História O amor é imprevisível (taekook) - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bts, J-hope, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Visualizações 108
Palavras 5.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sei que vocês estão pistolas comigo por isso irei deixar para falar apenas quando eu parar de postar os capítulos. Eu amo vocês por isso não me matem. T-T

Capítulo 41 - Novo dia


(Taehyung on) 

Acordar sentindo a brisa fria da manhã de inverno sobre seus pés é ótimo, mas sabe o que é melhor ?... sentir a respiração quente e calma do moreno bater em meu pescoço... Me aquece de uma forma acolhedora me trazendo paz externa por estar em seus braços, essa será sempre minha melhor sensação; estar em seus braços...

Seus braços jogados sobre meu abdômen e sua boca entre aberta tocando levemente meu pescoço. Tudo isso é bom... tudo é bom quando ele está envolvido, eu quero lhe abraçar todas as manhãs e sentir seus lábios tocarem os meus, quero ser acordado por ele, ser sempre sua preferência.

Calmamente levantei minha cabeça olhando para a pequena varanda que ali havia, as portas de vidro estavam abertas deixando que a neve entrasse junto com o vento frio. Tirei os braços do moreno que estavam em volta de minha cintura e lentamente me levantei para não acorda-lo. Coloquei as pantufas que ali estavam e fui até as porta rapidamente as fechando.

Tae: caramba que frio ! Soltei um suspiro ao me abraçar com meus próprios braços tentando fazer passar o frio que eu estava sentindo. - Nossa a neve envadiu nossa privacidade, que audácia. Gargalhei baixinho vendo toda aquela neve dentro do quarto, caminhei até o banheiro para fazer minhas higienes e tomar um banho.

[...]

Já banhado e vestido me sentei na beira da cama fitando o moreno que dormia de bruços, seu rostinho de bebê estava virado em minha direção e sua boca ainda estava entre aberta. Seus fios pretos cobriam seus olhos, lentamente levei minhas mãos até seu rosto tirando os cabelos de seu rosto. Acariciei o local enquanto olhava para ele.

Tae: tão fofo, mas ao mesmo tempo tão safado. Sorri ladino enquanto ainda acariciava seus fios calmamente, dei um selar no canto de sua boca e me levantei em direção a porta. 

Ao sair do quarto olhei para os lados enquanto enfiava minhas mãos nos bolsos da calça, olhei para esquerda e tinha um corredor com várias portas, a direita se encontrava a escada de madeira, caminhei até o quarto de taeyang que estava a minha frente, abri a porta lentamente. 

Tae: anw que fofo ! Fiz uma carinha fofa enquanto fechava a porta atrás de mim e voltei a me abraçar na tentativa de me aquecer. 

O quarto estava realmente muito lindo, vi sua cama pequena com algumas almofadas e com seus lençóis de espaçonaves, um criado mudo preto com algumas gavetas estavam ao lado da pequena cama com um abajur em forma de planeta. Na parede ao lado da porta se encontrava uma prateleira com vários gibis e livros de fantasia, em baixo da pequena prateleira havia uma escrivaninha branca com o vídeo game juntamente com alguns lápis de cor, papéis para colorir e uma TV média, toquei cada canto de seu quarto com um sorriso ladino no rosto. Só de imaginar a reação do pequeno meu coração já se enche de alegria.

Caminhei até outra prateileira onde tinha todos os bonequinhos da liga da justiça, marvel e outros heróis, kook realmente fará o pequeno pular de alegria quando entrar em seu quarto. Me encaminhei novamente até a porta coloquei uma mão na maçaneta e olhei sobre meus ombros mais uma vez para aquele quarto super fofo, abri a porta saindo do quarto. 

Ao sai caminhei até a escada de madeira maciça com alguns detalhes em vidros cristalinos, toquei os corrimãos da msm enquanto descia calmamente cada degrau, a cada passo meu a casa emitia um eco de sapatos batendo na madeira. Levei meus olhos que fitavam as escadas até a grande sala de estar que ali havia. 

