História O amor é imprevisível (taekook) - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bts, J-hope, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Visualizações 58
Palavras 5.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 42 - Tcharammm !


(Jungkook on)

Depois de guardar todos os briquedos de taeyang coloquei a mala pequena junto com as outras perto da porta, tae estava sentado no sofá.

Jin: seu filho é muito bagunceiro igual a você kook. Gargalhou enquanto fitava nam em suas pernas, o de cabelos roxos estava sendo agraciado pelo rosado.

Tae: pelo menos puxou a minha vaidade. Sorriu exibido empinado o nariz e fazendo um biquinho convencido, logo caindo na gargalhada com todos os outros inclusive eu. 

Hobi: realmente temos que concordar, pois o nosso kook é vaidoso... Ergueu uma sombrancelha enquanto apontava pra mim. - mas já o taetae é extremamente vaidoso com esses cabelos cedusos e esse rostinho simétrico. Sorriu enquanto olhava tae que estava vermelho sem saber onde enfiar a cara, super fofo corado. 

Nam: não é pra menos que será o novo garato propaganda da gucci. Se levantou do colo do rosado sorrindo fofamente para o tae que ficava cada vez mais corado, sorrindo tímido enquanto seu rosto ficava mais vermelho.

Tae: aigooo ! Gargalhou enquanto se levantava vindo em minha direção. - parem com isso seus chatos. Falou manhoso enscondendo seu rosto corado em meu pescoço. 

Kook: você fica muito fofo quando está envergonhado. Sorri enquanto afagava seus cabelos. - Eu realmente admito que tae é muito mais vaidoso, chegando até a ser mais bonito que eu. Fiz um biquinho enquanto o acastanhado fitava meus olhos ainda corado. 

Tae: cala a boca você não está ajudando. Sorriu e me beijou puxando minha nuca para seus lábios. 

Jin: UUUUUII. Gritou afoito enquanto nos fitava aos beijos sem se importar com os que estavam em nossa volta.

Os lábios do castanhado pareciam mais doces, talvez seja pelo fato de que há alguns minutos atrás estavamos tomando café, isso msm o gosto de café tomava de conta de sua língua que eu fazia questão de tê-la somente para mim, mordi seus lábios sem separar do beijo. 

Hobi: meus amores da pra vocês pararem, ou só dar uma pausa para respirar, sei lá. Eu tô me sentindo uma vela aqui. Gargalhou enquanto nos olhava.

Nam: vamos parar pois esse beijo aí que já esta quente demais. Bateu algumas palminhas enquanto gargalhava com hobi.

Senti a língua de tae sair de minha boca lentamente, mordeu meus lábios antes de se separar completamente. Recebi um selinho demorado do acastanhado que sorria fofamente. 

Jin: finalmente. Erguei os braços para cima vitorioso. - hoje em dia esses jovens não respeitam mais seu hyungs. Cruzou os braços fitando o nada como se estivesse chateado. Sorrimos de sua atitude fazendo o msm tbm rir conosco. 

Jimin vinha correndo atrás de taeyang que corria desesperadamente, eles estavam brincando de pega-pega e pelo que percebi, estava com jimin a responsabilidade de pegar o pequeno que se jogou no sofá.

Jimin: peguei você. Abraçou o pequeno que ria descontroladamente. - eu disse a você que eu sou rápido. Falou sentando no sofá e colocando taeyang em suas pernas. 

Taeyang: você venceu titio. Afoito e ofegante argumentou fitando o loiro que sorria alegremente fitando o pequeno em suas pernas. 

Nam: o jimin parece uma ramster pois ele é muito fofinho, pequenino e corre bem engraçadinho. Fitou o loiro que ria corado.

Jimin: pode parar seu bobão, deixa minha altura. Mostrou a língua pro de cabelos roxos que gargalhou alto com a atitude do loiro. - agora bem aí, posso nem ser feliz mais nessa casa. Bufou enquanto cruzava os braços fitando a tv a sua frente. Hobi gargalhou e abraçou o loiro.

Hobi: você é fofo pois suas perninhas são curtas e você corre engraçado tbm. Deu um selinho no loiro. - Você é lindo do tamanho que você é. Outro selinho. - eu te amo bolinho de arroz. Selou de vez os dois lábios, jimin parecia rir em meio ao beijo. 

