História O acampamento (tom holland) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Tom Holland
Personagens Personagens Originais, Tom Holland
Tags Aventura, Comedia, Drama, Ficção Adolescente, Mistério, Romance, Tom Holland
Visualizações 31
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem
Desculpem a demora

Capítulo 8 - "Castigo"


-Eu sabia que não podia confiar em você - eu falo para tom sentando na cadeira e cruzo os braços

-Como eu ia saber? - ele fala e senta do meu lado 

(Flashback)

Eu e tom estávamos se pegando no nosso chalé quando ouvimos alguém abrindo a porta e...

-O QUE É ISSO? - disse uma mulher que trabalhava lá e deixa um esfregão cair 

Tom sai de cima de mim assustado e ficamos um tempo olhando um para outro enquanto a mulher ainda olhava assustada 

-Ok...vocês dois estão com sorte, eu fazia isso também na idade de vocês - ela disse e olhamos confusos - vão antes que Rose chegue vai vai - ela fala e saímos correndo 

Enquanto corriamos vimos Rose vindo na nossa direção e paramos na hora 

-O que vocês estão fazendo aí? - Rose fala de longe quase não dando para escutar 

Ela corre até a gente e  se aproxima 

-Vocês dois deviam saber que essa área é proibida mocinhos! - ela fala meio ofegante mas quase gritando - estão de castigo os dois podem vindo - ela fala e reviramos os olhos 

(Flashback)

-Poderia ter sido pior...ela poderia ter visto a gente se pegando - tom diz e encosta na parede 

-Verdade...tivemos sorte, aquela mulher salvou a gente - eu disse 

-Nunca tinha visto ela aqui - tom diz 

-Ela é assistente de Rose não fica muito por aqui - eu digo 

-Eu estou entendiado - ele fala e se levanta 

-Eu também - eu falo

-Quanto tempo acha que ela vai deixar a gente preso aqui? - tom pergunta 

-Até ela achar que está bom eu acho - eu falo e me levanto também 

Olhamos para todos os lados para vermos se tínhamos alguma coisa para fazermos então alguém começa à abrir a porta e se assustamos 

-Ainda bem que achei vocês - Eva aparece 

-Eva? - eu e tom falamos juntos 

-Sim eu, vamos vocês precisam ver isso - ela disse olhando para os lados - vamos a Rose não está aqui ela saiu ela deixou a assistente delá aqui - Eva diz 

Olhei para tom e concordamos e fomos junto com Eva. Saímos e estavam todos reunidos em um círculo e no centro estava a assistente de Rose com um mega fone, chegamos perto para ver se conseguimos escutar alguma coisa 

-Escutem! - ela começa - Alguém do acampamento roubou todos os doces que iríamos fazer para um surpresa para vocês - ela diz e meu coração começa a acelerar - Rose saiu para comprar mais doces e enquanto isso eu vou estar no comando e achar a pessoa que fez isso. A pessoa que fez isso vai ser expulsa do acampamento imediatamente - ela fala e meu coração quase pula para fora 

Quando ela disse isso todos começaram a cochichar sobre quem poderia ter sido comecei a me aproximar das pessoas e ouvi um grupo de meninas falando 

-Com certeza foi o tom....ele é além de ser gostoso é um criminoso...o garoto perfeito - uma delas fala e começo a pensar o que se passa na cabeça dela para gostarem de alguém assim mas aí eu lembro que eu eu pego essa pessoa todos os dias.

-Com certeza deve ter sido a vadia da s/n ela está pegando meu homem e deve estar querendo chamar atenção - uma outra menina diz e porra...todas gostam do tom 

Vou na direção de tom e Eva e os puxo imediatamente para um canto 

-Isso é tudo sua culpa! - eu digo 

-Como assim culpa dele?...uou calma aí...vocês roubaram os doces! S/n! - ela fala um pouco alto 

-Shiiii - eu e tom falamos juntos 

-Olha eu sei isso é minha culpa mas eu não sabia ok? - ele diz me deixando com mais raiva 

-Tom temos a chance de sermos expulsos e sinceramente eu não quero ir para casa e não quero que meus pais saibam disso - eu falo com raiva 

-Bom...nem eu...o que vamos fazer? - ele pergunta 

-Primeiramente vão se foder os dois - Eva fala e ficamos surpresos - segundamente  não falem nada para ninguém, fiquem quietos mas nem tanto se não vão pensarem que vocês são suspeitos - Eva parecia ter um plano - se alguém falar de vocês para a janie falem deles de volta assim pode confundir ela e talvez no final todos desistam dessa história ok? - ela diz e ficamos surpresos com a mente brilhante dela 

-Ok...- eu e tom ainda falamos surpresos 

-Ok vamos sair daqui antes que alguém nos veja - ela diz 

Saímos e se espalhamos como o resto das pessoas. Janie começou a fazer um interrogatório nas pessoas e eu e tom ficamos de olho para quem falasse da gente a gente falasse de volta. 

Vimos uma menina loira falando sobre eu e tom então criamos um plano para quando ela chegasse na gente falássemos que foi ela 

-Olá gente, meu nome é janie e quero saber se vocês sabem de algo que tenha acontecido com os doces? - ela pergunta 

-Acho que foi aquela ali - tom aponta de leve para a garota que falou da gente 

-Angie? Acham que ela faria isso - ela pergunta 

-Ela é a pior...ela se finge de Santa mas de noite sai escondida as vezes - eu falo 

-Já viu? - ela pergunta assustada 

-Certas vezes - eu falo 

-Ok....obrigada gente - ela fala e vai para outra pessoa 

-Mandou bem - tom diz 

-Pse eu me auto descrevi mas como a Angie - eu falo e rimos 

-Sabe o isso significa né? - ele fala me deixando confusa 

-O que? - pergunto

-Não podemos mas se encontrar de noite...se não janie ou Angie ou qualquer um pode ver e dedurar a gente - ele fala e fico triste com isso 

-Tem razão...- eu falo triste 

-Não fique assim...só até a poeira abaixar ok? - ele arruma um mecha do meu cabelo e me olha e balanço a cabeça concordando 

(...)

A noite fica silenciosa sem tom...já estou na cama, o dia passou tão rápido, não consigo parar de pensar em tom. Me levanto vou até o banheiro e lavo meu rosto 

-Vamos lá...vá durmir - falo para mim mesma 

Acabo não conseguindo e decido sair, tenho certeza que tom está esperando por mim. Vou até te o nosso chalé correndo e quando abro a porta tom estava sentando na cama e sorrio de emoção e ele me vê na porta e se levanta 

-Sabia que viria - ela fala e corro até os braços dele e subo no colo dele beijando ele é a noite termina assim 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem muitoooooooo
Desculpem qualquer erro de português


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...