Desci o último degrau e caminhei até a sala que estava muito bonita, um sofá duplo com outro menor ao lado, uma TV de led bem grande acho que tinha umas 70 polegas pois realmente é bem grande, estava com suspensórios pregados na parede para suspender a grande tv, um hacker de madeira marrom com alguns detalhes dava um charme para toda a sala, os sofás tbm eram marrons. Uma mesinha de centro se encontrava ali com vidro em sua superfície. Kook realmente tem bom gosto para móveis. 

Continuei meu tur pela casa pois ainda era uma casa desconhecida para mim, caminhei até a grande cozinha toda em aço, uma geladeira inox prata com porta dupla combinava perfeitamente com o fogão elétrico preto que davam o charme para a cozinha que por sua vez tinha armários bonitos de madeira que ocupava toda a parede sem deixar nenhuma espaço, uma mesa bem grande feita em mármore estava no centro da msm, uma balcão tbm de mármore estava dividindo a cozinha da sala tipo uma cozinha americana, algumas cadeiras brancas perto do msm estavam perfeitamente encaixadas na cozinha. 

Na outra parede se encontrava uma grande janela com persianas pequenas que iluminavam todo o local, dando pra ver o gramado coberto de neve logo em baixo se encontrava a pia com suas torneiras duplas com algumas eletro-domésticos sobre o espaço que tinha ao lado da msm. Essa cozinha é muito bonita. 

Tae: eu vou fazer muita bagunça nessa cozinha, ahhh se vou. Ri perverso enquanto caminhava novamente até as escadas, sentia o vento bater em meus cabelos levemente vindo da janela entre aberta. Ao lado das escadas tinha um corredor, caminhei pelo corredor e vi duas portas uma a frente da outra. 

Tae: mais quartos ?! Olhei confuso enquanto franzia as sobrancelhas. - Quantos quartos tem essa casa ? Me perguntei enquanto abria brevemente a porta a minha esquerda, um quarto simples estava ali. 

Depois de conhecer a casa que é bem grande subi novamente as escadas indo para o quarto e entrando no msm. Fitei o moreno que ainda dormia do msm jeito, mas tbm vi a neve sobre o tapete branco no chão, peguei um aspirador e limpei toda a neve que ali havia, guardei novamente e me aproximei deitando junto com kook, lhe abracei por trás enquanto acariciava de leve sua orelha direita. 

Tae: amor... murmurei manhoso brincando com sua orelha.

Kook: hmm. Recebi outro murmúrio como resposta, o moreno ainda estava com seu rosto virado para a porta. 

Tae: eu estou com frio. Lhe abracei forte encostando minha cabeça em seu pescoço para sentir seu cheiro. 

O moreno não disse nada apenas virou seu corpo para mim e sorriu ladino sem abrir os olhos, kook estava sem camisa apenas com uma bermuda preta bem folgada. Seu corpo estava quentinho, me abraçou me apertando contra seu corpo, apoiei minha cabeça em seu peito bem perto de seu pescoço pálido e cheiroso, enrosquei meus braços em volta de sua cintura e minhas pernas as suas, fechei os olhos brevemente.

Kook: está melhor agora ? Sussurou afagando minhas costas com suas mãos macias.

Tae: sim. Respondi simples com meus olhos fechados com um sorriso meigo nos lábios. - Hoje está muito frio, como iremos pra casa ? Perguntei enquanto arranhava de leve seu pescoço.

Kook: aqui é nossa casa seu bobo. Ouvi uma gargalhava baixinha sair do msm, que agora acariciava meus cabelos fazendo um leve cafuné. 

Tae: mas precisamos pegar o taeyang e nossas coisas que ficaram lá. Argumentei ainda fitando seu pescoço o arranhando com meus dedos.

Kook: sim nós iremos, mas não agora pois eu estou com sono. Sussurrou baixo enquanto ainda acariciava meus cabelos. 

Tirei meu rosto de seu pescoço e fitei o moreno que estava com seus olhos fechados. O encarei confuso esperando que ele tbm me olhasse, mas falhei então beijei sua testa.

Tae: o taeyang deve estar sentindo a nossa falta... Falei manhoso mas logo sorrindo enquanto olhava o moreno imediatamente arregalar os olhos e me olhar preoculpado.

Kook: é msm, eu vou banhar. Deu um beijo em minha testa, fechei meus olhos enquanto sentia seus lábios serem afastados do meu rosto, ele se levantou sentando na cama.