Kook: amor, as meninas querem conhecer o taeyang lembra ? Sussurei enquanto fitava o castanhado ao meu lado.

Tae: sim, vamos. Sussurou novamente. - meninos terra chamando jimim e hobi. Falou imitando um robô. 

Kook: vamos lá nas meninas querem ir conosco? Fitei jin e nam que estavam de carícias um com o outro.

Jin: eu aceito, não tem nada para fazer nessa casa msm. Se levantou sendo seguido por nam. - vocês dois vão com a gente ou vão ficar se comendo ai ? Fitou os pombinhos faltando se comer no sofá. Esse beijo do hobi com o jimin tem muita malícia por parte dos dois. 

Hobi: sim nós vamos. Passou a língua entre os lábios. - depois continunamos. Fitou o loiro que sorria malicioso.

Tae: então vamos. Pegou taeyang em seu colo, colocou um casaco no pequeno e caminhamos para fora da casa. Nam e jin, me ajudavam com as malas enquanto jimin, tae e hobi estavam indo na frente com taeyang.

Jin: kook se eu fosse você tiraria essa caixinha do seu bolso, da pra ver direitinho. Me olhou com um olhar de preocupação.

Kook: é msm, obgd hyung. Agradeci com um sorriso ladino no rosto. Tirei o anel do meu bolso e coloquei no bolso da nossa mala, fechei o porta malas e voltei a lhe fitar. - vamos ? 

Nam: vamos. Entrelaçou os dedos aos de jin e atravessamos a rua calmamete, estavamos parecendo o homens de preto pois todos usavam sobretudo preto inclusive o pequeno. Atravessamos a rua logo chegando a porta das meninas, hobi tocou a campainha e esperamos alguém abrir a porta, alguns segundos depois rosé abriu a porta nos olhando surpresa.

Rosé: aiii deus é a CIA ? Fez um semblante de surpresa arregalando os olhos.

Jin: bem que queriamos. Falou simples com um sorriso no rosto. 

Rosé: gostei do sobretudo combinando. Sorriu timidamente. - entrem. Abriu um sorriso grande no rosto enquanto abria mais a porta. - está frio ai fora. Sorriu mais uma vez entramos e a msm fechou a porta, nos encaminhou até a cozinha onde jisoo estava.

Jisoo: oi oi meus queridos, gente são os homens de preto na minha casa, que isso ? Fitou todos nós enquanto colocava um bolo em cima da mesa e nos olhava confusa. - que honra recebe-los novamente. Sorriu meiga. 

Rosé: quem é o fofinho ? Fitou taeyang segurando em suas mãos mostrando um sorriso carismático e simples. 

Tae: meninas esse é o taeyang nosso filho. Olhou as duas moças que no msm instante fizeram um "o" com a boca estavam surpresas e confusas. Jisoo se aproximou imediatamente. 

Jisoo: oi querido me chamo jisoo é um prazer te conhecer, você é muito fofo viu. Rapidamente ditou as palavras acho que o taeyang só entendeu o " Você é fofo viu". 

Rosé: mds ele é fofinho demais, muito prazer taeyang eu me chamo rosé. Nós tbm temos filhos e eles adorariam te conhecer. Sorriu enquanto apertava as buchechas robotizados do pequeno que sorria tímido. 

Taeyang: você tem filhos ? Perguntou baixinho fitando o chão e brincando com seus dedinhos.

Jisoo: sim, eles estão em seus quartos brincando. Sorriu alegremente. - sentem queridos. Pediu e assim fizemos. 

Rosé: irei chama-los para que você os conheça tá bom. Fitou o pequeno tocando seu rosto levemente, logo se afastou subindo as escadas.

Jisoo: aceitam uma fatia de bolo ? Fitou todos nós enquanto cortava o bolo de chocolate.

Jimin: eu aceito. Sorriu fofo fitando a mais velha que logo lhe deu uma fatia. - obgd. Sorriu ao receber seu bolo.

Jin: pq não né. Deu de ombros sorrindo para a loira a sua frente, logo todos aceitamos ela tbm nos ofereceu um suco de maracujá. 

Jisoo: então como foi o natal de vocês ? Fitou jin que estava a sua frente enquanto tomava seu suco.

