1. Spirit Fanfics >
  2. Now United - E se fosse verdade? >
  3. My little bear

História Now United - E se fosse verdade? - Capítulo 38


Escrita por: e Bitavieira


Notas do Autor


Boa leitura e perdoem os erros!!!!!

Capítulo 38 - My little bear


POV Heyoon

Após duas semanas presa naquela cama de hospital o medico decidiu me dar alta. Aqueles dias foram os piores da minha vida, eu tive que me acostumar com a ideia de que havia perdido o meu filho, meus amigos me visitavam com frequência mas eram visitas rápidas  pois estavam em semana de prova,  tinha que ficar ouvindo minha mãe conversando (ou melhor, discutindo)com o meu pai sobre o meu plano de saúde que não queria cobrir boa parte das despesas, e outros problemas.

Cheguei na minha casa e a primeira coisa que fiz foi tomar um bom e relaxante banho, já havia tirado os pontos então só tinha que tomar cuidado para não machucar ou infeccionar. Eu não fiquei com uma cicatriz enorme, foram apenas 3 pequenos cortes ao lado esquerdo do meu estomago. Terminei o meu banho, fiz os curativos e vesti um vestidinho solto, fui até o meu quarto e liguei a televisão procurando algum tipo de programa ou filme para assistir.

- Posso entrar? – alguém bate na porta, tomo um susto ao perceber que não é a voz da minha mae, sento direito na cama e ajeito o meu vestido.

- Pode sim – Para a minha surpresa, o Lamar entra carregando uma bandeja com alguns lanches e dois copos de suco. Ele coloca a bandeja em cima da bancada e me dá um beijinho no rosto.

- Como você ta?- ele retira uma mecha de cabelo que tapava os meus olhos, não respondo sua pergunta, apena o abraço.

- obrigada, obrigada, obrigada. Você não sabe como eu me sinto feliz por você ter salvado a minha vida, eu não tenho palavras pra te agradecer. Muito obrigada, Lamar- Me afasto dele  quando percebo que estava prestes a chorar, ele dá um sorriso largo e me puxa novamente para os seus braços.

- Não foi nada, minha pequena. – ele dá um beijo em minha testa – Eu não suportaria a ideia de te perder. Sinto muito por não ter te visitado no hospital, eu estava em semana de prova e o técnico decidiu pegar pesado esses dias. – dou um beijo em sua bochecha e me afasto com um sorriso no rosto. Chamo-o para deitar na cama comigo, ele pega a bandeja e coloca entre os nossos corpos.

- O que quer assistir? – Pergunto com o controle na mao e entrando no meu perfil da Netflix.

- Pode ser Dumbo?- Dou risada com o seu comentário, já que Dumbo era um filme que assistimos muito quando crianças, e tento procurar o filme em algum site pirata.

Quando começa anoitecer o Lamar resolve ir embora, levo-o até a porta e no caminha fico pensando em como aquela tarde passou rápido e em como foi bom está com o meu amigo.

- Obrigado pela tarde, Yoon!- ele dá um beijo em minha bochecha e sinto minha pele queimar com o simples toque dos seus lábios – Se cuida, tá? – dou um abraço nele e um beijo de boa noite em sua bochecha, quase na boca.

- Boa noite, Lamar. Venha mais vezes. – Ele dá um ultimo sorriso e sai andando, fecho a porta e subo correndo para o meu quarto tomar um banho gelado para apagar o fogo que aquele garoto me fez sentir minutos atrás.

POV Sabina

Hoje de manha fomos todos visitar a Heyoon que tinha saído do hospital ontem, acabamos por almoçar na casa dela até que tivemos que ir embora pois ela precisava descansar.

- Você pegou o meu carregador? – ele entra no meu quarto ignorando completamente a porta que estava fechada, retiro a atenção do livro que estava lendo e pego o carregador na minha bancada e entrego á ele. – Você estava chorando? – Nego com a cabeça, mas logo sinto as lagrima inundarem o meu rosto, o Bailey me abraça e eu começo a chorar mais ainda.

