1. Spirit Fanfics >
  2. O Amante do Meu Namorado >
  3. Viagem para Busan

História O Amante do Meu Namorado - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Fofinhos né? Heheueheue adoro

Capítulo 7 - Viagem para Busan


Fanfic / Fanfiction O Amante do Meu Namorado - Capítulo 7 - Viagem para Busan

 -Portanto, nesse final de semana faremos uma viagem para Busan, fazer algumas aulas práticas nos hospitais universitários, com professores especializados em ensiná-los tudo o que precisam saber...

 

E blá, blá, blá.

 

Não acredito que justo no final de semana em que eu iria experimentar a bundinha virgem do meu namorado, a faculdade dá uma ideia maluca de fazermos essa viagem.

 

Sinceramente, porque a gente não pode usar os hospitais daqui mesmo?

 

Ele explicou, mas eu não tava prestando atenção nessa parte. Mas poxa, o final de semana inteiro?

 

Aparentemente ficaríamos em alguns quartos de hotéis. Só espero que o meu colega de quarto seja gostosinho, pelo menos eu vou ter alguém pra apreciar enquanto penso no Jungkook e aquela bundinha perfeita.

 

...

 

Hoje já é sexta e a viagem acontecerá hoje à noite, passaremos o dia no hospital e voltaremos domingo de manhã. Sinceramente ninguém merece essa palhaçada não.

 

Estou arrumando meus pertences, tentando não surtar e levar a casa inteira junto comigo.

 

Jungkook ficou de me levar lá na faculdade, onde vai ser nosso ponto de encontro e pegaremos os ônibus de viagem. Apesar de tudo, até que estou ansioso pra isso, acho que vai ser legal ver corpos abertos, mulheres em trabalho de parto e pessoas com membros do corpo decepados.

 

Não, eu não vou num pronto-socorro, só tava zoando mesmo.

 

-Então quer dizer que você vai me abandonar mesmo. -levei um susto quando ele veio por trás me abraçando e cheirando meu pescoço.

 

-Se assustou foi? -perguntou rindo e se afastando logo depois.

 

-Claro! Nem dá pra ouvir essa porta sendo aberta aqui dentro desse quarto. E para de drama que vão ser só dois dias, domingo eu volto pra te perturbar.

 

-Que horas mesmo?

 

Suspirei. -Não sei, eles falaram mas eu não ouvi, tava meio aéreo. Mas eles mandaram no grupo. Pera, deixa eu ver aqui. -Peguei meu celular que estava em cima da cama e abri no aplicativo de mensagens. -Sairemos de lá 7h e chegaremos por volta das 11h. São quatro horas de ônibus. -Revirei os olhos.

 

-Você quer que eu te busque quando você chegar?

 

-Não precisa, pode deixar que eu chamo um Uber mesmo. -Sorri pra ele e logo voltei a arrumar minhas coisas.

 

...

 

Quando chegamos já tinha alguns ônibus e muitas pessoas se despedindo.

 

Geral com um monte de bagagem, parecia que iam se mudar. Eu não posso falar nada, já que não tô muito diferente com essa mochila, mala e bag.

 

-Não esquece de tirar várias fotos pra mim, tudo bem? -disse me abraçando. E dando um beijinho na minha bochecha.

 

Eu não tinha vergonha nenhuma de demonstrar afeto em público, não era amigo de ninguém e não precisava dar satisfações pra ninguém também.

 

-Ok. -Sorri e olhei pro lado percebendo que todo mundo já tava subindo nos ônibus. -Ah... já tenho que entrar.

 

Ele suspirou e sorriu. -Tudo bem, tchau e beijo, não esquece de mandar mensagem.

 

-Tá, tchau. -Decidi fazer uma brincadeirinha pra ver sua reação. -Não vai me trair enquanto eu estiver fora, ok?

 

Ele riu, com as bochechas coradas e me beijou. Sorriu safado e disse: Você também não. -Fiquei boquiaberto com a audácia de seu sorriso e sua fala.