Taeyang: eu ganhei muitos presentes. Se pronunciou fazendo a mais velha ficar surpresa, sorriu com o entusiasmo do pequeno.

Jisoo: você gostou dos fogos de artifício? Sorriu olhando taeyang fixamente abrigando um sorriso bonito nos lábios. 

Taeyang: sim, são muito legais. Falou baixinho fitando o suco que bebeu agora pouco. Rosé se aproxima com minHo e bambam segurando em suas mãos. 

Bambam: taetae. Correu ao ver o castanhado, tae o olhou e se levantou da cadeira se abaixando para abraca-lo.

Tae: oi pequeno como você está ? Abraçou o pequeno e se afastou fitando seus olhinhos negros. 

Bambam: eu estou bem. Sorriu alegremente fitando o mais velho a sua frente.

Kook: oi. Acenei tímido para o msm que veio até mim me abraçando. 

Bambam: kook. Falou em meu colo enquanto eu o abraçava forte, se separou do abraço e o fitei.

Kook: você está forte. Vi o msm corar e sorrir timidamente fitando o chão. 

Bambam: eu estou comendo muitas verduras. Sorriu corado olhando para mim. Olhei pra jisoo que ria com a resposta do menor.

MinHo: oi tae e kook. O mais velho veio nos abraçar, coloquei minHo no chão para abracar o maior. 

Kook: como vai ? Perguntei o fitando com um sorriso fofo nos lábios. 

MinHo: eu vou bem. 

Rosé: meninos esse é o taeyang e taeyang esses são meus filhos bambam e minHo. Gesticulava enquanto apontava para os pequeninos ao sua frente, taeyang deixou seu bolo e o suco sobre a mesa e saiu da cadeira olhando os meninos a sua frente.

Taeyang: oi. Falou tímido fitando o chão enquanto colocava as mãos para trás e balançava uma das pernas. 

Bambam: olá taeyang, você é filho do taetae e do kook ? Respondeu todo alegre, fazendo taeyang o olhar confuso o pequeno apenas balançou a cabeça fitando o loirinho a sua frente.

MinHo: eles são nossos amigos e queremos que você tbm seja. Sorriu fofamente para taeyang e estendeu a mão. 

Bambam: você quer brincar com a gente ? Falou dando pulinhos de alegria, taeyang sorria ao ver a reação do outro a sua frente, novamente balançou a cabeça em sim e vi todo o seu rosto corado e vermelhinho.

MinHo: vamos, nosso quarto está cheio de brinquedos. Respondeu empolgado voltando a dar seus pulinhos e encarar o pequeno que ria coradamente. Taeyang olhou tae e eu com um carinha fofa acompanhada de um biquinho pidão.

Taeyang: eu posso ? Olhou para tae e pra mim com sua carinha fofa, é claro que não iriamos negar eu apenas balancei a cabeça positivamente sorrindo para ele.

Tae: é claro que pode. Afagou os cabelos do pequeno e beijou sua cabeça. - meninos cuidem dele por mim. Ergueu as sonbrancelhas fitando os dois que sorriam alegremente a sua frente. 

Bambam: pode deixar taetae, vem taeyang. Puxou o braço do pequeno para seguirem para o quarto do msm. - eu tenho vários bonecos legais pra te mostrar. Falou olhando taeyang que olhou pra nós sobre seus ombros, sorri e pisquei pra ele fazendo novamente ele corar. 

MinHo: tchau. Seguiu os mais novos logo se metendo na conversa dos dois. 

Subindo as escadas lentamente os três riam sobre algum assunto que agradava os três todos com suas perninhas curtas subindo lentamente as escadas e logo sumindo de nossas vistas. Tae se virou pra todos com boca aberta e a mão no peito.

Jimin: alguém me segura por favor pois eu fui atingido por três unicórnios fofinhos, lindinhos e super carismáticos. Abriu a boca e colocou as mãos em seu rosto, se abanava e sorria loucamente. 

Hobi: r.i.p.... falou paralisado fitando o nada. MEUS DEUS DE ONDE SAIRAM ESSES FOFINHOS, EU TÔ MORRENDO JIMIN ME SEGURA QUE EU VOU CAIR. gargalhou bem alto juntamente com todos nós.

