1. Spirit Fanfics >
  2. Nuances >
  3. Capítulo 5

História Nuances - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Nuances - Capítulo 5 - Capítulo 5

Kacchan


Quem essa vadia pensa que é? O Deku fica todo envergonhado perto dela. Não gosto disso! Eu tentei relevar, juro que tentei.

"Não se faça de sonsa, você tava sim! Eu não sou cego. Não tente seduzir meu Deku!". Digo com raiva.

Sinto-o segurar a minha mão e puxar para ele. Eu me viro e percebo que ele está muito nervoso, como nunca vi antes.

"Ka....ka...kacchan". Ele diz, nervoso olhando em volta.

Então percebo que todos estão olhando para nos, chocados. Merda, e agora o que eu faço? Começo a ouvir comentários e Deku esta ficando cada vez mais vermelho.

"Ele é meu namorado mesmo! Seus bandos de inúteis, vão cuidar da vida de vocês". Grito, e me viro novamente para aquela garrota e lanço meu olhar mais intimidador. Não gosto de como ele fica perto dela, todo bobo.

"Eu não estava dando em cima dele, seu idiota, só estava agradecendo!". Ela diz quase gritando, nervosa.

"Você não me engana, cara de bolacha, já saquei a tua!". Digo nervoso.

"Eu já disse que...". Ela começa, mas é interrompida.

"Parem vocês dois!". Ele grita, se manifestando pela primeira vez. "Estão me deixando constrangido!" ele diz vermelho.


.....................


Ninguém disse nada, aquela vadia como mora no mesmo bairro, então ela nos acompanha no percurso. Estou começando a ficar puto de verdade, estamos quase no apartamento do Deku e ela ainda não saiu do nosso pé.

"Mas que merda, onde diabos você mora?". Pergunto irritado.

"Eu moro alí". Ela diz apontando na direção do apartamento do Deku.

"Você só pode tá de zuera comigo!". Grito.

"Serio?". Pergunta o Deku. "Eu também!". diz animado. "Vai ser ótimo ser seu vizinho".

"Ah serio! Que bom eu não tinha conhecido ninguém da vizinhança. Vai ser ótimo ter alguém por perto". Ela diz animada, os dois estão me ignorando. "Em que andar você mora?". Ela pergunta com os olhos castanhos brilhando.

"No sexto". Ele diz também animado, eles estão me irritando.

"Meu deus! Eu também!". Ela diz. "Pera, eram vocês quem estavam gritando na ultima sexta feira?".

Ele confirma com a cabeça um pouco envergonhado.

"Eu tava quase chamei a policia". Diz ela rindo, e ficamos envergonhados. "Eu realmente não pensei que vocês fossem namorados. Vocês formam um belo casal!". Ela diz animada.

Nós ficamos um pouco envergonhados agradecendo.


...................


"Então, eu vou entrar agora". Ela diz animada enquanto abre a porta do seu apartamento. "Muito obrigada por me ajudarem hoje, eu realmente não sei o que faria sem vocês, apesar dos pesares". Ela diz a ultima parte olhando para mim e entra, me deixando no corredor sozinho com o Deku

"Você vai ficar um pouco comigo ainda". Ele me pergunta tímido olhando para baixo.

"Mas é claro!". Digo um pouco alto e ele sorrir para mim.


Deku


Finalmente eles estão começando a se da bem. Apesar de ainda gritarem um com o outro de vez enquanto, mas da para ver que eles se gostão. Por morar do meu lado, Uraraka e eu sempre saímos juntos para a escola e o Kacchan costuma nos encontrar na estação. No começo acho que ele se sentiu ameaçado por ela, que bom que isso está mudando. Uraraka pode ter uma aparência frágil, mas é um das pessoas mais fortes que já conheci. Ela é muita decidida no que quer e meio que invejo isso, não sei o que eu quero para mim, onde quero chegar. O que vai acontecer depois do ensino médio? O que eu vou fazer?

"Você tá fazendo denovo nerd". Ele diz me abraçando por traz na minha cama.

Estamos denovo assistindo um filme no meu apartamento, acho que isso se tornou uma espécie de ritual para nós.

"Desculpa". Falo apertando suas mãos para que ele me abrace mais forte, o que ele faz, viro um pouco para trás e nos beijamos.

"Você ainda não me falou como as coisas estão em casa". Falo, e percebo ele ficar um pouco cabisbaixo. "Se você não quiser falar tudo bem, mas eu to preocupado. Você fica aqui a tarde toda. Não que esteja reclamando! Mas, eu to preocupado. Você sabe que pode confiar em mim". Digo apertando suas mãos que estão envolta do meu corpo em forma de um pedido. "Só se abre um pouco comigo".

Ele parece pensar se deve ou não dizer, ainda com um olhar triste. Ele respira fundo e me olha nos olhos.

"Eles ainda estão brigando, a papelada da separação já tá quase pronta" ele parece ainda mais triste agora. "E...". Ele baixa a cabeça, encostando-a nas minhas costa.

Eu espero ele terminar, no seu próprio tempo sei que ele vai me dizer o que precisa me dizer. Não posso dizer que não pensei nisso, sempre levei em conta essa possibilidade, só não queria acreditar. Sei que estou a ponto de chorar. Como sou egoísta.

"Minha guarda ficou com minha mãe, e ela vai se mudar para um cidade com um custo de vida menor". Ele diz por fim, ainda com a cabeça baixa. "Desculpa eu devia ter ti contado antes, mas não tive coragem".

"Então esse é um adeus?". Digo por fim, e sei que estou chorando porque eu sempre choro.

"A mudança tá planejada para daqui a duas semanas". Ele diz quase sem emitir nenhum som.

 "Tá tudo bem". Digo, segurando o choro, desfaço nosso abraço, me viro para ele e seguro suas mãos, o fazendo olhar para mim. "Isso...". Digo apertando nossas mãos e olhando para seus olhos. "...ainda não acabou".


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...