História O amor é imprevisível (taekook) - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bts, J-hope, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Visualizações 47
Palavras 5.277
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura !

Capítulo 45 - Visita


(Taehyung on)

[...]

Depois que todos se retiraram ficou apenas eu e kook trocando carícias naquele sofá grande, estava frio mas o moreno me envolvia em seus braços juntamente com suas pernas me deixando confortável e aquecido desse inverno e de todo esse frio..

Kook: amor, você está confortável ? Seua dedos lentamente acaricaivam minhas costas, enquanto seus lábios sussurraram bem próximo ao meu ouvido me fazendo arrepiar de leve em apenas ouvir sua voz.

Tae: sim... murmurei com minha cabeça em seu pescoço, deixei que um sorriso bobo escapasse de meus lábios apenas sentindo a respiração do moreno passar pela minha orelha. 

Kook: você está aquecido do frio ? Sussurou novamente em meu ouvido, enquanto acariciava minha cintura lentamente.

Tae: estou... meu sorriso tomou conta do meu rosto ao ouvir a pergunta do moreno, kook sempre foi atencioso e extremamente carinhoso comigo, nunca me tratou com ignorância ou foi arrogante, muito pelo contrário ele é sempre paciente quando se trata de mim pois as vezes eu sou meio birrento como foi no mercado...

Kook: que bom, pois eu não quero que fique doente. Beijou minha cabeça afagando meus cabelos. - Eu posso ficar te aquecendo do frio o tempo que for, portando que você está bem... sussurou mais uma vez mas agora bem mais baixinho. 

Tae: amor eu nunca disse isso a você mas... suspirei em meio ao sorriso que estava plantado em meu rosto. - eu gosto dos seus abraços, beijos, ciúmes e até msm de suas caricias mais singelas, pois são tão verdadeiras quando uma declaração. Beijei seu pescoço lentamente sentindo seus braços rodearem minha cintura novamente. - Seus abraços são como refúgios em que eu sempre poderei me esconder e me sentir protegido dos problemas, conflitos e desentendimentos, já seus beijos... sorri bobo beijando novamente seu pescoço. - são tão bons quanto os mais diversos sabores existentes, não é apenas um beijo, é o seu beijo, os seus lábios tocando os meus, você concedeu a mim o seu primeiro beijo assim como eu concedi o meu a você. Seus ciúmes chegam a ser engraçados mais eu gosto que você tenha ciúmes de mim, pois o ciúme é a mais bela prova de amor que alguém poderia oferecer... mas eu não estou falando de ciúmes possessivos e incoerentes, mas sim de ciúmes que mostrem amor em ter aquela pessoa somente pra si, para ama-la e cuidar dela, ciúmes fazem parte dos relacionamentos. Rodeiei meus braços através da sua cintura fina e magra do moreno a apertando. - Eu sinceramente não sei o que dizer das suas carícias e mimos que você me dá pois... todos eles são bons, mostram cuidado e delicadeza. Tudo em você me faz bem amor, desde a sua voz até as suas atitudes. 

Em sussuros em seu ouvido ditei tais palvras, enquanto acariciava sua orelha do outro lado da sua cabeça, vi ele se arrepiar enquanto eu estava falando.

Kook: eu te amo, meu amor. Sussurrou bem baixinho em meu ouvido, beijando minha bochecha lentamente. 

Tae: eu tbm te amo, amo tanto que se ouvesse outras vidas eu tbm te amaria e não me arrependeria de nada. Sussurei ainda brincando com sua orelha, minha cabeça estava apoiada em seu pescoço branquinho e cheiroso.

Seus lábios tocam meu pescoço lentamente, me arrepiei com o ato. Tirei minha cabeça de seu pescoço e lhe beijei. Uma de suas mãos seguravam minha cabeça e a outra puxava minha cintura para que eu ficasse mais próximo de si. Beija-lo nunca será cansativo ou chato, muito menos perderá o prazer que é tocar esses lábios, eu me apaixono todos os dias quando abro meus olhos e vejo o menino do sorriso perfeito dormir ao meu lado, o amor que eu sempre quis ter e tudo vindo dele, todas as surpresas, os beijos, abraços e noites amor que chegam a ser surreais pois todas envolvem a msm pessoa e o msm homem.

