História Nunca mais duvide! - Namjin - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 45
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa os erros galera.
Boa leitura aaa

Capítulo 21 - Eu confio em você.


Fanfic / Fanfiction Nunca mais duvide! - Namjin - Capítulo 21 - Eu confio em você.

POV Jungkook

Não consiguia encaralo e ao menos dizer algo, apenas chorar desesperadamente. Jin me abraça fortemente, e eu sinto meus olhos se fecharem.

" Eu não sou um homem que pensei que era. "

...

Acordo alguns minutos depois na minha cama, sem Jimim ao meu lado. Jin que estava aqui também não se encontrava no local. Encarei o relógio que maracavam as nove horas da manhã. Levantei e caminhei com dificuldade até a porta. Ao sair do cômodo vi Jin 

- Oi Jungkook, dormiu bem? - Ele disse, pelo que pareceu ele também tinha acabado de acordar. 

- Uhum - Disse com a voz rouca devido ao sono.

- Precisamos conversar, venha aqui - Ele me puxa para dentro do meu quarto. - Gukkie, é sobre ontem. Quer falar sobre?.

- Jin, não tenho nada pra falar sobre isso. - Digo ignorando totalmente o mais velho.

- Olha, se você continuar guardando pra si, isso te sufoca. 

- Prefiro desabafar com meus fones e as músicas. Obrigada mas não tenho nada pra falar. E por favor, não fala nada disso pra eles.

- As músicas só funcionam até certo ponto.

- Não confio em você. - Soltei o que tanto queria falar.

Ele me encara, mas não parecia 'decepcionado ou algo assim, ele estava com o mesmo semblante.

- Eu entendo. Quando quiser desabafar eu vou estar aqui. Me prometa que vai me procurar.

- Não. - Sai a passos rápidos do quarto sem dar a ele chance de resposta.

Desço a escadas até a cozinha afim de comer alguma coisa, afinal, eu realmente estava com fome. 

Todos estavam me olhando meio torto, certamente por ontem. Engoli em seco antes de me virar novamente com a intenção de voltar ao quarto. Mais sou interrompido por um abraço desajeitado e forte.

- Como você está? - Namjoon me vira para encarar meus olhos. Abaixo a cabeça e respondo:

- Estou. - Limpo minha garganta.

- Sei que não está. Agora vem, sente-se e coma. - Ele aponta para uma das cadeiras vazias, ao lado do meu irmão e de Yoongi.

- Eu não estou com fome.

- Está sim. - Jin se surge do nada na cozinha. - Agora se senta e come logo. -  Ele ignora alguns olhares surpresos lançados a ele.

- Tá... - Digo em forma de sussurro.

Todos estavam conversando animadamente enquanto eu apenas encarava meu prato, já vazio. 

- Jungkook pode me ajudar a fazer algo. - Jin me pergunta.

- Claro, Jin - Respondo pra ele.

Assim, Jin e eu saímos da cozinha e fomos em direção ao meu quarto, e, conhecendo Jin como eu conhecia, sabia que ele queria algo.

- Tá, fala logo - Digo após adentrarmos no quarto.

- Jungkook eles ainda são seus amigos. Certamente estão preocupados com você, mas querem dar tempo ao tempo. Entende? 

- Sim, sim. Meu namorado não trocou uma palavra sequer comigo, eles estão bravos comigo, e eu...

- Grandes amizades não acabam por pequenas coisas. - Ele interrompe minha fala. 

- Jin... - Eu tento fórmular uma frase, mas me faltavam palavras.

- Confia em mim? 

- Não! 

- Ok, então pegue a câmera e me espere lá em baixo. - Franzi a testa, mas antes que falasse algo ele fechou a porta com certa força.

Afinal, Jin tinha total razão. A quantos anos eu os conheço? Eles me criaram, me deram sustento e amor por longos anos, mesmo sabendo que não precisavam e eu nunca pedi nada. Eles me conheciam como ninguém, me entendiam e me ajudavam com tudo. Grandes amizades não acabam por coisas pequenas. 

Sento na cama e fico refletindo sobre o que Jin me disse, e o que ele queria que eu fizesse. Fiquei alguns minutos encarando minha mochila. 

- Aí, ai, Jin.

Caminho até a bolsa e pego a minha câmera, e desço lá em baixo.

POV Jin

Eu sabia do que Jungkook precisava, ele não confiava em mim, então estava na hora de confiar, e eu adquiria essa confiança. Se eu não adquirir, pelo menos terei o ajudado. 

Sabia do que Jungkook estava passando, sabia porque eu já senti aquela dor antes, e eu quero ajudá-lo. Mas, ele precisa confiar em mim, antes.

Pego dois cachecóis de lã e desço lá em baixo, e Jungkook realmente estava lá com a câmera em mãos. 

- Uou, você veio mesmo. Achei que não confiasse em mim.

- Não confio. 

- Coloca isso - Digo entregando um dos cachecóis a ele. - Pega a chave do teu carro. 

- Pra que isso?

- Você vai ver, não vou te matar, não. - Ele fita o chão e parece pensar, mas logo pega a chave.

Andamos alguns minutos até chegar a garagem do apartamento e entramos no carro.

- Hmmm, vamos para este endereço aqui. - Entrego a ele um papel e ele o analisa.

- Que lugar é este? - Diz ainda encarando o papel.

- É um lugar, apenas vai.

...

- E então? 

