História Nunca estará sozinho. - Capítulo 12


Escrita por: e Wendy580

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Howard Stark, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Maria Stark, Natasha Romanoff, Peter Parker (Homem-Aranha), Pietro Maximoff (Mercúrio), Steve Rogers, Wade Willson (Deadpool)
Tags Amor, Brunasha, Romance, Spideypool, Stony, Thorki, Yaoi
Visualizações 324
Palavras 1.965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Fique comigo!


Fanfic / Fanfiction Nunca estará sozinho. - Capítulo 12 - Fique comigo!

>> Wade Wilson <<(on)

Olhei novamente as ruas como eu sempre fazia,tinha medo que a Hydra estivesse me procurando.

Fiquei olhando de um lado para o outro enquanto voltava para casa,tinha medo que alguém me encontrasse,mas minha preocupação maior era o Peter.

O garoto tinha me rejeitado desde aquela manhã,eu já sabia que ele ia me rejeitar,mas não sabia que iria machucar tanto.

Andei em direção a minha casa,tinha comprado uma pizza de queijo,não podia matar aquela criatura de fome.

Abri a porta e percebi que a luz de cima estava ligada,fechei a porta.

_Peter,comprei pizza! - avisei subindo as escadas.

Com mais alguns passos,me dirigi a porta do novo quarto dele.

O avistei mechendo em um dos computadores.

_O que está vendo aí? - perguntei feroz,já havia avisado que podiamos ser encontrados alguma hora.

_Só estava querendo saber mais sobre a Hydra! - ele desligou o computador - Já que você não me diz nada...

_Lá é um lugar ruim! - o encarei.

_Eu sei...Wade eu quero ser sincero com você! - diz o garoto com um tom triste.

_Eu não quero que seja sincero comigo,eu não estou pedindo isto... - o nego.

_Mas têm que ser assim! - disse Peter - E você vai ouvir...

_Se quer que eu te ouça vou falar primeiro... - aumentei o tom - Eu quero te proteger,mas para você só sou um mercenário,então siga em frente Peter...Me desmonte mais uma vez!

_Você sabe que não dariamos certo,você é meu sequestrador e eu sua vitíma...Wade isto não vai fucionar! - ele se levantou da cadeira e veio até mim - Nunca vai fucionar!

Peter seguiu para a porta do quarto e saiu,era como se ele tivesse levado um pedaço de mim.

Coloquei a pizza na mesa do computador,e me deitei na cama do Peter.

_Mercenário idiota! - digo a mim mesmo.

Então eu durmo sentindo o cheiro dele,não poderia ser menos ridiculo.

Tinha uma parte boa em tudo aquilo,eu tinha meu garoto por perto.

Na manhã seguinte acordo com um roído na cozinha,me desesperei.

"_Ele vai tentar fugir de novo!" - gritou meu conciênte.

Me levantei rapidamente e corri para a cozinha.

O vejo caido com uma frigideira no chão.

_Garoto! - digo surpreso e indo até ele - O que está tentando fazer?

O levanto e ele fica de pé,com um sorriso bobo.

_Queria fazer o café da manhã,mas acho que não foi uma boa idéia! - ele pegou a frigideira.

_E por que não me chamou? - perguntei confuso.

_Bom...Eu... - ficou vermelho - Eu acho que fui muito duro com você...Sinto muito! - abriu um sorriso.

_Eu quem deveria pedir desculpas... - retribuo o sorriso.

Então com toda sua vergonha,ele se virou e pegou a massa para fazer panquecas.

_Você quer ajuda? - perguntei com medo da resposta.

_Sim... - respondeu me entregando a frigideira.

Ligo o forno e esquento a frigideira,ele coloca a manteiga e deixo que ela esquente...Então ele coloca a massa.

Tentei vira-la,mas a massa estava mole de mais.

_Está fazendo errado! - ele riu.

_Eu não sou um bom chefe de cozinha! - rebato - Por isto uso as katanas...

_Está certo Senhor Mercenário! - ele segurou minha mão - Agora pode virar!

Fiquei um pouco avermelhado com aquilo,mas a vergonha foi passando.

Eu poderia passar o dia inteiro falando sobre o Peter,que ele era bonito por fora e por dentro...Para resumir ele era perfeito,obrigado Francis por me fazer ir aquele apartamento.

_Wade? - Peter jogou um pouco de massa em meu rosto.

_Ei... - reclamei.

_Você ficou bem assim! - ele continuou a rir.

Ele me entrega um prato onde eu coloco a primeira panqueca.

Ao todo comemos a massa antes de ser feita,e duas panquecas.

Eu adoro o Peter,não por ele ser bonito e fofinho.Mas por ele ter encontrado a melhor parte de mim.

_Senhor Wilson! - ele segurou uma das minhas katanas.

_Cuidado Peter! - apontei para o computador.

_Como você luta com isto? - ele apontou para cima,como se ela fosse um trofél.

_Assim não! - pego a katana - Eu treinei muito...

