vem garota sorriso!

 Todos o olharam desacredito. Andei até ele com a cabeça erguida e me coloquei ao seu lado, olhando com raiva para Emily que parecia tremer.

 -Vai chorar?- perguntei a ela -Espera pra chorar quando eu dar um tiro no meio da sua testa!

 Emily se colocou atras de Quatro, se escondendo. Eric sorria largamente para Quatro e Tris, enquanto os olhava com os braços cruzados e seria. A escolha do time seguiu. Eric escolhia as pessoas que pareciam semelhantes a ele: ameaçadoras. Apenas Uriah e Ian se distorciam do grupo. Zac acabou sobrando e parou no meu time.

 Pegamos nossas armas e saltamos do trem. A bandeira estava na mão de Eric. Uriah me apresentou aos seus amigos que estavam no nosso time: Lynn, Shauna e Will. Todos muito legais.

 -O que vamos fazer?- Ian perguntou.

 Eric estava sentado em uma pedra, apenas olhando. Comecei a olhar em volta. Analisar ao nosso redor. Estávamos em um lugar com pontos escuros estratégicos. Andei até um daqueles pontos que pareciam um buraco negro e falei:

 -Estão me vendo?

 Eles pararam de falar na hora. Começaram a olhar ao redor e a andaram sem sentido. Atirei na perna de Zac, que caiu no chão gritando.

 -Da onde veio isso?

 Dei um passo à frente e ri. Nosso esquema era simples: deixar o outro time acreditar que não havia ninguém perto da bandeira. A colocamos em uma casa abandona e totalmente escura, havia ponto cego por toda parte. Saímos em um grupo de sete pessoas para procurar a bandeira do outro time, mas logo nos separamos.

 Estava fazendo a cobertura de Eric, que andava na minha frente, quando ele me puxou para um lugar escuro.

 -Você ficou...

 Não tive tempo de terminar de falar. Eric me beijou com ignorância e me pressionou contra uma parede de concreto. Agarrei seu cabelo, o trazendo para mais perto. Sua mão estava firme em minha cintura e logo ele a colocou por dentro da minha camiseta. Acabei arrepiando com seu contato. Ele pressionava seu corpo contra o meu e me apertava com força. Quando ele passou seus beijos para o meu pescoço, vi de longe algo brilhar. Era a bandeira adversária.

 -Eric!

 -Hã?- mordeu meu maxilar.

 -Acho que encontrei a bandeira!

 Eric tirou seu rosto da curva do meu pescoço e virou apenas sua cabeça para ver, voltando a me olhar em seguida. Mal conseguia ver seu rosto.

 -Achou mesmo!- falou impressionado.

 -O que acha de atirarmos em algumas pessoas?- perguntei e mordi sua boca.

 Eric soltou um grunhido, me fazendo rir.

 -Isso soa tão sexy saindo da sua boca!- falou frustrado. -Não pode me falar uma sacanagem dessa ao pé do meu ouvido! Posso acabar enlouquecendo!

 Ri do que ele disse e o empurrei para longe. Avisamos o resto do time que havíamos encontrado a bandeira e seguimos até ela. O tiroteio começou assim que nos aproximamos. Derrubei todos que entravam na minha frente ou que tentavam atirar em Eric. O último que derrubei antes de pegar a bandeira foi Stefan e me senti vingada pela mentira que ele havia contado.

 Peguei a bandeirar e a balancei com orgulho. Eu realmente estava ficando muito boa e eles teriam que me engolir!

...

 Já estávamos de volta ao complexo. Hoje teria festa no inferninho, em comemoração a nossa vitória. Estava terminando de me arrumar com Hannah em seu dormitório.

 -Fiquei tão feliz quando vi você com a bandeira!- Hannah falava com sinceridade.

 -Mas eu fiz o seu time perder...

 Hannah terminou de colocar seus brincos e veio até mim, ainda sorrindo.

 -Isso não importa para mim! Olhe para você! Está forte! Radiante! Eu sabia que sua iniciação seria difícil, mas nem tanto! Mas vocês está dando conta e eu fico super contente em perder para a minha amiga! Você está ganhando o seu espaço na Audácia e todos já notaram!

 Meus olhos estavam marejados. Abracei Hannah com força e agradeci aos céus por ter me dado uma amiga como ela.

 -Vamos comemorar a sua vitória- Hannah falou animada após o abraço.

 Apenas concordei rindo e saímos do seu dormitório. Todos nossos amigos já estavam no inferninho, então seguimos direto. Estava começando a decorar o caminho para aquele lugar! Assim que chegamos, fomos até nossos amigos que estavam perto das geladeiras. Todos estavam com uma garrafa de cerveja na mão.

 -Olha quem chegou!- Jake gritou apontando para mim -A vencedora da noite!

 Ian me pegou pela cintura e me girou no ar, fazendo-me rir. Ele me colocou no chão e sai abraçando todo mundo.

 -Água?- Hannah perguntou -Vou ir até a geladeira!

 -Sim! Eu vou ir ao banheiro!

 Hannah sorriu, seguindo seu caminho e eu o meu. A porta do banheiro estava fechada e a luz estava acessa, indicando que havia alguém ali dentro. Fiquei esperando e esperando, mas ninguém saía. Estava prestes a colocar minha mão na maçaneta quando a porta se abriu. Dei de cara com Eric arrumando o zíper de sua calça e atrás dele havia uma garota.

 -Chloe...

