História O Amor De Mesmo Nome - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Originais
Visualizações 36
Palavras 1.832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olaa Seres do Universo

Aqui quem vos fala

é Luck Snowyowl

e agr vcs irao ler mais um cap de:

"O Amor de Mesmo Nome"

Capítulo 26 - Blusa do Crush (Revisado)


 

 

1 MES DEPOIS

 

POVS.Lucas

 

Uma música começa a tocar de fundo,  no começo eu não a reconheço, mas depois percebo que é Judas  da  Lady Gaga, uma das minhas preferidas, tanto que eu coloquei ela como despertador

Quando já está no último volume, eu levanto da cama e desligo o alarme, ahhh, que vontade de voltar para a cama, mas infelizmente tenho que ir pra escola

Tiro minha roupa de dormir, e vou para um banho delicioso, depois eu saio, me seco e vou procurar uma roupa bonita pra por, coloco uma calça jeans  e uma camiseta camuflada, pego minha mochila e desço

 Como um mingau de fubá, limpo minha boca, escovo os dentes e vou pra casa da Vic chego lá e fico esperando  ela, depois de uns 5 minutos ela aparece, não que eu fique contando(na verdade fico sim)

Ela diz:

-Olaa

-Ola cara Humana

-Humana? Me respeita que eu sou uma Unicórnia

-AHAHAHAHAH, vamos

 

Nós vamos para o ponto, quando o quarto onibus esta se aproximando, a Vic da sinal e ele para, nós subimos nele e vamos passar na catraca, Vic passa e depois é minha fez, quando eu encosto meu cartão no validador, diz que tá sem saldo, ai que ódio, meu dinheiro tá no fundo dá bolsa, quando eu vou começar a procurar, a Vic encosta o dela no validador denovo, e eu passo, quando nos sentamos em um banco, eu digo:

-Obrigado mana

-Magina

 

Ficamos conversando até quase chegar nosso  ponto, perto dele a Vic dá o sinal e nós descemos, feito isso, seguimos ruma a pior prisão que o ser humano já fez: A escolaaaa

Chegamos no portão e entramos, o povo ainda está fazendo hora pra entrar, o Lucas não chegou ainda, não que eu tenha procurado, mentira, procurei igual uma coruja atrás de sua caça

Nesse último mes o Lucas tem demorado muito pra entrar, eu acho isso uma bosta porque eu só descubro que ele veio na hora do intervalo, e isso é uma merda, porque ele não sai de minha cabeça até lá, se bem que ele continua na minha cabeça depois do intervalo

O sinal demoniaco toca e nós vamos pra sala de aula

Chegando na minha sala, eu sento em meu lugar, logo depois aparece a Jennifer, Jully não veio novamente, resultado, Kardia sentará na minha frente, ai que ódio

Chega a professora de Portugues e começa a dar um texto sobre figuras de linguagem, e logo nós começamos a copiar, até que eu gosto de portugues, se fosse pra ser professor de algo(que que eu não vou ser)seria de portugues

Eu admiro muito os professores. mas eu falo que nunca vou ser professor, porque não tenho paciencia de aturar aluno escroto que me respondesse, no meu primeiro dia de trabalho já seria preso por matar um aluno, então como não quero ser preso, é melhor ficar longe desse trabalho, não sei como os professores aguentam

Ela termina de passar o texto e depois expĺica, eu gosto dessa professora porque ela explica bem, não sei se é porque eu tenho afinidade com a matéria, mas tudo o que ela explica eu entendo, já física em compensação

Tudo isso leva umas duas aulas, ela vista o caderno de tudo mundo, o sinal bate e nós vamos pro intervalo

Vou direto pra cantina, a tia de lá mal me ve e já vai pegando um pedaço de panetone, e a bebida ela esperar eu pedir

Acabo optando por um refrigerante de limão, porque é uma delicia, saio de lá e vou para um cantinho esperar a Vic, logo ela chega, na verdade ela demora pra caralho, então eu começo a procurar o Lucas, mas do nada a Vic  chega em mim e diz:

-Olaa

-Olaa

-O Lusca veio hoje?

-Ainda não vi, tava vendo isso agora

-Ah sim, eu te ajudo

 

Ficamos mo tempão procurando ele, mas não achamos, será que ele não veio? Quando estou quase desistindo, resolvo olhar pra trás, e lá está ele, usando uma blusa vermelha de lã, uma calça jeans, e um tenis de couro, como sempre ele está cercado de putas e dos amigos dele, aiii que vontade de pegar uma foice e enfiar na cara de todo mundo lá, menos dele, é claro

Depois termino o meu panetone  e vou jogar a latinha fora, e depois eu volto pro meu lugar, a Vic diz:

-Voce já falou com o Lusca depois daquele dia?

-Não

-Nossa, mas já fez um mes, porque voce não falou com ele?

-Ah, porque toda vez que a gente se fala, é porque aconteceu algo errado, ou alguém ta chorando, nem sei como chegar nele e falar de um assunto normal, sem falar que eu não tenho coragem

-Ué, mas voce não já falou com ele?

-Sim, mas como eu falei, sempre foi em situações fora do comum, já que voce ta falando tanto, porque voce não chega no seu crush e conversa com ele?

-Não tenho coragem

-Tá vendo, agora calada

 

Conversamos mais um tempo, e depois o sinal bate, nos despedimos e voltamos pras nossas salas, eu me sento, e logo aparece uma tia falando que o professor faltou, eu dou um suspiro de alivio, porque esqueci o trabalho que ele passou, salvo por Lady Gaga

Depois de um tempo, o Kardia chega, se senta em minha frente e diz:

-Olha o que eu ganhei-Ele me mostra uma lata de coca- A tia da cantiga me deu por eu ter ajudado ela

-Que bom pra voce

-Voce quer um gole?