Sim ele é especial pra mim, eu não pensaria duas vezes antes de me sacrificar por ele, perder algo por ele pois eu o amo e se eu perde-lo algum dia será como perder os chão dos meu pés, como se tudo desmoronasse sobre mim simplismente em um piscar de olhos. Eu hoje vivo me perguntando sobre: "como eu vivia sem conhece-lo ?" Ou então "como eu passei 20 anos da minha vida sem saber de sua existência?" Essas perguntas nunca serão respondidas... me afastei do beijo e distribui selares por todo o seu rosto, ele apenas desfrutava de tudo aquilo com os olhos fechados, voltei a afundar minha cabeça em seu pescoço quente e cheiroso. 

Minhas mãos estavam entrelaçadas as suas, enquanto apenas ouvíamos a respiração um o outro, ou o bater dos corações que batiam totalmente tranquilos. Fechei meus olhos enquanto sentia os dedos de kook acaricairem os meus, meus pensamentos estavam distantes e dispersos. Lentamente fui pegando no sono, a neve caia do lado de fora fazendo o frio tomar de conta de tudo mas eu tenho ele aqui junto comigo e isso é o que importa. Dormi tranquilamente em seus braços...

[...]

(Jungkook on)

Depois daqueles palavras de tae eu ainda estou surpreendido, ele sempre sabe usar as palavras certas, o jeito certo em que as palavras forem ditas. Vi o castanhado dormir tranquilamente sobre meu pescoço, está frio muito frio. Sinto meu telefone começar a vibrar sobre a mesinha de centro, lentamente peguei o telefone e abracei tae novamente lhe aquecendo daquele frio. 

[Ligação on]

Kook: alô? Falei meio baixo por conta do sono.

Yoongi: kook sou eu o yoongi. Respondeu empolgado, Levantei minha cabeça apoiando em meu braço. 

Kook: e ae cara o que aconteceu ? Você está bem ? Perguntei fitando o castanhado a mimha frente. 

Yoongi: kook ela já saiu da cirurgia, o médico disse que daqui algumas horas ela irá acordar. Dava para ouvir suas fungadas baixas, por conta que havia chorado horrores.

Kook: que notícia boa, já vamos chegar ai. Respondi imediatamente.

Yoongi: tchau vou esperar vocês.

Kook: tchau.

[Ligação off]

Nossa que bom que ocorreu tudo bem na cirurgia dela, tae dormia tranquilamente em minha frente e pra quem não sabe o taetae ronca tá bom, parece um porquinho vhega a ser muito fofinho. Olhei o horário no celular e já são 19:00 da noite

Kook: nossa dormiamos demais. Falei rindo e colocando o telefone no sofá. Me deitei novamente e fitei o rapaz dormindo em minha frente, lhe abracei forte e beijei seu nariz. - amor... Ele não respondeu apenas afundou sua cabeça em meu pescoço. - taetae pare de ser manhoso. Gargalhei baixo acariciando suas costas.

Tae: eu não estou sendo manhoso, só estou com frio. Falou baixo por conta do sono. Sua voz já é rouca por natureza, mas quando ele fala baixo ou sussura fica mais rouca ainda é vibrante e extremamente bonita, as vezes bem sexy. Coloquei minhas pernas em sua cintura e beijei sua testa.

Kook: está melhor agora ? Perguntei rindo.

Tae: amor... você está me apertanto. Respondeu baixo, pois eu realmente estava lhe apertando que nem uma preguiça quando abraça alguém. 

Kook: me desculpe mas você é muito fofo e da vontade de te apertar até você não aguentar mais. Fitei o castanhado que sorria fofo. - sabe quem ligou agora pouco? Fitei o castanhado novamente segurando em sua cintura e me sentando no sofá, ele sentou em meu colo, ele apenas negou com a cabeça me olhando confuso. - o yoon. Falei simples vendo o castanhdo abrir a boca e sorrir largamente. 

Tae: e o que ele disse ? Fitou meus olhos segurando em meu rosto, sua feição é estremamente engraçada, sua boquinha aberta e seus olhos arregalados o deixavam mais fofos.

Kook: a cirurgia da lisa foi realizada com êxodo, agora ela está em repouso. Fitei o castanhado tocando seu rosto lentamente vi seu sorriso quadrado tomar conta de si, me abraçou forte mas logo se levantando do meu colo e puxando meu braço.

