1. Spirit Fanfics >
  2. O Amante do Meu Namorado >
  3. Verdade ou desafio (só que em um restaurante chique)

História O Amante do Meu Namorado - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Finalmente voltei com mais um capítulo! e.e

Espero que gostem <3

Capítulo 12 - Verdade ou desafio (só que em um restaurante chique)


Jungkook não quis me contar de jeito nenhum quem era a pessoa, apesar de eu desconfiar ser o Jimin. Ok, a quem eu quero enganar? Definitivamente é o Jimin e eu tô surtando!


O lugar que eles escolheram é simplesmente um dos restaurantes mais caros de Seul. E eu pensando que o Jimin era só um digital influencer! Não que eles não ganhem muito, mas pelo amor de deus!


-Jungkook, a gente precisa comprar um terno novo. -falei enquanto me observava impaciente no espelho.


-Não, a gente não precisa. Até porque o jantar já é daqui a duas horas. -explicou ele pela milésima vez naquela noite. Ele nem tinha ido tomar banho ainda e eu tava aqui todo desesperado.


- A culpa não é minha de você me avisar um dia antes do jantar que já deve ter sido reservado à muito tempo. -revirei os olhos e bufei.


-Sobre isso... eu esqueci. Desculpa amor. -beijou meu rosto e me abraçou por trás. -Mas por que você tá tão ansioso pra essa noite? Você tá tão nervoso que parece que vai num encontro ou sei lá.


Ri nervosamente -eu não tô nervoso! -mentira, eu tô sim. -Só um pouco preocupado. Sabe, esse lugar é muito caro e luxuoso e... ah sei lá! Sai daqui e vai logo tomar banho, vai vai vai -falei o enxotando do quarto.


Mas ele não saiu imediatamente. Ao invés disso ele deu um tapa forte na minha bunda e murmurou um “gostoso”. Me virei indignado e gritei “safado!”. Ele apenas riu e fechou a porta, me deixando no quarto sozinho com minhas paranóias.


...


-Seus nomes, por favor. -já havíamos chegado no restaurante. Havia uma fila com várias pessoas vestidas elegantemente esperando para conseguir uma mesa de última hora. Por sorte já tínhamos uma reserva.


-É... -minha mente deu um branco total e eu simplesmente buguei.


-Jungkook e Taehyung, senhor. -disse o Jeon, mostrando nossas identidades ao ver minha falha tentativa em responder à pergunta.


O segurança procurou nossos nomes na lista e os encontrou alguns segundos depois. -Tudo bem, poderiam me acompanhar por favor? -pediu sorrindo gentilmente e nos levando até nossos lugares. Ele parecia ser durão, mas tinha um sorriso encantador.


O restaurante era simplesmente lindo! Repleto de mesas redondas envoltas em cadeiras sofisticadas. Tinha um estilo rústico e sistemático. Eu amei!


Assim que entramos, percebi estar segurando fortemente a mão do meu namorado, ele não pareceu se importar, já que retribuía o mesmo aperto. Algumas pessoas nos olhavam de forma estranha, pensei ter algo errado com nossas roupas ou cabelo, mas aí lembrei que ainda vivo em um país onde a maioria das pessoas é muito conservadora e discrimina a minha sexualidade.


Bom… parece que ele ainda não chegou. Vamos esperar então. -quando chegamos nossa mesa estava vazia. Haviam quatro cadeiras em volta. Sentamos um do lado do outro e não conversamos sobre nada. Eu, por estar muito nervoso e ele, por estar enviando mensagens no celular. Com certeza era pra ele.


Um garçom muito bonito veio perguntar se queríamos pedir alguma coisa, mas preferimos esperar por Jimin.


Eu estava esperando por tudo essa noite, menos o que viria a seguir.


Observando a porta vi duas figuras adentrarem o ambiente e por incrível que pareça, quem me chamou mais atenção não foi o Jimin e sim…


-Bogum?


-Taehyng?


Jungkook arqueou uma sobrancelha -Vocês se conhecem? 


Bogum parecia tão confuso quanto eu, enquanto que Jungkook parecia mais confuso que nós dois. A única pessoa que parecia saber de tudo o que estava acontecendo era Jimin.


