História Nuevos Recomeços - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias A Dona (Soy Tu Dueña)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 13
Palavras 2.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - Marcas Como Tatuagens


Fanfic / Fanfiction Nuevos Recomeços - Capítulo 24 - Marcas Como Tatuagens

Eu temo que se Se trata de você
Vou repetir
Os mesmos erros de ontem
E como é natural
Costuma acontecer
E não há cego pior
Que aquele que não
quer ver

Nunca me acuerdo de olvirdate- Shakira

...


Raquel a encarava sem acreditar que a ex-amiga estava mesmo lhe pedindo aquilo. Tinha noção da gravidade do seu erro quando o fez, por isso nunca pediu perdão, ela não era tão hipócrita a esse ponto

- agente vai falar do passado, sobre o que aconteceu lá - a mulher acentiu, suspirou profundamente buscando forças para aquela conversa-

- eu não vou te pedi perdão- disse- eu fiz sabendo do meu erro. Sabia que estava traindo você, sua amizade, e sua confiança

- e porque o fez?

- porque eu amava o Cristian. Eu me apaixonei por ele, mas eu sabia que ele era seu namorado, seu noivo. Mas quando eu comecei a ama-lo, voces eram apenas amigos.

- se apaixonou por ele no colegial?

- sim, ele era lindo, incrível, difícil não se apaixonar. Eu tentei, eu jurei que eu tentei não ama-lo, mas não deu. Mas, saiba que na noite em que eu dormir com ele pela primeira vez, foi porque eu já não tava conseguindo mas resistir ao que eu tava sentindo. Me culpei, eu tava traindo você e isso me machucava também

-Porra Raquel, você era minha amiga desde de criança também, porque não me contou? Porque não me disse o que tava sentindo ?

- por medo, você amava ele, era louca por ele, e eu não queria me meter nisso, nunca quis machucar ninguém. Eu jamais teria traído você, se não fosse por ama-lo. Eu tentei evitar, tentei me afastar, porém ele passou a dar em cima de mim, dizer que eu era linda, que eu era melhor do que você, e eu fui idiota e cai

- ele te seduziu- Lucero disse tentando controlar a raiva-

- eu dormir com ele, na primeira vez eu fiquei me culpando, pensando em você. Mas ele disse que ia terminar com você, que não te amava mais, e que me amava. Eu fui idiota, cai no papo dele até o dia em que você viu agente no apartamento dele

- você não imagina a raiva que eu senti de vocês. Eu queria matar vocês naquele dia.

- eu sei, eu nunca te vi com tanto ódio no olhar como naquele dia. Mas o Cristian foi um covarde, imbecil ele foi cruel quando disse tudo aquilo com você.

- tudo o que Cristian me disse serviu para alguma coisa, de certa forma eu descobri um força dentro de mim que eu não sabia que eu tinha. Perder a única pessoa que sobrou da minha família, e no mesmo dia ser traída daquela maneira, me fez enchergar que a vida nao é um mar de rosas

- eu queria te dizer sinto muito pelo seu pai, foi muito triste tudo o que aconteceu

- o que aconteceu depois? - Raquel abaixou a cabeça, era a parte mas difícil da sua vida, a mas feliz em partes, porém a mas triste também -

- eu casei com ele

- você se casou com ele? Vocês...

- se estamos casados? Sim estamos. Eu engravidei dele, e a família o obrigou a casar comigo e assumir meu filho. Cristian odiou, porém casou. Mas ele mal olha na minha cara, ele tem raiva de mim, acha que eu estraguei a vida dele

- e o seu filho?

- ele tá bem, o Cristian faz o papel que tem que fazer com ele, isso ao menos ele faz-se deu de ombros-

- você está abatida Raquel! - ela comentou- eu percebi no nosso último encontro. E a dona Cida disse que você sempre vem aqui, e fica assim, triste, calada. Esta acontecendo alguma coisa?

