História Número 23 - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 891
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Científica, Suspense
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - A fita 23


Fanfic / Fanfiction Número 23 - Capítulo 5 - A fita 23

Lá estava eu rua Carlos Gomes número 35, me aproxime da porta e dei três leves batidas. Por dentro eu estava apavorado quando de repente ouço alguém falar - entre!

Entrei lentamente, com um medo da porra segui em direção a voz que vinha de uma sala que era bem bonita por sinal. Me aproximei da tal pessoa e perguntei - quem é você, E porque tem uma câmera em meu apartamento?

O homem se virou em minha direção, agora pude velo com mais clareza, era o cara da bmw.

Espantado eu olhei nos olhos dele e perguntei -quem é você, porque você matou minha mãe?

O homem me olhou e disse - meu nome é Luiz, e não matei sua mãe.

Sem entender nada decidi pergunta algo mais - de onde você conhece minha mãe?

Luiz me olhou com um olhar nostálgico e disse - fomos amigos de escola, fazia tempo que não avia, até que ano passado ela me procurou.

Eu - porque, porque ela te procurou?

Luiz - desde o tempo de escola sempre fui ligado em fazer coisas pequenas, de um simples chaveiro até uma super câmera portátil.

Eu - então foi ela que colocou a câmera?

Luiz - sim.

Eu - porque?

Luiz - sua mãe achava que por algum motivo você não estava seguro.

Eu - mas ela nunca me disse nada.

Luiz - tem certeza, talvez foi você que não quis ouvir.

Como eu ainda estava muito confuso procurei em minha mente algo suspeito ou algum alerta escondido, foi quando me lembrei da conversa que tivemos antes do meu aniversário.

"

Matheus - bom, eu acho que eu a amo, mas não é aquele amor de início de namoro, Eu realmente a amo.

Raimunda responde de um jeito frio - se você diz.

Percebendo o jeito em que minha mãe se referio a Bianca, perguntei - porque está jeito frio?

Minha mãe me olhou como se quisesse me dizer alguma coisa, mas me respondeu de outro jeito - nada não, só implicância minha

"

Foi quando percebi que minha namorada estava me escondendo alguma coisa. Olhei Pará Luiz e perguntei - minha mãe chegou a insinuar algo sobre a Bianca, mas não disse o que era, você sabe o que é?

Luiz - você colocou seu apartamento no nome dela?

Eu - na verdade esta no nome de nós dois.

Luiz pegou uma fita e me deu, analisei a fita com cuidado. E notei que avia um título em sua lateral que dizia.

"Fita reveladora fita número 23"

Sem pensar duas vezes coloquei a fita, que me surpreendeu.

Lá estava Bianca e Denis (meu colega de trabalho ) transando em meu quarto, o pior veio depois. Anbos queriam me matar Pará assim ficarem com o meu apartamento e todo o resto. Daí tudo fez sentido, Robson me disse que o número 23 era o número da tragédia, eu achei que era a morte da minha mãe. Mas agora percebo que a verdadeira tragédia é simplesmente meu assassinato.

Sai da casa de Luiz e fui direto Para meu apartamento, já sabendo o que poderia acontecer. Você deve estar se perguntando, o porquê de não tentar impedir meu assassinato? Simples, já assistiu premonição? Ou algo do tipo, Isso é impossível.

Cheguei em meu apartamento, abri a porta, me sentei em meu sofá e liguei a TV. Quando Bianca sai do quarto meu nervosa me levantei e olhei em seus olhos e disse - faça o que tiver que fazer, eu estou pronto.

Bianca me olhou com lágrimas nos olhos e disse - me desculpa, mas eu não amo você.

Bianca rapidamente sacou sua arma e a apontou em minha cabeça, e disse - sei que estou errada, mas eu só quero ser feliz de verdade.

Fechei os olhos e ouvi um tiro, foi tão forte que me deixou surdo por alguns segundos. Foi aí que tomei coragem e abri os olhos novamente, e lá estava Bianca Morta no chão da minha sala. Em minha frente estava Dennis, fiquei surpreso com a atitude e perguntei. - porque você fez isso? Só ela é eu temos o nome do apartamento.

Dennis solta uma risada doentia e diz - não, não meu caro amigo. A idiota da Bianca me adicionou como dono a poucas horas atrás! Agora matando você só eu fico com o apartamento.

Como avia escapado da morte a poucos minutos atrás, tomei coragem e reagi. Em quanto Dennis sacava sua arma, eu rapidamente me abaixei e peguei a arma de Bianca e instintivamente atirei.

O tiro acertou sua cabeça, Dennis morreu na hora. Fiquei trêmulo por alguns minutos, me sentei em meu sofá e pensei.

-se estou vivo, então o que o número 23 estava me avisando?

Quase que imediatamente a polícia chegou, já me rendendo eu tentei me explicar mas a polícia não quis ouvir.

"Fiquei preso durante um ano e meio, perdi meu apartamento e tudo o que tinha.

ha, Agora estou morando na casa do Luis e estou bem."

Dia 23/2/2013

---------------------------------

Luiz -

atheus era um ótimo amigo, é esta foi sua última carta escrita. Pena que ele morreu de um jeito estreante horrível, acidente de avião 400 mortos. E como Matheus disse, não dá para mudar seu destino. O número 23 sempre está certo de uma forma ou de outro.

Fim



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...