Tae: vou fazer o café. Me levantei da cama indo para a porta.

Kook: tá bom. Respondeu entrando no banheiro e fechando a porta. 

Desci calmante as escadas sem pressa para chegar até a cozinha, cheguei e me encostei no balcão olhando o relógio do celular que marcava nove da manhã. Caminhei até a geladeira para pegar tudo que iria precisar.

[...] 

Meia hora depois o café já estava pronto, fiz algumas panquecas e sanduiches, tbm fiz suco e café. 

Tae: pronto. Eu sou um cozinheiro profissional. Sorri vitorioso enquanto limpava as mãos em um pano. 

Kook: concerteza. Ouvi sua voz murmurar em meu ouvido enquanto envolvia seus braços sobre minha cintura beijando meu pescoço. 

O encarei sobre meus ombros e seus lábios tocaram levemente os meus, nos separamos e nos sentamos um de frente para o outro. 

Kook: você sabe fazer panquecas? Vi um sorriso meigo se formar em seus lábios enquanto me olhava surpreso. 

Tae: mas é claro, o problema é que eu sempre me queimo. Arguntei enquanto sorri envergonhado pois o moreno colocou seus braços sobre a mesa e fitou meus olhos com uma carinha fofa.

Kook: você se queimou ? Arregalou os olhos e me olhou preoculpado enquanto se levantava de sua cadeira e vindo até mim.

Tae: não dessa vez. Segurei sua mão para que ele não precisasse se levantar. - Eu estou bem amor, obrigado pela preocupação. Sorri enquanto acariciava sua mão com meu polegar, vi ele soltar um suspiro aliviado e se sentar novamente me fitando. 

Kook: quando você se queimar ou se machucar por qualquer coisa me avise, talvez eu não possa ajudar mais vou estar sempre preoculapdo com você. Respondeu mostrando seus dentinhos de coelho e mandou um beijinho no ar, sorri com o ato. As 9:38 da manhã estamos ali comendo enquanto conversávamos e riamos de coisas bobas como sempre.

[Alguns minutos depois...]

Tae: amor cadê a chave do carro ? Perguntei enquanto procurava pela sala. 

Kook: está em cima do sofá. Respondeu tomando um gole de café e mexendo em seu telefone. 

Tae: achei ! Ergui o msm e olhei para ele. - Obgd amor. Sorri e olhei pra ele que agora me fitava e restribuia o sorriso. 

Kook: onde vai ? Franziu as sombrancelhas me olhando incrédulo. 

Tae: vou pegar meu telefone no carro, já eu volto. Falei colocando um sobretudo preto e abrindo a porta. Sai e caminhei lentamente até o carro parado no outro lado da rua.- não sei pq o kook não colocou esse carro na garagem. Resmunguei abrindo a porta do carro e me enclinando para pegar o meu telefone no porta luvas. Peguei e sai fechando a porta. Fechei a porta novamente e travei o carro que apitou duas vezes, olhei pro meu telefone que tinha uma mensagem do jin. 

???: CUIDADOOOO. Ouvi uma voz masculina gritar e rapidamente olhei para o lado e dei um passo para trás, um homem quase bateu com a bicicleta em mim, o msm caiu no acostamento da rua com sua bicicleta. Corri até o msm para lhe ajudar. 

Tae: você está bem ? Me abaixei lhe ajudando a levantar e o olhando.

???: sim eu estou bem e me desculpe pelo ocorrido eu não havia lhe visto. Argumentou se abaixando e pegando sua bicicleta mas logo voltando a me olhar. 

Tae: prazer me chamo taehyung ou tae pode me chamar como preferir. Estendi a mão para comrpimenta-lo e abri um sorriso meigo nos lábios. 

G-dragon: prazer sou G-dragon. Sorriu ladino enquanto fitava meus olhos e apertava minha mão. 

Tae: não é da minha conta, mas onde ia com tanta pressa ? Perguntei me encolhendo em meu sobretudo por conta do frio, a neve parecia mais forte e o vento.

G-dragon: é estranho mais eu gosto de ciclismo até msm no inverno, eu estava indo para minha casa. Apontou para a casa ao lado da minha enquanto sorria.

Tae: você é meu vizinho ? Perguntei gargalhando. - meu deus olha como nos conhecemos. Falei gargalhando. 