Tae: vamos chamar os meninos. Gargalhou baixo, tae parecia uma criancinha querendo contar alguma coisa para os pais. Me levantei pegando meu telefone no sofá. Subimos as escadas indo para o quarto onde taeMin e key estavam. - não acredito. Abaixou a cabeça e deu um tapa na própria testa em reprovação, levantou a cabeça me olhando enquanto segurava a gargalhada. TaeMin e key estavam transando, em seu quarto os gemidos eram ouvidos das escadas.

Kook: e agora o que vamos fazer ? Fitei o castanhado que ainda segurava a gargalhada.

Tae: agora deixa eles terminarem. Disse simples dando de ombros, caminhamos até o quarto do pequeno, tae abriu abriu uma brecha na porta dando para ver o pequeno estava com um livro na mão. Entramos lentamente para não atrapalha-lo. - oi filho. Acenou para o pequeno que abriu um sorriso ao nos ver, ele estava deitado no chão com suas perninhas balançando.

Taeyang: oi papai. Fitou o tae que se sentava ao seu lado no chão.

Kook: filho você sabe ler ? Fitei o pequeno confuso ele apenas abaixou a cabeça novamente olhando para o livro. 

Taeyang: não papai, eu apenas estou olhando as figuras. Eu só sei ler algumas palavras. Disse simples passando seus olhinhos por todo o livro.

Tae: quer que eu leia pra você? Fitou o pequeno se deitando no chão ao seu lado, o pequeno apenas corcordou com a cabeça entregando o livro ao tae. O castanhado lia calmamente a história em quadrinhos chegando até a fazer as caras e bocas dos personagens. Eu estava gostando da história mais os gemidos do taeMin estavam me tirando do sério, pois o pequeno pode ouvir. 

Kook: filho você não está ouvindo nada estranho ? Fitei o pequeno logo recebendo um olhar confuso do msm, tae por sua vez me olhou com um olhar mortal, o pequeno fitou nós dois antes de balançar a cabeça negativamente.

Tae: ufa ! Suspirou aliviado deixando que os ombros relaxassem, seus olhos estavam fixados aos meus.

Taeyang: é pra mim escutar o quê papai ? Me olhou confuso eu apenas olhei tae sem saber o que responder.

Tae: nada filho é apenas a neve que está mais forte. Fitou seus olhos ao do pequeno que lhe olhava atentamente. 

Kook: já eu volto. Me levantei indo em direção ao tae, beijei sua cabeça e me afastei. Sinto meu braço ser segurado pelo castanhado.

Tae: não faça besteiras. Me olhou preoculpado, corcondei com a cabeça e lhe dei um selinho. Sai do quarto indo até o de taeMin e key, os gemidos e o barulho cessaram eu queria rir bem alto mas apenas cruzei os braços, fechei a cara e fiquei ali parado na frente da porta.

[...]

Depois de alguns minutos andando de um lado para o outro esperando que os meninos abrissem a porta e assim o ruivo fez.

TaeMin: kook ? Chamou meu nome baixinho enquanto key aparecia atrás de si, seus olhos estavam esbugalhados e mordendo a boca nervoso.

Kook: já acabaram ? Fitei os dois de braços cruzados me fazendo de sério para intimida-los, ao fazer essa pergunta vi os dois abaixarem a cabeça corados. 

Key: nós apenas... tentou responder mais não me aguentei e comecei a gargalhar bem alto chegando a me escorar na parede, eles me olharam sem intender nada o que me fazia rir mais ainda.

TaeMin: seu idiota. O ruivo entendeu que era apenas uma brincadeira e gargalhou baixo saindo do quarto e fechando a porta. 

Key: kook seu palhaço. O mais alto apenas me deu um leve empurrão tbm caindo na gargalhada, o ruivo estava rindo junto comigo.

Kook: meus amores vocês podem transar o tanto que vocês quiserem mas por favor dêem gemidos baixos pois o taeyang mora aqui. Ergui uma sonbrancelha olhando para os dois que me olhabam atentamente. - key meu querido tampe a boca desse escandaloso da próxima vez, a inocência do taeyang agradece. Fitei o loiro erguendo as sonbrancelhas, o msm apenas abaixou a cabeça e começou a rir. 

