História O Acaso do Amor (Fanfic Jungkook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7, Halsey, IU, Stray Kids
Personagens Bang Chan, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Ji-eun "IU", Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Akai Ito, Drama, Esperança, Heterossexualidade, Romance, Sonhos
Visualizações 9
Palavras 1.835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa amoreeeesss! Turu bom? Mais uma capítulo oara vcs e essa capítulo terá um suspense na final, adoroooo. Próximo capítulo já terá o Jungkook que é um dos personagens principais né! Fiquem ansiosos!

Chega de enrolação e bora para a fanfic

Boa leituraa💞💞

Capítulo 4 - Como isso é possível?


[Seoul/Coreia - Bighit Entertainment - Alguns minutos depois - S/N narrando - 18:42 da tarde]

 

Eu saio da empresa super nervosa e feliz por ter conseguido fazer a audição, antes pensei ser muito tarde, mas não é tão tarde assim. Eu não vi os meninos, talvez estejam em uma apresentação pelo fato que acabaram de lançar o álbum wings, lançaram Blood Sweat And Tears e estão bem ocupados, Enfim, eu cheguei até o carro e enquanto abria a porta vi uma van preta chegando na empresa, eu estranho mas eu não consigo ver quem esta descendo, Entro no carro e vi Seokmin lendo um jornal?

Não sabia que ainda fabricavam jornais -Brinco com o mais velho e me arrumo no banco. Ele sorri e guarda o jornal no porta-luvas. Estava animada por causa da audição, se eu não passar não importa, sempre vou ter mais do que uma chance, só preciso acreditar que nada é impossível

Fabricam sim, mas pouca pessoas lêem, estão ocupadas demais com a tecnologia -Seokmin é um homem das antigas, gosta do clássico "a moda antiga". Prefere os aptos antigos, tipo quando a tecnologia não era tão avançada e olha que ele não é muito velho -Pela sua animação vejo que a audição foi bem sucedida -Sorrio e balanço a cabeça em negação o que o faz ficar confuso

Eu não sei de nada ainda, só estou feliz por ter feito minha primeira audição. Estava falando para mim mesma que se eu não conseguir tudo bem, se for para ser vai ser -Na verdade sempre acreditei bastante no destino, tudo que acontece tem seu significado e nada é por acaso (irônico não?). Olho para Seokmin e ele sorri gentilmente e liga o carro depois de uns segundos, encosto minha cabeça no vidro e derepente minha animação vai embora e eu começo a ficar pensativa por algum motivo desconhecido 

Sempre foi assim, posso estar no dia mais feliz da minha vida mas sempre vou ficar assim parecendo estar triste, eu não sei porquê fico assim, é como se eu estivesse esperando ou procurando algo, ou... Alguém. Meu sonho sempre foi vir para cá e nem é por causa do K-pop.... Tá! Talvez seja por isso também, mas por algum motivo bobo que criei em minha cabeça que se eu viesse para cá encontraria o Jungkook ou algo do tipo, igual nas fanfics, mas na vida real (eu conto ou vcs contam? Kkkkk) 

Para seu apartamento agora? -Como estava mergulhando em meus pensamentos novamente não o ouvi falar comigo e continuei olhando pela janela- S/N? Tudo bem? -Quando ele fala comigo pela segunda vez eu volto a realidade e o olho pelo retrovisor

Hum? Sim, me desculpe estava viajando -Ele sorri enquanto prestava atenção na rua -O que você perguntou mesmo? -Falo meio sem graça por não ter o ouvido antes, seria novidade se eu tivesse ouvido, quando eu ficava assim lá em casa minha mãe sempre falava para tocar e cantar e essa sensação meio que passava temporariamente, ela sempre sabe o que fazer e falar

Perguntei se a última parada é seu apartamento -Pensei antes de responder e balancei a cabeça negando, já que só estava hospedada em um hotel por enquanto e só ia ver o apartamento amanhã de tarde, estava muito cansada para levantar da manhã, mas mesmo assim não poderia acordar tarde mesmo eu querendo muito 