G-dragon: poiser uma tragédia. Sorriu envergonhado enquanto segurava sua bike. 

Tae: nossa que legal ! Mas agora eu preciso ir, nos vemos ? Falei me despedindo do msm. 

G-dragon: claro ! foi muito bom te conhecer tae e me desculpe pelo que aconteceu. Sorriu fofo. Sorri e dei tchau pra ele, segui até a porta de minha casa e entrei. Kook estava limpando a mesa.

Tae: cheguei. Falei tirando o sobretudo.

Kook: quem era o homem com quem estava falando? Me olhou fixamente com a cara fechada e com um olhar confuso.

Tae: ownt você é tão fofo quando está com ciúmes. Fiz uma carinha fofa enquanto me aproximava dele. - Não fique com ciúmes amor, eu sou o seu namorado, só seu. Falei manhoso e fiz um biquinho enquanto rodeava meus braços em seu pescoço. 

Kook: eu fico com ciúmes msm. Falou fazendo um biquinho de birra e segurando em minha cintura. - Eu tenho ciúmes quando você está com outras pessoas que eu não conheço ou que não seja eu. Falou tristonho enquanto fazia outro bico.

Sorri e lhe beijei lentamente logo sendo correspondido pelo moreno que pedia passagem com sua língua e eu cedi, logo dando chupões na msm. Sinto sua mão afagar meus cabelos me trazendo para mais perto de si, o ar já estava começando a faltar então lentamente fui parando com o beijo e por fim nos separamos.

Kook: mas quem era ? Perguntou segurando em minha cintura sorrindo fofo, toquei seu pescoço segurando de leve. 

Tae: nosso vizinho. O abracei forte apoiando minha cabeça em seu ombro.

Kook: ah sim, como ele se chama ? Retribui o abraço dando um beijo em minha bochecha.

Tae: G-dragon. Me separei do abraço imitando um rapper e rindo. 

Kook: ele é rapper ? Me olhou confuso enquanto se direcionava para a pia. 

Tae: não sei. Dei de ombros e lhe ajudei a limpar a cozinha. 

[...]

Tae: vou ligar pro jin pra saber do taeyang ! Falei discando o número enquanto o moreno assitia ao um jogo de basquete apoiado em meu ombro.

[Ligação on]

Tae: oi jin.

Jin: oi tae, tudo bem aí? Eu mandei uma msg a você. 

Tae: tudo ótimo, eu ainda não vi mas como está o taeyang? Perguntei preoculpado. 

Jin: tae é melhor você vim aqui. 

Tae: aconteceu algo ? Perguntei olhando kook que me olhava confuso. 

Jin: olha desde quando ele acordou ele está chorando, disse que vocês abandonaram ele aqui com a gente. Eu já tentei acalma-lo mais o msm só chora e não fala nada. 

Tae: tá bom, já estamos chegando ai. Tchau.

Jin: tchau.

[Ligação off]

Tae: eu falei que o taeyang estava sentindo a nossa falta. Falei manhoso enquanto olhava o moreno com seus olhos preoculpados.

Kook: o que aconteceu ? Perguntou preoculpado enquanto se sentava no sofá. 

Tae: vamos pra casa, jin disse que desde que o taeyang acordou e se deu conta que não estávamos lá ele está chorando, ele pensa que nós o abandonamos. Respondi fitando o msm enquanto colocava novamente o sobretudo.

Kook: então vamos. Se levantou pegando a chave do carro e seu sobretudo preto.

[...]

Pedi que o moreno fosse devagar sem pressa pois não queremos sofrer um acidente, assim ele fez e logo chegamos na casa de seus pais. Entramos calmamente logo vendo o pequeno choramingar enquanto o jimin afagava seus cabelos pretos, caminhei rapidamente até ele o abraçando.

Tae: não precisa chorar filho nós não vamos abandonar você nunca. Lhe abracei forte sentindo suas fungadas e algumas lágrimas em meu pescoço. 

Taeyang: pa-pai ee-eu te-enho medo. Falou em meio aos soluços, meu coração estava partido em vê-lo assim, ele apertou mais meu pescoço. 