Rosé: gente do céu da onde sairam esses anjinhos meu deus eu estou morrida. Fez uma cara muito fofa sorrindo meiga.

Tae: gente eu estou impactada com essas crianças. Falou sorridente e logo me abraçando colocando sua cabeça em meu pescoço. - amor... eu quero adotar o taeyang de novo. Falou manhoso aos murmúrios que acho que ninguém ouviu. Apenas acariciei seus cabelos e sorri vendo o tae tão atingido com a fofura dos três. 

Kook: eu quero gritar mas vou ficar aqui na minha msm. Falei enquanto tae se afastava lentamente. 

Jisoo: quantos anos o taeyang tem ? Perguntou sorrindo meiga enquanto colocava os copos e alguns pratos na pia. 

Kook: 5. Respondi simples acaricaindo a orelha do tae lentamente.

Rosé: eles se deram super bem. Sorriu alegremete ajudando a jisoo com as loucas. - gente eu gostei muito do taeyang ele é muito fofo. Sorriu boba nos fitando.

Nam: que bom assim podem brincar juntos sempre. Sorriu ao olhar jin extremamente paralisado AINDA com as crianças fofas.

Tae: eu queria conversar uma coisa com vocês. Fitou os dedos que repousavam em cima da mesa, já sabendo o que ele perguntaria afaguei suas costas. Os meninos nos fitavam curiosos.

Rosé: pode falar taetae estamos ouvindo. Se sentou em frente ao tae lhe fitando intensamente e atentamente com um olhar curioso. 

Tae: bem... suspirou fundo antes de começar a falar. - O taeyang ainda não está estudando mais ano que vem ele já vai pra escola, eu estou com medo que façam bullying com ele por ter pais gays. Franziu as sonbrancelhas triste enquanto brincava com os próprios dedos. As moças no msm instante fizerem semblantes de tristeza encarando uma a outra, fiquei confuso ao olhar as moças suspirarem.

Jisoo: meu caro taetae, isso é uma coisa que já passamos e iremos ajudar vocês... sorriu brevemente para tae que estava triste segurando em minha mão. - Eu sou professora na escola dos meninos e quando eu cheguei lá ninguém sabia que eu era casada com a rosé. Olhou a msm pegando em sua mão dando um sorriso ladino. - Com o tempo eu falei para todos os professores inclusive para o diretor, conversamos e ele me aceitou sem nem um tipo de discriminação igualmente os outros professores. Fitou novamente tae que a olhava atentamente.

Os meninos prestavam muito atenção a cada palavra, não diziam nada apenas olhavam para as moças a sua frente. Um silêncio reinava sobre a cozinha dando apenas para ouvir nossas respirações.

Jisoo: Eu ainda não havia adotado os meninos, passei dois anos trabalhando nessa escola então adotei eles e coloquei nessa instituição, no começo muitas das vezes o bambam vinha chorando até a minha sala - pois eu não era sua professora. Abaixou a cabeça ao lembrar do episódio. - Ele chorava sempre, mas não me contava o que estava acontecendo, quando chegava em casa eu perguntava mais ele não respondia apenas voltava a chorar. Nos olhava tristemente seus olhos marejados e tristonhos fitavam a mesa de madeira.

Jisoo: Então falei com o minHo pois o bambam conta tudo a ele, minHo aos prantos contou tudo pra mim, Falou que xingavam eles dois de bichinhas, de viadinhos, filhos de machudas, mães lésbicas e outras coisas... e quando eu soube disso eu fiquei arrasada não pelos xingamentos mais sim por crianças estarem falando essas palavras. Levantou sua cabeça nos olhando novamente. - No outro dia, fui até a sala do diretor e expliquei o que estava acontecendo, o diretor sugeriu uma reunião com todos os alunos, assim foi feito. Todos os alunos estavam no pátio inclusive minHo e bambam. Soltou um breve sorrindo, fitando novamente os dedos inquietos sobre a mesa.