_Me ensina? - ele pediu.

_Se você não quebrar nada,talvez eu te ensine! - tiro a katana da mão dele.

Guardo minha arma perto do uniforme,percebo uma movimentação pela janela.

_Que foi? - perguntou o garoto curioso.

_Fica quieto! - murmúrei.

Fechei as cortinas rapidamente.

Tive medo de alguém ter visto o Peter.

_Eai?

_Achei ter visto algo,mas deve ter sido impressão! - toco em suas costas.

_E se não for? - perguntou trêmulo.

_Eu prometo que ninguém tocará em você! - tento acalma-lo.

Ele correu para meus braços,como uma criança precisa do colo da mãe.

Era para ele se sentir confortavel? Por que estou sentindo como se um anjo me tocasse.

Mas aquilo durou tão pouco,queria poder ter aquilo para sempre.

_Eu acho que está na hora de mudarmos de esconderijo! - puxo um assunto.

_Acha que não estamos seguros? - perguntou confuso.

_Peter,estamos fugindo...Devemos sempre mudar de esconderijo! - relatei.

_Têm razão! - ele pegou uma mochila que estava na cadeira - Vamos sair daqui agora mesmo!

_Calma baby boy! - o tranquilizei - Primeiro vamos penssar em um lugar!

_Podiamos fazer duas indentidades falsas e alugar uma casa de verão...Aqui têm várias! - ele piscou.

_Conheço alguém que vai fazer as identidades,mas precisamos de dinheiro para alugar a casa! - ligo o computador.

_O que vai fazer? - perguntou Peter.

_Só vou transferir dinheiro para uma conta falsa...Assim vamos despistar a Hydra! - abro um site.

_Vou preparar nossas coisas... - ele saiu do quarto.

>> Wade Wilson << (off)

>> Tony Stark << (on)

Eu estava animado,pela primeira vez na semana,aquilo me assustou um pouco.

Eu liguei a televisão e coloquei algumas músicas,coisa que eu não fazia a dias.

Foi quando eu vi o Peter,sorrindo enquanto fazia uma mala.

_Peter? - chamei atenção dele.

_Oi Tony! - disse sorrindo.

_Vai se mudar,de novo? - fiquei curioso.

_Eu não vou sair da cidade,só mudar de esconderijo! - explicou.

_Peter conssegui,vamos! - chamou Wade.

_Até mais Tony! - diz Peter.

_Cuidado Peter! - aviso.

_Até loginho Tony! - disse Wade olhando para o outro lado.

_Ele tá aqui! - Peter apontou para mim.

_Eu já disse o quanto isto é confuso? - perguntou o loiro.

_Você se acostuma! - disse Peter.

Quando voltei ao meu consciente,lá estava Rogers,me olhando com um sorriso sarcástico.

_Gostou das algemas?

Steve tinha me abandonado no meio da noite por causa de um telefonema,algo da empresa.

Apesar dele odiar tanto o Howard,ele estava se tornando igual ao meu pai.

Virei meu rosto,fingindo não ter ouvido sua pergunta.

_Eu só fui por que era importante! - tentou se explicar.

_Eu não me importo,afinal não gosto de você mesmo! - cruzei os braços.

_E por que está incomodado? - Steve veio para perto.

_Não estou incomodado...Por que nunca me contou tudo sobre você? - fui direto.

_Porque não estava nos meus planos se apaixonar por você! - acariciou meu rosto.

_Steve não... - segurei meus sentimentos.

_Me perdoa Tony! - ele limpou meus olhos - Eu sei que fui um babaca,mas eu quero me redimir...

_Eu quero o divorcio! - sou forte desta vez.

_Eu não...Não Tony! - ele abraça minha cintura e eu esculto seus soluços.

_Não faz isto... - acaricio os cabelos dele.

_Como posso ficar parado...Se o amor da minha vida quer me deixar? - esculto sua voz abafada.

_Como vou te deixar...Se você não quer me deixar ir? - levantei o rosto dele.

Talvez restasse algo de bom nele,apesar das minhas feridas que ja eram cicatrizadas terem doído muito,nada foi tão terrivel quanto ver ele implorando para que eu não fosse.

Porque tinha que ser tão dificil?

_Steve...Quero ir visitar meus pais! - olhei para ele - Depois decidimos que caminhos tomarmos!

_Não Tony...Fique comigo... - ele me abraçou forte - Tenho medo de que você vá e não volte,eu já perdi pessoas importantes...Eu não quero perder você!

_Eu vou voltar... - acariciei seus cabelos.

_Promete? - suas órbitas azuis me chamaram atenção.

_Sim! - tentei formar um sorriso.

Eu ainda tinha medo de me magoar de novo.

Mas ele parecia tão inocente quanto eu,ele fez coisas precipitadas mas quando ele me olhava daquele jeito eu ficava perdido.

Quando ele estava no hospital e quase voou para cima do Wade,eu queria gritar para todos que meu marido era perfeito.

