1. Spirit Fanfics >
  2. Nunca deixei de te amar >
  3. Divórcio

História Nunca deixei de te amar - Capítulo 41


Escrita por:


Capítulo 41 - Divórcio


Mais um dia se começava, Vivianne estava completamente decidida no que iria a fazer. Já sabendo da escolha da filha, Dona Berta então foi para o seu quarto desejando uma boa sorte a caçula.

Na sala...

-Bom dia amor! -Foi até ela -Dormiu bem?

-Bom dia! É...-Desceu o último degrau- Precisamos conversar.

-Agora? Fiz esse café especial para vocês...cadê a sogrinha?- Olhou pra escada

-Eu pedi para ela não descer enquanto nós dois não conversarmos. -Se sentou a mesa

-Ai meu Deus, o assunto parece ser sério...

-Mais é!

-Então...comece.

-Bom...

-É sobre o nosso filho? Você quer comprar o enxoval logo?

-Gilberto, primeiramente não existe nosso filho, você sabe muito bem...-se aproximou da mesa- segundo, não dependo de você para fazer esse tipo de coisa. E o assunto é outro.

-Esse filho é meu sim, estamos casados...temos uma vida juntos!

-Não crie paranóias... Eu...-Enrolou

-Não estou criando, isso é verdade.

-Gilberto, eu...eu quero divórcio! -Concluiu

-Não...nem pensar.

-Eu pensei bem...e eu já decidi.

-Vivianne, você carrega um filho meu...não se esqueça!

-Esse filho não é seu, Gilberto! -gritou- E eu não tenho motivos por qual ficar ao seu lado, se eu já não te amo mais.

-Eu sei que você quer sair dessa relação para ficar com aquele lá...mais eu não vou permitir isso, não vou! Se você acha que eu serei trouxa, tá muito bem enganada. Eu sinto que esse filho ai é meu, nada vai mudar isso.

-Caralho...só queria saber onde estava com a cabeça para me casar com você, apenas- virou se para o lado.

-Vivianne...você só está pedindo isso por causa dele não é?

-Dele quem? Até onde eu sei, quero isso por vontade própria, não tem como continuar casado com alguém que eu não amo mais...

-Sei...-Se levantou pegando o telefone -Já volto!

-Vamos terminar essa conversa logo...

-Deixa eu ter uma certeza aqui...-Discou para Malu que logo atendeu e depois de alguns minutos- Vivianne, por acaso você contou o que aconteceu aqui em casa para alguém?

-Não...Por que?

-Tem certeza disso?

-Tenho!

-Para de mentir, a mulher do Humberto...quer dizer a ex, me contou tudo.

-Oi?- estranhou.

-É isso mesmo que você ouviu...Agora tem tudo a ver.

-Do que você está falando? Eu estou falando do nosso casamento e não deles lá, até porque não me interessa.

-Sei bem...mais eu não vou te dar divórcio.

-Vai sim...eu tenho direito de ser feliz!

-Eu não te faço feliz?

-Por alguns meses você me fez feliz sim, confesso. Mais acontece que a nossa relação aos poucos está se desgastando, na verdade não existe mais amor, não há sentimento entre nós.

-Vivianne, sinto muito mais não vou te dar esse divórcio por diversos motivos e um deles é que mesmo dizendo que tudo isso não é por causa do Humberto, eu sinto que é...  Então não quero te poupar desse assunto.

-Para de enrolar e diz logo o que anda pegando...

-A Malu tá grávida! -Mentiu

-Não... Isso é uma brincadeira.

-Não, ela acabou de me confirmar.

-Vou fingi que acredito! Mais então...

-Ai é com você, mais eu não irei te deixar sozinha com um filho meu.

-Eu...-Correu até o banheiro

E ao voltar...

-Você pode chamar a minha....-Disse desmaiando caindo no sofá

-Vivianne!!- Gritou Gilberto- Amor? Vivi...

Ao ouvir alguém gritando, Dona Berta foi até a escada...e desceu correndo ao ver a filha desacordada

-Filha!!