Jisoo: Conversei com todos os alunos que me olhavam atentamente, pois gostam de mim. As palavras iam saindo e os que praticavam essas brincadeiras se acusaram, levantando e ficando de pé, eu como educadora não briguei com eles apenas conversei e pedi que se desculpassem com os meninos e com todas as pessoas que eles praticavam bullying, assim eles fizeram. Sorriu ainda fitando a mesa enquanto rosé acariciava sua outra mão. - Hoje a escola tem projetos sobre o bullying e a homofobia. Hoje todos são amigos e nunca mais se ouviu falar que alguém está fazendo bullying com algum coleguinha. Os meninos são amigos de todos e todos gostam deles. Abriu um grande sorriso no rosto, seus olhos brilhavam intensamente.

Kook: você é professora? Olhei a moça a minha frente com um sorriso imenso no rosto, abracei tae que sorria alegremente. A loira concordou com a cabeça positivamente abrigando um sorriso meigo em seus lábios.

Tae: então você pode nos ajudar ? Perguntou apertanto minha mão com força me fazendo sorrir da sua reação, claro que eu estou feliz, muito feliz mais tae está mais ainda.

Jisoo: claro que sim. Sorriu sem mostrar os dentes. - eu sou coordenadora e orientadora dos alunos, quando acontece alguma coisa eu sempre converso com eles e assim eles se resolvem. Ergueu as sonbrancelhas e sorriu.

Kook: então você não dá mais aula na sala de aula ? Perguntei um pouquinho confuso. Ele sorriu brevemente me olhando. 

Jisoo: não. Sorriu baixo. - agora eu apenas cuido dos alunos os acompanhando para que convivam com as diferenças de seus amiguinhos. Olhou para todos que estavam de queixo caído com o que aconteceu com os meninos.

Tae: estou mais tranquilo. Um suspiro pesado saiu do msm, senti minha mão ser entrelaçada pelo castanhado que agora sorria.

Jisoo: matriculem taeyang nessa escola é muito boa e eu irei cuidar dele para que ninguém faça nenhum mal e concerteza os meninos iram fazer ele se enturmar rapidinho. Sorriu balançando a cabeça.

Rosé: o bambam gosta de conversar e interagir com seus coleguinhas. Falou tbm sorrindo. - as vezes ele chega a ser muito tagarela, mas ele é assim msm. Gargalhou baixo. 

Jimin: eu estou bem melhor agora pois taeyang como toda criança que tem pais homossexuais devem ser respeitadas. Sorriu aliviado segurando a mão de hobi.

Kook: nós iremos matricular ele nesse colégio. Abracei tae ao meu lado bem forte e o msm retribui no msm instante. Seu abraço estava quente e aconchegante como sempre.

Jisoo: podem confiar, cuidarei dele como se fosse meu próprio filho. Fofa como sempre sorriu meigamente para todos. Depois dessa conversa super agradável todos ficaram mais felizes. Continuamos a conversar sobre família, festa, filhos, como nos conhecemos e assim por diante....

[As horas se passam...]

Ouvimos novamente passos na escada, todos nós imediatamente fitamos as escadas vendo os três fofinhos descerem as gargalhadas. Desciam as escadas ainda conversando sobre alguma coisa engraçada, se aproximaram ficando em nossa frente.

Kook: como foi a brincadeira de vocês? Me enclinei colocando as mãos no joelho fitando os três. 

Taeyang: papai o bambam tem os mesmos bonecos que eu. Veio correndo até mim e dando alguns pulinhos de alegria sorrindo alegre.

Kook: ahhh filho que bom ! Vocês podem se juntar depois e ver quais vocês não tem e trocarem. Me abaixei olhando os dois fofinhos sorridentes a minha frente. 

Tae: amores do meu coração, amei passar a manhã com vocês mais precisamos ir pra casa. Se levantou tirando lentamente seu sobretudo de cima do banco. - vamos marcar qualquer dia e ir ao shopping ou fazer um piquenique será super legal. Sorriu enquanto pegava a mão de taeyang.

Jisoo: é uma ótima idéia, depois conversamos sobre isso. Sorriu se levantando.

Bambam: vocês já vão embora ? Vi um biquinho e uma carinha triste se formar em seu rosto. 

Tae: vamos sim pequeno, vamos trazer o taeyang mais vezes para brincar com vocês mas vocês tbm podem nos visitar em nossa casa. Sorriu tocando o rosto do pequeno. 

Rosé: vocês não estão mais morando aí? Franziu as sonbrancelhas nos olhando confusa. 