 

Ri e fui pro ônibus, ainda sem acreditar naquele olhar safado que ele deu. Mas é muito pilantra mesmo. Será que ele vai me trair? Com o Jimin? Ai meu pai, é hoje que a minha pressão sobe.

 

Guardei minhas coisas na lateral do ônibus e subi me sentando do lado de alguém que eu nem prestei atenção.

 

Só queria pegar meus fones e meu celular, pra ficar a viagem toda ouvindo música até dormir. Mas fui impedido:

 

-Ele é seu namorado? -perguntou o cara que tava sentado ao meu lado. Ele era muito bonito. Isso me deixou meio desconcertado por alguns segundos.

Os cabelos eram longos e ficavam castanhos quando refletidos no sol. Seu sorriso ressaltava as maçãs do seu rosto e seus olhos eram inchadinhos. Pareciam do... Jimin. Ala eu pensando no loiro de novo.

 

-Ah... sim, era. Quer dizer, é. Sim, ele é meu namorado. O Jungkook, é... sim. -Sorri nervoso e ele riu de mim.

 

Pareço um antissocial falando com estranhos, mas ok.

 

-E qual o seu nome?

 

-Taehyung. Kim Taehyung. E o seu?

 

Ele sorriu um pouco e respondeu: -Bogum. Park Bogum. -Ok. Foi inevitável não pensar no Jimin. Park Jimin.

 

-Então... por que perguntou se ele era meu namorado? -perguntei só por curiosidade mesmo, sabe. Nada demais, só queria saber mesmo.

 

-É que... eu acho que já vi ele em algum lugar.

 

Arregalei os olhos em surpresa. -Sério? Onde?

 

Ele riu meio sem graça. -Na verdade, foi na minha casa mesmo.

 

O que? Como assim? Impossível.

 

-Como assim na sua casa? Você mora sozinho? -comecei a ficar meio nervoso. Ai meu pai.

 

-Não, eu moro com meu irmão, mas não fico muito tempo lá. Tô procurando um apartamento pra morar.

 

-Ah sim, é bem legal morar sozinho mesmo. Chato é ter que arrumar tudo.

 

Ele riu. -Você mora sozinho?

 

-Não, eu moro com Jungkook.

 

-Ah sim, entendo. -Ficamos um pouco em silêncio e eu ainda tava encucado com essa história.

 

-Então, me conta isso direito de você possivelmente ter visto meu namorado na sua casa?

 

-Ah... -ele sorriu meio envergonhado. -Deve ter sido coisa da minha cabeça. É que meu irmão leva várias pessoas lá pra casa, ele é bem sociável sabe, e talvez eu deva ter confundido.

 

-É... também acho. Jungkook não é muito de sair, na verdade nem dá tempo. Ele trabalha e estuda a semana toda, então fica difícil.

 

-Então vocês não fazem muita coisa juntos?

 

-Não exatamente. A gente prefere fazer programas em casa mesmo, se foi essa a sua pergunta.

 

-Ah. Desculpa. Não quis ser invasivo. -Sorriu tímido.

 

-E não foi. -Ri um pouco. -é que geralmente as pessoas confundem o fato de a gente não sair com a gente não fazer coisas juntos ou algo do tipo.

 

-Entendi. -Murmurou pensativo.

 

Nem sei porque eu tava falando com um completo estranho sobre meu relacionamento com meu namorado, só sei que ficamos assim a viagem inteira. Não falando só sobre o Jungkook, claro, falamos sobre os nossos gostos e tudo o mais e eu percebi que em alguns momentos ele parecia dar em cima de mim.

 

Ou era só coisa da minha cabeça mesmo.

 

...

 

Chegamos em Busan. Aeee. Tirei várias fotos das paisagens, gravei vários vídeos e tirei algumas fotos com Bogum também, já que ele tava literalmente do meu lado e também porque ele é um cara legal. Tenho certeza que seremos grandes amigos.