- O que foi que fizeram com Mi Nina? – sorrio com a sua pergunta, eu adorava quando o Bailey tentava falar espanhol comigo. Meus pais não sabem falar espanhol, e nem tenho parentes no México, mas acabei nascendo lá por um imprevisto, e como sou mexicana me senti na obrigação de aprender a minha língua e a cultura do meu povo.

- O Pepe terminou comigo – ele me olha nos olhos e nega com a cabeça, sinto seus punhos se formarem em um soco e prendo o seu corpo contra o meu – Não faça nenhuma burrice, Bailey Hidalgo May –

- Ele que fez burrice, eu avisei para ele não te magoar, mas o desgraçado parece que não entendeu o recado- ele solta um longo suspiro e me separo dele, eu não fazia a mínima ideia do porque do nosso namoro ter acabado, tava tudo indo bem até que do nada ele diz que acabou tudo.

- Se você machucar ele eu não te perdoarei. Ele me magoou mas eu ainda o amo e não quero que ele fique machucado por minha culpa. – seguro o rosto do Bai para que ele olhe diretamente em meus olhos. – Voce me ama, eu sei disso, e é por isso que eu sei que você não irá atrás dele para dar uma surra ou qualquer coisa do gênero. – beijo as suas bochechas e o abraço mais forte – agora vai embora porque eu preciso terminar de ler esse livro.

- Se cuida Mi Nina!- ele solta um beijo no ar e volto a deitar na minha cama para terminar de ler o meu querido romance, Romeu e Julieta pra ser mais exata.

POV Any

Hoje era o dia que eu iria ao shopping com minha mae, o Josh e o meu pai. Meu pai tava no ´time Josh´, ele queria algo que não fosse revelador, assim como o meu querido e ciumento namorado.

- Não tinha a mínima necessidade de vocês dois virem – falo e aponto para o meu pai e o meu namorado que estavam sentados no banco de tras do carro.

- Também acho. Vocês só vão atrapalhar. – minha mae olha pelo o retrovisor para o meu pai que apenas balança a cabeça negativamente.

- Claro que não sogrinha, nós só estamos indo para ajudar a Any escolher o vestido certo, algo não muito revelador, sabe? – meu pai e o Josh fazem um ‘’hi-five’’, fico surpresa com a intimidade dos dois nesses dias. Acreditam que meu pai chamou o Josh para dormir lá em casa? Se ele imaginasse o que o queridinho dele faz comigo quando estamos sozinhos iria atrás de um mandato que obrigaria o Josh a ficar, no mínimo, 100 metros longe de mim.

Chegamos ao Shopping e seguimos até uma loja que vendia vestidos pra casamento, formatura, etc. Eu e minha mae nos separamos e fomos pegando os vestidos que gostássemos para experimentar.  No total foram 4 vestidos, vesti o primeiro: Um vestido vinho longo que tinha uma fenda enorme na perna e um decote. Me olhei no espelho e achei algo muito sexy para estar na frente da minha família.

- Não mesmo- O Josh diz assim que saio do provador e dou uma volta.

- Concordo com o seu namorado, tá mostrando demais- diz meu pai.

- Concordo com seu pai, não combina com você- minha mae fala e eu entro novamente no provador, retiro o vestido e coloco um azul com renda, era um vestido curto, a saia era rodada e deixava as minhas costas nuas.

- Ta linda – minha mae diz segurando a minha mao me fazendo dar uma voltinha.

- Ta muito curto.- meu pai levanta o seu olhar e olha delicadamente o vestido – tá bonito, mas muito curto-

- Como é que você vai dançar com esse vestido? – o Josh pergunta mas só pra entrar na onda do meu pai, aquele vestido dava uma bela visão das minhas pernas e valorizava os meus peitos, ele estava adorando.

Troco o vestido novamente e coloco um azul escuro logo, completamente frechado, posso apostar que esse foi o meu pai que escolheu.

- Muito fechado!-

- Claro que não, Priscila. Tá perfeito- meu pai fala e olha para o Josh que ainda analisava o vestido delicadamente.

