História O Acaso Do Nosso Encontro - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hentai, Lemon, Yaoi
Visualizações 72
Palavras 1.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hoje certamente terá muito assunto a se discutir nesse capítulo, vai ser um capítulo bem grande, pelo menos, essa é a intenção.

Capítulo 4 - Apresentação a Família


Fanfic / Fanfiction O Acaso Do Nosso Encontro - Capítulo 4 - Apresentação a Família


Mas um capítulo, esse demorou, vamos logo continuar de onde paramos, essa Será uma parte engraçada de se lembrar.

Mal sabia eu que eu ia conhecer um pouco mais da vida do Dean...

Um dia passou-se depois daquela "Cena" entre nós dois na escola, foi vergonhosa, mas eu gostei.

*Bocejo*

Sou acordado pelo Dean fuchicando em partes íntimas do meu corpo, corei na hora.

O-Oque que está fazendo Dean??, Oque está fazendo tocando ai. Falo para Dean que estava debaixo do lençol olhando minhas partes íntimas.

B-Bem, o seu não é o maior que já vi, mas acho que deve servir para satisfazer meus desejos. Responde Dean rindo logo em seguida.

T-Taradoooo. Grito após perceber que ele estava olhando meu pênis, e eu estava despido sobre a cama embaixo das cobertas.

No mesmo instante puxo o lençol da cama e me cubro com ele para ele não me ver, pelo menos ele não estava despido também.

O-Oque acha que está fazendo??, Me t-tocando completamente pelado, despido, você está louco Dean???. Falo gritando de raiva para o Dean.

Oras, não tem problema, o seu não é tão pequeno quanto eu pensei, vai servir para mim. Ele responde tentando me acalmar.

Você ainda está de brincadeira, você em!!, E você, acha que eu sou um objeto. Paro de falar a minha resposta ao ser surpreendido por Dean me pressionando contra a cama.

Calma, senão eles vão nos ouvir e vão pensar outras coisas. Responde o Dean encima de mim, eu citei no exato instante.

T-Tudo bem..., Você só me pega de desprevenido, isso que tenho raiva em você. Fui novamente obrigada a parar de falar por conta de um intenso beijo, nossas línguas faziam uma disputa por espaço, o beijo foi tão intenso que produziu um som que fez com que as pessoas que Dean mencionou simplesmente pensassem em coisas erradas por conta do silêncio no quarto, assim as fazendo ficarem curiosas e irem até o quarto de Dean.

Ainda estávamos em um intenso beijo de bom dia quando a porta e simplesmente empurrada com uma imensa força.

Oque vocês dois estão fazendo ai, vocês dois estão, NA MESMA CAMA, E ESTAVAM SE BEIJANDO???!!!. Fala uma voz nada harmônica em relação nosso beijo e nossa situação na cama.

Eu falei Dan, eles chegariam a qualquer momento, nem deu para nos divertimos direito, vá se vestir, tem umas roupas minhas no guarda-roupa, pode escolher qualquer uma, te vejo no café da manhã, peça ajuda a uma das empregadas da casa, certamente te ajudarão, eu acho, boa sorte. Dean me beija na testa antes de sair falando e rindo ,e em seguida expulsando as pessoas de seu quarto para eu me vestisse.

Quem são aqueles??, Onde eu estou aliás??, Parece que essa é a casa do Dean, a maçaneta das portas e alguns detalhes nela, é tudo ouro, eles devem ser ricos mesmo, pérai, oque estou falando??, estou pelado, tenho que me vestir rápido, ele disse que tem umas roupas  dele no guarda-roupa. Falo indo em direção ao guarda-roupa em seguida.

Tem muitas roupas aqui, mas eu acho que essa daqui é a que vai mais agradar o Dean, estou me sentindo uma menina comprando roupas. Falo e encosto a roupa sobre a cama para tomar um banho antes.

Tudo nesse banheiro é..., Tão brilhante, até o sabonete, vamos logo com isso. Tomo o banho e escovo os dentes antes de sair do banheiro.

Essa roupa é realmente bonita, o Dean tem bom gosto, tenho que sair mais com ele para fazer compras depois, talvez ele goste da ideia, vamos logo, você pode achar que não, mas você gosta dele, você tem que fazê-lo sentir o mesmo. Falo e visto a roupa determinada de que certamente irei agradar o Dean.

Bom, hora de ir. Falo.

Abro a porta e me deparo com um enorme corredor, porém ouvi um som no final do corredor.

Acho que não vou precisar da ajuda de alguém. Falo para mim determinado 

Fui em direção ao som, e a me aproximar um pouco vejo uma enorme mesa com muitas pessoas sentadas em volta, vejo o Dean e tento mandar algum sinal com as mãos, parece que ele não me viu ainda.

Dean estava sendo abraçada por uma mulher que eu sentia como uma ameaça para minha relação com o Dean.

