1. Spirit Fanfics >
  2. O Acaso do Destino - Jikook >
  3. Toda ação tem uma consequência

História O Acaso do Destino - Jikook - Capítulo 52


Escrita por:


Notas do Autor


Oieeee...

ANTEPENÚLTIMO CAPITULO POSTADO.
FALTAM APENAS MAIS UM E O EPÍLOGO..

Boa Leitura ♡

Capítulo 52 - Toda ação tem uma consequência


- Informações sobre o paciente Park Jimin. - disse Jungkook nervoso.

-  Calma, senhor. - disse a mulher - Ele está no quarto 359 no segundo andar.

Jungkook nem esperou, já saiu correndo para o elevador...

<<<<<<<<<<<<<<<<|♡|>>>>>>>>>>>>>>>>>>

- Hum... H-Hoseok... I-isso é errado. - disse Jimin com a mão no rosto de Hoseok correspondendo aos beijos.

- Eu sei... - disse se afastando. - Será apenas uma última vez, depois cada um segue com a sua vida.

Jimin pensou um pouco antes de beijar os lábios tão chamativos de Hoseok, seus lábios se movimentava vagarosamente como se não quisessem pular uma etapa.

- O que está acontecendo aqui? - perguntou Jungkook entrando no quarto.

- Eu posso explicar. - disse Jimin.

- Explicar o que, ham? - perguntou Jungkook irritado - Que vocês estavam aos beijos após serem sequestrados e sofrerem tentativa de assassinato.

- Jungkook, eu... - Hoseok o interrompeu.

- Você cala essa boca!! - gritou - Seu marido preocupado com o seu sumiço. Quase ganhando o bebê na minha frente em nervosismo, enquanto vocês estavam aos beijos. Vocês são casados... E você, Jimin? - perguntou Jungkook irritado.

- Desculpa... - pediu Jimin. - Assumo culpa.

- É claro que você tem culpa, você que estava beijando outro, não eu. - disse Jungkook passando as mãos no cabelo. - Lhe mandarei mensagem com a data no qual vamos nos encontrar para assinar os papéis do divórcio. - deu uma pausa - E você, reze para que eu não conte ao Yoongi a pouca vergonha de vocês. - disse e saiu.

- Jungkook, espere. - disse Jimin chorando.

- Jimin, eu... - o Park o interrompeu.

- Isso foi tudo sua culpa!! Eu não deveria ter te beijado. - gritou - Arruinamos o nosso casamento.

‐ Jimin, o que ouve? O Jungkook está querendo quebrar a recepção. - perguntou Namjoon entrando no quarto com o filho Wonji no colo. O menino tinha um aninho. E havia sido feito por uma mulher que aceitou ser a barriga solitária dos Kim's.

- Eu... Eu estava... - disse Jimin deixando a frase morrer.

- Você estava... - incentivo Namjoon.

- O Jimin e eu estávamos nos beijando. - disse Hoseok com o olhar vago.

- Vocês o que? - perguntou Namjoon incrédulo - Aonde vocês estavam com a cabeça? São casados. Perderam a nossão do perigo? - perguntou quase estapeando os dois.

- 'Tá Nam... Não adianta, a merda já foi feita. Agora é esperar a mensagem do divórcio. - disse Jimin chorando.

- Tudo começou quando eu comecei a me sentir atraído pelo Jimin. Eu contei para ele assim que descobri, nesse caso eu percebi ele um pouco mais distante. E na tarde de ontem, eu o convidei para caminhar e colocar os pingos nos I's. Quando chegamos no portão do condomínio uma vã levou a gente. Pela madrugada, eu conversei com o Jimin, e o beijei. A todo momento ele se martirizava. Só que quando eu disse que seria uma última vez e cada um seguiria com a sua vida ele entrou no quarto.

- Vocês heim... - disse Namjoon. - Eu vou conversar com o Jeon.