 

Entrei no quarto, junto com ele. Acabou que ficamos juntos, já que eram duas pessoas por quarto e podíamos escolher o colega de quarto.

 

-Eu nunca vi você na faculdade. Pelo menos não lembro se eu vi. -comentei enquanto separava algumas roupas pra usar no jantar. Já era de noite e eu tava morrendo de fome, assim como todo o pessoal.

 

-A sala é bem grande e você fica bem aéreo nas aulas. -disse rindo, enquanto também organizava suas coisas no outro lado da cama.

 

Sim, era a mesma cama. De casal. Não que eu esteja reclamando, pelo menos era bem grande.

 

-Ei! -joguei um travesseiro na direção de sua cara, mas ele conseguiu segurar antes que o atingisse. -Eu não fico aéreo na hora da aula. -Cruzei os braços fingindo indignação. Tá, talvez eu fique aéreo algumas vezes. Talvez sempre.

 

-Fica sim, eu acho bem engraçado na verdade. -Ditou, de cabeça baixa, ainda arrumando suas coisas.

 

-Então quer dizer que você fica me observando na aula ao invés de prestar atenção na matéria?

 

Ele sorriu meio envergonhado. -Talvez. Mas agora não importa. -Me senti um pouco incomodado.

 

-Por que?

 

-Porque você tem namorado. E além do mais já estamos conversando pessoalmente. -Deu de ombros e entrou no banheiro sem mais nem menos.

 

Fiquei sem palavras. É verdade que Jungkook me traía e eu tinha quase certeza disso, mas não quer dizer que eu posso traí-lo também. Seria estranho e eu não teria coragem de jeito nenhum. Eu acho.

 

...

 

O jantar foi uma delícia. Diferente do que eu imaginava, a gente comeu bastante e eu percebi que Bogum conhecia todo mundo! Me senti um ET no meio daquele povo, só conversava com ele mesmo. Ele lançava alguns sorrisos pra mim e me zombava por comer muito.

 

Pegamos intimidade muito rápido e senti como se nos conhecêssemos a anos.

 

Quando voltamos pro quarto eu, sem noção como sou, fui logo tirando a roupa pra entrar no banheiro. Ele olhou pro meu corpo e virou de costas rapidamente.

 

Desculpa, mas eu ri.

 

-Não ria. Aish. -Ri mais ainda de sua fofura.

 

-Não se preocupe Bogum. Não farei nada com você, lembra? -cheguei bem perto de sua orelha e sussurrei -Eu tenho namorado.

 

Seu corpo se arrepiou e eu ri mais ainda, correndo pro banheiro. Ah qual é, eu tinha o direto de pelo menos provocá-lo um pouco.

 

...

 

Depois de trocarmos de roupa, nos deitamos na cama. Ficamos em silêncio, enquanto cada um mexia em seu celular.

 

Mandei algumas fotos pro Jungkook, mas ele não estava online fazia algumas horas. Hum. Suspeito.

 

-Mandando mensagens pro seu namorado? -perguntou irônico, olhando pra mim.

 

Abri a boca com a audácia. -Sim. Por que? Tá com ciúmes? -perguntei mais irônico ainda.

 

Ele riu alto. -Infelizmente, não tenho esse direito. -brincou dramatizando com a mão no rosto. Ri junto a ele.

 

Ficamos um tempinho em silêncio, até que eu tive coragem de perguntar algo, desde a nossa conversa no ônibus.

 

-Bogum? -o chamei. Ele estava de olhos fechados, mas não dormia.

 

-Posso te fazer uma pergunta?

 

-Todas que quiser. -Riu e dei um chutinho na sua canela. -Brincadeira. Pode.

 

-Qual o nome do seu irmão? -ele pareceu um pouco incomodado com a pergunta, mas respondeu mesmo assim.


-Park Jimin. Por quê?


Notas Finais


AHAIQIAJQKQIQJQ
Aquelas q surta com a própria fanfic K

MANO vai acontecer tanta coisa mds


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...