História O Alfa me domou - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae
Visualizações 125
Palavras 1.386
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atualizou eeeee ^^

Desculpem pela demora, desculpem mesmo mas tenho a estranha mania de fazer todos meus pensamentos malukos virarem fanfic, dai q tem muita FIC, pouca criatividade, e poucas atualizações.

Desfrutem da leitura pq a FIC esta chegando ao fim ^^

Capítulo 27 - Tudo para te ter de volta




Os policiais desceram da viatura e foram logo para a porta a batendo e minutos depois Jongin abriu a porta.

–posso ajudar?– perguntou ao ver os policiais e um certo alfa ali.

–recebemos uma denuncia de que tem dois ômegas e um beta mantidos em cativeiro aqui, podemos vasculhar a casa?–

–não sem uma ordem de busca– Suho chegou ali.

–eu te dou a ordem de busca!– Jaebum tentou avançar para cima de Suho que se afastou mas dois policiais o seguraram.

–senhor Im se acalme, a violência não vai levar a Nada–

–esse idiota sequestrou meu ômega!– as íris de Jaebum tomaram uma tonalidade alaranjada indo para vermelho e vermelho não significa boa coisa.

–aqui esta o mandato– Suho recebeu e o leu logo olhou para Kai e deu espaço.

–Youngjae!– Jaebum chamou e começou a sentir o cheiro doce do omega, o seguiu até uma porta ao fundo do corredor e arrombou sem pensar.

–destruição de propriedade privada, belo trabalho agentes– disse Suho.

–Senhor Jaebum...– o policial beta se calou ao ver os olhos vermelhos de Jacasa. e recuou.

Jaebum desceu as escadas e achou uma outra porta no piso e também a arrombou.

–Youngjae!– Jaebum chamou entrando na pequena cave empregnada pelo aroma De Youngjae misturado a de um ômega entrando no cio e o cheiro de um beta que ele conhecia muito bem.

–onde estão eles?– Jaebum se aproximou de Suho que recuou, ainda tinha lesões do ultimo encontro com Jaebum.

–como pode ver, eles não estão aqui– disse Jongin.

ninguem viu nem entendeu como mas Jaebum estava por cima de Kai lhe Sufocando com uma mão.

–onde eles estão?–

–senhor Im, largue ele agora ou atiramos!– avisou o policial apontando a arma para Jaebum e os outros chegaram fazendo o mesmo.

–diz!– Falou perdendo a sanidade, sua parte homem tinha perdido, agora quem comandava era o lobo.

Jongin começou a ver tudo ficar escuro e podia jurar que os dedos de Jaebum tinham perfurado sua garganta quando ouviu o som de tiros e logo tudo se desligou.


000000

–Hey, esta tudo bem?– Jinyoung chegou perto de Baekhyun que estava sentado no chão de uma forma imprópria suando, com as mãos trémulas.

–e-estou no cio, eu...eu nunca ti-tive cio– disse trémulo lambendo os lábios já humidos.

–como assim você nunca entrou no cio?–

–eu tomo pilu...AAAH!– gritou ao sentir uma forte fisgada em seu ventre –dói, dói muito, eu quero atenção, meu corpo precisa de atenção!– disse já chorando e estava prestes a ir ao chão quando Jinyoung o segurou fazendo o mesmo se encostar a si e sua respiração quente e ofegante bater em seu pescoço lhe causando certos arrepios.

–me ajuda por favor...por favor beta– pediu em sussurro.

–o-oque? Eu sou um beta passivo–

–hyung! Se ele desmaiar pode não ter filhotes– disse Youngjae que estava sentado no colchão.

–mas Jae, eu nunca fui ativo, não sei como ser, e além disso, ele só pode ser saciado por um alfa–

–por favor!– pediu o ômega aflito segurando com força a camisa do beta. –doi muito–

–Hyung acredita em mim, eu já passei cios sozinho e são horríveis, naqueles momentos eu desejava qualquer coisa e um beta esta muito acima daquilo que eu tinha para me satisfazer, por favor–

Jinyoung olhou para o ômega quase desmaiado em seus braços e se levantou o pegando no colo e foi até o banheiro que tinha ali no quarto.

Youngjae suspirou e olhou para sua barriga que estava tendo dores que ele conhecia muito bem

–vem logo Jaebum!– Disse acariciando a barriga.


~||~

Jaebum abriu os olhos e viu aquele teto branco, estava fraco, tonto, tudo girava, seus músculos estavam doloridos e não conseguia se levantar.

–acordou– avisou Yugyeom e logo Jackson se aproximou.

–olá–

–onde esta o Youngjae?– perguntou fraco e tentou levar a mão até a cabeça que latejava mas não conseguiu.