Kook: meu amor... fez uma carinha triste fazendo o pequeno o olhar, kook o pegou no colo e lhe abraçou. - nós não iremos lhe abandonar lembre-se disso, não precisa ter medo e nem chorar. Afagava os cabelos pretos do pequeno carinhosamente, se separou do abraço olhando os olhos marejados do pequeno. - Vamos fazer uma promessa, todo vez que eu e o papai tae sairmos você não irá chorar, então eu e o papai tae prometemos nunca abanadonar você. Estendeu o dedinho mindinho e sorriu ladino para taeyang. 

Taeyang: não vai me abandonar msm ? Deu um fungada forte enquanto seus olhos ainda saiam lágrimas finas.

Kook: eu prometo. Lhe abraçou novamente fazendo o pequeno retribuir apertando seu pescoço. 

Tae: eu tbm meu amor, prometemos nunca abandonar você. Passei meu polegar em seu rostinho tirando todos os vestígios de lágrima que ali haviam, sorri e beijei o nariz no msm.

Taeyang: tá bom eu prometo não chorar mais quando vocês sairem. Se afastou do abraço sorrindo fofamente. 

Tae: ahhh filho eu não gosto de ver você chorar, eu fico triste. Fiz um biquinho e lhe peguei novamente no colo lhe abraçando. 

Taeyang: me desculpe papai. Ouvi leves fungadas do menor, seus dedos acariciavam meu pescoço levemente. 

Tae: tudo bem meu amor. O apertei mais contra meu corpo.

Kook: cadê o povo dessa casa ? Se jogou no sofá ao lado de jimin enquanto fitava jin confuso.

Jin: a omma e o appa sairam agora pouco, hobi está tomando banho e os outros foram pra suas casas. Falou simples demonstrando um sorriso fofo.

Tae: você já comeu filho ? Perguntei dando um beijinho no nariz do msm.

Jimin: ele não deixou eu alimentar ele. Disse manhoso enquanto fazia um biquinho e cruzando os braços. 

Taeyang: eu deixo agora. Sorriu para o loiro que imediatamente abriu um sorriso super fofo.

Jimin: ebbaaa. Começou a dar pulinhos e gritos super engraçados, veio até taeyang beijando sua bochecha.

Kook: estamos nos mudando para nossa nova casa. Argunentou pegando uma almofada e colocando sobre as pernas, um biquinho triste se abrigou em seu rosto.

Jin: você está certo, deve seguir sua vida com sua família. Sorriu enquanto tacava uma almofada no moreno que riu com tal atitude. 

Kook: mas eu quero que vocês me visitem, não quero saber de desculpas. Juntou a almofado do chão e cruzou os braços convencido. 

Nam: é claro que vamos, aliás vai ser na sua casa as nossas festinhas. Sorriu perverso e deu um soquinho no ombro de kook.

Kook: é verdade. Sorriu ao ver que nam olhava pra ele travesso, gargalhei ao ver os dois. 

Tae: filho e os seus presentes ainda não abriu ? Encarei o fofinho que apoiava sua cabeça em meu ombro. 

Taeyang: não papai você disse que iria abrir comigo. Me olhou confuso e franziu as sonbrancelhas, arregalei os olhos ao lembrar que ei realmente iria abrir o presentes com ele.

Tae: então vamos abrir. Sorri e caminhei com o pequeno em meus braços até a árvore enfeitada. Começamos a abrir os presentes um por um, taeyang abriu um presente grande. 

Taeyang: olha papai é o batman. Ergueu um grande boneco do Batman para que kook pudesse ver junto com os outros.

Kook: nossa filho esse é bem legal ! Sorriu enquanto apoiava seu rosto sobre as mãos e nos olhava feito um bobinho apaixonado.

A cada presente que o pequeno abria causava uma reação diferente do msm, meu coração se enchia de alegria em vê-lo tão feliz, ganhou muitos presentes, muitos deles eram brinquedos os outros era roupas e alguns sapatos.

Taeyang: vocês querem brincar comigo ? Olhou para os meninos que o observavam sentados no sofá, taeyang segurava muitos brinquedos. 

Jin: eu aceito. Respondeu rapidamente logo se sentando no chão junto conosco jin sempre está com aquele sorriso ladino no rosto. 

