História Nuevos Recomeços - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias A Dona (Soy Tu Dueña)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 2.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Emoções


Fanfic / Fanfiction Nuevos Recomeços - Capítulo 25 - Emoções

Coroa de lágrimas
Caminho de espinhos
Que dói
Que pagam o seu amor
Preencha o olhar de alegria
Valente solidão
Paixão que ela adormeceu

Corona de Lágrimas- Cristian Castro

...


Fernando parou a moto enfrente ao estúdio de tatuagem que pertencia ao seu amigo. Lucero encarou o local, engolindo a seco sentindo que iria desistir, que ideia mas louca era aquela de fazer uma tatuagem?

Ela retirou o capacete, descendo da moto acompanhada por ele, que segurou sua mão e a encarou

- pode dessitir se quiser- ele disse vendo um pouco de pavor em seu rosto-

- não, eu vou fazer!

- tem certeza?

- eu vou fazer!- disse convicta. Fernando acentiu, e entrelaçou suas mãos a dela, entrando no local. -

- Fernando meu mano, quanto tempo seu cachorro velho- o tatuador disse vindo até o amigo e abraçando dando dois tapas em suas costas-

- muito trabalho seu merda. - respondeu- deixa eu te apresentar, essa é a Lucero minha namorada

- prazer- ela disse sorrindo estendendo a mão-

- esse é o samuca, meu parça de anos

- o prazer é todo meu linda - ele disse educado beijando a mão dela- veio fazer outra tatuagem?

- ela veio fazer- apontou com o queixo a morena ao seu lado- mas eu vou fazer também para acompanhar ela- Lucero o olhou com um sorriso no rosto-

- tá falando sério?

- tô sim marrentinha- deu um selinho rápido nela-

- ok então, vou chamar o Jonny para fazer a sua, e eu faço a dela

- olha lá hein seu merda, cuida da minha mulher direito - disse fazendo uma cara feia-

- ela vai voltar inteirinha pra você- disse piscando para ele. Samuca chamou seu assistente que encaminhou Fernando para outra sala ao lado da que ela ia ficar, enquanto ela seguia com Samuca para a outra sala-

.....

Lucero se sentou na cadeira, enquanto via Samuca preparando as coisas. Ele sorria olhando a cara que ela fazia, olhando a tudo ao seu redor, parecia apavorada

- se quiser desistir, é só falar- ele disse-

- eu não vou desistir

- você tá apavoradas, sua cara tá dizendo isso por você

- é só que... Eu nunca fiz uma Tatuagem antes, é estranho.

- olha - ele se aproximou dela- a primeira é assim mesmo, dói um pouco, mas depois você se acostuma, mas tem que ter certeza que quer mesmo fazer

- eu tenho, podemos começar? - disse o olhando nos olhos-

- podemos. Onde vai querer tatuar?

- no braço, aqui - apontou para o pulso-

- e o que vai querer? Quer escolher? - ela acentiu, ele lhe entregou um grande catálogo de desenhos e ela folheou até se deparar com um que a agradou muito-

- quero esse daqui- apontou. Aos poucos sua insegurança e pavor foram passando, o que tinha de tão ruim fazer uma tatuagem? Não era o fim do mundo, e nem era tão doloroso assim. Assim pensava ela, mas no momento em que sentiu a água tocar sua pele ela...- AIIIIIIIIIIIIIIIIIII!- Lucero gritou fazendo na mesma hora o tatuador parar-

- calma, você precisa se acalmar.

- tá bom- ela respiroi fundo e fechou os olhos buscando sua calma. Samuca voltou a fazer seu trabalho, não tendo mas interrupções. Apesar de leves dores, era suportável, relaxou seu corpo e deixou que o homem fizesse o trabalho -

........

Algumas horas depois, Samuca já havia finalizado a tatuagem no braço dela, enrolou com papel filme par proteger por um tempo e lhe deu explicações de como cuidar nos primeiros dias para não inflamar.

- gostou?- ele perguntou com um sorriso no rosto. Ela observou seu pulso agora com a tatuagem escrita "Amo-te" e um pequeno desenho logo do lado e sorriu -

- adorei, ficou linda - sorriu observando o desenho-

- já te expliquei tudo, tá liberada- ela acentiu. Se levantou da cadeira saindo da sala acompanhada pelo homem e Fernando sentado a esperando-

- e aí como foi? - ele perguntou indo até ela beijando seus lábios-

- no início ela gritou- Lucero escondeu seu rosto no peito dele envergonhada, foi tão patético- mas depois foi de boa

- me deixa ver sua primeira tatuagem Marrentinha- ela levantou seu braço o mostrando e ele sorriu- Linda

- e a sua?

