História Nukenin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Airlarigirl_s2, Konoha, Narusasu, Narusasunaru, Naruto, Naruto Dark, Naruto Over Power, Ninja, Protagonismo Focado, Sasuke, Sasunaru, Sasunarusasu
Visualizações 334
Palavras 2.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


KONBANWA, KITSUNE-CHAN!

Não preciso nem dizer que estou surpresa com os resultados, novamente. Batemos a meta de 50 favoritos em dois capítulos!

"Nukenin" atingiu 300 views, 61 favoritos, 23 comentários e 18 listas de leitura. Arigatou, Kitsune-chan!

Podem ler agora, eu deixo!

Capítulo 3 - Terceiro


O dia amanheceu nublado e frio em plena primavera, parecia que algo de errado iria acontecer. Naruto bufou ao ouvir o barulho, jogando as cobertas velhas para longe e se sentou na cama. Bagunçou seus cabelos dourados e olhou para o tempo atrás da janela.

– Está frio lá fora – sussurra. – Tenho um mal pressentimento, ‘ttebayo.

Toca com seus pés no chão gelado e estremece pela diferença drástica de temperatura. Se levanta, anda até o banheiro, retira suas roupas e se enfia na água gelada do chuveiro. Enquanto se banha, Naruto começa a refletir.

Há cinco meses, havia oficialmente se tornado um gennin de Konohagakure no Sato e entrara para o Time Sete. Nesse meio tempo, conheceu várias pessoas diferentes, principalmente em sua primeira missão Rank-A – que na verdade era Rank-C, mas haviam sido enganados pelo contratante, Tazuna.

Tazuna é um construtor de pontes do país vizinho e havia pedido a Konoha um grupo de ninjas para protegê-lo de bandidos. Em meio a missão, acabaram arrancando do velho que na verdade ele era perseguido por Gatou, um homem egoísta que comandava de forma ignorante Nami no Kuni – País das Ondas –, e que se sentiu ameaçado pela determinação de Tazuna em construir a ponte que ligaria Konoha a seu país.

Assim, Gatou enviou seu melhor subordinado para acabar com Tazuna. Seu nome era Momochi Zabuza, o Demônio da Névoa Sangrenta, um ex-membro dos Sete Espadachins da Névoa, que estava acompanhado por sua fiel ferramenta, Haku.

Foi difícil lutar contra Zabuza e Haku, mas acabaram por derrotá-los depois de muito sufoco. Haku havia prendido Naruto e Sasuke num estranho jutsu de espelhos e, por um fio, o Uchiha iria morrer nos braços do Uzumaki, se não fosse protegido pela enorme leva de chakra alaranjado misterioso.

Quando o chakra laranja se dissipou, Naruto olhou para as próprias mãos e finalmente entendeu o porquê de todos aqueles sussurros, murmúrios e as palavras frias de Mizuki. Ele era um monstro.

Naruto tentou convencer Zabuza de que ele ainda podia mudar, principalmente após Haku ter sido morto atingido por um golpe de Kakashi – que, na verdade, era para o Momochi. Apesar de Zabuza insistir que Haku era apenas uma ferramenta mortal, ele acabou soltando uma ou duas lágrimas que o entregaram. A verdade era que ele o amava mais do que podia imaginar.

Foi então que Gatou apareceu ameaçando Zabuza por não ter matado Tazuna. Nesse momento, sentindo o peso da dor de perder o amado, ferido e sem chakra, o Momochi correu em direção a Gatou e o empurrou em direção a água. Admirou o corpo flutuante do ex-chefe no mar violento. Havia se vingado.

Naruto e Kakashi realizaram o Tajuu Kage Bushin no Jutsu, assim ajudando Zabuza para derrotar todos os comparsas de Gatou. Nesse momento, Sakura chorava sobre um Sasuke inconsciente, enquanto Tazuna olhava para a cena com uma gota ao lado da cabeça.

Eu a contratei para me proteger e ela fica chorando?; pensa alto. Garota inútil.

Derrotando a todos os inimigos, Zabuza caiu no chão. Pediu um último favor para Naruto: que o deixasse ao lado de Haku, para que ficassem juntos para toda a eternidade. E o Uzumaki o fez, vendo o Momochi fechar os olhos num suspiro, enquanto seu amado, segurando sua mão, sorria aliviado.

Sasuke tossiu. Sakura, chorando emocionada, o abraçou com mais força. Você voltou para mim, Sasuke-kun, pensava. Até que o Uchiha, com o apoio dos cotovelos, a empurrou para longe e perguntou num sussurro:

– Onde está Naruto?