Jimin: me esperem eu quero ser o batman. Sorriu largamente pegando uma almofada do sofá e jogando no chão para que ele pudesse se sentar. - vamos conbinar que esse chão não faz bem para os meus glúteos. Fez uma cara engraçada e comecou a rir enquanto sentava sobre a almofada.

Nam: jimin é leso. Gargalhou alto. "Meus glúteos". Imitou jimin fazendo uma voz fina e gesticalando com as mãos, o loiro caiu na gargalhada juntamente com todos nós. - tá vamos brincar eu sou o vilão. Rapidamente mudou sua feição para uma séria. 

Hobi: eu tbm quero brincar ! Corria rapidamente para se sentar no chão conosco, seus fios laranja ainda estavam molhados.

O pequeno com um lindo sorriso no rosto destribui um boneco para cada um então logo começamos uma aventura imaginária criando falas, gestos, feições e principalmente lutas que só nós entendíamos o que estava acontecendo, é ótimo ver taeyang interagir com os meninos sem que ele fiquei com vergonha ou tímido. 

(Alguns minutos depois...)

Taeyang: e o rulk derrotou o vilão. Fingiu dar um grito enquanto movimentava o boneco em suas mãos estava tão perdido no próprio mundo. 

Nam: poxa vida, eu fui preso. Fez uma feição tristonha mas ao mesmo tempo que fez um biquinho. 

Kook: filho agora você precisa tomar um banho e tomar café. Sorriu acariciando os cabelos do pequeno, o menor fitou seus olhinhos ao de kook sorrindo brevemente. 

Taeyang: tá bom. Respondeu curto enquanto se levantava e limpava brevemente com as mãos sua bermuda branca.

Tae: quer que eu vá com você ? Fitei o pequeno sorrindo para ele, toquei sua mão minimamente enquanto um sorriso tímido foi arrancado do msm ao concordar com a cabeça. 

Peguei ele no colo, subimos as escadas lentamente degrau por degrau, taeyang estava brincando com a mimha orelha, ao chegar no segundo piso fui em direção ao quarto do menor logo entrando.

Tae: filho temos uma surpresa pra você. Fitei o pequeno enquanto o colocava no chão, sentindo seus braços se afastando de meu pescoço. Um olhar curioso caiu sobre mim. 

Taeyang: que surpresa papai ? Fitou meus olhos enquanto sorria alegremente e segurava minhas mãos, um sorriso ladino tomou de conta do canto da boca do pequeno.

Tae: não vou contar agora, só quando estivermos lá. Apertei suas bochechas e empienei o nariz para que ele fizesse um biquinho fofo, assim ele fez.

Taeyang: ahhh papai, pq eu não posso saber ? cruzou os braços e fez um biquinho de zangado como eu já esperava, suas bochechas levemente ruborizadas o deixavam ainda mais fofo.

Tae: pq você é fofo demais pra saber agora, então só vai saber depois. Lhe abracei forte acariciando suas costas. 

Taeyang: tá bom. Respondeu simples indo para o banheiro. Fitei o pequeno com um sorriso bobo no rosto, esse menino despedaça o meu coração de tanta fofura jesuis, sai da minha caixinha de pensamentos e me levantei do chão pegando uma mala preta que estava dentro do closed, a abri e comecei a arrumar todas os brinquedos e roupas de taeyang dentro da msm. 

[...]

Alguns minutos arrumando tudo terminei, arrumei tbm o quarto e o deixei bem arrumadinho. Ouvi taeyang vindo até mim com sua calça jeans pequena, pq crianças ficam tão fofas de calça jeans ? Será que é por que elas tem as perninhas curtas ? Ou será por que eles são lindos de qualquer jeito ? Eu realmente não sei, só sei que é muito fofo. Se aproximou de mim com sua calça jeans parecendo o kook, sorri e continuei a fitar o mini jungkook. Lhe ajudei a colocar sua camisa e arrumar seus cabelos. 

Taeyang: pronto papai. Sorriu fofamente enquanto me olhava, levei minhas mãos até seu rosto. 

Tae: deixa eu ver se você está cheiroso msm. Semi cerrei os olhos o fitando como se eu estivesse desconfiando dele, ato que fez o pequeno corar. 