-O que faremos agora?

-Primeiramente corremos para o Hospital mais próximo.

-Ok...Vamos até o meu carro.

-Ok...Você vai levando ela que eu irei pegar os documentos.

-Tudo bem. -Pegou a com todo cuidado, enquanto sua sogra corria para pegar as coisas e logo pegaram a estrada.

-Onde levo? -Perguntou todo preocupado

-Para o hospital mais perto!

-Beleza! A culpa não foi minha...

-Agora não é hora de ficar se culpando...Apenas pensasse antes de fazer ela ficar nervosa, estressada...

-Não foi a minha intensão.

-Pensasse antes de agir de alguma forma.

-Mais ela que pediu isso...

-Gilberto...ela tem motivos para isso.

-Ali tem um hospital...

-Vamos logo então...mais depois nós dois teremos que conversar!

-Ok!

Chegando ao hospital, Gilberto pegou a no colo e levou imediatamente para dentro do local...Sua mãe ia atrás pedindo aos enfermeiros ajuda...já que ela teria prioridade.

-Agora a senhora terá que ir no balcão preencher a ficha! -Disse colocando a paciente na cadeira de rodas -Enquanto isso iremos levar ela lá para dentro.

-Ok!- Disse Dona Berta pegando os documentos da filha

-Pelo amor de Deus não deixa nada acontecer com eles- Se ajoelhou no chão- Eu te amo, Vivianne!

-Gilberto...se levanta e senta ali. -Disse ajudando o -É melhor!

-Tudo bem...-Fez o que ela havia dito

~**~

Ainda no hospital...

-Quem está acompanhando a paciente Vivianne Pasmanter? -Perguntou a enfermeira

-Nós! -Se levantou Dona Berta -Sou a mãe e ele...

-Sou marido dela...o que ela tem?

-Calma, não é nada de grave...foi apenas um susto causado por nervosismo, estresse.

-E o bebê?

-Tá tudo bem...

-Posso ver ela agora?

-É claro, é só me acompanhar.

-Sogrinha diz a ela que depois eu verei ela...

-Tudo bem...-Acompanhou a enfermeira

Entrando no quarto, sua filha já estava acordada... 

-Mãe! -Disse fraca

-Não precisa falar nada, apenas descanse...

-E...e o bebê? -Escorreu uma lágrima

-Está ótimo! -Segurou sua mão- Foi apenas um susto.

-Ufa! -Secou suas lágrimas- Nem me lembro como aconteceu...

-Esqueça disso...

-Mãe, faria um favor para mim?

-Claro, diga.

-Tenta descobrir se a ex do Humberto tá grávida mesmo...

-Oh filha...você não acha que está se preocupando por besteiras? Pense nesse bebezinho ai.

-Não é besteiras mãe...

-É sim!

-Por favor...descubra isso pelo seu neto.

-Tudo bem, só se me prometer que não vai se abalar se isso for verdade.

-Prometo mãe!

-Então tá, volte a descansar...

-Posso te pedir mais uma coisinha...

-Pede!

-Não me deixe sozinha com o traste.

-Tudo bem...agora descanse!

-Obrigada...

-De nada!

...

Horas se passaram...Dona Berta saiu do quarto para fazer um telefonema bem rápido...Voltando ainda encontrava a filha dormindo.

-Oi- Apareceu o Gilberto- Posso entrar?

-Ela tá dormindo...precisa descansar.

-Ah! Volto em uma outra hora...

-Se quiser ir para casa, pode ir...eu fico com ela aqui.

-Tudo bem...eu vou, mais a noite eu volto.

-Ok.

Minutos depois...

-Olá família! -Disse Márcia

-Xiu!

-Desculpa! -Entrou sem fazer barulho- E ai?

-Tá tudo bem...como havia dito, era apenas um susto.

-Amém!

-E ai descobriu? -Disse bem baixo

-É verdade mesmo, eu liguei para ele...e ai ele confirmou.