Sakura indignou-se. Ela estava ali ao seu lado, sofrendo com sua possível morte, e Sasuke vinha querendo saber de um idiota como Naruto?

– Sasuke-teme! – berrou. – Para de ser um inútil e vem aqui, ‘ttebayo!

– Dobe – revirou os olhos, se levantando e andando em sua direção.

Ele me ignorou?; fungou. O que Naruto tem que eu não tenho?

Em respeito as ações de Zabuza, Kakashi levou ambos os corpos e os enterrou numa clareira longe dali, cravando a Kubikiribocho – a espada do Momochi, que se regenerava ao entrar em contato com o sangue – na terra sobre a vala dos corpos mortos.

Depois de passarem mais uma noite na casa de Tazuna, Kakashi e o Time Sete se levantaram rumo a Konoha. No caminho, Naruto ficava se vangloriando.

– Neeh, Kakashi-sensei! – exclamou, com os braços atrás da cabeça. – Né que eu fui melhor que o Teme na missão de hoje, ‘ttebayo?

– Para de se achar muito, Dobe. – revira os olhos.

– É, Naruto-baka! – se infiltra na conversa. – Claramente Sasuke-kun é muito melhor do que você!

Kakashi suspirou. Por que tinha que ter ficado com um trio tão problemático?

– Ninguém é melhor do que ninguém Naruto – começou. – Mas concordo que Sasuke deixou a desejar hoje, se não fosse por você, Naruto, provavelmente Sasuke não estaria mais aqui – o Uchiha bufou. – E Sakura, o que eu disse antes vale para você. Somos uma equipe, e como tal ninguém é mais poderoso do que o outro, entendem?

– Hai, sensei! – Naruto e Sakura responderam, enquanto Sasuke apenas deu de ombros.

– Agora nós vamos voltar para casa e comer um bom churrasco de recompensa, o que acham?

– HAI!

Voltaram para Konoha depois de uma longa caminhada recheada de discussões e tapadas. O Time Sete era uma equipe bem unida, realmente.

 

* * *

 

Um tempo se passou desde o encontro com Zabuza e Haku e pouca coisa mudou entre as relações do Time Sete. Naruto e Sasuke continuam brigando por qualquer coisa, apesar de tentarem ajudar um ao outro – e quase nunca conseguindo, sempre brigando no final –; Sakura tenta ser útil, mas no fim acaba precisando da ajuda dos companheiros de time; e Kakashi continua sendo apenas Kakashi.

Foi de extrema surpresa quando Kakashi apareceu cedo no campo de treinamento, o que já causou um pouco de medo em seus alunos, já que o Hatake nunca aparecia no horário. Mas, felizmente, o platinado estava ali apenas para entrar a Naruto, Sasuke e Sakura seus respectivos comprovantes de entrada para o Exame Chunnin.

O Exame Chunnin era uma das partes mais importantes para a vida de um shinobi de sucesso, já que é ali onde o gennin pode subir na hierarquia ninja, se tornando um chunnin.

Naruto estava particularmente animado com tudo aquilo, pois poderia mostrar para toda a vila – que estaria vendo tudo pela plateia – o quão forte ele era. Porém suas esperanças diminuíram quando chegou na Academia para realização do teste.

– Teste escrito? – repetiu, confuso. – Mas não era só partir para a porrada, ‘ttebayo?

Sakura massageou as têmporas, nervosa.

– Não, Naruto-baka – suspirou. – Vamos fazer primeiro uma prova escrita, e só quem passar nela é quem vai “partir para a porrada”.

– Eu tô muito ferrado, ‘ttebayo! – se encolheu em posição fetal ali perto.

– Dobe – revirou os olhos, com as mãos nos bolsos, olhando para longe.

– Mas nós dois vamos passar, né, Sasuke-kun? – perguntou, manhosa. – Aí nós vamos virar chunnins, nos casar e ter muitos filhos.

Prefiro dar o cu na sarjeta do que ficar com você, sua irritante; pensou, ignorando-a. Sakura, iludida, entendeu aquilo como um sinal positivo.

Sasuke-kun gosta de mim. Eu sabia!; pensava, dando pulinhos.

Naruto bufou. Sakura-chan é muita burra mesmo, ‘ttebayo.

– Oi, Sakura, Sasuke, Naruto-baka! – chegou Kiba com Akamaru na cabeça, que latiu em cumprimento.