- aqui - ele levantou o braço esquerdo mostrando o "L" e do lado o "P" o que a fez sorrir- você e a Pietra

- você sempre me surpreende- beijou seu queixo sem conseguir conter o sorriso-

- valeu cara, até a próxima- deram dois soquinhos em despedida -

- voltem sempre - Lucero e Fernando saíram do estúdio e o vento frio da noite fez o corpo da morena se arrepiar inteiro. Fernando retirou sua jaqueta e a envolveu para a proteger do frio, e em seguida subiram na moto e seguiram para a casa da morena -

............

- Pietra, Pietra fica quieta- Enrico falava com a menina que pulava de um sofá a outro enquanto era perseguida por ele -

- você não vai me pegar!- ela fazia caretas para ele e sorria fugindo dele a cada vez que o mesmo chegava perto de pegá-la. A porta foi aberta, e assim que a menina viu sua mãe e Fernando entrarem correu até eles abraçando as pernas da mãe -

- mamãe, senti saudades- disse sorrindo-

- eu também senti meu pãozinho de ló- Lucero disse pegando a menina no colo que beijou sua bochecha-

- Oi caderninho de desenho- disse sorrindo para ele -

- hey minha rockqueira pequena tá tudo bem? - ela acentiu-

- que cara de cansado é essa Enrico? Até parece que a Pietra te encheu de trabalho- ela tirou onda quando viu o amigo todo jogado em seu sofá-

- e ela deu, o que você tá dando pra essa menina Lucero? Biotônico?- Lucero se sentou com Pietra em seu colo e Fernando ao seu lado-

- mamãe porque o seu braço tá enfaixado?- fez uma careta-

- porque a mamãe fez uma tatuagem, um desenho que nem o caderninho de desenho aqui - a boca da menina se abriu surpresa e um sorriso sapeca apareceu em seguida-

- deixa eu ver mamãe, deixa eu ver- bateu palmas animada. Lucero ergueu o braço mostrando o pequeno e delicado desenho que fez a menina sorrir- é lindo mamã

- eu também fiz outra Princesa, quer ver ?

- quero- Pietra desceu do colo da mãe e foi até ele vendo as duas novas tatuagens dele -

- L é da sua mãe, e o P é seu- disse todo bobo pra menina -

- você fez uma tatuagem pra mim?

- fiz

- que linda. Eu te amo caderninho de desenho- o abraçou forte. Lucero encarou Enrico que olhava bobo a cena dos dois e sorriu voltando a olhar seu namorado e sua filha-

- então quer dizer que você tá ficando moderninha? - Enrico disse encarando a mulher-

- só foi uma tatuagem, nada demais

- a 3 meses você não ia querer fazer nem um risquinho de caneta na sua pele. Tatuado, tatuado você está fazendo minha amiga ser menos careta

- cala a boca Enrico- Lucero disse jogando uma almofada nele -

- se depender de mim, daqui a pouco ela vai tá toda tatuada - disse irônico a vendo o fuzilar com o olhar -

- uma tá ótima

- mamãe eu tô com fome - a loirinha disse saindo do colo de Fernando e segurando a mão da mãe para que se levantasse-

- a minha filha ogrinha voltou- sorriu-vocês querem comer também?

- eu quero tô morto de fome - Enrico disse debochado-

- quer que eu te ajude amor? - Fernando se ofereceu, mas ela negou-

- faço rápido as coisas aqui e já volto - ele acentiu e ela seguiu para a cozinha com Pietra do seu lado -

........

Para fazer uma coisa rápida, Lucero optou por fazer um macarrão. Preparou a massa do inhoque, e deixou que Pietra o cortasse ensinando a menina como era o tamanho e o formato. Ela foi preparar a proteína que iria acompanhar a massa, e optou por uma carne vermelha qual ela temperou bem, e cozinhou enquanto olhava o ponto do macarrão e sua pequena prestava atenção em tudo

- tá curiosa?- perguntou pra menina que não tirava o olho de nada que ela fazia -

- tô, porque o macarrão tem que ficar nesse formato? Os que vende em supermercado São fininhos - disse sem entender. Lucero pegou um banco e colocou ao seu lado chamando a menina que ficou quase em sua altura-

- cada macarrão tem uma massa, e existem diversos tipos dele. O inhoque tem esse quadradinhos, o ravioli também é um quadradinho, porém menor, e são necessários duas massas para fecha-lo junto com seu recheio. O espaguete, são os que vendem no mercado, junto com macarrão parafuso e outros.