TaeMin: não dá meu amor, é impossível. Fitou meus olhos com um olhar malicioso logo caímos na gargalhada. 

Kook: mas eu não vim aqui pra interrogar vocês apenas pra dizer que o yoongi ligou e está nos esperando no hospital. Fitei os dois ainda rindo baixinho. 

TaeMin: kook caramba para de rir, porra ! Berrou e começou a gargalhar junto comigo. - não da pra te levar a sério assim. Cruzou os braços rindo baixinho. 

Kook: não dá para parar. Gargalhei novamente. - quando eu olho pra vocês eu só ouço " anw key anw". Imitei o ruivo que me deu um tapa na msm hora. 

Key: termina de falar criatura. Gargalhou com a atituade do ruivo que me olhava sério. 

Kook: aiiii porra. Fitei o ruivo massageando onde ele bateu. - eu só estava brincando. Olhei o ruivo que me olhou e revirou os olhos.

TaeMin: é pra você aprender a respeitar seus hyungs seu saeng atrevido. Fitou seus olhos aos meus rindo de lado. 

Kook: tá seu chato, o yoon disse que a cirurgia da lisa já foi realizada e ela está bem, só está de repouso. Falei sério encarando o ruivo que arregalou os olhos e pulou de alegria. 

TaeMin: SÉRIOOOOO ? Me olhou segurando no meu ombro, me olhava fixamente enquanto key apenas ria baixinho. 

Kook: sim, nos esperem lá em baixo vou chamar o jackson e o mark. Me afastei indo até o quarto de mark e jackson, mas sou interrompido pelo ruivo pulando nas minhas costas. 

TaeMin: me desculpa kook ? Perguntou apoindo sua cabeça no meu ombro, permaneci andando sem lhe responder nada. - É que as vezes você me tira do sério. Sua voz manhosa veio acompanhada de um bico, eu apenas o ignorei enquanto continuava a andar até o quarto dos meninos. - ahhh kook para de ser birrento, eu nem bati tão forte assim, me desculpa... olha várias vezes eu já ouvi você gemer o nome do taetae e não falei nada. Sussurou em meu ouvido me fazendo parar de caminhar no msm instante. Ele desceu das minhas costas, me virei pra ele, o ruivo estava com uma carinha fofa. 

Kook: aii meu deus tá bom, seu chantagista eu te desculpo. Olhei pra ele e bufei fazendo o msm gargalhar. Ele me abraça forte.

TaeMin: fiquei tranquilo pois ninguém nunca saberá das suas fantasias com o taetae. Sussurou novamente eu meu ouvido, voltando a me olhar.

Kook: tá bom, eu tbm não vou mais fazer esse tipo de brincadeira com você, me desculpa tá. Olhei o ruivo com um sorriso ladino no canto da boca.

TaeMin: hmmm deixa eu pensar... colocou a mão no queixo pensativo. - eu aceito. Estendeu a mão para mim, apertei a msm e sorri para o ruivo.

Kook: por favor não me bata mais, sua mão a muito pesada. Gargalhei baixo sendo acompanhado pelo ruivo.

TaeMin: tá bom, mas não se atreva a me atasanar novamente seu saeng atrevido. Me olhou de canto de olho cruzando os braços. Concordei com a cabeça e gargalhei baixo. Ele caminhou novamente até a porta do quarto pois o key entrou novamente para pegar algo sei lá. Já na frente da porta dos meninos eu entrei lentamente abrindo a porta. Ao entrar olhei para os lados e não vi ninguém. 

Kook: mark ? Jackson ? Chamei os dois e não me respodenderam, caminhei até perto do banheiro pois ouvi o chuveiro ligado.

Mark: OI KOOK. Sua voz estava manhosa e meio atrasada, ele estava fazendo alguma coisa. 

Jackson: OI KOOK JÁ VAMOS SAIR. Ouvir eles gargalharem dentro do banheiro, comecei a rir novamente dos dois. 

Kook: parem de se comer aí e descem logo vamos ao hospital. Me virei em direção a porta para sair novamente. Ouço a porta abrir. 

