1. Spirit Fanfics >
  2. O Amante do Meu Namorado >
  3. Eu e o irmão do amante do meu namorado part.1

História O Amante do Meu Namorado - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


E eu que esqueci de postar o cap. mais cedo kkkkk (desculpa)

Capítulo 9 - Eu e o irmão do amante do meu namorado part.1


MEU SENHOR ALGUÉM ME SEGURA. 

 

Os gemidos não paravam. Eu coloquei o ouvido na porta pra ouvir melhor. 

 

-Isso Jungkookie... geme pra mim o mais alto que puder... -meu corpo estremeceu todo com essa voz. Era a voz de Park Dominador Jimin.  

 

E Jungkook não dava por esperar. Obedecia e gemia, com uma voz rouca e de um jeito até então desconhecido por mim. -Jimin... hum... ah.  

 

Ok, vamos pontuar os fatos: Eu não faço a menor ideia do que fazer. Meu Jikook está transando na minha cama e meu pau tá duro só de ouvir o som disso acontecendo. Minha vontade é de sinceramente me masturbar aqui mesmo em pé na porta, observando eles. Mas isso seria muito estranho e pervertido da minha parte. 

 

Eu poderia entrar lá e acabar com essa palhaçada, mas eu não quero assustar o Jimin ou envergonhar o Jungkook. Provavelmente se eu tentasse me juntar a eles, a reação seria a mesma, acho. 

 

Eu poderia esperar o Jimin ir embora e fingir que cheguei só depois, mas tenho certeza que ele vai dormir aqui. 

 

Puta que pariu o que eu faço? O que eu faço? 

 

Já sei. Vou ligar pro Bogum e pedir pra dormir na casa dele. Eu já sei que o Jimin não tá lá por motivos óbvios e sei que ele não me negaria isso. Só teria que inventar algum motivo. 

 

Mas antes que eu pudesse fazer qualquer coisa ouvi passos de alguém vindo até a porta. PUTA QUE ME PARIU O QUE EU FAÇO?

 

Pensei rápido: Provavelmente ele iria no banheiro, então não poderia me esconder lá. Na cozinha também não, porque ele poderia ir querer pegar água. Então decidi me esconder atrás do sofá da sala. 

 

Corri o mais rápido possível e consegui chegar antes que ele abrisse a porta. 

 

-O banheiro é aqui? -perguntou Jimin da porta pro Jungkook, apontando pro banheiro ao seu lado. Consegui ouvir um “Sim” e logo Jimin entrou lá, deixando a porta do quarto aberta. 

 

E... caralho. Eu vi o Jimin nu. EU VI O JIMIN NU! Já posso morrer feliz. 

 

Lembrei do Uber lá embaixo e fiquei desesperado, eu tenho que descer o mais rápido possível, mas se eu for pra porta agora, corre o risco do Jungkook me ver, mesmo de longe. Melhor eu esperar o Jimin voltar lá e fechar a porta. 

 

Mas já como nada acontece como planejado, Jungkook decide sair do quarto e ir pra cozinha. É agora que a minha morte é certa. 

 

Fui engatinhando pro outro lado do sofá, enquanto ele ia pra cozinha. Completamente pelado também.  

 

Não corpo, não é a hora de ficar excitado caralho! 

 

Na posição que eu tava o Jungkook não podia me ver, mas se Jimin saísse do banheiro e olhasse pra sala, ele certamente me veria. 

 

Ouvi Jungkook sair de onde estava e me engrenhei todo pra voltar pro lado onde eu tava antes. 

 

Jungkook ia entrando no quarto mas pude ouvir a voz de Jimin saindo do banheiro. 

 

-Jeon... vem aqui. -Chamou e eu agradeci internamente pelo meu namorado ter entrado naquele banheiro. 

 

Queria muito saber o que eles estavam fazendo ali, mas precisava sair dali o mais rápido possível. 

 

Por isso, assim que ele entrou no banheiro, sai de casa na ponta dos pés e fechei a porta com cuidado. Minha mochila ainda estava em minhas costas. 

 

Quando peguei o elevador, liguei pra ninguém mais, ninguém menos que Park Bogum.  

 

-Alô? Taehyung? -chamou. Pela voz pelo visto estava dormindo. 

 

-Alô... é... então, é que a porta de casa tá trancada e eu não consegui acordar o Jungkook. -inventei a primeira coisa que veio na cabeça. -Será que eu posso dormir aí? Só hoje? Se não puder também não tem pro- 

 

-Pode sim, claro. Vou te mandar o endereço de casa. 

 

-Obrigado mesmo, de verdade. -agradeci e desliguei. Esperei ele me mandar o endereço. 

 

Passei pelo porteiro apressado, ele abriu a porta pra mim e me olhou com um olhar de pena. Então deve ter sido por isso que ele tava preocupado! Ele conhecia eu e Jungkook e sabia que éramos namorados, claro que ele deve ter achado estranho o fato de Jungkook subi com um cara que não fosse eu. 

 

-Demorou. Achei que nem voltaria e tivesse esquecido suas coisas. 

 

Ri e entrei no carro, com ele me lançando um olhar confuso. 

 

-Mudança de planos. Vou pra casa de um amigo. 