- mas porque fazer a massa, se já pode comprar pronto?

- produtos industrializados tendem a ser um perigo para nós por diversas formas, e se agente sabe fazer, e tem tempo para preparar, porque comprar e não fazer? É divertido, você não achou?

- achei, eu quero fazer mas coisas com você mamãe- disse abraçando a cintura dela -

- um dia eu vou te ensinar a fazer bolo, quero ver se você vai conseguir

- eu vou fazer o melhor bolo do mundo - disse segura fazendo a morena abri um lindo sorriso-

- eu sei que vai... Me ajuda a pôr a mesa?

........

Os 4 estavam sentados na mesa comendo a comida maravilhosa que ela tinha feito, tomavam vinho, enquanto Pietra tomava seu suco de laranja natural.

- eu nunca vou cansar de dizer que você é a melhor cozinheira do mundo e que abençoado seja Deus que me fez te conhecer- Enrico disse quase como uma oração fazendo os 3 gargalharam. Lucero olhou para Fernando que entendeu o que ela quis dizer, segurou forte a mão dela dando sinal de positivo -

- Rico, eu e o Fernando decidimos abrir um restaurante- Enrico parou de comer encarando o casal que sorria abertamente felizes. -

- vocês dois vão abrir um restaurante juntos?

- sim- ela confirmou-

- eu não esperava

- Fernando me fez uma proposta, acabei aceitando. Acho que tá na hora de abrir meu próprio restaurante sabe, é nada melhor do que fazer isso com alguém que agente ama - disse olhando para o tatuado- temos o mesmo sonho, obviamente com estilos diferentes, mas agente se encontra.

- vocês vão se casar? - Pietra perguntou levando um pouco do macarrão a boca -

- ainda não Princesa, mas um dia sim, por enquanto só vamos ter um projeto juntos

- mas é quase como.hm casamento. Vocês vão trabalhar juntos, vão fazer praticamente tudo juntos. Não acham que podem atrapalhar a relação de vocês ?

- não, não vi problema algum, agente sabe lidar com isso, estamos acostumados - Enrico deu de ombros -

- se vocês estão felizes e querem fazer isso, eu desejo toda a sorte do mundo e muito sucesso. Mas escuta tatuado, ela é minha amiga, é a pessoa mas preciosa que eu tenho nessa vida, se você ousar machucar ela, eu te capo está escutando?

- o que é capo?- Pietra perguntou novamente- é aquele suquinho de caixinha?

- não é nada não meu amor, pode voltar a comer - Lucero disse fuzilando o amigo com o olhar-

.......

Já passava da meia-noite quando Lucero e Fernando se deitaram. Ela ainda não tinha falado com ele sobre seu encontro com Raquel, e ele não tinha dito a ela sobre o que Katherine o disse

- sabe-se ela começou com a cabeça apoiada no peito dele- eu encontrei a Raquel hoje

- aquela sua amiga que dormiu com o filho da puta do seu ex-noivo?

- sim, ela casou com ele - disse alisando o peito dele -

- ela foi tão filha da mãe a esse ponto?

- não é bem assim, agente conversou. Ela me disse que o amava antes dele virar meu noivo, ela o amava bem antes disso. Ele a iludiu Fernando, disse que ia terminar comigo para ficar com ela. Tá vendo quão filho da puta ele é?

- o que você viu nesse cara? Ele é um monstro

- acho que eu tava iludida também. Nem sempre conhecemos bem as pessoas que estão do nosso lado - Fernando alisou os cabelos dela. Estava se perguntando se devia contar ou não, era a vida dela e da filha que estavam em risco. Mas e se isso fosse apenas um alarme falso? E se a Katherine tivesse blefando? Mil suposições parassavam pela cabeça dele, mas ele decidiu fazer o que seu coração mandou -

- hoje quando a Katherine me procurou...

- ela deu em cima de você de novo? Pediu outra chance?

- não- ele respirou fundo antes de contar- ela ameaçou você e a Pietra

.........



Notas Finais


Postei e sai correndo

Espero que tenham gostado do capitulo

Até a próxima

Beijos 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...