- Não adianta. Eu o perdi para sempre. - disse Jimin olhando para os pés.

- Nem tudo está perdido. - disse Seokjin pegando seu filho do colo de Namjoon.

- Alguém tem notícias da Yang? Como ela está? O médico não me disse, afirmando que eu não posso me exaltar. - perguntou Jimin nervoso.

- Me desculpe... Mas a Yang está em coma induzido. Só para que ela não sinta dor. - disse Seokjin. - A bala está alojada a poucos centímetros do seu coração, e se tirar essa bala agora dará trabalho.

- É você que está cuidando dela? - perguntou Hoseok.

- Sim.. - respondeu.

- É tanta coisa para digerir, queria ter levado o tiro no lugar dela. - disse Jimin chorando.

- Em hipótese alguma você poderia. - disse Seokjin.

~ Duas semanas depois

Estava Jimin e Jungkook na sala de um juiz oficializando seu divórcio. Jimin não aguentava mais chorar, ele sabia que tinha culpa. Mas sabia mais ainda que Jeon - seu agora ex marido - tinha tomado uma decisão precipitada.

- Jimin, levante a cabeça. - pediu Jooheon, seu advogado.

- Hum... - murmurrou levantando a cabeça, todos tinham o olhar sobre si, inclusive Jungkook.

- Bom... Vocês têm a total, absoluta certeza do que estão fazendo? - perguntou o Juiz.

- Eu... - disse Jimin deixando algumas lágrimas caírem. - G-gente, desculpa. Desculpa mesmo. - disse e saiu soluçando alto.

Jungkook segurava as lágrimas fortemente, ele nunca havia visto o Jimin daquela maneira. Ele só queria abraçar o Jimin e dizer que aquilo não passou de uma ação precipitada. Que ele o amava e estava disposto a perdoa- lo.

- Com licença, eu preciso ir atrás dele. - disse Jooheon.

- Toda. - disse o Juiz e o citado saiu.

Ele foi para o lado de fora do tribunal, em frente ao prédio havia um jardim botânico. Após atravessar a rua, ele entrou no Jardim. Encontrou Jimin chorando alto encostado nas grades que separava o jardim da calçada.

- Dói muito, né? - perguntou Jooheon sentando ao seu lado.

- Eu sei que eu errei, mas todos merecem uma segunda chance. - entre soluços.

- Eu penso como você, só que ele tomou essa decisão sozinho. Você precisa assinar os papéis do divórcio, ou ele poderá entra no litigioso. Pode ser pior. - disse Jooheon. - Se acalma e voltaremos para você assinar os papéis.

- Tudo bem... - limpou o rosto com a manga do moletom preto que usava, junto de uma calça moletom da mesma cor e um tênis branco da puma.

Após algum tempo se acalmando ele voltou, e sentou no seu lugar. Seu rosto estava inchado, olhos e nariz vermelhos sua boca estava inchada e vermelha um tanto quanto chamativa.

- Acho que estou bem para prosseguir. - disse Jimin olhando para o juiz. - Onde devo assinar? - perguntou pegando uma caneta que estava em cima da mesa.

- O procedimento de divórcio foi cancelado. - disse o Juiz

- Agora quem faz questão do divórcio sou eu. - disse Jimin sério e firme - Onde devo assinar? - perguntou.

- Aqui... - apontou Jooheon.

- Jimin, por favor... Vamos voltar para casa, e fingir que nada aconteceu. Eu me precipitei. - disse Jungkook.

- Você só sabe pensar em si mesmo. Por mais que proposta seja tentadora, eu não vou voltar atrás. - disse Jimin assinando o papel.

- Pelos nossos filhos. - pediu.

- Você pensou neles quando me pediu o divórcio. Eu errei, assumo com todas as letras o meu erro. - disse Jimin olhando para baixo sentindo seus olhos lacrimejarem. - E... Você decidiu sem ouvir a minha versão, nesse caso... - sua voz falhou



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...