 Dei meia volta e sai dali, me misturando na multidão que dançava e bebia freneticamente. Parei em frente ao balcão de pedra, apoiando meus braços ali. Um garoto que estava pegando algumas bebidas me olhou e gritou, para que eu escutasse em meio ao som alto.

 -Quer algo, linda?

 Fiquei o olhando por um tempo, lembrando do que acabei de ver. Pensei que Eric tinha algum sentimento bom por mim ou algo do tipo, mas estava enganada! Muito enganada! E por fim, acabei dizendo.

 -Uma cerveja, por favor.

Ponto de vista- Eric

 Não estava muito afim de ir para a festa hoje, queria mesmo era ficar com Chloe no meu apartamento e isso é algo novo para mim! Trocar uma noite regada a álcool e a mulheres por uma noite calma ao lado de apenas uma mulher era com toda certeza uma mudança e tanto na minha vida. Mas era uma mudança que eu queria e queria muito!

 Apenas fui porque saberia que Chloe estaria lá e poderia dar uma fugidinha com ela! Cheguei antes  dela, fiquei com alguns amigos meus apenas bebendo uma cerveja e rindo. Resolvi ir ao banheiro, mas quando estava quase fechando a porta alguém entrou como um raio.

 -Oi coração!- Kate falou com malícia fechando a porta.

 Bem, Kate era uma das mulheres que faziam parte das minhas noites.

 -Eu quero mijar! Vaza daqui!- falei sem paciência.

 -Não seja tímido!- se aproximou, tocando em meu peito. -Ja vi você sem roupa! Esqueceu? Pode "mijar", eu espero! Quer ajuda?

 Kate deslizou suas mãos até o zíper da minha calça. Segurei seu pulso com força, levantando seu braço sem um pingo de gentileza.

 -Eu mandei você sair!

 -Você está estranho! Nunca recusou a mim. Já era para estarmos sem roupa essa altura do campeonato e você está me impedindo?- falou desconfiada.

 -Estou cansado! Então sai daqui!

 -Não precisa fazer esforço, meu coração!- mordeu o lábio ao falar -Deixa comigo!

 Levou sua outra mão até minha calça e segurei seu pulso assim como o outro. Os apertei com força enquanto a olhava com raiva. Kate fez uma careta de dor e a soltei.

 -Não precisava disso.- falou massageando seus pulsos.

 -Eu te avisei! Mas você só deve conhecer o idioma das vadias!

 Kate arregalou o olho, chocada com o que eu falei e apenas sorri para ela. Abri a porta e sai arrumando zíper. Dei de cara com Chloe, me olhando desacreditada. Aí, merda!

 -Chloe...

 Ela se virou e simplesmente sumiu no meio da multidão.

 -Aí meu Deus!- Kate riu -Você e aquela coisinha?

 Ignorei totalmente Kate e sai atras de Chloe. Procurei e procurei, nada! Como uma garota pode se esconder tão bem? Fiquei andando por todo o lugar, olhando com atenção ao meu redor, mas nada dela! Encontrei sua amiga e fui até ela.

 -Cadê a Chloe?

 -Hã?

 -A Chloe!- falei próximo a ela.

 -Saiu com um garoto!

 Espumei de raiva. Dei meia volta e sai daquele inferno. Ao passar pela porta que dava para o corredor, a vi encostada na parede quase beijando um garoto alto. Havia uma garrafa de cerveja quase vazia em sua mão. O maldito estava com as mãos na cintura dela e começou a subir a camiseta para poder tocar a pele dela. 

 Fui bonzinho com Stefan, mas com esse, não vai será assim! Fui até eles, pegando o desgraçado pela jaqueta e o puxando com força. O virei e antes que ele sequer pudesse pensar, dei um murro no seu rosto e ele já caiu desmaiado. Chutei ele duas vezes e olhei para Chloe totalmente bravo. Peguei a garrafa da sua mão joguei o resto da bebida sobre o garoto e joguei a garrafa no chão, a quebrando em mil pedaços.

 -Seu bocó!- Chloe falou brava. Ela estava bêbada, muito bêbada!

 -Quantas você tomou?- perguntei a pegando pelo branço.

 -Quantos dedos você tem na mão?- perguntou rindo -Porque foi o que eu bebi!

 -Cinco?- gritei -Cada uma tem um litro!

 Bufei irritado, fiquei de frente para ela que parecia confusa e a peguei, jogando por cima do meu ombro. Sai andando pelo corredor com ela se contorcendo no meu ombro.

 -Eu vou acabar com você! Seu lindo!- falou irritada -Criatura maravilhosa!

 -Obrigado pelo elogio! Onde já se viu! Ter que tirar minha namorada de uma festa porque ela bebeu!

 Naquele momento agradeci por ela estar bêbada! Não vai se lembrar que a chamei assim...Ou será que vai?

 Entrei no meu apartamento ainda com ela no meu ombro. Fechei a porta com o pé e fui até o sofá, deixando ela ali. Voltei para a porta, a tranquei e me virei para Chloe. Ela estava de pé, espumando de raiva.

 -Eu vou fazer um café!- falei indo até Chloe e percebi que ela estava andando para trás lentamente. -Não faça isso! De novo não!

 Tarde demais. Quando notei ela já havia corrido, pulado em mim e me jogado no chão.


Notas Finais


Capitulo bem suave pq tretas estão por vir!!! Espero que estejam gostando!!! Me digam o que estão achando!! Quero saber hein😂❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...