 

... 

 

Paguei o Uber e agradeci imensamente por ele não ter me abandonado. Mandei mensagem pro Bogum e ele apareceu e me ajudou a colocar as coisas dentro de sua casa. 

 

Que inclusive, era linda! 

 

Parecia estilo americano, sabe? Com garagem, dois andares, grande e espaçosa. 

 

-Então quer dizer que você não tem a chave da porta de sua própria casa? -Perguntou enquanto levava minhas coisas lá pra cima. 

 

-Sim 

 

-E o seu namorado não acordou com você o chamando. 

 

-É... -respondi baixo. 

 

Entramos em um lugar que eu presumi ser seu quarto.  

 

Era tudo bem organizado. Tinha uma cama grande de casal, guarda-roupa, cômoda e uma porta que eu presumi ser pro banheiro. Ele tinha uma coleção de sapatos e um computador. 

 

Sem pensar muito apenas me joguei em sua cama. Estava morto de cansado, mas definitivamente não queria dormir. 

 

-Diria pra se sentir em casa, mas pelo visto não preciso. -Comentou e se sentou na cama ao meu lado. 

 

-Cala a boca. -falei, tirando meus sapatos pra não sujar a cama. Me sentei de frente pra ele e suspirei. É claro que ele não engoliu a desculpa que eu dei, então decidi falar a verdade. 

 

-Tá eu vou contar logo. -ele nem questionou a minha fala repentina, apenas me lançou um olhar sério, me incentivando a continuar. 

 

-Eu sei que o meu namorado me trai com o seu irmão. -joguei assim. Sem mais nem menos. Era a primeira vez que estava confessando isso em voz alta pra alguém. 

 

Mas ele não parecia surpreso, na verdade nem um pouco. 

 

-Espera. -me alarmei. -Você sabia? Quer dizer, eu sei que você sabia, mas você sabia que eu sabia? 

 

Ele suspirou. -É, mais ou menos isso. 

 

-Como assim? Me explica direito isso.  

 

-Eu desconfiei logo depois que eu disse o nome de Jimin. -riu um pouco lembrando da cena. -Mas quando eu cheguei em casa e vi que Jimin não tava aqui, sabia que ele pudesse estar lá e achei que você estaria brigando com eles agora. Mas quando você me ligou, eu fiquei confuso, então cheguei a conclusão que você sabia. 

 

-Ah... faz sentido. -comentei. -Desculpa ter mentido pra você é que eu não sabia como você reagiria. 

 

Ele me olhou confuso. -Então você não se importa?  

 

-Não. Quer dizer... sim! Eu acho. 

 

-Como assim? -parecia interessado, então decidi contar tudo pra ele. 

 

Desde o fato de o nosso relacionamento tá uma merda até o fato de eu meio que shippar eles dois. Por incrível que pareça, Bogum não parecia bravo ou com nojo, ele parecia apenas surpreso pela minha confissão. 

 

-Então por que não tenta um sexo à três? -sugeriu na maior naturalidade do mundo. Mas eu sabia que ele desaprovava a ideia.

 

-Olha, eu bem que queria. -ri. -mas o fato é que o Jungkook não desembucha. Acho que ele tem medo da minha reação, não sei. 

 

-Então por que você não pergunta você mesmo pra ele? Põe ele contra a parede e o força a confessar? 

 

-Eu até pensei em fazer isso, mas eu queria que a iniciativa partisse dele. Queria que ele fosse mais sincero comigo. -comentei. A essa altura já estávamos sentados lado a lado na cama. 

 

-Desculpa falar assim do seu namorado, eu sei que eu não tenho nenhuma moral pra falar disso, já que é com o meu irmão que ele tá te traindo, mas esse Jungkook é um covarde. -estremeci com sua fala. Covarde? Eu pensei em vários adjetivos pra descrever ele, mas covarde não veio a minha cabeça. 

 

-Covarde? Mas por quê? 

 

-Porque se ele te conhecesse de verdade, teria coragem pra dizer tudo o que tem pra dizer e saberia que sua reação não importaria, contanto que estivesse dizendo a verdade. Ele está errado e sabe disso. Ele está mentindo pra você e parece não se importar de fato. Por isso o considero um covarde. E se eu tivesse alguém como você, com certeza nunca iria te deixar escapar por uma borrada minha. 

 

Falou tudo sem olhar pra mim, mas em nenhum momento eu tirei os olhos dele.  

 

Eu sabia que tudo o que ele estava falando era verdade. E sabia que por mais que eu estivesse de boas em relação a ele tá me traindo, o que me incomodava de fato eram as suas mentiras. Não sei se isso faz sentido. 

 

-Escuta. Eu vou fazer uma coisa agora e eu não quero que você leve pro lado pessoal. Eu amo o Jungkook e sempre vou torcer por ele, mas eu sinto que você merece isso e de certa forma, eu também. -o seu rosto, já estava virado pro meu e quando ele percebeu minhas palavras, nem deu tempo de raciocinar. Eu apenas fui e beijei ele com uma coragem que não sei de onde que eu tirei


Notas Finais


Hoje mesmo eu posto a parte 2, eu só dividi esse capítulo pq ele tava muito grande, *risos*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...