História O amor é genético? - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Jeongguk!alfa, Jikook, Jimin Ômega, Jk!twins, Kookmin, Mochiboi, Taegi
Visualizações 1.363
Palavras 1.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIEEEE!!!!
Vamos curtir mais um capítulo curto-porém-maravigold desta história?

Obrigada a todxs pelo amor de sempre! Sou muito grataaaaaaaa 💛

Novidade na área: agora tenho um grupo de leitores para meus bebês, vocês, interagiram comigo 💛 Vamos entrar?
Link nas notas finais!!!!

Sem delongas, boa leitura! 💛💛💛

Capítulo 4 - A ideia de estar apaixonado por dois; parte I - Jungkook


Mais uma aula tediosa para mais um dia normal na vida de Jimin e seus dois Alfas. Após uma pequena discussão de quem teria posse de “marcar” as partes do corpo do loirinho, este decidiu que teriam de resolver aquela situação mais do que complexa! Não imaginava ser possível a submissão a dois Alfas - e ainda por cima Lúpus. Tinha que haver algo que explicasse aquilo, algo científico nisso. Talvez o fato deles serem gêmeos, ou até mutação genética por parte do Ômega. Ah, nada parecia encaixar perfeitamente como a sociedade mandava quando era Park Jimin na parada.

Havia dado a sugestão que pairava em sua cabecinha aos dois “namorados”. Kim Namjoon - pelo que pesquisou - era um pesquisador das castas que dividiam aquele mundo onde viviam e algumas peculiaridades que não eram possíveis serem explicadas somente pelos instintos de seus lobos, como por exemplo a possível atração por dois Alfas, como almas gêmeas distintas é um só Ômega. Jimin passou algumas horas lendo artigos de genética que Namjoon havia escrito e achou tudo aquilo uma grande bobagem, mas não tinha mais com quem pesquisar sobre seu pequeno problema - ou seus dois grandes problemas.

Terra chamando Jimin…! — Ouvira a voz sapeca de Taehyung à sua frente, rindo como se estivesse fazendo alguma grande palhaçada. Ele era tão chamativo.

— Hã?

— Caramba! Desde que você saiu do dormitório parece viverem uma realidade paralela! Olha essas olheiras! — O amigo resmungou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo a aparência nem tão deslumbrante do loiro.

Era uma realidade que Jimin estava mais descuidado com sua aparência, vindo a faculdade com os cabelos descoloridos como um ninho e usando moletons enormes - que os Alfas o obrigavam a usar para manter o cheiro destes e afastar possíveis predadores. Sinceramente aquilo parecia cada vez mais ridículo ao Ômega, mas se os contrariasse o maldito instinto Ômega o faria abaixar as orelhinhas e os obedecer.

— Você como sempre faz seu amigo se sentir a melhor coisa do mundo… — Jimin ralhou, sem humor. Fez um bico desgostoso enquanto permanecia brincando com o lápis em sua mão. Percebera que o horário do intervalo dos períodos começou e estava sem vontade de tirar sua bela bundinha da cadeira.

— Que bicho te mordeu para tanto desânimo? Ou melhor, qual dos Alfas? — ,Bingo. Nenhum deles, para ser exato. Mas o desânimo advinha dos pós-cio que sofrera e foi realmente forte. Mais do que o comum.

— Ainda pareço estar me recuperando daquele cio. Foi poderoso. Mas minha cabeça está pensando em como vou resolver minha situação com aqueles dois… Estão me deixando louco! — O loirinho falou manhosamente, enfiando o rostinho rechonchudo entre seus braços sobre a mesa. A cabeça doía, o corpo também - por motivos que dispensa explicações.

— Ih, realmente é de foder. Literalmente. — Taehyung riu, brincalhão como sempre. Recebeu em troca a carranca do amigo. —, Perco o amigo, mas jamé a piada! Mas migo, o que você pretende fazer então? Algum plano?

— Normalmente você quem tem os planos infalíveis… — Jimin rolou os olhos, apoiando o rosto em sua mão estendida. — Vi em um comercial sobre um pesquisador… Kim Namjoon.

— O que tem ele?

— Ele pesquisa justamente as peculiaridades sobre nossas castas. Explica que nem sempre somos guiados pelos nossos instintos…

— E você acha que esse seu problemão é uma dessas peculiaridades? — O dono dos fios prateados parecia mais interessado agora.

— Bem, e não seria? — O loirinho arqueou uma das sobrancelhas, questionador.

— Você acha que ele não é nenhum charlatão?

— Óbvio que não, Tae! Eu fiz uma pesquisa massiva sobre esse cara, para mais do que sério o que ele escreve em artigos científicos.

— Uau, isso é chique! Mas então: seus Alfas concordaram em falar com esse tal?

— Er… No início acharam que eu queria me livrar deles com essa “desculpa”, mas depois que expliquei que eu sou um Ômega indefeso e precisava do apoio deles para entender o que acontecia em meu coraçãozinho, então obviamente concordaram!