Fiquei simplesmente tão vermelho de raiva que o Dean simplesmente percebeu mi há presença na borda da porta escondida.

Dan, você finalmente chegou, você está realmente bonito com essa roupa, combinou com você. Diz Dean indo em minha direção simplesmente ignorando a mulher que estava ao lado dele.

Todos começaram a me olhar com raiva, enquanto eu os olhava com intimidação, pelo menos eu estava de mãos dadas ao Dean, com ele me guiando a lugares para sentarmos.

Aqui Dan, sente aqui ao meu lado. Dean disse e eu obedeci sem exitar, porém os outros me olhavam estressados.

Bem vamos começar nosso café da manhã já que estão todos presentes, fiz um homem.

Dean, é da sua família??. Pergunto baixo ao Dean no ouvido dele.

Sim, é meu pai, e Aquela é minha mãe, e aquela minha irmã. Responde ele direcionando o dedo aos membros da família.

S-Seus pais, acho que eles não gostaram de mim, mas sua irmã parece simpática em relação a seu pai, sua mãe e, quem é essa mulher que estava grudada ao seu braço a pouco, ela também não parece gostar de mim??. Pergunto esperando uma resposta do Dean.

Porque quer saber??, Está com ciúmes??, Não se preocupe, você é insubstituível. Ele me responde, me faz um cafuné e beija de leve minha testa.

Eu fiquei vermelho no mesmo instante, os outros da mesa pareciam perplexos com oque ele fez comigo e minha reação, deu vontade de beijar ele, mas não pude, era muito ousado.

Bem, qual é seu nome garoto??. Pergunta o pai do Dean a mim.

Meu nome é Dan, Dan Blanchard. Respondo com angústia de sua resposta.

Aliás querido, qual é a sua relação com meu filho Dan, certo??. Pergunta a mãe Dean.

Sim, Dan, e aliás, nossa relação atual é de. Fui interrompido de falar por um beijo na minha boca do Dean.

Somos namorados mãe, nada de mais. Fala Dean pondo seus lábios sobre meu pescoço, minha fraqueza.

Comecei a fraquejar e soltar umas gargalhadas, uma gargalhada "íntima" se assim posso dizer. Eles ficaram ainda mais perplexos com a história de nós dois e simplesmente aquela menina que estava grudada ao Dean se levanta e diz:

Isso é um absurdo, nossa família  junto a família Laurent temos um contrato dizendo que o próximo descendente da família era obrigada a se casar comigo.

Infelizmente não posso fazer nada, meus pais não podem decidir minha vida sem minha permissão. Diz Dean ciente de que queria ficar junto a quem amava, a mim, e não a aquela menina.

E aliás disso, eu já fiz sexo com o Dan várias vezes, foi uma ou dia eu acho, se foi uma, podemos fazer a segunda. Complementa Dean.

O-Oque vocês fizeram??. Todos falam ao mesmo tempo.

Porque você disse isso na frente de todo mundo Dean, agora eles nunca vão gostar de mim. Fui interrompido pelo Dean me oferecendo um beijo.

Logo em seguida ele me pega pelo colo dele e fala aos outros.

Agora vamos fazer sexo se nos dão licença. Fala ele cheio de alto estima.

O-Oque??. Eu falo

Vamos lá Dan, não deu tempo para terminarmos ontem, se lembra, na escola, você teve uma iniciativa ontem. Fala Dean.

Mas foi por que ontem eu estava um pouco excitado. Falo envergonhado.

Posso te deixar se quiser. Fala Dean rindo para mim.

Eu começo a rir do Dean.

Você não tem jeito mesmo em, você não vai me querer ver excitado. Falo para o Dean o enchendo de beijos.

Você está mostrando seu lado selvagem hoje, estou gostando disso Dan. Fala Dean super excitado.

Então vamos logo, dessa vez não esqueci a camisinha. Mando um sorriso malicioso para o Dean.

Podia ser sem né, foi melhor assim da última vez, mas você decide. Dean fala essas últimas antes de ir correndo comigo em seus braços para o quarto para uma noite bem "intensa" entre nós dois.

Chegando a porta do quarto ele foi direto para a cama e eu trancar a porta.

Valeu a pena esperar Dean??. Pergunto para ele me dispindo.

Valeu, com certeza valeu, hoje vai ser um dia bem quente aqui no quarto. Disse o Dean praticamente pelado sobre a cama me esperando.

Espero que esse quarto tenha abafador sonoro, hoje algum de nós vai gemer muito. Sorriu para ele ciente de que perderia.(Esqueci o nome daquilo que abafa todo o som e não deixa sair nenhum som do cômodo.)


Notas Finais


Esse foi realmente um grande e trabalhoso capítulo, estou realmente um pouco cansado depois que escrevi isso, esperem os próximos capítulos ansiosamente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...