- não está acontecendo nada, só ando triste porque queria fazer alguma coisa da minha vida. Trabalhar - desconversou, porém aquilo não passou despercebido pela morena. Porém, iria respeitar o tempo dela-

- você se formou? - ela acentiu-

- eu me formei em direito, tenho diploma de advogada, porém nunca trabalhei... Você vai me perdoar? - perguntou receosa-

- perdoar é uma palavra difícil, eu sofri muito na época, não é fácil ser traído e tudo no mesmo dia em que você perdeu a pessoa que mas amava. Porém, eu te perdoou, perdoou porque não quero viver no meu passado, eu tenho que seguir enfrente e acho que agora estou preparada para isso. Mas não significa que eu não esqueci, isso é tempo, mas meu perdão você já tem - Raquel sorriu, um sorriso sincero-

- você sempre foi muito boa, na verdade você é incrível. - Lucero sorriu para ela. Talvez a amizade não fosse a mesma, porém não significava que ela tinha acabado de vez e tudo tinha se apagado. Lucero lhe contou coisas da sua vida fora do país, falou com todo amor do mundo sobre sua filha é sobre fernando, estava segui do enfrente, estava superando-

.......

Fernando estava em seu apartamento treinando sua nova receita, era um pão que ele criou e buscava aperfeiçoa-lo para finalmente o monstrar a outra pessoa. Tinha ido até a casa dos seus pais para ver como seu pai andava, e ficou feliz em saber que seu velho estava bem, sua mãe ficou numa alegria em vê-lo. Lhe contou sobre o ocorrido no restaurante de Júlio, e ela o apoio na decisão de abrir um restaurante

Lhe contou sobre Lucero e sobre sua filha, que agora se sentia pai da pequena menina. Seus pais ficaram ansiosos para conhecer a namorada e a "neta" e Fernando marcou um jantar para o fim de semana.

Estava amassando a massa tão envolvido com o rock que tocava do seu celular, que demorou a ouvir a campainha tocar. Ele gritou um já vai, e lavou as mãos, enxugando no avental que usava e foi abrir a porta dando de cara com Katherine

- o que faz aqui? - a loira entrou no apartamento passando por ele e parando atrás do mesmo. Fernando fechou a porta e a encarou - o que faz aqui?

- vim falar sobre nós

- não existe nós Katherine, já existiu, no passado. Hoje não mas

- eu sei que aquela mulherzinha e aquele pestinha que tavam com você naquele dia não são nada seus

- olha lá como fala delas, a Lucero é minha namorada, e a Pietra é minha filha

- a por favor, você adotou uma menina que é filha de qualquer um. A que ponto você chegou Fernando

- ao ponto que eu não tenho mas paciência para você. Faz o favor de sair daqui, que eu não vou deixar você falar mal da minha namorada, e da filha dela, só porque está se doendo. Cresce Katherine, e aprende que nosso tempo já passou, agora vaza daqui

- eu não vou a lugar alguma até você me ouvir. Você quer uma verdade? Então vamos lá. Aquele filho não era seu, nunca foi- o olhar de Fernando mudou, de calmo, agora passou agora surpreso-

- como?

- isso mesmo que você ouviu, você foi corno. Aquele filho não era seu, nunca foi. Então portanto eu podia tirar ele quantas vezes eu quiser. - a revelação o pegou de surpresa, não esperava que ex-namorada fosse tão fria aquele ponto. Katherine o encarava sem mudar a expressão, estava pouco se preocupando-

- como você teve coragem de fazer isso?

- de que de trair? Ou de tirar a criança? De te trair foi porque eu tava cansada de ficar sozinha, de você me trocar pela bosta de uma cozinha. E o bebê, eu nunca quis ser mãe, tenho horror a isso, engravidei por um acidente e nunca mas - Fernando estava com nojo dela, se perguntava o que tinha visto nela afinal para se apaixonar. Será Katherine era assim desde o início, ele idiota não percebeu? -

- você me dar nojo, não por mim por que eu nunca duvidei que você fosse capaz de me trair. Agora uma criança, que não culpa das merdas que você faz. Ela não ia merecer uma mãe monstruosa como você

- foda-se eu vim aqui só te dizer uma coisa, eu sou capaz disso e de muito mais. Você é meu Fernando, meu e ninguém vai te tirar de mim. Então pense bem, se você não ficar comigo, não ficará com mais ninguém. E eu não estou falando de machucar você, de te matar, estou falando de acabar com a vida daquela vagabunda e da filha dela.

