1. Spirit Fanfics >
  2. O Alquimista (BTS) >
  3. Capítulo 3

História O Alquimista (BTS) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction O Alquimista (BTS) - Capítulo 3 - Capítulo 3

POV JIMIN

 

Eu estava devorando a perna do porco na mesa quando Jhope chegou e ele olhou para mim espantado ao ver que era o meu 3 pedaço daquele porco que foi colocado no centro da mesa com uma maçã na boca, sorri para ele com todo o pedaços de comida que saíam dos meus dentes e alguns também grudavam no meu rosto, ele fez uma cara de nojo e sentou na minha frente para pegar um pedaço de carne, pegou algumas batatas e começou a comer ferozmente, eu ri ao ver tudo manchou seu rosto e ele fez isso também, tínhamos acabado de terminar nosso turno e estávamos exaustos, deixamos nossas espadas e escudos de lado com nossas couraças de aço para comer confortavelmente, nosso trabalho foi realmente cansativo, o dia todo em pé atrás do rei, ou pior, perseguindo-o aqui ou ali, minha parte favorita eram as batalhas,Não me lembro quantos estávamos juntos, mas sabíamos que juntos nunca perderíamos. Jhope e eu comemorávamos nosso quinto ano como cavaleiros da realeza, mas meu pai era Eric, o rei da cidade imperial e Jhope era meu primo, então era normal que acabássemos trabalhando. juntos.

 

 Depois de terminar a refeição, relaxamos nas cadeiras e esfregamos nossas barrigas, senti-me terrivelmente cheio e fechei os olhos por um momento; Meu descanso foi interrompido pelas trombetas anunciando o rei que viria, olhei para Jhope, que estava começando a se levantar, segui-o e procurei meu time, terminei de colocar minha jardineira quando vi meu pai passar em ritmo acelerado, seu olhar parecia furioso. seu conselheiro Kwanghee continuou conversando, eu os segui com seus olhos até que eles entraram em uma nova sala, Jhope balançou a cabeça e eu apenas dei de ombros, eu não tinha ideia do que estava acontecendo, estalei os dedos e Jhope olhou para mim, fiz um Eles iam e ele assentiu, terminamos de colocar o babador, colocamos minha espada e colocamos meu escudo nas costas.

 

Fomos diretamente para a sala onde eles entraram, quando abrimos as portas, eles viram como estavam sentados em uma mesa redonda, meu pai estava no meio, Kwanghee estava de pé e havia muitas pessoas ao seu redor, quando ele nos viu, ele levantou a mão para que fomos lá, nos aproximamos e estávamos de lado, a verdade é que ele não entendeu nada do que eles estavam falando; de repente eu vi como todas as pessoas começaram a se levantar

 

- Vamos torcer para que tudo dê certo Eric e eles sabem o que fazer, no momento estamos desesperados e precisamos de ajuda

 

- Eu sei e mesmo que não queira, não tenho alternativas - Eric suspirou e esculpiu o rosto com as mãos

 

- E quem você vai enviar? - Kwanghee perguntou agora,

 

Eric olhou para nós e Kwanghee fez um "O" com a boca - Vocês sentam

 

 Procuramos um lugar e nos sentamos, Eric suspirou novamente e mandou Kwanghee se sentar também, ele se curvou e se sentou

 

- Esta é a situação, aparentemente há uma praga invadindo todo o país de Cyrodil, como os médicos chamam de doença de Talos e está destruindo as cidades mais pobres, os vereadores temem que ela se espalhe e chegue às cidades

 

Jhope olhou para ele com tristeza, ele sabia que sua mãe estava doente - e o que podemos fazer? - ele perguntou, cruzei os braços e olhei para meu pai

 

- Segundo fontes dizem que no país Skyrim, em alguma cidade, alguém já foi salvo dessa doença, então ... entrei em contato com todos os reis de nosso país vizinho e acontece que a pessoa é de Riften

 

- Riften? Qual não é a cidade mais pobre de Skyrim? - Agora eu pergunto com intriga

 

- Isso mesmo, eu não sei como eles conseguiram, mas o rei de Whiterun solicitou, eu marquei uma hora para ir também

 

- interrompi-o - Mas meu rei, indo para um terreno perigoso, ainda não terminamos o tratado de paz, então pisar nessas terras é ...

 

- Eu conheço Jimin, é por isso que pedi uma trégua, eu disse a ele que isso era uma questão de saúde

 

- Mas aposto que eles querem algo em troca - falei irritada

 

- Se Jimin é assim, Heechul me disse que queria um favor em troca, ele não me disse qual, mas, estando lá, ele lhe dirá

 

Vocês? Se refere a…

 

–Isso mesmo, vocês dois irão

 

Gostei de ouvir isso - pai, você sabe que odeio lidar com pessoas da cidade - cruzei os braços novamente e desviei o olhar

 

–Esta é uma ordem de um rei para seus cavaleiros reais

 

- rosnei e revirei os olhos, Jhope se levantou e eu também - Quando você quer que deixemos senhor?

 

- O mais rápido possível, porque levará aproximadamente 8 dias para chegar, se não um pouco mais, Kwanghee

 

- Sim senhor?

