História Nuvem Adorável (Doki Doki Literature Club) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ddlc, Depressão, Doki Doki Literature Club, Lésbica, Monika, Monika X Sayori, Natsuki, Psicológico, Romance, Sayonika, Sayori, Sayori X Monika, Yuri
Visualizações 71
Palavras 1.379
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem ♡♡

Capítulo 19 - 19 - Chuveiro


Fanfic / Fanfiction Nuvem Adorável (Doki Doki Literature Club) - Capítulo 19 - 19 - Chuveiro

Sayori P.O.V

Depois do jantar Monika e eu íamos nos preparando para ir deitar

- Vou ver se tem um colchão no sótão - Disse a mãe de Monika 

- Não precisa mãe,a Sayori cabe na minha cama - Monika diz me abraçando por trás 

- Tudo bem então,Boa noite meninas - Disse a mãe de Monika bocejando e indo ao seu quarto

Monika então apagou a luz do corredor e foi em direção ao seu quarto comigo,lá ela arrumou os lençóis da cama e pegou um travesseiro para mim,nós então nos deitamos,Monika apagou o abaijur do lado da cama e me abraçou,eu estava de costas para ela

- Seu cabelo é tão macio...- Monika disse repousando o rosto sobre minha cabeça 

- Boa noite Mon Mon - Disse rindo

- Boa noite...- Disse Monika com um bocejo

O tempo passou e eu não conseguia dormir mesmo no conforto do abraço de Monika eu não consegui pegar no sono,fiquei pensando em Samantha e em como ela deve estar se sentindo. Um sentimento ruim estava me dominando nesse momento,parece que minhas nuvens de chuva voltaram,fazia tempo que eu não me sentia assim,parece que essa preocupação com Samantha foi só mais um combustível para elas. Seria tão melhor se eu só...desaparecesse,ou simplesmente não existisse,quer dizer,assim Samantha nunca teria seu coração partido,e Monika nunca iria ficar estressada por se preocupar comigo,eu só atraso a vida de todo mundo. Senti meu travesseiro umidecer,passei a mão na minha bochecha e ela estava tomada por lágrimas,eu havia começado a chorar e nem percebi. Droga! Não posso deixar que Monika note,se não ela vai gastar mais tempo ficando preocupada comigo...e Eu...não quero isso. Comecei a soluçar,eu queria parar mas não conseguia,esse sentimento me atacando de novo,eu não quero mais isso,logo senti Monika se movendo atrás de mim

- S-Sayori?!? P-porque está chorando? - Monika perguntou colocando a mão sobre meu braço 

- N-não é N-nada E-eu j-já te d-Disse q-que eu c-choro as vezes...- Digo em meio a soluços abafados

- C-como isso não é nada? Olha pra você! Por favor sé acalme amor - Monika disse acendendo a luz do abaijur 

- V-vai d-dormir M-Monikinha,você v-vai ficar cansada...- Digo colocando as mãos no rosto

- Eu não vou dormir enquanto você estiver assim! Sayori eu estou aqui com você,por favor se acalme...- Monika dizia limpando minhas lágrimas com o polegar 

Eu não respondo,só tento ficar mais calma. Agora por minha causa,a Monika não vai descansar direito,amanhã é sábado mas ela ainda tem cursos para ir

- Tá mais calminha? - Monika dizia acariciando meu cabelo 

- U-um pouco...- Disse soluçando 

- Sayori,se tiver algo te encomodando você sempre pode falar comigo tá?,eu sou sua namorada e te amo mais do que tudo,então por favor,não fique com medo de desabafar comigo tá? - Monika diz me dando um selinho na boca - Eeh Salgada! - Ela diz rindo

Dou uma leve risada com ela,já havia me acalmado,sempre que Monika está comigo eu consigo me distrair das nuvens de chuva,ela me faz tão bem

- Agora tenta dormir um pouco tá bom? - Monika disse apagando o abaijur 

- Boa noite...- Digo repousando a cabeça 

Depois de um tempo finalmente consegui dormir,a respiração quente de Monika e o conforto dos seus braços me fizeram me sentir tão bem...

Monika P.O.V

09:01

Acordei com o toque ensurdecedor do despertador,com um tapa leve desliguei o aparelho,me virei para Sayori que dormia feito uma pedra,é assustador como ela consegue dormir mesmo com essa sirene tocando do meu lado. Ontem no meio da noite eu acordei com ela chorando,fiquei muito assustada,parece que a depressão dela fica indo e voltando,isso me preocupa se por acaso ela tentar algo perigoso nessa enchurrada de sentimentos ruins. Eu havia descoberto que ela tinha depressão graças aos poemas dela,ela sempre a descrevia como "Nuvens de Chuva",consegui confirmar isso quando fui questiona-la sobre isso,no dia do festival do ano passado ela nem teria saído da cama se eu não tivesse ido busca-la,isso só piorou na época que Yuri foi hospitalizada,são épocas que eu não gosto de ficar relembrando mas que foram essenciais para eu descobrir o que Sayori sentia. Levantei da cama e fui até Sayori 