Taeyang: estou, olha. Aproximou seu pescoço do meu nariz para que pudesse cheira-lo, assim fiz. Meu bebê é tão maduro gente.

Tae: meu filho é tão vaidoso. Abrecei o mini jungkook bem forte me separei do abraço e lhe dei vários baijinhos por todo o rosto. 

Taeyang: pra onde vamos papai ? Me olhou confuso pois viu todas as malas prontas apenas segurei suas mãos acariciando.

Tae: é surpresa. Dei um beijinho em sua bochecha e saimos do quarto. Peguei a mala grande e a coloquei no chão graças ao santo yoongi a mala tem rodinhas, continuei a segurar a mão do pequeno enquanto descíamos as escadas lentamente.

(Jungkook on)

Fiquei ali com meus irmãos e cunhados puxando assuntos aleatórios e sem anexo algum. 

Jin: como é a nova casa de vocês ? Um olhar curioso se formou nos olhos do mais velho assim como nos dos outros.

Kook: é bonita e espaçosa... tae gostou muito. Deixei um sorriso bobo escapar ao lembrar da noite em que tivemos naquele dia. - Já até inauguramos a cama. Olhei todos com malicia enquanto mantinha um sorriso perverso no rosto.

Hobi: bem que o mark falou que vocês iam inaugurar primeiro a cama. Deu uma gargalhada alta junto com jimin. 

Jin: hormônios a flor da pele. Erguei as sonbrancelhas gesticulando com as mãos e fazendo um voz engraçada. 

Nam: e quanto ao casamento, ainda é o msm plano ? Me olhou curioso mordendo o lábios inferior em expectativa.

Kook: sim, mas não vamos comentar isso agora. Fitei o msm. - ele está vindo. Sussurrei e todos concordaram com a cabeça. Tae descia as escadas com uma mala em uma mão e na outra, segurava a mão de taeyang. Corri para ajuda-lo com a mala pesada, peguei de sua mão e sorri para o msm que me olhava com ternura.

Tae: obgd amor. Mostrou seu sorriso quadrado logo me dando um selinho. 

Jimin: taeyang olha o que o titio fez pra você. Mostrou um prato com uma panqueca desenhada com um rotinho super engraçado. 

Taeyang: ebaaa eu quero. Soltou a mão de tae e correu para a cozinha para comer sua panqueca enfeitada. Já jimin sorria alegremente pois estava feliz por taeyang ter gostado.

Jin: vou sentir falta dele. Sussurou ao olhar o pequeno se divertindo com o jimin na cozinha. 

Nam: eu tbm. Murmurou sorrindo ladino tbm observando a cena.

Tae: ahh gente basta vocês irem nos visitar. Falou se sentando ao meu lado. - nós tbm vamos vir aqui as vezes. Apoiou sua cabeça em meu ombro enquanto fitava os dois brincalhões na cozinha.

Kook: você vai levar alguma coisa daqui ? Murmurei olhando o msm que estava focado em olhar os dois na cozinha.

Tae: talvez algumas roupas... Continuou a olhar para os dois enquanto sorria.

Kook: eu vou lá pegar nossas coisas, já eu volto. Beijei sua cabeça e me levantei cuidadosamente para não machuca-lo, o msm me olhou e sorriu.

Tae: eu vou com você. Se levantou e ficou em minha frente com seu sorriso encantador, arregalei os olhos ao ouvir tais palavras.

Kook: não precisa amor. Toquei seus ombros pra que ele se sentasse novamente no sofá. - Você já fez mais do que devia. Sorri enquanto o msm sentava novamente no sofá, eu preciso pegar as alianças no cofre mais se ele for vai dar merda.

Jin: tae eu preciso contar uma coisa a você. Me olhou e fez sinal com a cabeça para que eu pudesse ir, jin sempre sabia apenas me olhando o que eu queria, sempre me ajudou quando eu fazia merda na escola. É realmente o melhor hyung. 

Tae: ahh pode falar. Se virou encarando jin atentamente, se encostou no sofá para ouvir o que o mais velho tinha a dizer.

Sorri para o rosado que me olhava sorridente, caminhei calmamente até as escadas olhei para o lado vendo jimin fazendo cócegas no pequeno que gargalhava sem nenhuma preocupação. Sorri ao ver a cena, subi cada degrau logo chegando no segundo piso, lentamente caminhei para o meu quarto, pois posso morar em quantas casas eu quiser mais esse sempre será meu quarto. 