– Oi, Kiba! – bateu seus punhos. – Como acha que vai ser, ‘ttebayo?

– Vai ser moleza! – sorriu. – Mas aquele pessoal de Suna não parece ser muito amigável. O ruivo me dá calafrios. – Akamaru latiu em concordância, tremendo.

Olharam na direção do time preferido de Sunagakure no Sato – Vila Oculta da Areia –, onde seu sensei, Baki, estava os passando as últimas orientações antes da realização da prova. O Sunagakure no Sankyoodai – Três Irmãos da Areia – era constituído pelos três irmãos Sabaku, filhos do Yondaime Kazekage: Kankuro, Temari e Gaara.

Kankuro era usuário do Kugotsu no Jutsu – Técnica de Marionetes. Tinha cabelos amorenados e olhos cinzentos, sendo que metade de sua face era coberta por uma tinta roxa. Era o irmão do meio dos Sabaku e odiava que alguém impusesse a proteção de sua família contra sua vontade.

Temari possuía chakra Fuuton – Estilo Vento. Dona de cabelos loiros presos em duas marinhas chiquinhas, olhos esverdeados e um enorme leque preso às costas. Era a mais velha dos Sabaku, sendo responsável pelo cuidado de seus irmãos idiotas, principalmente com o menor deles, Gaara.

Gaara possui a habilidade de manipular qualquer tipo de areia, até mesmo se ela estiver diluída em água ou coberta por ouro. Cabelos cor de sangue, olhos verde-água e um kanji feito pela sua própria areia na parte superior da testa pálida, significando “Amor”. Era o mais novo dos irmãos Sabaku, apesar de claramente ser o mais temido.

Isso foi algo percebido pelo Time Sete na primeira vez que os viram, quando Konohamaru – neto do Sandaime e meio que um “pupilo” de Naruto – e seus amigos trombaram com os irmãos Sabaku. Naruto ainda podia se lembrar da sensação estranha que teve ao ver a profundidade dos olhos claros de Gaara. Eles o lembravam de si mesmo. Mágoa, ódio e dor.

O que será que alguém tão misterioso e silencioso como Gaara escondia?

– Eu sinto seu chakra – Kiba inspirou o chakra de Gaara novamente. – Ele é muito forte.

– Mas com esforço vocês conseguem superá-lo, nada é impossível – Kakashi comentou, não tirando os olhos de seu livrinho.

Foi então que, em meio a uma nuvem de fumaça, o instrutor da primeira prova, Ibiki, apareceu. Aquelas cicatrizes em seu rosto cor café com leite não deixava ninguém menos intimidado, muito menos com aquele sorrisinho presunçoso que não saía de seu rosto.

– Muito bem, gakis insolentes – cruzou os braços. – Um minuto para entrarem na sala. Vamos começar a prova direto ao inferno.

Os alunos entraram na sala e foram para as cadeiras mencionadas pelos instrutores chunnin que estavam nas laterais da sala com os olhos bem abertos para quaisquer sinais de cola. Ibiki entrou e fechou a porta atrás de si em um baque surdo. As provas já estavam distribuídas sobre as carteiras.

– Certo, a prova é constituída de dez questões que deverão ser feitam em duas horas – explicou, olhando-os com seu olhar de águia. – Sendo que a última questão será feita por último e eu irei ditá-la, isto é, se vocês quiserem.

– Ahn? – fizeram caras confusas.

– Ah, depois vocês vão entender melhor – bateu as mãos. – Suas duas horas começam... AGORA!

Quando Naruto virou a página, leu a primeira questão. Naah, isso é muito difícil, vou pular para a próxima e depois faço essa, ‘ttebayo; pensou se sentindo muito esperto, lendo o resto da prova. Porém, a cada linha que lia, um desespero tomava conta de seu ser.

Eu não sei nada disso, ‘ttebayo!; se desesperou. Estava ferrado.

Enquanto isso, Sasuke parou para analisar. Essas questões não estão a nível gennin, concluiu; se nosso objetivo como shinobi é ser ágil sem ser pego, então deve haver outra alternativa. Nunca pensei que faria isso, mas é pela minha vingança.

Muitos alunos tiveram o mesmo raciocínio de Sasuke e usaram isso ao seu favor. Gaara usou sua areia e, projetando o próprio olho para perto de um chunnin infiltrado, copiava as questões; Kankuro e Temari se uniram e, usando da desculpa de ir ao banheiro e tirando informações do instrutor, o moreno voltou com as respostas e compartilhou-as com a irmã; Ino entrou na mente de Sakura por meio do Jutsu dos Yamanaka e decorou as respostas; Kiba usou Akamaru escondido em sua cabeça, que o latia as respostas; Sasuke copiou os movimentos de um chunnin infiltrado com o Sharingan, Kekkei Genkai dos Uchiha, e assim foi.