- sai daqui! - ele gritou-

- eu vou, só uma última coisa.  Eu vou começar pela menina, então pense bem se você quer machucar uma criança, ate breve querido- ela mandou beijos e saiu do apartamento o deixando sozinho. Fernando bateu a porta com força, e se sentou no sofá enterrando as mãos nos cabelos, porque Katherine tinha que voltar para sua vida? O que foi que fez parecer isso? Sabia que a ex era capaz disso, mas não ia deixar ela atrapalhar a vida dele por causa da sua loucura. Não iria mesmo -

........

16:00 da tarde era o que marcava o relógio, Lucero parou o carro enfrente ao galpao onde Fernando ensaiva com sua banda. Desceu, e travou o carro adentrando o lugar. No caminho alguns homens jogaram algumas cantadas, mas nada desrespeitoso já que sabiam que ela era namorada do seu amigo

Ela atravessou um corretor até chegar onde 4 integrantes da banda tocavam e sorriu vendo Fernando concentrado cantando. Ele estava suado, e o suor descia pelo seu corpo musculoso sem camisa e pelos fios do cabelo negro

Assim que a música se encerrou, ele abriu os olhos a vendo parada e ela sorriu para ele

- está aí a muito tempo?

- acabei de chegar - disse indo até ele e lhe roubando um beijo - tava com saudades

- hiiiii é muito romance pro nosso estômago- comentou um dos amigos dele- vamos embora

- como vai a nossa Lady?- um dos amigos dele se aproximou dela segurando sua mão e a beijando a fazendo sorrir -

- ótima - os meninos já eram acostumados com as visitas dela ao local, e carinhosamente a apelidaram de Lady, por era ser tão diferente, do que Fernando e sua turma era -

- você tá bem? - ela perguntou quando ele se afastou para bebe água-

- estou, ou tentando absorver tudo

- absorver o que? O que aconteceu? - ferandni suspirou tentando controlar a raiva que estava sentindo de Katherine naquele momento-

- a Katherine apareceu lá em casa hoje

- o que ela foi fazer lá? - cruzou os braços o encarando-

- jogar na minha cara que eu sou corno e que o bebê que ela esperava não era meu

- o que ? Ela teve coragem de fazer isso?

- teve, eu fiquei com nojo de como ela falava, parecia que tava falando de uma coisa normal. Sinceramente eu não sei porque eu fui tão idiota em ter me envolvido com ela - ele disse jogando água nos cabelos que escorreu caindo no chão-

- hey não fica assim - ela disse segurando o rosto dele e sorrindo amável- ela não mereceu e nem merece o homem incrível que você é- o abraçou. Fernando correspondeu ao abraço dela, se agarrando ao seu pequeno corpo sentindo uma paz que ele procurou por muito tempo - eu sei que você deve está triste por conta do bebê, porém a culpa não foi sua. Uma hora você vai chegar o momento de você ser pai, e você terá um lindo bebê assim como você - ela disse se afastando passando os dedos pelo rosto dele -

- quero que seja com você. Só com você- ela sorriu ainda mais-

- nós vamos ter o nosso bebê, mas primeiro temos que pensar no nosso outro filho que vai nascer, nosso restaurante- disse animada-

- eu tava fazendo uns desenhos de esboço, depois você dar uma olhada e da sua opinião

- tá bom, eu tô muito ansiosa- ela disse completamente feliz-

- em breve nosso primeiro filho, vai está ai. E eu não vejo a hora

- nem eu - ela mordeu os lábios de ele- sabe, quando você me perguntou se eu nunca quis fazer uma tatuagem?

- hurnun- ele acentiu-

- então, esses últimos eu andei pensando muito, olhei suas revistas que você tem de tatuagem, e... Eu quero fazer - Fernando a olhou surpreso-

- você quer mesmo ter uma tatuagem? Sabe...

- que é pra sempre, que não sai.... Mas eu quero, eu quero muito fazer - ele sorriu para ela, percebeu de longe a insegurança que ela estava, no incio era apavorando mesmo fazer uma tatuagem, porém depois de pronta, a dor vale a pena -

- ok, vou te levar em um lugar para fazer, mas saiba que se quiser desistir, tudo bem

- eu não vou desistir, eu quero. - ela confirmou convicta olhando nos olhos dele -

- ok .....

.........



Notas Finais


Será que ela vai mesmo fazer essa tatuagem?

Katherine sendo embuste 😵😵

Espero que vocês tenham gostado do capitulo, até breve

Beijos 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...