Ah não, eu estou hospeda em um hotel por enquanto, já que eu acabei de chegar e ainda não tinha visto isso, vou em uma imobiliária amanhã que por acaso já trabalhou para minha mãe quando ela veio para cá -Falo lembrando o quanto eu invejava ela por ter vindo aqui e "brava" por nunca me trazer por conta do trabalho, ela sempre me fazia inveja com isso, o jeito que ela fazia isso era engraçado. Pego um papel na minha bolsa e o entrego, ele pega e lê o endereço pela sua expressão ele sabia exatamente onde ficava 

 

[Seoul/Coreia - Em frente ao hotel - Alguns minutos depois - 19:00 da noite]

 

Chegamos finalmente olho para o hotel e Seokmin sai do carro dando a volta e abrindo a porta para mim, saio e respiro fundo, não acredito ainda que a qualquer momento posso realizar meu maior sonho. Fico parada ali e depois de alguns segundos olho para Seokmin que olha para a enorme estrutura em sua frente. Ele me ajudou o dia inteiro e ainda nos dêmos muito bem, não seria uma despedida não é? Já que podemos nos encontrar a "qualquer hora" mas mesmo assim tenho a impressão que nos não vamos nos entrar tão cedo 

Bom é aqui, hoje foi muito legal, eu realmente me diverti muito e obrigada -Sorri amigavelmente para ele o que é retribuído com gentileza -Posso pegar seu número para conversamos para não ser uma despedida -Não gosto de despedidas e realmente queria manter contato com ele, Seokmin era um bom homem, cavaleiro, gentil, simpático, engraçado e ao mesmo tempo tem o seu lado misterioso, também parece entender tudo o que se passa com você, o que quase toda mulher sonha

Eu também gostei muito de te mostrar a cidade Senhorita S/N -O mesmo fala só para ver minha reação e eu reviro os olhos e sorrio para ele -Confesso que achei você muito legal e simpática, pensei que seria mimada ou metida, mas você é perfeita para ele -Sua última frase ele sussurra e eu não entendo, mas mesmo assim não deixo de rir de sua fala

Mimada eu sou, mas nunca gostei de ser então não gosto de me exibir com minhas coisas, as vezes acho que seria ótimo batalhar para conseguir as coisas por isso vim para cá. Uma nova vida -O sentimento de ansiedade vem me fazendo até ficar com uma leve falta de ar, parece tão surreal isso tudo. Sem eu perceber Seokmin já tinha pegado minhas malas e deixado ao meu lado 

Para uma pessoa de família rica você é muito humilde, parece que puxou isso da sua mãe -Ele vai até a porta de trás e pega minha mochila e me entrega, se ele não tivesse pegado eu teria esquecido e meu celular estava dentro, eu respiro aliviada -Até quando esquece as coisas - Meu sorriso sai muito  espontaneamente junto da envergonha, coloco uma alça da mochila no meu ombro e o olho soltando todo ar preso nos meus pulmões, ele me entrega um papelzinho com números e escrito Seokmin em cima

Eu irei mandar mensagem logo, mesmo não sendo uma despedida sentirei saudades -Eu abraço ele e é retribuído com carinho, a impressão de não o ver tão cedo volta e eu desfaço o abraço -Acho que vou entrar esta tarde, você deveria ir também -Ele acente e anda até o outro lado do carro para entrar na porta do motorista, antes de entrar ele me olha - Tome cuidado 

Eu sempre tenho, até algum dia -Dito isso ele entra no carro e dá a partida buzinando assim que se afasta um pouco, eu aceno até ele sumir da minha visão o que não demora tanto, assim que paro de acenar ouço meu celular tocar dentro da bolsa, o pego e vou caminhando até a entregada do hotel, era minha mãe 

 

[Ligação on]