-Poxa!

-Mais ele disse que desconfia de algo...Mais como a Vivi soube?

-Quem você acha que contou? É óbvio que foi o traste.

-Que filho da mãe...merece umas porradas.

-Que isso mulher? Bom...deixa ela ir para casa, dai eu confirmo.

-Confirma o que?- Disse escutando a conversa -A Manu tá grávida mesmo?

-Oi para ti também, querida!- Disse indo até ela

-Oi querida!- Riu- Me contem logo...

-Sinto muito te informar isso...

-Ela tá...sabia!

-Mais o Humberto desconfia de algo...

-Ai Deus...cada minuto aparece algo...agora que eles vão voltar...

-Ei...a senhorita havia me prometido que não iria se abalar.

-Não estou abalada...

-Não mesmo? E essa tristeza ai no seu olhar?

-Normal...

-Olha aqui meu bem, na hora certa vocês irão ficar juntos.

-Amém!

-Agora é seguir como Deus planejar...querendo ou não você terá que lidar com isso.

-Infelizmente! -Se virou pro lado

-Ei?

-Fale...

-A gente vai está aqui pro que der e vier, ok?

-Eu sei disso...e é por isso que serei grata a vocês duas.

-Ah que amor!

E assim as três passaram o fim de tarde juntas...planejando várias coisas para a chegada do bebê, entre outras coisas. Mas, uma visita chegava...

-Boa noite!- Disse Humberto entrando no quarto

-Boa noite!-Disse Márcia- Mãe, vamos comer algo?

-É, vamos...Boa noite, querido! -Disse pegando sua bolsa

-Oi meu amor...-Se aproximou -Como estão?

-Oi...estamos bem! -Pôs suas mãos em sua barriga

-Fico aliviado!

-O que faz aqui? Não acha arriscado?

-Um pouco! -Beijou sua testa- Fiquei sabendo que soube da gravidez da Manu...

-Como está se sentindo? Feliz?

-Oh meu bem...não precisa ter ciúmes, afinal nem sabemos se essa gravidez é real mesmo.

-Como assim?

-Não tem como ela ficaria grávida de mim se pelos últimos meses nem fomos a cama...

-Mais...

-Acho que isso é uma armação do traste com ela...

-Humberto, eu não vou discutir por isso...afinal esse assunto não me interessa e eu agora acabei de pensar em seguir o meu rumo sozinha, já que está sendo impossível de ficarmos juntos...

-Não Vivianne, você não pode fazer isso...

-A Manu vai fazer o mesmo que o Gilberto fez, não duvido nada...

-O que ela vai fazer?

-Te obrigar a ficar com ela, assumir essa paternidade...

-Não vai, ela sabe que eu te amo...

-Humberto, sinto muito...não quero mais!

-Não faz isso e o nosso filho? -perguntou.

-Você nem vai se lembrar que ele existe...

-Para com essa palhaçada.

-Quem me garante que você não vai ficar babando ovo da outra? Tá na cara!

-Para de ser ciumenta e age pelo nosso filho, pelo nosso amor.

-Eu preciso descansar, você pode me dá licença?

-Mais antes vamos...

-Por favor, meu dia não foi bom...

-Tudo bem...Assim que você estiver melhor nós iremos conversar.

-Quem sabe um dia! -Se virou fechando os olhos- Boa noite!

-Descanse bem...te amo! -Disse baixo

Logo que ele saiu encontrou a Dona Berta e a Márcia, que imediatamente pereceram o clima deles não estava nada bem. 

-Deixa ela por um tempo...essas coisas estão deixando sua cabeça confusa!- pediu Dona Berta -Vai para casa e quando ela estiver melhor ela te procura.

-Concordo com ela, cunhado.

-Bom, farei isso...mais só queria que ela soubesse que o meu amor por eles dois, é o maior do mundo.

-Ela sabe disso, tenha certeza.

-Assim espero...Vou indo então, passem bem! -Se despediu

-Você também, querido!


 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...