História O amor é crime? (Mafiatale) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Frans, Mafiatale, Shipps
Visualizações 51
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais uma vez aqui! E quanto tempo, não?
Peço desculpas!! (Espero que a aceitem...)
Bom, acho que não preciso dizer nada...Apenas...
OBRIGADA!
Essa fanfic cresceu bastante rápido para um capítulo, tantos comentários lindos (e fofos) valeu muito aí! E para agradece-los! O segundo capítulo aqui para vocês! Uhu! Espero que gostem! (Dar trabalho para fazer essa joça)
Tenham uma boa leitura, e se vermos por aí!

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Reencontro


Fanfic / Fanfiction O amor é crime? (Mafiatale) - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Reencontro

22 DE NOVEMBRO 2024 - RUA ???(DESCONHECIDA) - CIDADÃOS: 16

Um dia chuvoso e feio...O céu estava escuro, não se podia mais ver as estrelas, ou ver a linda lua que transmitia uma luz azul para o quarto da garota de cabelos curtos, e belos olhos dourados...Essa linda garota, se chama Frisk. O dia não podia está mais chato, ela não podia sair nessas horas para roubar algo ou ao menos assaltar alguém...Ela se deitava em seus braços, tentando se aconchegar no sofá duro...

Frisk - Agh, da próxima, vamos tentar pegar algum sofá melhor do que esse.

Chara - Hum...A mãe é mesmo chata, nem deixa a gente pelo menos roubar um doce de criança!

Asriel - Onde terá uma criança na rua? O tempo está feio, duvido que alguém possa sair de sua casa... - Falou o de olhos esverdeados como esmeralda, que observava a rua através da pequena janela, tampando seu corpo com a cortina vermelha

Frisk - Hum...Estou faminta...

Chara - Todos estamos! Eu não acredito que a mãe ainda não terminou de fazer o jantar... - Se aconchegou em sua cardeira e revirou os olhos

Frisk - Vou ver se acho pelo menos algum doce no meu quarto...

Chara - Se tiver mais de um! Já sabe para quem dar!

Frisk - Pra mim mesma?

Chara - Agh, deixa pra lá. Mas vou lá avisando, não coloque nem um dedo nos meus chocolates!

Asriel - Se você tem chocolate, por que não se alimenta com eles?

Chara - Preguiça de subir as escadas. - Como resposta. Asriel bateu sua testa como um gesto de decepção da irmã mais velha.

Frisk - Haha, bom...Vou deitar um pouco, se precisarem de algo, já sabem onde estarei.

Asriel&Chara - Sim, chefe.

Frisk deu um pequeno sorriso em resposta a eles, e a garota subiu as escadas onde a levaria para um longo corredor, onde seriam os quartos de Frisk, Asriel, Chara e de seus pais, Asgore e Toriel. Além desses quartos, havia mais um. Onde sua mãe proibia deles entrarem, os três queriam saber o que tinha através daquela porta, mas nunca desafiaram ou perguntaram, já sabiam onde poderia levar aquilo...Frisk, depois de encontra aquele misterioso esqueleto...Ela nunca o esqueceu, tentou tomar remédios, mas por algum motivo, ela quer o encontrar. Ela não que esquecer aqueles belos olhos azulados...

Frisk tentava, tentava tira aqueles pensamentos e tentar tira-lo ele também...Ela sempre se perguntava “O que ele tem de tão especial pra mim?” nem ela sabia responder aquilo...Ficava confusa com os seus sentimentos, já que ela nunca sonhou em ter um namorado ou algo do tipo. Ou ao menos amar alguém...Então, ela era novata naquilo que se chama de “sentimentos” ao Frisk chegar na última porta do corredor, onde seria a entrada de seu quarto, sentiu sendo observada, virando sua cabeça para o lado oposto uma sombra se passou...“O que pode ser isso?” sua mão podia percebe que estava trêmula, mas suspirou e segurou a maçaneta com firmeza e a abriu...E...

Frisk - ...Sans...?

O mesmo esqueleto que tinha visto naquela mesma noite, naquele dia de chuva...Aquilo parecia que estava voltando ao passado, ele estava a vestir a mesma roupa a chuva e os trovões que apareciam

Sans - Hum? - Ao ele vira-se, viu a garota de cabelos castanhos - Hum...Você é aquela garota que...Escorregou no chão, certo? - No final de sua frase se soltou pequenas risadas vindo dele - Desculpa, bom...Quanto tempo, certo? Você está diferente...Mais “durona” e sua roupa também está diferente. Wow, e eu ainda com essa barriga e com a mesma roupa daquela noite, haha. - Ao percebe que a mesma não soltava uma risada ou algum sorriso se virou e continuo a risada só que desabafada

Frisk - Eu não o esqueci...

Sans - O que?

Frisk - ...Aquele seus olhares azulados...E mais do que tudo, aquele seu maldito sorriso...Você sabe quanto tempo o tentei esquece-lo? Porque...Por que você é tão irritante?!

Sans - Você está bem? - Disse a encarando com olhares preocupados

Frisk - Eu não sei que tipo de sentimento é esse...Mas, o que eu quero mais do que tudo nesse mundo...E apenas...Esquece-lo...Eu estou me matando aos poucos por quasa daquelas drogas de remédios...Você não sabe, como estou sofrendo...Para esquecer você! 

Sans - Heh...Acho que... - Ele se aproximou da garota em leves passos para frente...Chegando perto de seu rosto segurou firme o queixo de Frisk - Somos dois, ainda estou lembrado daquele seu jeitinho fofo...Eu estou ouvindo muitas coisas de você, mas, uma coisa eu não escutei de você... - Ele se aproximou de seu ouvido - Cadê o meu “obrigado”...My lady?~ - A mesma corou levemente suas bochechas, o mesmo se distanciou um pouco de seu ouvido e lhe deu um beijo no canto de seus lábios, fazendo assim, Frisk corar violentamente logo depois...

Sans - Eu estarei esperando o seu obrigado, mas, agora preciso ir...Docinho... - O mesmo se distancia da garota de cabelos curtos castanhos, o mesmo se sentou na beirada da janela e deu um sorriso malicioso para a garota - Eu não vou esquece-la, Frisk. - O mesmo deu um pulo e saiu do quarto da garota, ela foi rapidamente na janela e ficou o procurando, mas não encontrava nada...Ele era rápido...Pensou a garota, se distanciou da janela e colocou seus dedos indicadores em seu lábio

Frisk - Ele...Também não me esqueceu... - A mesma se jogou na cama - He...Será que uma criminosa, pode ser apaixona tão fácil assim?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Frisk - Acho que não terá problema, certo?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

To be continued...


Notas Finais


Mais uma vez obrigada, vocês leitores são incríveis!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...