História Nunca deixe as janelas abertas - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Paixão, Revelaçoes, Romance, Suspense, Vampiros
Visualizações 7
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo 8 - Líder


Olhando o enorme ginásio que havia ali fiquei boquiaberto, haviam quadras para esportes que eu conhecia e algumas para uns que nunca ouvi falar.

O técnico veio até nós, sabendo já que era o aluno novo e me deu algumas instruções.

- É o aluno novo, Correto? - leu a planilha em sua mão - Taylor.

- Sim, sou eu. - olhei esperando o mesmo dizer o que eu deveria fazer.

- Diferente das demais escolas,, nesta devera escolher um esporte, e pedir ao líder do time para entrar em seu grupo, boa sorte. - disse já se voltando para a pequena sala que provavelmente era onde ele ficava durante as aulas.

-Parece fácil - olhei para Alexander.

- Acha que ele te desejaria boa sorte se fosse? - riu soprado - vem, vamos escolher um esporte para você.

Começou a folhear alguns papéis que estavam pendurados na parede informando quais estavam disponíveis.

- olha para o meu time não tem vaga, infelizmente, porque eu iria pedir para você. - voltou a encarar as folhas - temos vôlei, handball, basquetebol, natação, beisebol e rugby pode escolher - me encarou.

- em qual eu não vou morrer ? - perguntei desesperado - sou péssimo em todos, qual você participa?

- Futebol, eu fiz aulas quando mais novo e me foi bem útil - pensou um pouco e continuou - vôlei é bem discriminado entre os garotos e não recomendo, para um novato nunca é bom, é...sabe nadar?

- nem entrar na água eu sei - ele gargalhou - o que é rubgy ? 

- Nem pense nesse, vai ficar quebrado em um minuto, é muito violento.- fez uma careta - beisebol? 

- É...vamos dizer que, não faz muito meu estilo, ser bom em bater em uma bola pequena e sair correndo não vai dar certo - rimos juntos - quero basquete.

- então nem pensar em handball? Certeza? Desculpa mais basquete? - ficou estranho de depende e eu confirmei.

- Não da pra me matar com isso, e eu tenho até uma altura boa.

- você que sabe, é para lá a quadra - seus dedos mostraram a esquerda a quadra com duas cestas. 

- Não vai comigo - perguntei quase em súplica.

- não posso, brigas entre os líderes nos impedem de ir lá, foi mal - bateu a mão em meu ombro - ér.. boa sorte.

- acho que obrigado - fui andando em direção a quadra e olhando pra trás igual uma criança, que vai a aula pela primeira vez e tem que se despedir da mãe.

Assim que cheguei a quadra haviam alguns já jogando, parei perto da arquibancada assistindo.

Mas parece que ao notar minha presença todos pararam e me encararam, só queria sair correndo de lá o mais rápido porém, surgiu alguém e logo pude o reconhecer. 

- O que faz aqui? - parou me encarando como os outros.

- eu vim falar com o líder do time - disse um pouco gaguejando e praguejei por não parecer confiante.

Olhou ao redor com se procurasse alguém e deu um passo a frente.

- Diga, não temos o dia todo - seu tom desafiador me fez recuar alguns passos.

- Eu quero entrar no time - falei rápido evitando que minha voz falhasse novamente.

O mesmo virou as costas para mim e caminhando até os outros disse.

- olha só gente, ele quer entrar e ser do nosso time - começaram a rir.

Imagino que com certeza fiquei vermelho, não de vergonha mas de raiva, ele não pode me humilhar desse jeito.

Virei as costas e comecei a ir embora, podia ser novo ali, mas não seria o objeto de humilhação deles.

Logo senti uma mão em meu ombro me virando bruscamente, fechei os olhos e quando abri estava cara a cara com ele, Nathan.

Estávamos sozinhos, não percebi que havia andado tão rápido, eu e o líder, podia sentir sua respiração em meu rosto, o encarei por alguns segundos e logo o empurrei para que se afastasse.

- Olha só, quem já tá se mostrando logo no primeiro dia - passou a língua lentamente molhando os lábios - ninguém da as costas para mim, se quer fazer parte do time, vai ter que mostrar que merece, se é realmente bom, amanhã às 9 na quadra.

- O que ? - se afastando e indo embora ele parou e voltou a me encarar.

- Não se atrase, não gosto que me decepcionem - foi embora sem esperar resposta.

Quando percebi que estava no lugar que fui deixado, olhei ao redor, estava parado lá a quanto tempo.

Deveria realmente tentar entrar nesse time? o que esse cara tem de diferente que me fez ficar completamente paralisado duas vezes no mesmo dia.

Saí correndo e fui em direção ao vestiário, na esperança de encontrar Alex, e suspirei aliviado quando o encontrei já trocando de roupa, voltando a trajar suas roupas comuns.

Ele me analisou por um tempo, pegou sua mochila e veio até mim.

- Pela sua cara, foi expulso de lá - riu de lado - te perguntei se tinha certeza.

- acho que entrei - o olhei confuso.

- espera, como assim ? - ele demonstrou realmente muita surpresa- eles não aceitam ninguém no time a anos.

- Quer dizer, não sei se entrei, vamos nos encontrar amanhã - olhei para meus pés - acho que vou fazer o teste.

- Acredite, ninguém chega a fazer o teste, eles são muitos seletivos. - começou a caminhar em direção a sala - só entram os melhores, talvez vejam potencial em você, só toma cuidado, e se lembre do que ele fez com você no intervalo.

- Eu sei...vou tomar cuidado.


Notas Finais


Até o próximo capítulo ✨

Todo cuidado é pouco não é mesmo ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...