1. Spirit Fanfics >
  2. O Amor Da Minha Vida - Klaroline >
  3. Viajar...

História O Amor Da Minha Vida - Klaroline - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Três capítulos em uma noite, o que a quaretena não tá fazendo conosco meus caros.
Boa leitura.
Beijos...

Capítulo 19 - Viajar...


Fanfic / Fanfiction O Amor Da Minha Vida - Klaroline - Capítulo 19 - Viajar...

Caroline Forbes:

Quando entrei no meu apartamento Klaus estava na cozinha, que é separada da sala apenas pelo balcão, meu apartamento é uma droga, mas Klaus vive dizendo que gosta de ficar aqui, provavelmente porque tem um apartamento legal e fica entediado lá então gosta de ficar em algo diferente da mordomia e espaço chique que teve a vida inteira.

Talvez Klaus não seja a pessoa para ficar perto de mim agora, minha vida é deprimente comparada a dele e é impossível não comparar enquanto estiver por perto, claro que é bom ter um ombro amigo agora que já tive meu tempo sozinha, mas é melhor ser outro amigo, entretanto não tenho mais ninguém. Por que Klaus é meu único amigo? Lembro que no colegial eu tinha muitos, mas agora é só ele, mais uma prova do quanto minha vida é deprimente. Será que vou desenvolver uma depressão? Isso é tudo que não preciso agora.

— Ei... — Ele falou me tirando dos meus pensamentos, acho que só agora notou minha presença. Vi sua feição mudar um pouco quando me observou bem, provavelmente notou o rosto inchado de quem chorou por horas. — Você está bem?

— Fui demitida... — Falei antes que pergunte o que houve, mas também sem derramar mais lágrimas, acho que a fonte finalmente secou. Fui até o sofá pequeno deixando minha bolsa no chão e me jogando nele.

Klaus ficou calado por alguns instantes, imagino que não sabia o que dizer, então continuei.

— Minha vida acabou... Perdi meu noivo, meu emprego, no fim do mês as contas vão chegar, não tenho dinheiro para mais do que o aluguel dos próximos dois meses, vou ser processada e já mencionei que fui demitida por justa causa? — Falei um pouco seca, nem sei mais como reagir a toda essa bomba que caiu na minha vida trazendo apenas caos.

Klaus deixou a vasilha com seja lá o que estava mexendo e veio até mim se sentando no sofá e pondo minhas pernas em meu colo.

— Quer chorar, gritar e descontar a frustração batendo em mim? Aproveita que é uma oferta válida temporariamente. — Falou segurando minha mão.

— Não, eu estou cansada, já chorei, gritei e bati no meu carro, que também não presta mais, a propósito, acho que agora é definitivo.

— E você acha que vai ser processada por jogar café quente no seu chefe e chamar ele de maldita filho da puta, babaca, nojento e ridículo? — Encarei ele com a testa franzida.

— Como você sabe disso? — Questionei confusa.

— Tem um vídeo amador rolando por aí... — Meus olhos se arregalaram. — Davina me enviou. Têm muitas visualizações no YouTube...

— Ai meu Deus, eu virei meme?

— Não vi nenhum ainda, mas talvez vire.

— Ótimo, agora todo mundo deve estar rindo da minha cara, faz todo sentido, minha vida é uma piada. — Falei indignada. — E você ainda veio me perguntar se estou bem.

— Ninguém está rindo de você e sim dele...

— E ele vai rir da minha cara quando ganhar o processo.

— Você não vai ser processada, se ele for realmente um chefe abusivo e assediador como você falou, ele não vai ter coragem de abrir um processo, pois sabe que vai perder.

— Não se eu não tiver um advogado e agora mal tenho dinheiro para me sustentar.

— Podemos resolver...

— Não quero seu dinheiro, Klaus. Eu vou me sentir um lixo se você pagar alguma coisa para mim e olha que já estou me sentindo assim. E antes que você comece a oferecer, eu não vou morar com você.

— Tudo bem, e o que você quer fazer então?

— Não sei, só quero organizar meus pensamentos um pouco. Tenho procurar um emprego, mas quem vai me contratar com esse vídeo por aí? Todos vão achar que eu sou uma louca que joga café no chefe, não duvido que aquele filho da puta tenha mandado publicar o vídeo só para acabar com minhas chances de me reerguer.