Mark: aconteceu alguma coisa ? Vi apenas a sua cabeça para o lado de fora do banheiro, uma feição preocupada tomava conta do seu rosto. Atrás de si estava jackson se enrolando em uma toalha e logo saindo do banheiro. 

Jackson: o yoon está bem ? Perguntou com a toalha em sua cintura me olhando preoculpado. Sua boca estava levemente vermelha, ou seja estava pagando boquete meu deus. 

Kook: aiii por favor tomem banho logo e desçam estaremos esperando vocês. Comecei a rir pq vamos combinar da pra dar uma notícia para esses dois pelados e ainda se comendo dentro do banheiro. Não né. 

Mark: meu pau. Falou simples e entrando novamente no banheiro. Jackson olhou o loiro com malícia entrando novamente no banheiro. 

Caminhei em direção a porta e sai, voltei em passos lentos até o quarto do pequeno, a porta estava entre aberta dando pra ver tae e taeyang brincando na cama, tae fazia cócegas no pequeno que de debatia de tanto rir sobre a cama. Abri a porta entrando de uma vez.

Kook: voltei. Fitei o pequeno sentado sobre a cama enquanto tae colocava sua camisa, me sentei na cama o olhando. 

Tae: o que você fez ? Fitou seus olhos castanhos aos meus, eu apenas gargalhei baixinho ao lembrar do taeMin e do key, do tapa que eu peguei, da cara deles dois e principalmente por interromper um momento dos casal markson.

Kook: amor... o olhei malicioso e gargalhei. - eu não vou falar agora né. Olhei o pequeno que estava com seu boneco do batman

Tae: ahhh claro ! Intendi seu recado. Piscou pra mim e logo sorriu ladino, peguei taeyang no colo enquanto saíamos do seu quarto, tae estava ao meu lado. 

Taeyang: papai nós temos uma casa agora você vai me dá um chachorrinho ? Falou manhoso e fitou seus olhinhos aos meus, uma carinha fofa invadiu seu rosto junto com um biquinho pidão.

Kook: hmmm eu vou pensar no seu caso. Olhei pra frente fazendo um biquinho igual a ele. Em passos lentos caminhamos até as escadas.

Taeyang: papai eu quero que ele seja bem pequeno e peludo, parecendo um lobinho. O nome dele vai ser yangtan. Falou todo empolgado, olhava para seu Batman enquanto falava como queria seu cachorrinho. Olhei para o tae que apenas ria baixinho.

Tae: se vira. Sussurou antes de entrar em nosso quarto quando ele disse isso eu sabia que eu estava increncado. Desci as escadas tentando convencer o pequeno de escolher outra coisa mais não adiantava, ao chegar na sala vi o ruivo aos beijos com o loiro. Pigarreiei para chamar a atenção dos dois que logo olharam para mim.

TaeMin: oiiiiiii fofinhooooo. Se levantou olhando o pequeno e o pegando no colo, o msm apenas abriu o braços para que o ruivo o pegasse.

Taeyang: oi titio, você já está melhor ? Sorriu enquanto abraçava o ruivo, que mantinha um sorrisão nos lábios. 

TaeMin: é claro que estou, eu sou muito mais feliz quando estou com você meu amor. Se afastou do abraço olhando para o pequeno que sorria tímido com suas palavras. 

Kook: olha ele pra mim enquanto eu vou tomar um banho ? Perguntei enquanto brincava com a mãozinha do pequeno. 

TaeMin: mais é claro, toda hora. Gargalhou baixo sarrindo para o pequeno que lhe abraçou novamente. Beijei sua testa do pequeno e subi as escadas novamente indo para o meu quarto, entrei vendo tae sair do banheiro com sua toalha enrolada através de si.

Kook: você nem imagina a cara do key e do taeMin quando eu estava lá parado na porta. Me jogeui na cama enquanto o castanhado enxugva os cabelos.

Tae: e como eles ficaram ? Parou em minha frente enquanto enxugava os cabelos molhados, parou e fitou seus olhos aos meus.

Kook: eles ficaram com vergonha não sabiam nem onde enfiar a cara, ai eu imitei os gemidos do taeMin e ele me deu um tapa no meu ombro. Falei manhoso passava a mão onde o ruivo bateu, tae gargalhou e caminhou até o closed pegando uma boxer preta. - depois fui no quarto do casal mais safado e imagina ? Me sentei na cama fitando o castanhado que sorria ladino já imaginado a resposta. Balançou a cabeça negativamente e sorriu. 