Alô? Mãe? -Falo enquanto fechava minha bolsa, com o celular em me ouvido

Filha? Esta tudo bem? Tem um bom tempo que estou tentando te ligar, e estava muito preocupada quase mandando o polícia ir atrás de você -Ela fala ainda preocupada, o que eu estranho, pois ela sabia que e estaria com o Seokmin 

Por que você estaria preocupada? Eu estava com o Seokmin -Falo enquanto olho para tela do celular vendo 12 ligações perdidas dela -Merda, olha desculpa não ter atendido o celular estava na minha bolsa 

Você estava com quem? -Ela fala voltando a ficar preocupada logo depois de ter se acalmado um pouco 

Seokmin, Park Seokmin. Mãe você está bem? Não lembra que tinha pedido para seu amigo me mostrar a cidade? -Explico para ela confusa com suas atitudes 

Sim eu lembro perfeitamente, mas não conheço nenhum Park Seokmin, o meu amigo que iria mostrar a cidade para você se chama Yoon Kwan -Ela fala é eu fico em choque, ficando em silêncio quase deixando o celular cair -Filha, esta tudo bem você meu amor? Você não encontrou o Kwan? 

Hum? Ah sim, sim eu encontrei só confudi o nome -Forço um sorriso e ela pareceu suspirar aliviada 

Menos mal, você quase me matou do coração menina, eu preciso desligar pois hoje trabalho cedo, amanhã eu te ligo você deve estar cansada -Fala ela e ouço algumas pessoas falando de fundo, pelas vozes percebo que ela não saiu de casa ainda 

Ah sim claro, tudo bem, bom trabalho mãe te amo -Ela me dá tchau e eu desligo o celular com os olhos arregalados e tremendo um pouco 

[Ligação off]

 

Entro no hotel com minhas malas e falo com a recepção que logo fala algumas informações e eu entro no elevador, encosto na parede e respiro fundo tentando ficar calma o que é em vão, parecia que eu tinha acabado de ver um fantasma 

Se Yoon Kwan era para ser meu motorista e quem me mostraria a cidade, e quem eu fiquei o dia inteiro não era ele então quem era Park Seokmin? Meu Deus, como ele sabia de... O que acabou de acontecer? -Eu estava em estado de choque e não conseguia processar tudo. As portas do elevador se abrem no meu andar e eu começo a andar lentamente até a porta do meu quarto pensando no dia de hoje 

Destranco a porta e entro, fecho e mal reparei no quarto só coloquei as malas em qualquer lugar e me joguei na cama, como isso era possível? E porque eu não confirmei com minha mãe o nome do indivíduo? Isso é totalmente estranho, mas se fosse algum sequestrador ou algo pior ele já teria feito algo ou me levado para algum lugar, mas a única coisa que ele fez foi me mostrar a cidade e me fazer companhia até me incentivou a fazer a audição 

Tiro meu boné e jogo ele junto da máscara que estava em minha mão em cima do criado mudo. Achei melhor ir tomar um banho e relaxar um pouco, separo um pijama e peça íntima lembro que ele me deu número dele e vou procurar o papel que ele tinha me dado, logo achando e pegando meu celular junto, ligo mais só cai na caixa postal ou chama e ninguém atende 

 

[1 hora depois - Hotel de Seul - 20:01 da noite]

 

Já tinha tomado banho e agora estava deitada mechendo no celular, embora eu tivesse me acalmado e menos preocupada ainda pensava nisso, por enquanto acho melhor deixar isto de "lado" ou melhor tentar deixar de lado e focar em outras coisas por enquanto, desligo o celular e o sono chega lentamente, meus olhos vão pesando e logo se fecham por completo


Notas Finais


(Desculpa qualquer erro que vcs encontrarem)

Eai? Gostaram? Espero muito que simmm. Próximo capítulo vem com tudo, será legal hehe

Eu amo ler o comentário de vcs então cometem e favoritem a fanfic para me incentivar a trazer mais. Até o próximo capítulo! Tchauu❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...