-Não, obrigado

-Então tá

Ele levanta e vai oferecendo pras pessoas da sala, mas ninguém aceita, então eu viro pra frente, e começo a mexer no celular, do nada, eu sinto algo gelado sobre meu peito, quando eu viro pro lado, eu vejo um Kardia caído no chão, eu fico vermelho de ódio e digo:

-Que porra é essa seu filho da puta do caralho?

-Eu caí

-Eu to vendo que voce caiu retardado, olha o que voce fez em mim

-Desculpa- Diz ele fazendo uma cara de triste

-Desculpa o caralho, agora tenho que tirar isso pra não ficar gripado, só que eu não tenho outra camiseta comigo

-deixa que eu te empresto

Ele vai até sua mochila, e tira uma camiseta mais  suja do que pau de galinheiro, e oferece ela pra mim, eu digo:

-Olha minha cara de quem vai usar essa blusa imunda

Ele faz cara de triste, aii que ódio que eu tenho quando a pessoa faz coisa errda e depois fica com cara de vítima, a Jennifer fala:

-Sai lá fora e ve se na diretoria não tem uma camiseta pra te emprestar, já aconteceu comigo e eles emprestaram

-Eu não, vai que tem uma doença, vou tentar limpar com papel

Eu levanto e saio da sala indo até o banheiro, pego muito papel higienico, e tento me enxugar, mas não dá, é como tentar tampar o sol com uma peneira

Mas mesmo assim continuo tentando, mas do nada escuto uma voz atrás de mim, a voz mais sexy que eu já ouvi, a voz que eu mais amo no mundo, a voz do Lucas, ele diz:

-Acho que voce está com problemas

Eu viro pra trás, ele está encostado na porta, me olhando, ele sorri pra mim e da uma piscada, eu digo:

-Parece que voce está certo

-O que aconteceu?

-Um moleque da minha sala caiu com uma latinha na mao, derrubando em mim

-Ih cara, que azar

-Sim, e agora não tenho mais nada pra vestir

-Bom, acho que posso ajudar

-Voce tem alguma blusa na sua bolsa pra me emprestar?

-Não

-Voce sabe conjurar blusas do nada?

-Também não, mas posso tirar minha blusa pra te emprestar

-Voce não vai ficar com frio?

-Não esquenta

Ele leva as mãos até a barra da blusa de lã e a levanta pra cima, só que sem querer ele levanta um pouco a camiseta de baixo até o peito, revelando um peito forte e malhado, e seu tanquinho, tenho que fazer muita força pra não ficar olhando, e muita força também pra esconder uma ereção que se forma em minha calça, que ele não veja isso, que ele não veja isso, que ele não veja isso

Mas quando eu olho pra ele, vejo que ele ta preso na blusa, minha Mother Monster, como ele consegue ser fofo e sexy ao mesmo tempo?

Eu vou até ele pra ajudar, mas sem querer sua blusa de baixo acaba saindo completamente, deixando um Lucas sem camisa na minha frente, ele ve que está sem camisa, mas parece não se importar, ele ri e diz:

-Ignora minhas atrapalhadas e não desiste de mim não

-Pode deixar- Eu digo sem pensar, caralho, o que deu em mim?

Ele estende a blusa para mim, e eu a pego, já estou pondo quando ele diz:

-Não vai tirar a camiseta molhada?

-Ah é

Na verdade eu não esqueci, é que tava com vergonha de tirar a camisa na frente dele, mas acabo tirando, entrego pra ele, que segura e coloco a sua blusa, mas ela é grande, acabo me embolando também, então do nada eu sinto sua mãos em minha volta, me ajudando a por a blusa, cada parte que ele toca parece que se incendeia

Eu termino de por a blusa, que ficou quase da altura nas minhas coxas, ele diz:

-Ficou um pouco grande, mas é melhor que ficar com blusa molhada

-Sem dúvida

-Tenho que voltar pra aula, tchau

-Tchau, ah, obrigado pela blusa

-Magina, precisando de outra coisa minha, é só pedir

Então ele vai embora, e eu fico lá, cheirando sua blusa, minha santa Lady Gaga, como ele tem um cheiro delicioso

Volto para a sala, mas do nada o sinal bate e o povo começa a sair, o Kardia aparece com minha mochila e diz:

-Fomos liberados mais cedo pela falta de professor, toma sua mochila

-Obrigado

-De que é esse blusa?

-De um conhecido meu

-Que conhecido?

-Voce não tem que ir embora?Tchau

Ele vai embora e logo aparece a Vic, olha me olha com uma cara estranha e diz:

-De quem é essa blusa?

-Do Lucas

-O Lucas seu...

-Sim

-Como assim?

Ai eu explico tudo pra ela, que ri na parte que eu digo que o Kardia derrubou refri em mim, no final ela diz:

-Caramba, toda hora voce ta se encontrando com seu crush

-Pena que é sempre no banheiro e em situações constrangedoras

-Pena nada, aproveita que tá lá e cata o boy migo

-Até que não é uma má idéia

Nós rimos e depois vamos pro ponto, nosso onibus chega e vamos pra casa, a Vic vai pra sua casa e eu pra minha, lá eu chego e deito na cama, ainda com a blusa do Lucas, só que agora na mão, porque eu a tirei, deito na cama, e fico a cheirando, Lady Gaga amada, como eu amo esse cheiro, e seu dono

 

CONTINUA...



Notas Finais


Espero
que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...