Kook: eu entrei no quarto e não tinha ninguém ouvi apenas o barulho do chuveiro, chamei o nome do mark e ele respondeu todo manhoso alguns segundos depois o jackson respondeu, eu disse que queria dar uma notícia a eles então o mark colocou a cabeça para fora do banheiro, o jackson se enrolou em uma tolha me olhando, a boca dele estava vermelha. Gargalhei bem alto ao lembrar da cena indo para o banheiro, tae gargalhou junto comigo. 

Tae: mas vindo do mark e do jackson é super normal. Fitou a calça jeans que vestia, entrei no banheiro para tomar um banho.

[...]

Terminei meu banho e me enrolei em uma toalha, peguei uma menor para enxugar meus cabelos. Caminhei para fora do banheiro enxugando os cabelos, quando terminei vi tae sentado na cama fitando o chão, me aproximei dele colocando minhas mãos no joelho e fitando seu rosto. Lentamete levantei sua cabeça para que ele mw olhasse, um sorriso ladino saiu de seus lábios. 

Kook: você tá bem ? Fitei seus olhos enquanto o castanhado permanecia sorrindo ladino. Ele apenas concordou com a cabeça. - então pq está triste? Continuei a fitar seus olhos ainda enclinado para ele.

Tae: eu apenas estava esperando você terminar seu banho, não estou triste. Sorriu fraco e voltou a fitar os seus dedos inquietos. 

Me aproximei de seu rosto lhe dando um selinho demorado, sinto suas mãos fazerem um cafuné no meu coro cabeludo até puxar de vez meu rosto para mais perto do seu, seus dedos acaricaivam meus cabelo dando leves puxões, lentamente fui deitando sobre seu corpo. Eu ainda estava um pouquinho molhado mas parece que o tae nem tava percebendo, sinto a ponta da sua língua tocar meus lábios lentamente, abri minha boca para que ele pudesse explora-lá, assim ele fez. 

Levei minhas mãos até seu cabelos o puxando, sento a língua de tae tocar a minha, rapidamente peguei sua língua a chupando só pra mim, mas não apressado ou afoito eu apenas chupei sua língua lentamete enquanto ele arfava endurecendo mais a língua. Sorri e deixei que sua língua voltasse a explorar minha boca, suas mãos passeavam em meu abdômen dando leves arranhões. 

Apertei sua cintura fina com força enquanto me concentrava entre suas pernas que já estavam penduras em minha cintura. Puxei seus cabelos lentamente nos separando do beijo, desci os beijos até seu pescoço dando lele selares. 

Tae: eu já disse que te amo hoje ? Perguntou apertando minhas costas me trazendo para mais perto de seu corpo. 

Kook: talvez... fitei o castanhdo que ria malicioso, mordendo os lábios lentamente. 

Tae: eu te amo coelhinho. Beijou meu nariz e sorriu fofamente, sorri fraco enquanto o olhava.

Kook: eu tbm te amo. Sorri malicioso lhe dando outro beijo. 

Mark: kook o taeM... puta que pariu. Tô saindo, tô saindo. Ouvi a porta se fechar e mark sair. Dei um último selinho no tae e sai de cima dele. 

Tae: mark vem aqui. Se levantou me olhando e sorrindo, caminhei para o closed para pegar uma roupa.

Mark: foi mal; eu não queria atrapalhar vocês. Sorriu malocioso olhando o tae que tbm retribuia o sorriso.

Tae: tudo bem, mas o que você esta a dizendo ? Fitou o loiro enquanto arrumava os cabelos. 

Mark: o taeMin disse que o jin está nos esperando no hospital. Olhava tae com um cara engraçada. - só isso msm. Gargalhou junto com o castanhado.

Kook: nós já iremos descer mark, obgd por avisar. Sorri ladino fechando o zíper da calça, olhei pro tae que mantinha um sorriso malicioso no rosto.

Mark: tá bom. Fechou a porta e saiu do quarto. ESTOU ESPERANDO VOCÊS ENTÃO DEIXEM PRA TRANSAR DEPOIS. gritou do outro lado da porta fazendo com que eu caisse na gargalhada junto com o castanhado deitado na cama. Terminei de me vestir e arrumei meus cabelos. 