Kook: bem... sorri tocando levemente os cabelos de taeyang. - Nós temos nossa própria casa agora, precisamos dar esse passo. Olhei para as moças que me olhavam sorridentes. 

Jisoo: estão dando um grade passo meninos, mas não dêem passos muito largos ou grandes demais podem se prejuducar. Sorriu tocando meu ombro lentamente.

Kook: obgd jisoo. Sorri e lhe abracei brevemente. 

Jin: eu quero um abraço. Fitou os dois fofinhos, os dois sorriram larganente e jin foi agraciado pelos fofinhos os abraçando, abraçaram tbm jimin, hobi e nam.

MinHo: tchau taeyang, foi legal te conhecer. Fitou o pequeno e lhe abraçou. 

Taeyang: obgd. Respondeu todo corado e tímido por ser surpreendido com um abraço do outro.

Bambam: você vai vim brincar com a gente né? Fitou o moreno da sua altura o olhando sorridente.

Taeyang: sim meu papais irão me trazer para brincar com vocês. Sorriu tímido e abraçou o bambam. - tchau bambam, minHo, tia rosé e jisoo. Deu um tchauzinho para todos.

Kook: obgd amores, nos vemos em breve. Peguei taeyang em meu colo e caminhei até a porta sendo acompanhado pela rosé, ela abriu a porta e deu mais um beijinho no taeyang e saimos. 

Rosé: VOLTEM MAIS VEZES. Gritou da porta pois já estavamos um pouco afastados. Atravessamos novamente a rua e entramos em casa. 

Tae: meninos o que vão fazer agora ? Segurou as mãos se taeyang olhou os quatro a sua frente.

Jimin: nada, pq ? Franziu as sonbrancelhas confuso, seus braços estavam rodeados a cintura de hobi que fazia um cafuné dos seus cabelos loiros.

Kook: não querem conhecer a casa ? Ergui uma sonbrancelha enquanto mantinha o sorriso travesso no canto da boca. 

Tae: é... já que vocês não viram ainda. Sorriu levemente e arrumou os cabelos. 

Jin: pensando bem, nós vamos sim aliás não temos nada para fazer, lá pelo menos teremos o taeyang pra brincar conosco. Sorriu e deu uma piscadinha para o pequeno ao meu lado. 

Kook: ok ! Vamos esperar vocês lá. Peguei taeyang no colo e me virei para a porta. - ahhhh já ia quase esquecendo... me virei novamente fitando os quatro a minha frente e dando um leve tapa em minha testa. - avisem os meninos para aparecerem lá tbm, será divertido. Sorri ladino e voltei a caminhar até a porta.

Jimin: eu os aviso, xauzin meus amores tomem cuidado. Acenou. Tchau taeyang titio te ama. Jogou um beijinho para o pequeno. 

Nos retiramos de dentro da casa em direção ao carro estacionado na frente da msm, o pequeno reposuava sua cabeça em meu ombro, afaguei suas costas lentamente. Chegando no carro abri a porta e coloquei seu sinto de segurança, beijei sua testa e fechei a porta novamente. Tae já havia entrado no carro, dei a volta pela frente do carro e tbm entrei, tae lentamente se aproximou de mim me abraçando o abracei confuso.

Kook: amor, pq está fazendo isso ? Afaguei suas costas lentamente esperando que o msm respondesse. - não que eu não esteja gostando. Sorri baixinho.

Tae: ultimamente eu venho sentindo muito frio... sussurou baixinho em meu ouvido. - apenas me abrace, por favor. Apertou meu pescoço. 

O abracei forte dando um leve selar em seu pescoço, coloquei minhas mãos por dentro do seu sobre tudo tocando sua camisa fina e a acariciando de leve. Eu nunca gostei de ter mãos muito quentes pois elas ficam soando muito, mas tae gosta das minhas mãos quentes e hoje elas estão servindo para alguma coisa, aquecer meu amor até que ele se sinta bem.

Kook: amor... murmurei em seu ouvido. - Você ainda está com frio ? Perguntei movimentando minhas mãos em suas costas.

Tae: uhum. Murmurou acariciando minha nuca com seu dedo. Lentamente me separei do abraço fitando o castanhado a minha frente, segurei suas mãos e lhe dei um selinho rápido. 