 

- Cuide do que eles precisam para a viagem - É claro - ele assentiu e saiu - Jimin, precisamos fazer isso, é para salvar muitas vidas

 

- eu sei - falei suspirando, odiava ir para Skyrim, eram todos tão rurais que me cansei de vê-los

 

- Eu acho que a melhor coisa seria sair hoje à noite - disse Jhope

 

- Se eu acho que é o melhor

 

- Eric se levantou - Cuide-se bem, eles são meu melhor time e você sabe disso

 

- Nós dois assentimos e saímos - Ao entardecer vamos embora - eu disse a Jhope

 

- Ok, vamos nos ver daqui a pouco - ele sorriu para mim e todo mundo seguiu seu caminho.

 

 

 

POV SUGA

 

Senti que a carruagem havia parado, desapareceu e me estiquei um pouco, olhei pela janela, quando vi muitas casas, presumi que já tínhamos chegado, levantei-me e mudei-me para V que estava roncando na outra cadeira,

 

- mmmm, já chegamos?

 

- Parece que sim - Ele se levantou rapidamente e olhou pela janela, arregalou os olhos e sorriu - Uau é impressionante, eu nunca tinha estado aqui

 

- Nem eu -  eu disse sem interesse 

 

De repente eles abriram a porta e foi Tao - Ah, eles já estavam acordados, esplêndidos, baixem suas coisas, chegamos -Pegamos nossos pertences e saímos da carruagem, V esfregou os olhos várias vezes quando viu a grande cidade que era Whiterun, não posso negar que também fiquei surpresa, estávamos definitivamente muito longe de casa, suspirei pensando nisso e comecei a andar pelas ruas de paralelepípedos, enquanto assistia aos anúncios dos locais de enforcamento, ferraria, poções, pousada, bar, mercado, etc. etc. as senhoras varrendo a entrada de suas casas, as crianças brincando nas ruas, era possível ver a fumaça das chaminés , Ri disso, acho que em Riften só quando vi uma lareira funcionar, V continuou conversando comigo e apontando tudo, finalmente, depois de caminhar um pouco quando chegamos ao castelo, Kris falou com um dos guardas e quando o vimos Ele sinalizou para outro abrir a porta para mim, eu olhei para o céu e dei um grande suspiro;V percebeu e me pegou pela mão sorrindo para mim, apertei sua mão e sorri também, é verdade que eu tinha V ao meu lado, então nem tudo estava ruim.

 

Entramos e este castelo era diferente do de Riften, era de pedra branca e tudo parecia vivo e quente, estava cheio de funcionários que se curvavam a cada vez que passávamos, aqui as cortinas estavam em veludo azul safira com pequenos detalhes dourados e nos cantos, podia-se apreciar o perfil de um cavalo, o escudo característico de Whiterun.

 

Chegamos a Heechul e, quando nos vimos, fizemos uma reverência para ele, incluindo Tao e Kris, eles deram um passo à frente e ficaram ao lado do rei, ele olhou para nós e sorriu.

 

- Mas não procure mais, meu Herói concordou em vir - eu fiz uma careta discreta - Venha, por favor, chegue mais perto para vê-los bem - V e eu subimos as escadas e abaixamos os braços, cada um se unindo às nossas mãos - Oh, não seja tímido, nada acontece, meu nome é Heechul, você gosta de como eu decoro o castelo? Eu amo a cor Sapphire Blue - pisque para nós

 

- É lindo - respondeu V, Heechul riu

 

- Obrigado, eu estou feliz que você gostou, mas hey parar de falar sobre essas coisas - ele mudou a cara do sério - você realmente meu filho Sungjong é terrivelmente doente e acho que você tem uma doença incurável - Virei-me para ver -E scuche que você sabe o cura desta doença 

 

Hesitei um pouco enquanto falava - não que eu a conheça precisamente, meu pai doente e eu lhe demos uma mistura, por causa da sorte que ele foi salvo, mas não posso garantir que seu filho será salvo - eu não queria decepcioná-lo, mas não podia carregar o assassinato do filho do rei

 

- Estou ciente disso Suga, mas é melhor tentar do que deixá-lo morrer sem chance, então peço que você use sua poção novamente para tentar ajudar meu pobre filho, que vai completar 23 anos na próxima semana 

 

Suspirei e tirei a garrafa que continha a mistura, ele abriu os olhos como se estivesse vendo um tesouro brilhante, ele pegou de mim e saiu rapidamente da sala, V e eu encolhi os ombros naquela cena, não sabíamos se ficaria ou não. deixe até depois de 5 minutos Heechul voltou com a garrafa vazia, ele me devolveu - Por favor, vá para a pousada lá eu tenho alguns presentes para você, use-os e descanse, sinta-se em casa, amanhã saberemos o resultado 

 

Heechul fez um gesto para Kris e ele nos acompanhou até a saída; Assim que saímos do castelo, ele foi em nossa direção

 

- O dono da pousada já sabe, então procure Chansung, ele provavelmente está na taverna, diga o nome dele, ele saberá o que fazer, tenha uma boa estadia aqui em Whiterun, se você precisar de alguma coisa, não hesite em procurar por mim ou Tao - Agradecemos a você e começamos a caminhar em direção à cidade ...


Notas Finais


Obrigado pela leitura!!! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...