-Sim… quer dizer… -gaguejei um pouco, até Bogum ir lá e me salvar.


-Somos da mesma turma do curso de Medicina da faculdade. -respondeu sorrindo para Jungkook gentilmente.


Jungkook não sorriu, ao invés disso virou pra mim e argumentou com um tom levemente irritado: -Você nunca me falou dele.


-Bom... é que...


-Nos conhecemos na viagem. Não foi nada demais, não se preocupe. -riu divertido e sorriu amigavelmente pra mim.


Jimin até então não havia dito nada, apenas parecia se divertir com a situação.


Jungkook forçou um sorriso, logo depois colocando a língua na bochecha. Suspirando ele continuou. -Enfim. Essa é a pessoa que eu gostaria de te apresentar, Park Jimin. -Os dois trocaram um breve olhar intenso antes de Jimin fazer uma reverência pra mim. Quando ele me olhou nos olhos, senti todo o meu corpo se arrepiar.


Ele usava um par de lentes azuis que combinava perfeitamente com seu lindo cabelo loiro e terno preto. Ele é muito gostoso.


Jimin deu uma boa olhada rápida pelo meu corpo e arrumou o cabelo, umedecendo os lábios. -É um prazer finalmente conhecê-lo Taehyung. Jungkook me falou muito sobre você.


Eu fiquei um pouco perdido em sua beleza, até finalmente entender o que ele disse. Jungkook falou de mim? Falou muito de mim? O que ele disse meu Deus? -Falou? -perguntei o olhando com um olhar questionador. -Engraçado, porque ele nunca falou de você. -pronunciei com uma falsa incredulidade, olhando para Jeon que apenas sorriu.

-Bom, já que todos fomos apresentados. Por que não nos sentamos e fazemos o nosso pedido. -falou Jimin, logo acenando para um dos garçons.


Eu fiquei sentado entre Jimin e Jungkook, enquanto que Bogum sentou a minha frente.


O garçom bonito trouxe os cardápios e o meu queixo quase caiu com os preços. Eu nunca poderia pagar algo assim, bom, mas já que é o Jimin, não sentirei pena em gastar seu dinheiro que eu não faço a menor ideia de onde vem.


Escolhemos nossos pratos e Jimin pediu uma garrafa de vinho para tomarmos enquanto aguardávamos o nosso jantar.


-Então... Jungkook, me conta, como você e Jimin se conheceram? -joguei. Eu realmente estava curioso, já que eu nunca soube exatamente.


Os dois se olharam e sorriram. -Eu conto ou você conta, Jungkook? -perguntou sorrindo lindamente. Ele é muito lindo.


-Pode contar. -respondeu e me olhou meio apreensivo.


-Bom, tudo bem então. Eu conheci ele na livraria que ele trabalha. Estava indo procurar um livro sobre romance gay e ele acabou me atendendo muito bem. Então pedi seu contato para que me indicasse mais livros.


Sorri e fingi surpresa. -Então você é gay? -meu Deus que pergunta idiota Taehyung, cala a boca por favor.


Jimin riu com os olhinhos fofinhos fechados. -Sim. Totalmente. Mais gay impossível. -brincou e todos riram, menos Bogum. Ele parecia incomodado quando Jimin falava.


-E você Bogum, certo? Não sabia que viria. -comentou Jungkook com indiferença.


Bogum sorriu brevemente antes de alfinetar: -Não sabia que era tão ruim com nomes. Achei que lembrava de mim já que foi até a nossa casa algumas vezes. -a minha vontade era de dar um pisão no pé dele, pra ele parar de dar bandeira. 


Mas tá aí uma coisa que eu não sabia, significa então que Jungkook já foi na casa de Jimin mais de uma vez e que ele já interagiu com Bogum algumas vezes.


-Você já foi na casa dele? -perguntei tentando soar ciumento. Tem que fazer a capa, né?


-É... sim. Eu já fui algumas poucas vezes. 


-Hum. Você nunca me falou nada sobre isso, por que só agora? -perguntei. Mas tinha um tom de verdade nessa pergunta.