Kook: vamos? Sorri ladino para o castanhado que me olhou e sorriu baixo, se levantou da cama entrelaçando seus dedos aos meus. Caminhamos lentamente para as escadas. 

Tae: amor.... fitou seus olhos aos meus sorrindo fofo. Apenas o olhei e sorri. - nada não era só pra testar minha moral msm. Olhou pra frente gargalhando, olhei pra ele e comecei a lhe fazer cócegas, no msm estante ele foi caindo no chão as gargalhadas, parei pois ele já estava ficando sem ar.

Kook: pronto ! Não brinque comigo eu sou um homem sério. Continuei a andar tranquilamente enquanto ele se levantava e continuava a gargalhar. Sinto ele pular nas minhas costas. 

Tae: você é tão sério que chega a ser engraçado. Gargalhou baixo me olhando, virei meu rosto pra ele e sorri. - mandão. Mostrou a língua pra mim e voltou a sorrir. Continuamos a andar, desci as escadas com ele em cima de mim, ao chegar na sala o key estava brincando com o pequeno, já o ruivo e o loiro nos olhavam maliciosos. 

TaeMin: já estou sabendo seus safajin. Nos olhou malicioso com um sorriso ladino no rosto. 

Kook: não estávamos fazendo nada de mais. Sorri olhando os dois que me olhavam segurando a risada, tae descia das minhas costas lentamente. 

Mark: não fizeram pq eu cheguei, pois o kook já estava preparado. Sorriu malocioso logo dando uma gargalhada com o ruivo, tae caiu na gargalhada com eles. Jackson estava comendo um sanduíche na cozinha. 

Kook: então meus amores vamos ? O yoon já deve estar nos esperando. Peguei as chaves do carro na mesinha de centro e meu sobretudo. 

Tae: min você vai com o mark ou com a gente ? Fitou o ruivo que ainda sorria baixinho. 

TaeMin: vou com o mark temos alguns assuntos para conversar. Sorriu malocioso para o loiro ao seu lado. 

Kook: então vamos. Coloquei meu sobretudo, te colocava o casaco no taeyang e sua touca, os quatro foram na frente pois o carro do jackson estava estacionado na frente de casa. Já o meu estava na garagem, caminhamos até lá e entramos no carro, o castanhado colocou o sinto no pequeno e seguimos para o hospital, já está noite a neve está fraquinha, só estava muito frio. 

(Taehyung on)

Seguimos nossa viagem até o hospital enquanto taeyang argumentava por querer um cachorrinho.

Tae: mas filho você é muito pequeno para ter um cachorrinho. Fitei o pequeno que me olhava emburrado com um biquinho e seus braços cruzados o deixando mais fofo.

Taeyang: papai eu vou cuidar dele, olha... eu vou alimentar ele e lhe dar água. Sua voz meio chorosa me deixou de coração partido mais não podemos ter um cachorrinho agora, o pequeno me olhava tristonho. 

Kook: mas filho ele vai bagunçar a casa, fazer xixi nas coisas e fazer cocô na casa inteira. Você vai limpar a sujeira dele? Kook perguntou o fitando através do retrovisor, vendo o pequeno novamente fazer um biquinho fofo e permanecendo calado.

Tae: e se você ganhar um aquário cheio de peixinhos ? Argumentei para tentar quebrar o silêncio que se formou entre nós, fitei o pequeno que apenas virou o rosto e olhou para a janela. 

Taeyang: mas eu quero um cachorrinho papai. Respondeu tristonho ainda de braços cruzados.

Tae: se você cuidar dos peixes dando alimento a ele e limpando o aquário para que eles fiquem bem... Comecei a falar para tentar convencê-lo de querer ter peixinhos. - Nós iremos pensar em dar um cachorrinho a você, mas só se você cuidar bem dos peixinhos. Sorri e olhei o pequeno que agora mostrava um sorriso tímido. 

Taeyang: vocês vão me dar um cachorrinho peludo e pequeno se eu cuidar bem dos peixinhos ? Respondeu em meio ao biquinho e ao seu sorriso extremamente fofo.