Kook: eu vou segurar na sua mão tá bom, vou aquecer você. Sorri ladino para ele que me olhava atentamente. - me abrace, encoste em mim se quiser que eu irei fazer de tudo para que você se sinta bem. Toquei suas bochechas levemente vermelhas por conta do frio. Ele confirmou com a cabeça e colocou o sinto de segurança coloquei o meu tbm.

Dei a partida no carro e passei a marcha seguindo para casa, levei minha mão até as mãos de tae acaricaindo com meus dedos, ele me olhou e sorriu de lado, tirou seu sinto e se sentou bem na ponta do banco, encostou sua cabeça em meu ombro. Beijei suas cabeça, continuei a segurar sua mão. 

Kook: então filho o que achou dos seus novos amigos ? Perguntei fitando o pequeno que olhava destraido para a janela.

Taeyang: eu gostei deles papai, você sabe qual é o herói favorito do bambam? Um sorriso escapou de seus lábios olhando rapidamnete para mim. 

Tae: não filho, qual é? Perguntou brincando com meus dedos e fitando o msm pelo retrovisor. 

Taeyang: papai ele tbm gosta do hulk, ele é igual a mim. Olhou novamente para a janela vendo a neve cair lentamente, seus sorriso era grande e bonito.

Kook: que legal meu amor. Sorri e dei outro beijo na cabeça de tae, que distraidamente brincava com meus dedos. Tae se afastou de mim mas continuou a segurar minha mão, me deu um selinho rápido e colocou o sinto novamente. 

Tae: está preparado pra sua surpresa ? Fitou o pequeno que brincava com seu ursinho branco.

Taeyang: eu estou ancioso. Sorriu tímido enquanto fitava a janela do carro.

Kook: precisamos comprar algumas coisas. Olhei para tae que me olhava confuso pois ali não era o caminho de nossa casa.

Tae: ok. Sorriu e fitou os carros estacionados em nossa frente, estacionei o carro e desliguei o msm. Tirei meu sinto e fitei tae, ele se aproxima me dando um selinho. - filho coloca sua touca. Pediu enquanto tirava seu sinto, tirou e fitou o pequeno que sorria alegremente. O pequeno pega a touca ao seu lado e coloca cobrindo os olhos.

Taeyang: é assim papai ? Colocou a touca totalmente errada chegando a cobrir seus olhos totalmente. Sorri baixinho enquanto tae descia do carro para ajudá-lo a arrumar. 

Desci do carro e dei a volta chegando bem próximo dos meninos, tae arrumou delicadamente a touca do pequeno que ria por ter colocado errado. Abracei tae para esquenta-lo em meio aquela neve que caia sobre nós. Tae o pegou no colo, fechei a porta e travei o carro, taeyang abraçava tae escondendo seu rosto em seu pescoço. O abracei entrelaçando nossos dedos, caminhamos de mãos dadas até a grande porta do mercado. 

(Taehyung on)

Eu sou a pessoa mais sortuda desse mundo ao meu lado está meu namorado e em meus braços se encontra meu outro amor. Os dois me abraçam pois eu estou com muito frio estou com meu sobretudo mais ainda sinto frio, eu prefiro o outono é lindo. Chegando na grande porta do mercado coloquei taeyang no chão.

Kook: amor pega ali um carrinho, por favor. Pediu gentilmente segurando na mão de taeyang que estava super fofo de touca cinza. Peguei um carrinho e voltei para o lado deles.

Tae: eu levo ou você? O olhei enquanto segurava o carrinho, um sorriso ladino se formou em seu rosto

Kook: eu levo, não quero que fique carregando peso. Sorriu e veio até mim me dando um selinho e pegando o carrinho, peguei as mãozinhas de taeyang que estavam quentinhas. Entramos e caminhamos em passos lentos até as prateleiras. Olhares confusos e indiferentes eram direcionados para nós, mas não ligamos. Sinto kook pegar em minha mão e entrelaçar nossos dedos. O olhei e o msm sorriu bobo.

Kook: não ligue pra esses olhares maldosos. Sorriu fofo acariciando meus dedos com os seus. - eu estou aqui com você. Beijou minha bochecha. Sorri e apoiei minha cabeça em seu ombro.