-Porque eu pedi. -interveio Jimin. -Virei meu rosto para o ouvir. Ele me olhou meio ternamente, antes de voltar a sorrir e continuar. -Eu achei que já como Jungkook tem um namorado, ele seria ciumento e pediria pra eu me afastar. Mas Jungkook me disse que você não é nem um pouco assim, então decidi marcar esse jantar e... esclarecer tudo.


Ai meu pai, esclarecer tudo? 


-E-esclarecer?  Como assim?  -questionei olhando para os dois sem entender nada. Quer dizer, mais ou menos, né?


-Mas antes de conversarmos seriamente, por que não brincamos um pouco?


Quê? Não! Eu quero que eles esclareçam tudo agora.


Vendo que eu não dei nenhuma resposta, Jungkook respondeu. -Tudo bem. Mas brincar de quê e como? Estamos em um restaurante. -sorriu.


-Que tal verdade ou desafio? -perguntou Bogum que não havia dito nada depois daquilo.


-Você não entendeu o que eu acabei de dizer? Estamos em um restaurante, como iremos jogar isso? -Jungkook realmente parecia irritado com Bogum. Não sei se por ciúmes ou por alguma treta que rolou entre eles. Provavelmente a segunda opção, já que ele não é de sentir ciúmes.


-Na verdade eu acho uma ótima ideia. -concordei. Afinal era isso que eu queria ouvir, certo? Verdades.


-Ótimo, então vamos começar. -respondeu Jimin animado. 


-Eu começo então. -disse meu namorado, se ajeitando na cadeira e limpando a garganta. -Verdade ou desafio... Bogum. -Quantas pessoas surpresas? Nenhuma.


-Hum... verdade. -respondeu e sorriu. 


-Desde quando você conhece meu namorado? -Ok, por essa eu não esperava.


-Pra falar a verdade, já faz bastante tempo. Mas só fomos nos conhecer nessa viagem para Busan. -todos ficaram confusos, inclusive eu. Percebendo isso, ele se explicou rapidamente. -Eu conhecia ele, mas ele não me conhecia ainda. É isso. -realmente. Ele disse que ficava me olhando na aula. Ainda acho isso bizarro é meio fofinho, mas ok.


-Entendi. -respondeu seco. 


-Minha vez então. -sorriu Bogum e olhou para Jimin. -Verdade ou desafio, irmão? -quando ele disse isso, meu coração disparou. O que ele vai perguntar? Socorro.


-Desafio, claro. -respondeu automaticamente.


Bogum não esperava essa resposta, óbvio. Ele queria me ferrar? Era isso mesmo?


-Eu te desafio a... -pensou um pouco, até que pareceu ter uma brilhante ideia. -... beijar a pessoa mais bonita desse restaurante. -O que? Ele tá maluco? 


Jimin não pareceu se abalar nenhum pouco, ao invés disso, ele deu uma boa olhada em volta, até pousar seu olhar em... Jungkook, que parecia ansioso. 


Como eu me distrai observando Jungkook, nem percebi quando repentinamente senti lábios delicados encostar rapidamente em minha bochecha. Senti um arrepio e pousei minha mão ali, sorrindo surpreso.


-Não disse isso antes pois não tive a oportunidade. Mas, Jungkook, você realmente é um cara de sorte. Seu namorado é muito lindo.


Ai. Meu. Pai. O Jimin disse que eu sou lindo? Socorro, alguém me ajuda, eu tô surtandooooo.


Bogum esboçou uma expressão de descrença, enquanto que Jungkook apenas parecia tão surpreso quanto eu.


Tenho certeza que fiquei vermelho, nem pude responder nada. Jeon apenas riu e concordou com o elogio. Eu só queria me enterrar.


-Ok. Minha vez então. Verdade ou desafio, Taehyung? -perguntou sem pensar muito. E eu já fiquei desesperado. O que eu escolho?


Bom, acho que com verdade eu definitivamente não vou me dar bem, então prefiro...


-Desfio. -Jimin sorriu orgulhoso e como se estivesse esperando por essa resposta, logo desafiou: -Eu te desafio a chamar o garçom bonito e pedir o número dele.


