1. Spirit Fanfics >
  2. Now United (Brilhe Como Uma Estrela) >
  3. Meu Sorvete!!

História Now United (Brilhe Como Uma Estrela) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Meu Sorvete!!


Fanfic / Fanfiction Now United (Brilhe Como Uma Estrela) - Capítulo 1 - Meu Sorvete!!

Essa história podia muito bem se passar no Japão ou Estados unidos por exemplo, ou até mesmo o Canadá. Más não isso e aqui mesmo no Brasil 

    

                                                                             Brasil

                                                                                   08:00h

A luz do sol já entrava pela enorme janela de vidro ao lado da minha cama então já perturbada por essa inconveniência me levanto e vou cuidar da minha igiene pessoal minutos depois penteando meu cabelo em frente a penteadeira sou enterropida por minha mãe que abre aporta do quarto com um sorriso confortante 

—O café da manhã está pronto querida— ela me olha esperando uma possível resposta 

Então devolvo o sorriso confortante dela com um de obrigada — Obrigada por avisar mãe— ela simplesmente balança a cabeça e fecha a porta devagar — Mãe?— tento a impedir antes de bater a porta 

— Sim querida ?— Ela me olha sem entender mas ainda com o mesmo sorriso

— A quela carta não chegou ainda ?— pergunto meio desanimada 

— Querida essas são as últimas semanas de férias sua carta de aprovação deve está chegando. E eu também estou evitando abrir a caixa de correio, quero que você seja a primeira a pegar a carta — minha mãe diz me confortando

— Obrigada — Sorrio de leve e então volto a escovar meus cabelos e em seguida ouço a porta bater anunciando que minha mãe havia me deixado sozinha.



Meu nome é Any Gabrielle e o que anda me matando últimamente e saber se fui aceita na escola de musica Studio 7 ou Studio Seven dependendo do idioma que você goste. Tenho 16 anos e sou pura alegria, bom outimante não né

Me levanto e passo na frente do quarto da minha prima. Posso ouvir ela cantando através da porta do seu quarto

—Costumava ser tímida, hehehe costumava andar desanimada, desanimada o dia todo
Costumava ser triste, costumava ser triste então te conheci— me parece que alguém acordou animada hoje

Abro aporta só de uma vez  vejo Diarra apenas de calcinha e sutiã

— Aí pelo amor de Deus mulher se cubra— digo com a mão na frente do rosto enquanto sorriso boba 

— Foi você que invadiu me quarto— Ela da de ombros 

Essa é Diarra minha prima quase irmã, ela veio morar com a gente aos 14 anos quando seus pais sofreram um acidente horrível de carro em Senegal. O que mas admiro nela e a sua postura ela é tão refinada que parece uma madame de filme americano fora a sua voz meio grave e rouca AMO!!!

Corro atravessando o quarto e me senti na beira da cama enquanto ela se troca 

— Eae qual e o plano pra hoje ?— Olho pra ela toda animada 

— Acho que vou dá uma passadinha na praça e vê o que tem de bom por lá — ela diz passando o seu brilho labial 

— Mas são 8 da manhã o que vai fazer na praça ?— franzo a testa

— Meu amor, apenas os diferentes brilham — Ela me olha meio metida fazendo biquinho — E é provável que uma pessoa vai está lá — Ela se vira de volta para o espelho

Sorrio sacanto quem seria 

— Mas é você ? Nada de receber sua carta de aprovação? — Diz Diarra terminado de passar seu brilho labial e indo no guarda-roupa 

— Nada, tô bem tensa por causa disso. As férias já estão acabando e nada dessa maldita carta. Abençoada e você que recebeu a sua 5 semanas depois — Digo reclamona 

Ela me olha meio que de costas — Estrelas brilham querida — Ela sorri e vem até mim. Se ajoelha na minha frente e segura minhas mãos— Hey?— Ela chama minha atenção olhando dentro dos meus olhos — Não precisa se preocupar vai dá tudo certo ok ?— Apenas balanço a cabeça afirmando e em seguida ela me abraça.


                                             Studio Seven Madrid Espanha

                                                                 09:00h 

Andando pelos enormes corredores do Studio já posso ouvir as batidas de músicas é os aquecimentos vocais " Lalala. Lulululu. Lilili" tanto faz 

Me chamo Noah ou pra formalidade Uerrea  De pende de como queira. Faço parte do Studio a 2 anos, A música corre em minhas veias. Dizem que pra correr atrás de seus sonhos você tem que sacrificar algumas coisas no meu caso a minha vida no EUA indo lá apenas quando da.