— Olha só! Você sempre se vangloriando de não ser um Ômega comum, mas está usando dos artifícios de um bem clichê! A manha! — Seu melhor amigo parecia sem acreditar. Aquele não parecia em nada Park Jimin, o Ômega mais autosuficiente da Coreia do Sul!

— Eu continuo sendo isso mesmo, querido Taehyung. A diferença é que eu sei ser o que eles querem para conseguir o que eu quero. — O loiro sorriu vitorioso. Decerto era um Ômega dos mais clichês - inteligente, diga-se de passagem.





Conhecer Jungkook foi uma grata surpresa para Jimin. Diferente do que seu primeiro encontro com ele no pátio mostrou, era o Alfa mais gentil que conheceu! Era além de um doce, muito inteligente e o respeitava além do normal - não que seja ruim, mas Ômegas sempre são obrigados a engolir grosserias e serem interiorizados por Alfas.

Além de ser lindo de morrer. O loirinho sentia seu lobinho eriçado ao ver aquele morebo mostrar seus dentes clarinhos e tortinhos. Achava que se parecia com um coelhinho fofo! Ah, enfim, Jimin parecia estar caindo nos encantos do menino do óculos redondo.

— Uau, essa aula foi muito legal, não acha Jimin-sshi? — Jungkook falou animadamente enquanto os dois saíam da aula com os demais. Esses “demais” estranharam que logo Park Jimin, o anti-Alfas estava falando com um. Como diria o pensador Jimin Park: foda-se os demais.

— Er… — O Ômega não queria admitir que nem ao menos prestou atenção naquela aula. Disciplinas gerais eram um porre, então ficar olhando de soslaio a carne mais fresca e suculenta era bem mais interessante. — Foi bem doido!

— Doido? — O Alfa riu baixinho, apertando as alças de sua mochila com as mãos grandes e cheia de veias, contrastando com sua aparência mais delicada. — Você tem um jeito tão engraçado de falar, sabia? É diferente de qualquer Ômega que conheci.

— E isso é bom? — Jimin questionou receoso. Não que ele ligasse para a opinião daquele completo deconhecido, era mais curiosidade mesmo, né?

— Bem, acho ótimo! Ainda mais nas circunstâncias que nos conhecemos… — O rostinho magro e másculo do mais alto pareceu ficar rosado e a cabeça do loirinho explodia em “MEU DEUS, ME SEGURA QUE EU VOU AFOFAR ELE!!!!”. — Eu te achei muito legal e você não se inibe pela minha presença!

— Como se inibir? Você é fofo, inteligente e sabe conversar. Não parece só um monte de músculos e dentes brancos e perfeitos querendo se mostrar o melhor como todos os Alfas fazem! — Jimin percebeu que falou um pouco demais e ao sentir isso, sorriu amarelo como se pudesse quebrar o gelo, mas conseguiu arrancar uma risada mais sonora - é engraçada - do outro.

— Viu só?! Você é diferente! Desde a primeira vez que te vi… Eu senti. — Jungkook parou de andar assim como o mais baixo, o fitando de frente. Seu sorriso ainda permanecia, mas agora suave e de alguma forma adorável. Isso fez o rosto do tão resistente Ômega esquentar instintivamente. Maldito seja esses hormônios, pensou Jimin.

— E-Eu também senti… Que você é diferente. — Gaguejou e quis se enfiar debaixo da terra por isso. Jamais gaguejava! Algo dentro de si estava mais do que errado!

— Jimin-sshi…

— Me chame só de Jimin.

— Okay, Jimin. — A voz grave de Jungkook enfatizou, fazendo um leve arrepio percorrer o corpo miúdo do citado. Que loucura. — Quer tomar um sorvete comigo?

Ele está me chamando para sair do nada?!, Pensou consigo novamente. Aceitar ou não aceitar, eis a questão.

— Ah… E-Eu… — Estava se sentindo tão inseguro! Isso não estava dentro de seu controle, aquele Alfa não estava em seu controle! Merda, merda. Negar e perder um possível crush ou aceitar e acabar se atracando com ele depois de um sorvetinho de menta com chocolate?

Como diria o filósofo que estava exatamente filosofando sobre um convite de ir a sorveteria: foda-se os demais.

— V-Vamos! — Disse enfim, deixando o sorriso de Jungkook mais largo do que nunca.


Notas Finais


E aí????? Gostaram?! Eu tô amando tanto essa relação! Nesse capítulo vimos como Jimin e Jungkook - o gêmeo doce e fofo - se aproximaram!
Próximo tem quemmmmmm????? ISSO MESMO, NOSSO BADBOYYYYY 💛❤️💙

ESPERO MESMO O COMENTÁRIO DE TODXS EIN? :O💛

AH! O link do grupo de leitores : https://chat.whatsapp.com/K0fR2cs57aDIlSRuZcS84f

Beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...