-O quê? -exclamou, mas não foi eu e sim Jungkook. Os dois lançaram um olhar de descrença para Jimin e ele apenas manteve seu sorriso sacana.


Eu queria impressionar Jimin, realizando seu desafio. Se bem que ele ter me achado a pessoa mais bonito desse restaurante já foi um grande feito.


-Tudo bem. Eu topo. -suspirei e fechei os olhos com força. Constrangido, levantei a mão e o chamei com um assobio baixo.


Ele, que segurava uma bandeja vazia, aguardando pedidos, me notou e veio elegantemente. -Pois não, senhor? Se for sobre seus pedidos eles ainda estão sendo preparados... -antes que ele continuasse, o interrompi com um aceno de cabeça e mãos.


-Não. Não é sobre isso, é que... -olhei para os outros em volta e a única pessoa que parecia se divertir com isso era Jimin.


-Hã... -como eu faço isso, mesmo? -que horas você sai do expediente?


-Perdão? -questionou confuso com minha pergunta.


-É que... -decidi ser ousado. Foda-se, eu nunca mais vou ver ele mesmo. -...fiquei interessado em você. Poderia me dar seu número? -ao perceber o significado de minha pergunta, suas bochechas coraram violentamente.


-Me desculpe, mas isso é algum tipo de brincadeira? -perguntou tímido e com a voz baixa. Tava tão óbvio, assim? 


-Não. -respondi simplesmente.


Ele me olhou surpreso e pegou uma caneta e um papel onde anota os pedidos. -Ah... tudo bem então. -anotou o número e me entregou.


-Qual seu nome? -ousei perguntar, já que não achei nenhum crachá.


-Taemin. Lee Taemin. E você?


-Taehyung. -sorri e ele sorriu também. Nos olhamos por um tempo, até que alguém pigarreando chamou nossa atenção. Era Jungkook. Ridículo, estragou o clima que tava rolando aqui.


-Tudo bem, eu vou voltar agora. -disse rapidamente e se afastou.


Essa foi uma das coisas mais loucas que eu já fiz na vida. Pra você ver como a minha vida não é muito interessante.


-Nossa, ótima performance. -comentou Jimin. -agora me dá o número, antes que Jungkook arranque de você. -Quando olhei pro lado, Jungkook realmente parecia querer queimar o papel com os olhos. 


Eu não entendo o porquê desse ciúmes todo. Ele nunca foi assim. Tá certo que eu nunca fui próximo de ninguém também, mas simplesmente não faz sentido. Pelo amor de Deus, o amante dele tá do meu lado nesse exato momento!


-Ok, toma o número e agora é a minha vez. -respirei fundo e pensei um pouco. Eu sei que eu super queria jogar esse jogo, justamente pra interrogar os dois e fazer com que de alguma forma entrássemos nesse assunto. Mas o problema é que eu fiz a mesma coisa com Bogum. E ele tá literalmente na minha frente agora!


Eu não sei como eu faria isso, sem entrar em pânico, então não vou cutucar a ferida agora, com Bogum aqui. Isso não daria certo.


-Verdade ou desafio, Bogum? -ele parecia surpreso e até levemente irritado. Provavelmente porque achava que eu ia aproveitar a situação pra perguntar o que eu queria.


-Sei lá... desafio. -respondeu entediado. Eu mal o reconhecia, ele parecia mau humorado. Não sei se por causa de Jimin ou por causa de mim. 


-Eu te desafio a tomar duas taças inteiras de vinho. -Eu não sou muito bom pra fazer desafios, me desculpem.


-Tudo bem. -ele pegou a garrafa de vinho e simplesmente tomou tudo o que faltava. Essa foi a pior decisão da vida e vocês vão entender o porquê.


Como se imediatamente o álcool tivesse subido a cabeça, Bogum se virou para Jungkook e perguntou.


-Verdade ou desafio? -sua voz já estava embargada e ele parecia zonzo. Parabéns Taehyung, você como sempre só fazendo merda.


-Verdade.


Sem nem piscar, ele perguntou imediatamente: -Você já traiu seu namorado?


Notas Finais


Qkkapbaqiajia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...