O Studio Seven e um lugar com capacidade de 900 Alunos e sim e bem grande. Caminho até a parte de fora do Studio e me sento em baixo de uma árvore pra lê mas não consigo com minha cabeça a mil. Sei que é férias e eu nem devia está aqui, devia está com minha família mais não consegui pegar meu voou e acabei ficando preso aqui as minhas férias toda junto com uma pequena quantidade de alunos. Ouço passos atrás da árvore que estou sentado

— Eae bad boy?— Olho pra trás e sorrio ao vê josh fazendo uma cara de marrenta 

Josh veio direto do Canadá pra cá e nos tornamos bem próximos próximos até de mais. Quando descobriu que eu havia ficado preso aqui ele cancelou sua viagem e não me deixou na mão

— Fala cara — Faço uma cara de marrento e entro na onda dele tanbem 

— O clima anda quente aqui no Faroeste — Ele diz ajeitando seu chapéu imaginário 

Olho para o céu  estreitando os olhos — É ce tem razão, já tem cinco meses que não vejo chuva só o sol de rachar— sorrio 

— Pós é... Cê tá afim de ir no banheiro se refrescar ?— Ele me olha ainda com a cara de marrento 

Sorrio de lado olhando nos olhos dele...

                                                                                              ....  

Sou jogado de costas na parede olho pro lado e pelo enorme espero vejo josh vindo até mim e sem segundo sinto o calo do seu corpo no meu e seus beijos tão macios que me fazem me perder no tempo. Ele tira um lado do meu casaco e passa a ponta dos dedos na minha pele despida me arrepiando por inteiro (Como isso é bom. Como pode ele me deixar desse jeito?) Ele cessa os beijos e me olha fiximante me hipnotizado com aquele perfeitos olhos azuis, ele me afasta um pouco da parede baixando até tirar completamente meu casaco me deixando apenas com a camiseta branca fina que uso por baixo. Então ele passa a mão na minha barriga  ainda me olhando fixamente posso sentir sua mão macia passando por cada detalhe da minha barriga até me surpreender entrando dentro da minha calça me deixando mas excitado do que já tava. Sinto ele agarrar meu membro e com a outa mão ele puxa uma das minha e coloca em cima de seu pênis. Sinto ele duro e latejando. Ele cola seu corpo de novo no meu passando suas mão do meu pau direto pra minha bunda enquanto beija meu pescoço me arrepiando, sinto nosso membros se tocarem (Meu deus como isso é bom )


                                                                            Brasil

                                                                                 10:00h

                                      Any

Andamos lentamente pela calçada da praça tomando nossos sorvetes de casquinha. Não sei porque escolhi casquinha tenho um sério problema com elas sempre tenho a missão impossível de tomate antes que pingue em mim

— CUIDADOOO!!— Ouço uma voz distante

Então sinto algo bater na minha mão e derrubar meu sorvete olho para o chão e vejo a bola de futebol quicando no cachão 

— Me desculpa — Diz Bayle se aproximando todo suado e sem camisa com sua bermuda de jogador 

Olho bra ele fazendo beicinho — É o melhor que consegue fazer ?— 

— Não — Ele sorri da minha cars. Pega a bola e arremessa de volta pro campo de futebol — VOU INDO GALERA — Ele grita também direção ao campo. E então volta seu olhar pra mim — Vem vou te pagar outro

—De copinho pelo amor, não aguento mais vê essa menina e essa língua epilética dela parecendo um cachorro desesperando pro sorvete não pingar nela — Dizia Diarra fazendo pouco de mim. 


Bayle veio de Filipinas para o Brasil dizia que era seu sonho morar aqui e enfim realizado. Conheci ele em uma festa ele parecia bem alto não no sentido de altura mas no tanto que tinha bebido. Seus amigos "amigo" tinham bandonado ele na festa e eu ofereci carona  dês de então a 2 anos estamos aqui.

 Bayle pagou meu sorvete e depois colocamos o papo em dia. Contei que talvez iria pra Madrid pro Studio Seven mai ainda não era de certeza  depois de quase duas horas de papo resolvemos volta pra casa. Uma última olhada na caixa de correio não fazer mal 

Assim que abro vejo a carta com o 7 azul escuro FINALMENTE  mas agora e a hora da verdade se pacei ou não. Abro a carta rapidamente sem perder um segundo e começo a ler

— Eae Any? — Diz Diarra mais nervosa que eu ao me ver paralisada — Any porfavor me conta ? Any?


            Now United Brilhe Como Uma Estrela



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...