História O amor é um jogo - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 68
Palavras 235
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie meus amores... voltei, como prometido.
O capitulo é pequeno mas prometo tentar trazer outros maiores.

Desculpe qualquer erro.

Capítulo 13 - Dois x zero


Algumas horas mais tarde, estou na biblioteca procurando um livro enorme chamado Rede bancária comercial e de investimentos e os mercados internacionais de capital e crédito. Todos os livros do Harry Potter caberiam em um capitulo deste danado. Examino as prateleiras onde ele deveria estar~ mas ele não esta lá.

Outra pessoa deve estar com ele.

Então, começo a procurar um volume bem menor, mas tão importante quanto, chamado Legislação de administração de investimentos, quarta edição. Mas também não encontro.

Que merda está acontecendo?

Não acredito em coincidências. Pego o elevador de volta ao quadragésimo andar e vou direto até a porta de Rose, que esta aberta.

A princípio não a vejo.

Isso acontece pelas pilhas de livros, altas e bem organizadas, que estão ao redor de sua mesa. Umas três dúzias de livros.

Em seguida sua cabeça com seus cabelos pretos brilhantes emerge sobre o horizonte. Ela sorri de novo. Como um gato com um passarinho na boca.

Eu odeio gatos. Eles parecem endiabrados não acha? Como se eles estivessem esperando você dormir pra te sufocar com seus pelos ou mijar em sua orelha.

- Oi, Hoseok. Você precisa de algo?~ ela me olha com uma falsa boa vontade.

Ela tamborila os dedos em duas capas duras enormes.

- Você sabe... ajuda? Conselho? Instrução para a biblioteca pública?

Engulo minha resposta e lanço um olhar de reprovação para ela.

- Não, estou bem.

- Ah. Ok, ótimo. Tchau, então.

E então desaparece atrás de sua montanha literária.

Price: dois.

Jung: zero.


Notas Finais


Por hoje é isso... amanhã tento postar outro.

Beijinhos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...