E claro que Naruto, pessoa muito esperta, ficou lá batendo cabeça para tentar entender algo.

– Psiu, N-Naruto-kun – Hinata sussurrou.

– Que foi, Hinata? A gente não pode conversar, vai que punem a gente, ‘ttebayo.

– N-Não, é que... – virou sua prova. – P-Pode pegar se quiser. Eu n-não ligo.

Naruto se assustou. Hinata estava o oferecendo as respostas da prova? O que ela ganharia com isso? Não, não posso ferrar minha carreira shinobi, muito menos a da Hinata; refletiu.

– Não posso – suspirou. – Não devo.

Hinata anuiu com a cabeça, não insistindo. Naruto-kun é tão bom e honesto; pensava, corando.

O Uzumaki se arrependeu na hora. Olhava para os lados e quase todos já tinham terminado a prova e ele, um derrotado infeliz, não havia feito nem a primeira.

– Tempo esgotado!

Sayounara, título chunnin!; respirou fundo. Eu sou um fracassado mesmo, ‘ttebayo.

– Agora eu vou fazer a última pergunta para vocês, mas prestem atenção – fez suspense. – Se porventura você errar a questão, você volta para a Academia e nunca mais, nunca, será um chunnin, sendo gennin para sempre!

A tensão tomou conta da sala. Como assim gennin para sempre? Se fosse tudo no padrão das questões anteriores, os alunos estavam completamente ferrados.

– Mas há uma chance! – disse. – Você pode escolher desistir do teste e sair da sala junto a sua equipe, podendo repetir o teste no próximo ano e tentar a sorte. A escolha é de vocês!

E um a um os alunos foram saindo da sala, sussurrando pedidos de desculpas para seus outros companheiros de time. Sobraram menos da metade dos inscritos e ainda mais pessoas estavam saindo. Sakura olhou para Naruto. Ela sabia: ele não tinha a mínima chance de passar.

Naruto-baka! Levanta a mão e sai!; pensava. Será que ele não quer prejudicar a gente? Por um lado, isso é bom para mim..., mas o que será que Sasuke-kun pensa? E se eu levantar a mão e falar que foi pelo Naruto? Sasuke-kun vai ver o quanto eu sou humilde e vai perceber que sou a mulher perfeita para ele. Isso!

E foi quando Sakura iria levantar a mão que Naruto fez aquilo. Seus colegas se assustaram, até mesmo Sasuke o fez. Se alguém tão determinado e esforçado quanto o Uzumaki não tinha mais esperanças, como seria com eles?

– Desistir? – riu. – Eu não faço isso! – bateu a mão com força na mesa, surpreendendo Ibiki. – Enquanto eu estiver vivo, juro que nunca vou desistir, porque isso só provaria o quanto eu sou um covarde fracassado. E eu não sou covarde! E mesmo que eu perca e fique na Academia, pelo menos terei dado o máximo de mim, porque esse é meu jeito ninja, ‘ttebayo!

As palavras fortes de Naruto impactaram a todos da turma que, decidindo seguir ao exemplo do Uzumaki, decidiram ficar na sala e esperar pelo melhor. Ibiki, vendo que ninguém sairia, sorriu.

– Parabéns, vocês passaram!

– EH?

– O objetivo desse teste era para testar o caráter de vocês: se vocês escolhessem desistir sem pensar duas vezes, iria sacrificar a si e ao seu time; e, se fizesse ao contrário, iria se sacrificar pelo seu time. E isso sim é a característica fundamental de um shinobi, o trabalho em equipe – sorriu. – Dispensados, aguardem lá fora que logo Anko vai aparecer para guia-los a segunda fase.

Os alunos saíram esbaforidos da classe. Ibiki passou de mesa em mesa recolhendo os testes feitos, e qual foi sua surpresa ao ver a prova daquele garoto loiro determinado totalmente em branco?

– Uzumaki Naruto – riu. – Você tem futuro, jovem rapaz.


Notas Finais


Arco do País das Ondas (Arco chato e necessauro, neeh?); "Onde está Naruto?" (adoro essa frase e.e); O início do Exame Chunnin; Os Três Irmãos da Areia; Teste escrito; #NarutoFilosófico.

Ficou bom, hn?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...