Entrei logo vendo uma bagunça enorme, caminhei até o closed pegando uma mala grande, peguei algumas roupas que eu mais gosto e alguns que o tae mais gostoa, se eu pegar todas não vai ter mala que caiba tanta coisa. Peguei alguns sapatos e pertences organizando tudo na grande mala, fechei a msm e coloquei no chão sobre as próprias rodinhas, peguei uma mala de mão pequena para guardar os brinquedos do pequeno que estavam espalhados pela sala.

Empurrei a mala até a porta para começar logo a arrumar a bagunça que estava no quarto, juntei todas as roupas espalhadas pelo chão, troquei o jogo de cama colocando um xadrez que ganhei da omma, limpei o chão com o aspirador e organizei a escrivaninha cheia de besteiras como lixo, algumas camisetas minhas e cuecas. Eu realmente sou um porquinho, tae sempre foi mais organizado do que eu, ele não joga roupa no chão; coisa que eu faço, ele não joga lixo em qualquer canto; coisa que eu tbm faço mas é aquele venho ditado " os opostos se atraem". Terminei de organizar tudo. 

Kook: uufa ! Suspsirei enquanto passava a mão na testa que escorria uma pequena gota de suor, coloquei as mãos na cintura olhando todo o meu trabalho com um sorriso ladino. - É... eu fiz um belo trabalho aqui. Bati as mãos uma nas outras para tirar a poeira, caminhei até as janelas fechando as persianas, deixando todo o quarto totalmente escuro. 

Caminhei até o meu cofre atrás do espelho e o abri, claramente eu não posso esquecer do anel de casamento né amores, peguei a pequena caixinha e a abri revelando aquelas belizinhas que logo estariam no dedo de tae para que todos possam ver que ele é meu. Fechei a caixinha novamente a guardando em meu bolso esquerdo da calça. Tranquei novamente o cofre e caminhei até a porta, puxei a alavanca da mala a segurando, olhei entre meus ombros uma última vez para aquele quarto que por na maioria das vezes foi meu refúgio de brigas e sermões vindo dos appas. 

Enfim... abri a porta e me retirei do quarto, desci as escadas sorridente com a mão na caixinha dos anéis, eu não quero que o tae veja esses anéis vai estragar a surpresa. Desci as escadas segurando a mala grande com uma mão e a outra mala vazia carregava na outra mão. Coloquei a mala grande ao lado da mala do pequeno perto da porta, peguei a mala vazia indo até os brinquedos espalhados pelo chão. 

Tae: amor o jin estava falando que vai casar com o nam. Vi seus olhinhos brilharem como nunca vi antes, um sorriso quadrado que é mais que perfeito abrigava seus lábios ainda mais rosados por conta do frio. 

Kook: sério? Olhei para o rosado que estava acariciando os cabelos loiros do nam, que aproveitava das carícias do outro, eu estava surpreso pois meus hyungs vão casar. 

Jin: sim, mas não é agora. Fitou o loiro que lhe olhava atentamente com seu sorriso fofo que mostrava suas covinhas. 

Tae: pq não? Olhou incrédulo e confuso para o rosado que soltou uma risada baixa e fitou o castanhado sorridente. 

Nam: temos algumas coisas pra resolver antes. Sorriu a sentir os dedos do rosado tocarem seus cabelos lentanente, nam sempre foi um cara gente fina, sei que ele fará meu irmão muito feliz, assim como o hobi. 

Jin: temos algumas coisas pendentes. Me olhou travesso com um sorriso ladino no rosto, seus olhos foram de encontro aos meus me olhando intensamente.

Tae: eu estou feliz por vocês. Sorriu largamente fitando os pombinhos a sua frente, hobi apenas permanecia calado observando a cena. 

Comecei a pegar todos os brinquedos espalhados pela sala e coloca-los dentro da mala de couro em minhas mãos, juntei todos e os coloquei na mala logo fechei a mesma. Peguei algumas peças de roupa do pequeno sobre os pacotes de presente as guardando na mala junto com as suas outras roupas.

[...]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...