–o-o que é isso? Eu estou amarado?– perguntou fazendo mais força e a cama se movia.

–bom, você quase matou o Kai, atacou dois policiais e bom, levou dois tiros no ombro e um que raspou sua costela, tem sorte que os policiais tinham má pontaria–

–merda, acharam o Youngjae?–

–não vasculharam cada milímetro e nada–

–mas ele esteve ali, eu sentido cheiro dele o do Jinyoung e de outro ômega–

–eu acredito em ti mas você é um lúpus, seus sentidos são mais apurados, os policiais apenas sentiram cheiro de ômegas e um beta ali, mas não podem dizer quem exatamente, e sem provas, não ha crime–

Jaebum rosnou e tornou as iris amareladas.

–me solta Jackson–

–eu não posso, você perdeu completamente a sanidade, levou tiros e quer ir fazer mais besteiras?–

–Yug me solta–

–hyung desculpa mas o Jackson hyung tem razão–

–ok, pensa no Kunpimook, seu doce lindo e delicado ômega– Yugyeom ficou serio –alguém chega e o tira de ti, o leva para bem longe, passa os cios todos com ele lhe satisfazendo como se fosse dele, e até chega a o engravidar e você onde esta? Amarado a cama de um hospital–

–Yug não!– falou Jackson ao ver Yugyeom arrebentar as ligaduras nos pulsos e tornozelos De Jaebum.

–hyung, você não sabe oque é ter um ômega e ser tirado de ti–

Jackson saiu do quarto correndo indo chamar os medico, e boa sorte para eles em deter dois Lúpus.


000000

Kunpimook olhava para Sunjae que lhe sorria se divertindo com as caretas que lhe fazia.

–eles são como uns anjinhos neh? O Jae hyung tem sorte de te-los não acha?– disse parando se olhar os bebés que dois dormiam e um só queria saber se brincar com o ômega.

–é...– Mark respondeu roendo as unhas e voltou a verificar o celular. –porque não ligam porra!–

–hyung calma e...você não esta no cio?–

–tomei uma carteira de pílulas, o Cio que se foda cadê o Jaebum com as notícias?–

–uma carteira de pílulas? Você sabe oque isso pode fazer ao seu sistema reprodutivo? interromper um cio dessa forma? Sério?–

–Kumpimook, meu sistema reprodutivo é completamente inútil! Eu sou estéril esqueceu? Tudo em mim esta seco! Eu nunca vou poder ter anjinhos como os do Jae, Nunca! Então uma vez que eu sou praticamente um beta, que se Lixe o cio! Tudo que quero é que tudo volte ao normal, eu só quero meus amigos de volta mais Nada, será que isso também é pedir muito?– Mark começou a deixar lagrimas cair e Kunpimook se calou e logo se ouviu o choro fofo de um ômega.

–desculpa meu amor, eu não queria gritar– Mark foi até o berço e pegou no ômega saindo do quarto para que não acordasse os outros.

Kunpimook se sentou num sofá que havia ali, suspirou logo sentiu o celular vibrar e uma foto dele e Yugyeom na tela.

–oi amor–

–oi em...onde você esta? Você esta bem?–

–sim, estou na casa do Jaebum hyung Ainda, e você?–

–na medida do possível e o Mark Hyung?–

–esta bem em baixo–

–ok então é melhor você não lhe dizer isso, o Jaebum foi baleado–

–o que? Ele esta bem?–

–sim esta, e pediu para que você e o Mark tomem conta dos meninos até a nossa volta OK?–

–mas ele foi baleado deveria estar no hospital–

–Mookie eu não suportaria te perder por isso entendo a dor do JB hyung, podem dizer que os alfas lúpus não tem sentimentos mas temos sim, e o maior deles é o medo, medo de perder um pedaço de nós que são nossos ômegas, então fique ai, não sai de casa que eu e o Jaebum hyung vamos trazer o Youngjae e o Jinyoung de volta–

–esta bem mas, se cuida ta? Te amo–

–eu também te amo anjo–

–quem era?– Mark perguntou entrando no quarto e foi deixar o bebê adormecido no berço.

–era o Yug, esta começando a trabalhar e só estava me contando como foi o primeiro dia–

–hm, vou ver se a Rosa já fez o jantar–


000000

–estamos preparados?– Kai perguntou.

–sim, tem certeza que quer fazer isso?–

–se o Jaebum não vai ser meu, então não vai ser de ninguém–

–hm, acho que o mesmo vale para o Youngjae– Suho sorriu.

–mas e seu bebê?–

–rs, isso é uma longa história, conto a caminho–

Os dois pegaram suas mochilas e saíram de casa.




Notas Finais


Obg por lerem até aqui ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...