Taeyang: papai eu posso subir nesse carrinho ? Perguntou fitando kook com um carinha fofa. - por favor... Falou manhoso fazendo um pequeno bico em seus lábios, olhei kook que sorria da atitude do pequeno. Pegou ele no colo o colocando dentro do carrinho de compras. Sorri ao ver o pequeno sorrir alegremente. Seguimos andando até as preteleiras, como toda criança gosta de besteiras taeyang não é diferente, pegou vários chocolates, sorvete, doces e salgadinhos, ou seja, besteiras em geral. Mas como eu e kook tbm gostamos de besteiras não iremos deixar de comprar pois somos adultos meio infantis.

Tae: filho você está ciente que eu não vou deixar você comer todas essas besteiras de uma vez só né?! Fitei os salgadinhos a minha frente e olhei o pequeno que caminhava com vários em seus braços. 

Taeyang: sim papai, pois tenho que comer frutas e verduras. Falou sorrindo fofo e dando as besteiras pro kook guardar no carrinho e lhe colocar novamente dentro dele.

Kook: muito bem. Apertou as bochechas do pequeno e sorriu. O taeyang pediu que eu pegasse quase todas as besteiras das prateleiras seguimos com nossas compras, caminhamos lentamente até a área de frutas, verduras e legumes.

Kook: ecaaa nunca gostei de comer legumes. Fez uma cara de nojo, olhando os legumes ao seu lado. - são ruins demais. Fingiu se arrepiar olhando para todos os lados, pigarrei fazendo o msm me olhar.

Tae: esse é um ótimo incentivo pro seu filho jeon jungkook. O encarei com a cara fechada, ele me olhou e arregalou os olhos.

Kook: filho não siga o exemplo do papai tá bom, se você me ama não deixe de comer legumes ou então o papai tae vai arrancar meu pescoço. Gargalhou ao olhar o pequeno dentro do carrinho.

Taeyang: tudo bem papai, você vai ficar bem pois eu gosto de legumes inclusive de batatas. 

Kook: eu gosto de batatas ainda mais quando são fritas. Franziu as sonbrancelhas confuso. - amor batata é um legume ? Me olhou confuso mas sorrindo de sua própria cara.

Tae: sim amor, batata é um legume. Assim como o tomate, pepino, chuchu, abóbora todos eles são legumes e você gosta da maioria deles que eu sei. Cruzei os braços fitando o msm com um sorriso vitorioso, ele me olhou e gargalhou alto. 

Kook: eu gosto de legumes. Fez uma voz engraçada juntamente com uma careta, sorri ao ver a careta que ele estava fazendo. Avistei as laranjas e me aproximei pegando três. 

Tae: querem ver um truque? Sorri travesso os ver os dois me olharem confusos e surpresos. 

Kook: amor para com isso, deixa essas laranjas aí. Gargalhou baixo enquanto me olhava já advinhando o que eu estava prestes a fazer. 

Taeyang: eu quero papai. Fitou seus olhinhos confusos ao mesmo tempo sorridente, abri mais o sorriso.

Tae: lá vai. Me preparei e comecei a jogar as laranjas pra cima fazendo malabarismo com as mesma, taeyang me olhava com a boquinha aberta, kook sorria surpreendido.

Tae: eeee o truque final. Continuei concentrado para não deixar cair me preparei e joguei uma laranja pra trás e a aparei novamente. - tcharammm. Segurei as laranjas em minhas mãos e abri os braços sorridente. - obgd ! Obgd ! Me curvei brevemente pois taeyang me aplaudia e kook ria que nem uma hiena descontrolada, coloquei as laranjas de volta. - se controla. Dei um empurrão nele e fitei o moreno que ria descontroladamente, taeyang estava rindo só de ver o pai naquele estado de pura loucura.

Kook: eu gostei do final, seu tcharam foi engraçado. Largou o carrinho se abaixando para segurar a barriga que provavelmente estava doendo de tanto rir.

Tae: bom saber que eu estou te fazendo feliz. Comecei a rir junto com ele lhe fitando. 

Kook: sempre meu amor. Se levantou rapidamente e ne deu um selinho, continuamos a andar mas kook parou de empurrar o carrinho e ficou me olhando. 

Tae: o que foi ? Olhei o moreno que estava completamente imóvel e de olhos arregalos, sua boca entre aberta.

Kook: é eu amo essa música.

[...]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...