- Que lugar incrível! - Jungkook tinha um sorriso de orelha a orelha e estava incrívelmente admirado com o local. 

- Pois bem. Sabe a câmera que está em suas mãos? - Ele assente - Pegue ela a fotografe tudo que tiver vontade, mas só poderá tirar cinco fotos.

Ele anda alguns passos a frente e liga a câmera, e tira a primeira foto. Ele caminha mais alguns passos e tira uma segunda foto. Ele me encara e eu apenas dou um sorriso. Ele continua andando e tira mais uma foto. 

Ele só tinha uma foto restante, então ele se aproxima de mim e posiciona a câmera. 

- Faça uma pose legal, Jin hyung.- Dou um leve sorriso fitando o chão. 

Ouço o barulho da foto sendo tirada.

- E então, o que achou? 

- Eu... Eu gostei. 

- Ótimo, agora venha. - Puxo ele novamente ao carro. 

- Agora vá até este endereço - Aponto no papel para Jungkook.

- É uma academia?! 

- Sim, é uma academia.

Fomos até a academia e chegando lá, disse pro Jungkook estacionar o carro em algum canto. 

- Tudo bem. Vou estar lá dentro enquanto você estaciona o carro, ok? - pergunto a ele

- Sim. - ele me responde

Saio do carro e entro na academia e uma moça vem ao meu encontro.

- Kim SeokJin? - ela fala olhando alguns papéis

- Eu mesmo. - respondo.

- Jeon Jungkook? - ela pergunta analisando novamente os papéis

- Sou eu - Jungkook diz se aproximando de nós

- Venham. - ela diz e nós fazemos. 

Nós seguimos ela e poucos minutos depois estávamos na sala desejada. Certamente Jungkook estava com um ponto de interrogação no rosto ao ver o saco de pancadas a nossa frente.

- O que isso significa? - Jungkook pergunta a mim.

- Sabe, as vezes, quando precisamos desabafar...

- Não preciso. - Jungkook me interrompe

- Pois bem Jungkook, não precisa falar nada. Apenas descarregue toda a sua frustração, raiva, tristeza, todos seus sentimentos ruins, ali. Como se aquilo fosse toda sua dor. - ele engole em seco.

Ele da alguns passos a frente e encara o saco de pancadas.

- Antes acho que precisa de luvas, Jungkook. - entrego a ele um par de luvas de luta.

- Obrigado. - ele da um sorriso fraco.

Ele encara mais uma vez o saco e se aproxima do mesmo. Ele da leves pancadas de início, mas logo começa a dar socos cada vez mais fortes. Ele cai de joelhos no chão, e pode ouvir alguns soluços. Limpo minha garganta.

- Você foi ótimo, por um momento me assustei com você. - digo a ele com um sorriso meio irônico no rosto.

- Vamos? - ele me diz.

- Vamos passar em uma cafeteria antes, se você quiser. - digo com um sorriso sincero. 

- Ta. - ele responde seco antes de tirar as luvas e joga-las no chão.

Fomos andando em direção ao carro.

- Obrigado. - ele diz sem me encarar.

- Pelo que? - respondo fitando o chão.

- Por vários motivos. Isso me ajudou muito, e eu me sinto... - ele parece escolher a palavra certa. - livre. E, claro, obrigado também por eu ter motivos pra confiar em você. - ele me encara com um sorriso sereno.

- Obrigado por me deixar ajudar. - ele sorri fraco.

Adentramos no carro e ele deu a partida, e rapidamente estávamos na cafeteria que eu tinha comentando a minutos atrás. Saímos do carro após ele 'estacionar o carro.

- Como está com o Namjoon? - ele me pergunta me encarando.

- Estamos bem. - respondo chamando uma das garçonetes. - quero um capuccino.

- o mesmo pra mim. - Jungkook diz

- Então... Podemos conversar sobre...

- Tudo bem. - ele me interrompe.

- O que te levou a fazer aquilo? - pergunto a ele.

- A algum tempo atrás eu havia falado que odiava Jimim, então nós terminamos, e eu... fui ao psicólogo e... fui diagnosticado com depressão e ansiedade devido ao meu término. Meu tios ficaram decepcionados e me trancaram no quarto por dois dias inteiros, nestes dias eu me cortava e chorava. Depois que eu e Jimim voltamos e, eu comecei a frequentar constantemente o psicólogo e ele me passava diversos remédios. Eu os tomava, mas não na dose certa. Então aos pouco parei de frequentar o lugar e para isso, disse pra Jimim que eu estava curado. Mas na verdade, não. Eu continuava me cortando escondido, tomando doses erradas de remédios. Ontem, eu fiz isso após uma conversa com Jimim, e é... Você me pegou, parabéns. - ele ri sem humor.

- Desculpe? - ri. 

- Não, obrigada. - ele da um sorriso sincero.

- Senhores, aqui está seu pedido - ela entrega dois capuccinos. 

- Quanto deu? - pergunto a garçonete.

- cinco dólares.

- aqui - digo entregando algumas notas de dinheiro.

...

- O que achou disso tudo, Jungkook?

- Maravilhoso. Boa noite hyung. - Jungkook se despede antes de entrar no quarto.

Eu estava feliz, feliz sabendo que fiz Jungkook se sentir melhor, feliz por ele confiar em mim.

Entrei no quarto e me deparo com Namjoon na cama, com um rosto sereno. Ele estava adormecido.





Notas Finais


desculpem a demora ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...