- Hora de acordar nuvemzinha - Disse beijando sua bochecha 

Ela então aos poucos foi abrindo os olhos e os esfregando olhando para mim,foi a cena mais fofa que eu já vi

- Bom dia! - Sayori disse com um sorriso 

- Vamos levantando madame - Peguei a mão de Sayori e a puxei para um beijo

- Monika...sua mãe pode nos ver hehe - Sayori disse enquanto eu atacava seus lábios 

- Então vamos pra um lugar mais privado...- Digo apontando o olhar para o banheiro 

- Ah não,você não Aah! - Sayori tentou dizer mas eu a peguei no colo 

- Tarde demais você está dominada agora! - Digo a carregando até o banheiro 

Lá dentro liguei o chuveiro e comecei a tirar a roupa,Sayori fazia o mesmo ofegante,depois de me despir avancei sobre ela escorando-a na parede embaixo do chuveiro 

- T-tem certeza que a sua mãe não vai descobrir? - Sayori pergunta olhando para o lado corada

- De sábado ela dorme até tarde...- Digo começando a beija-la

Nossos corpos se colaram em baixo do chuveiro,minhas mãos foram até a intimidade de Sayori,comecei a massagea-la enquanto a mesma gemia,introduzi meus dois dedos enquanto Sayori distribuía beijos em meu pescoço,ela gemia meu nome e eu torcia para que o barulho do chuveiro abafasse o som,tirei meus dedos de sua intimidade e ela me olhou vermelha e confusa

- Agora vou poder fazer o que eu não pude fazer na terma - Digo a lançando um olhar com desejo

Sayori ficou muito corada e desviou o olhar para o lado,fiquei de joelhos em frente a sua intimidade que ela bloqueava com as coxas,afastei elas e aproximei meu rosto dela,comecei a lambe-la devagar,Sayori tremia e gemia abafada,passeei minha língua por toda a estremidade de sua intimidade,até que Sayori chegou em seu ápice e teve seu orgasmo,finalizei lambendo e fiquei de pé novamente,Sayori estava ofegante e sorria para mim,nunca a vi tão vermelha como agora

- Da próxima é você quem faz - Digo com a mão no queixo dela

Ela concorda com a cabeça ainda muito ofegante,a água quente do chuveiro percorria nossos corpos e nós pareciamos hipnotizadas com o olhar uma da outra

10:30

Já havíamos saído do banho e estávamos meio sem jeito para falar uma com a outra,fica um pouco embaraçoso depois que algo assim acontece

- Mãe vou levar Sayori para casa,volto depois do curso - Digo puxando meu casaco da mesa

- Certo filha se cuidem - Minha mãe disse

Sayori se despediu dela e então saímos,acompanhei Sayori até sua casa,no caminho ela ainda parecia deprimida,mas conforme eu conversava com ela,seu humor melhorava,chegando em sua casa ela me da um selinho

- Até depois Monika,vai ter um tempinho livre depois do curso? - Sayori pergunta 

- Depois do curso eu vou ter que voltar direto pra casa,meu pai quer discutir algo sério comigo e a minha mãe,desculpa - Digo com a mão atrás da nuca

- Oh...então amanhã? - Sayori pergunta sintilante

- Com certeza! - Puxei Sayori pela cintura dando outro beijo

Me despedi dela e segui para meu curso,depois eu teria aula de piano...estou de volta a minha rotina cheia...

16:40

Cheguei em casa bem cansada,os ônibus estavam em greve então tive que ir a pé o dia todo,andei até a sala onde meu pai estava no sofá com seu jornal,mamãe tinha acabado de sair da sala com uma expressão preocupada 

- Filha que bom que chegou,por favor sente-se,precisamos conversar - Meu pai diz abaixando o jornal

- Foi tudo bem no trabalho? - Perguntei me sentando ao seu lado

- Sim filha e como foi a excursão? - Ele pergunta 

- Foi divertida - Respondi mechendo em uma mecha de cabelo 

- Bom,agora preciso te dizer uma coisa importante,sei que talvez você não goste mas...precisamos disso - Ele diz

- O que pai? - Perguntei um pouco nervosa

Ele parecia um pouco cansado,des de que a empresa que ele trabalha tem estado em mals lençóis,ele tem trabalhado bastante,depois de um longo suspiro ele tornou a falar

- Nós precisamos nos mudar...- Disse ele com a mão sobre a testa,provavelmente já espera minha reação indignada

- N-nós o que?...

CONTINUA...


Notas Finais


Eu já tinha começado a escrever esse capítulo,mas algo aconteceu e ele não salvou,bom espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...