Kook: então está combinado ! Todos os dias iremos ver se você está cuidando bem dos seus peixes. O moreno comentou me fazendo encara-lo e sorrir.

Taeyang: tá bom eu vou cuidar dos peixinhos muito bem. Agora ele sorria pois já estava decidido e aliás fizemos um trato e iremos cumpri-lo.

Tae: então está feito, depois compramos seus peixinhos. Voltei a olhar pra frente e me arrunar no banco, o moreno sorria de lado enquanto girava o volante do carro para a esquerda.

Kook: chegamos. Murmutou baixo e olhava para todos os lados a procura de uma vaga para o carro, logo encontrando. Puxou o freio de mão e pegou seu celular que estava em nosso meio. - filho está com seu casaco ? Fitou o pequeno que colocava suas luvas, o msm apenas concordou com a cabeça. - amor pode ir na frente que eu carrego o taeyang para dentro. fitou meus olhos e me deu um selinho, abriu a porta descando do carro. 

Neve está forte junto com o vento. Me virei e vi kook pegar taeyang e colocar uma máscara no msm, travou o carro e carremos para dentro do hospital. 

Kook: que frio. Falou dando uma tremidinha e acochegando taeyang em seus braços, o msm estava com suas bochechas vermelhas por conta do frio. Me aproximei da recepcionista que tinha ao nosso lado.

Tae: boa noite, você poderia nos dizer o quarto onde está a senhorita lisa ? Perguntei olhando a moça que sorria gentilmente.

Recepcionista: quarto 245 no terceiro andar. Recebi uma resposta simples e um sorriso muito carismático, retribui o sorriso e me afastei.

Tae: obgd ! Agradeci um pouco de longe, entrelacei meus braços ao de kook pois ele estava bem quentinho. Seguimos para o elevador.

Kook: amor o yoon vai matar a gente. Me olhou e soltou uma leve gargalhada enquanto olhava para a tela do celular.

Tae: pq ? Perguntei fitando a porta e apoiando minha cabeça em seu ombro enquanto taeyang brincava com meus cabelos. 

Kook: ele me ligou as sete horas da noite e olha a hora que nós chegamos. Me mostrou brevemente a tela do celular e voltou a rir, bloqueou o msm e guardou em seu bolso. 

São sete e cinquenta e dois da noite, começamos a rir, as portas de ferro do elevador se abriram e descemos do msm, caminhamos um pouquinho até ver o quarto 245. Lentamente abrimos a porta e entramos, vi todos os meninos cabisbaixo comversando baixinho. Ao entrarmos todos nos olharam logo abrindo um sorriso no rosto.

Kook: oi. Sussurou enquanto acenava para todos que ali estavam presentes com caras tristonhas porém abriram sorrisos ao nos verem.

Yoongi: uma hora depois... Falou em um tom provocativo enquanto fingia olhar a hora em seu pulso, ficou nos encarando e logo sorriu. - mas que bom que venheram.

Kook: yoon eu não tenho culpa se certas pessoas estavam se divertindo. Encarou taeMin e key com malicia que fez os dois ficarem corados e sorrirem sem graça. 

Jimin: uii me contem essa história. Falou sussurando enquanto se aproximava de kook para que o msm contasse o houve, kook apenas riu e negou com a cabeça.

Om/lisa: vocês todos são amigos da minha filha ? O msm homem de ontem nos olhou se levantando do pequeno sofá no canto do quarto.

Hobi: sim, ela se tornou parte de nós e sempre nos ajuda, estamos retribuindo o carinho que ela tem por nós. Argumentou demostrando um sorriso meigo. 

Om/lisa: minha filha tem os melhores amigos que alguém poderia ter, obgd meninos obgd msm, eu sou muito grata por ter todos vocês ao lado da minha filha. A moça se levantou do sofá segurando sua bolsa e parou em nossa frente sorrindo meiga.

Nam: nós que lhe agradecemos. Sorriu mostrando suas covinhas fofas.

Ap/lisa: quem é essa fofura ? Fitou taeyang que corou ficando com suas bochechas novamente avermelhadas.

Kook tirou a máscara de seu rosto revelando o sorriso que taeyang carregava. O homem nos olhou espantado e confuso, franziu as sobrancelhas e nos encarou.

[...]


Notas Finais


Obgd por ler !
Me perdoem os erros !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...