- Concordo com tia Priscila, tá fechado demais e também esse tipo de zíper é ruim pra descer, ela pode acabar rasgando ele antes ou depois da festa.- me lembro que um dos motivos do Josh querer vir escolher o vestido era esse, ele queria algo fácil para tirar, me segurei para não rir e não dá na cara o motivo pelo qual o Josh não gostou do vestido.

Revirei os olhos e entrei novamente no provador pra vestir o ultimo vestido, era um vestido rosa bebe, tinha pedrinhas que iam até um pouco abaixo da cintura, a saia era lisa e possuía uma fenda no lado esquerdo. Assim que vesti me senti uma princesa, o vestido destacava a minha cintura e meus peitos mas mesmo assim trazia um ar delicado e inocente. Adorei.

- É esse!- minha mae fica boquiaberta, meu pai apenas concorda com um sorriso no rosto e pela expressão do Josh, percebi que ele pensava o mesmo.

Fomos até o caixa pagar o vestido e pegar os sapatos que já estavam reservados, saímos da loja e meus pais seguiram para o mercado enquanto eu e o Josh fomos pra praça de alimentação.

- Adorei o vestido. Você ficou muito linda!- Coro com o seu comentário, ele tava tao lindo tomando sorvete, já havia acabado com o meu então para pirraça-lo peguei uma boa quantidade do seu e levei ate a minha boca – Eii, você já tomou o seu. – ele olha para mim revoltado e apenas dou um selinho nele como um pedido de desculpas.

- Vamos ali?- pergunto puxando-o pelo braço, meus pais iam demorar e eu estava com um dinheiro a mais na bolça.

- Ali aonde?- pergunta ainda tomando o seu sorvete que já estava todo derretido.

POV Josh

Eu só segui a Any até perceber que ela entrou em uma loja chamada La Perla. Assim que entrei vi vários manequins vestidos com umas camisolas transparentes e uns negócios estranhos lá. Pra que caralhos ela me trouxe aqui?

- Boa tarde, eu gostaria de olhar umas lingeries de renda no tamanho P, por favor – ela fala e logo entendo o que ela queria, a mulher coloca algumas peças em cima do balcão e a Any vai olhando cada uma delas enquanto eu fico parado apenas imaginando ela vestida com aquelas, minúsculas, peças. – O que você acha desse, vida? – ela me mostra um conjunto amarelo onde a calcinha era minúscula, eu conheço muito bem o corpo da Any e posso afirmar com toda certeza  que aquela calcinha não passará pela bunda dela.

- Bonito, combina com a sua cor. – ela se vira e pega mais alguns conjuntos e vai até um provador, sento em um banco e fico admirando a loja sem nada pra fazer, olho para os manequins ate que vejo um pequeno pijama de ursinho pra casal: Para a garota, um short minúsculo com estampas de urso e uma blusa amarela clara escrito ´´This is my little bear``, já para o garoto era um samba-canção amarelo e uma blusa de manga comprida escrito ´´Her little bear``, achei super tendência e tinha certeza que a Any ia gostar, seria uns dos seus presentes de aniversario.

-Vamos?!- ela me chama e ao olhar a sacola em minha mao, franze o senho. – O que é isso?-

- Uma surpresa pra você. Mas e aí, vai ficar com qual? –

- Vou ficar com a amarela, essa preta e essa vinho. Ficou muito lindo, você precisa ver!- ela sai com um sorriso no rosto e vai até o caixa pagar. É dona Any, com toda certeza do mundo eu quero ver a senhorita vestida nessas delicadas peças quase transparentes.

Saímos dessa loja que tiram a sanidade dos homens e fomos até uma loja qualquer comprar uma simples blusa apenas para esconder os sacos da loja de lingerie dentro do saco da loja de departameto. Deu pra entender, né?!

Depos dessa maravilhosa e super agradável tarde no shopping, fui para a minha casa e ao chegar tomei um banho e me joguei na minha cama deixando o sono me consumir por inteiro.


Notas Finais


Eu mudei a forma das falas dos personagens, me digam se preferem desse jeito ou do outro.
Beijos de luzzzzz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...