E qualquer idiota percebia que eramos duas vitimas apaixonadas,vitimas das dores alheias.

Eu me segurei para não beijar todo seu rosto e dizer que o amava com todas as palavras do alfabeto,mas ao mesmo tempo eu queria me esconder e espera que ele me encontrasse.

_O que está esperando? - perguntou Peter me olhando por trás - Diga que o ama!

_Eu não posso! - sussurrei.

_O que disse? - perguntou Steve.

_Nada! - respondi.

Então ele se levantou e se apoiou diante do espelho,agora eu me sentia livre para escolher,mas tinha receio de ir embora...

_O Rhodes vai ti levar para casa do seus pais...Passe a noite lá! - ele disse indo para o banheiro.

E lá estava Peter,me olhando como se eu fosse culpado.E aquilo mechia tanto comigo.

_É complicado,não é? - perguntou meio triste.

_Mais do que imagina! - me jogo na cama.

_Eu tenho uma dúvida! - ele se sentou ao meu lado.

_O Wade? - sorri de leve.

_Eu acho que estou gostando dele,mas é que eu sei para onde vou quando tudo acabar...Eu não quero me ferir como aconteceu contigo e Steve,eu estou certo? - fez uma das perguntas mais complicadas do mundo.

_Você acha que gosta dele,mas não quer se machucar? - deduzi - Peter,eu acho que está fugindo...Esqueceu que ele também pode se ferir?

_Eu não penssei nisto...Então eu e ele,deviamos ficar juntos? - perguntou o garoto.

_Está pedindo consselhos a pessoa errada! - entristeço.

Então me ergo e troco a roupa,era melhor sair antes que ele saisse do banheiro.

Me segurei firme para não desmanchar em lagrimas.

Rhodes me levou para casa,um lugar que poderia chamar de esconderijo.

Fiquei parado durante alguns segundos antes de bater.

Mas antes de qualquer atitude,fiquei olhando para as pequenas flores que ainda restavam lá.

Respirei fundo e bati na porta,sorri trêmulo.

Esperei alguns segundos e a porta se abriu.

_Mamãe! - disse animado.

_Meu garotinho...Meu principe veio nos visitar! - ela correu para meus braços.

_Senti sua falta mãe! - digo quase chorando.

_Espere para ver seus irmãos! - disse com um sorriso acolhedor - Nathy vai surtar!

_Harley,onde ele esta? - perguntei pelo meu garotinho.

_Está brincando com Pietro e Wanda...Eu estou tão feliz! - ela me observava com um olhar radiante.

_Ah mãe,você não sabe do quanto preciso da senhora agora! - busquei por seu ombro e ela acariciou meus cabelos.

>> Tony Stark << (off)

>> Steve Rogers << (on)

Deitei-me na nossa cama,era tão grande e tão vazia,nem a melhor coberta se comparava aos braços do meu querido amante.

Em meio a lagrimas eu senti meu peito congelar,abraçei o travesseiro e suspirei fundo.

Meu coração batia tão fraco,mau podia escultar as minhas próprias batidas.

Então lá vêm o choro e a vontade de correr para os braços do Tony.

E junto com minhas lagrimas vinheram infinitos momentos que eu nunca vivi,mas queria ter aproveitado com ele.

Então imaginei se eu tivesse uma maquina do tempo,poderia ter feito tudo diferente,desde o inicio.

Eu poderia ter comprado uma casa perto da dele,poderia cuidar das flores quando ele estivesse saindo de casa,assim,talvez ele me notasse.

Queria ter mandado uma mensagem por celular,o chamar para sair e beijar seus labios quando estivesse distraído.

Alguns meses depois eu o pederia em casamento,iriamos adotar três crianças.

Poderiamos ter tido o mundo,eu deveria ter amado ele mais,eu tinha que estragar tudo? Eu poderia ter me ajoelhado e chorado mais...Tão idiota,tão distante.

_Ah,Tony...Eu te amo tanto! - disse como um sussurro.

Uma música me veio a cabeça enquanto eu abraçava o travesseiro,enchuguei minhas lágrimas e lembrei do dia em que nos casamos,ele estava tão bonito.

Already Gone-Sleeping At Last.

Remember all the things we wanted

Now all the memories they're haunted

We were always meant to say goodbye

Even with our face held high

It never would have worked out right

We were never meant for do or die

I didn't want us to burn out, I

I didn't come here to hurt you, now I can't stop!

( Lembre-se de tudo que queríamos

Agora, todas as lembranças estão assombradas

Nós fomos feitos para dizer adeus

Mesmo com o rosto erguido

Isso nunca teria funcionado do jeito certo

Nós nunca fomos feitos para fazer ou morrer

Eu não queria que nos consumíssemos, eu

Eu não vim aqui para te machucar, agora eu não consigo parar)

>> Steve Rogers << (off)


Notas Finais


Melhor musica! #Eu_Voltei
Euzinha Wendy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...