— Espera um pouco mais antes de começar a procurar um emprego. Por que você não vai passar um tempo com seus pais na cidadezinha que eles moram?

— Para eles verem um quão fracassada a filha de 27 anos deles é? Não, obrigada. Não quero vê-los decepcionados.

Meus pais não são horríveis comigo, eles me amam e sempre foram maravilhosos, tenho certeza que se souberem da minha situação vão me apoiar e oferecerem ajuda, mas sei que lá no fundo estarão um pouco desapontados, não vou aguentar ficar lá sabendo disso.

— E o que acha de ir para Nova York? — Falou de repente.

— Não surta, Klaus.

— É sério, podemos ir no jatinho da empresa do meu pai, então você não vai precisar pagar passagem e eu não vou estar pagando para você.

— E nós vamos ficar na casa dos seus pais sustentando a mentira de que sou sua noiva ou vamos contar para eles ficarem olhando torto para a gente?

— Tenho um apartamento em Nova York, é onde eu morava antes de vir para cá e fica bem longe deles, na verdade fui morar nele com esse objetivo.

— E vamos ficar lá sem eles saberem? — Klaus é cheio de planos absurdos, mas esse é um dos piores.

— Não, mas também não vamos precisar ficar com eles em cima 24 horas fingindo que somos noivos. Claro que a gente não vai conseguir evitar meus pais sempre, mas em boa parte do tempo sim. Posso dizer que você não está bem e foi para Nova York para organizar os pensamentos, assim ninguém vai ficar forçando a barra com noivado.

— Então vamos continuar mentindo para eles?

— Sim, mas só quando estivermos com eles e eles não vão tocar no assunto se eu pedir dizendo que não estamos com cabeça para isso. Minha mãe vai ficar tão animada com o simples fatos de estarmos lá que vai aceitar não ficar insistindo com preparativos de casamento, só para não irmos embora.

— Não quero que seus pais saibam que a minha vida está uma droga, seu pai já me achava uma perdida antes, imagine sabendo como estou.

— Não vou entrar em detalhes, só dizer que você está com alguns problemas com seus pais, quem sabe e precisa de tempo para pensar então levei você para tirar umas férias lá. E meio que são férias mesmo.

— Não é uma boa ideia mentir mais para seus pais...

— Já te falei meu plano, depois vou falar que as coisas não deram certo e tivemos uma separação amigável, na verdade eu pretendia fazer isso agora, mas não vai ter problema nenhum se a gente se aproveitar da situação para tirar férias em Nova York antes.

— E minhas contas? Quem vai pagar enquanto tiro férias?

— Vão ser só duas semanas, quando voltarmos não vai ter chegado nem a fatura do cartão de crédito ainda, estamos no início do mês.

— Eu tenho que aproveitar esse tempo para arrumar um emprego, Klaus... — Falei, mas já estava quase convencida, ele é bom nisso.

— Você não vai conseguir um emprego fácil com esse vídeo, espera a situação melhorar, quando voltarmos nem vão lembrar mais dele, agora é só perda de tempo tentar procurar emprego com todos vendo o vídeo.

— Eu não sei, na teoria o plano parece ser bom, mas na prática pode dar errado de infinitas formas. — A verdade é que eu já estava mais convencida disso do que queria admitir.

— Para de arrumar desculpas. Ficamos no meu apartamento, eu te levo para conhecer Nova York, posso te lavar para algumas festas chiques dos amigos dos meus pais para a gente comer comida cara de graça e rir deles e você pode conhecer meus irmãos, vai por mim, você vai adorar eles e vão raramente tocar no assunto do noivado, se perguntarem algo a gente diz o que falou para meus pais. — Fiquei calada por alguns instantes, mas ele já estava com seu sorriso vitorioso. — Então, o que me diz?


Notas Finais


Leitoras amadas do meu coração, esse é o último da noite.
Klaus e Caroline vão para Nova York, o que será vai rolar nessa viagem?
Sim, os irmãos do Klaus vão aparecer, adianto que um deles já sabe a verdade e outro vai descobrir enquanto estiverem lá. Como será que o nosso casal vai voltar?
Me aguardem.
Lavem as mãos e fiquem em casa..
Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...