História O amor entre nós - Capítulo 3


Escrita por:

Visualizações 160
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"What, what, what, what

I’m gonna pop some tags
Only got 20 dollars in my pocket
I, I, I’m hunting, lookin’ for a come-up
This is fucking awesome"- Thrift Shop (feat. Wanz)
Macklemore & Ryan Lewis

https://www.youtube.com/watch?v=QK8mJJJvaes

Capítulo 3 - Capítulo 1 III


Fomos caminhando para escola, estávamos um pouco atrasados, mas eu não me liguei, prestei atenção apenas no mar verde que olhava para mim, detive-me em todos os detalhes de seu rosto. Ele contava de um jeito que penetrava os ouvintes, ou a mim. Talvez eu estivesse um pouco iludida, acabei de conhecer o menino e já estava querendo ter algo sério, ou mesmo uma passada na cama dele. Talvez fosse a minha vontade incontrolável de desobedecer a minha mãe este ano e, por isso, estou vendo a primeira nova pessoa já pensando em usá-la para cumprir a minha missão. Talvez não, talvez aqueles olhos me prendessem de um jeito especial, que eu não conseguia mais soltar.

Mesmo que eu esteja apaixonada por ele, ou ainda que seja uma vontade apenas de passar em seu quarto, era estranho eu começar a gostar dele tanto assim. Fiquei na dúvida, talvez a vontade de desobedecer a minha ditadora fosse grande e por isso eu estivesse com esse desejo de transar com ele, ou mesmo querendo-o.

Chegamos ao colégio e o Jug foi à sala do diretor para conversar sobre o que ele precisava saber sobre o novo colégio, suas aulas, suas atividades extracurriculares e muitas outras idiotices, enquanto eu e o Archie fomos guardar nossas coisas nos armários. O dele era na frente do meu, separados apenas por um corredor. Ele pegou suas coisas e encostou-se ao armário ao lado do meu enquanto eu ainda pegava o resto dos materiais.

- O que achou do Jughead, Betty? Eu pude perceber. Você era a mais penetrada nos olhos dele.

Fechei meu armário e ajeitei minhas coisas na mão. Fui ao lado dele e falei:

- Vamos dizer que eu... - eu parei e cheguei mais perto, ao encontro de seus ouvidos e sussurrei - vamos dizer que eu fiquei com tesão.

Dei de ombros. Ele sorriu baixinho, mas eu pude escutar e, caminhando para a minha sala, sorri baixinho também. Cheguei à porta e olhei para o lado, o Archie estava lá e olhou para mim como se tivesse alguma para dizer que não pudesse falar ali, ele começou a olhar loucamente para vários lugares ao mesmo tempo e eu fiquei tentando decifrar o que ele estava querendo falar.

- O que? - articulei bem a boca para ele poder entender já que eu estava falando em voz baixa.

Ele bateu a mão na testa e, logo após, uma mão quente e suave tocou em mim.

- Então Betty, você vai entrar? - disse o Jughead com um sorriso envergonhado.

Eu sorri também, antes de perceber a fila que se formava atrás dele de pessoas querendo entrar na sala. Então entrei acelerando um pouco o passo e me sentei no fundo. Comecei a mexer no meu celular.

 

WhatsApp time:

 

Veronica:

 

Betty: Eai amiga. Conheci um menino mó gato. Vamo se encontrar

 aonde no refeitório? Preciso falar tudo sobre ele!!!!  ;)

 

Veronica: Uau Betty. Já ta de olho no garoto? Quero saber quem amoleceu o coração da tão complicada Betty Cooper.

 

Betty: Sua sorte é que eu tô de bom humor hoje!

 Te encontro na mesa de sempre.

 

WhatsApp off

 

E na mesa do lado ele se sentou. Eu não fiquei tão assustada porque sabia que era a única conhecida dele na classe.

- Você considera essa aula legal ou chata? - Jughead questionou enquanto tirava os livros todo desajeitado.

- Nenhuma aula é legal. - logo depois de eu respondê-lo os livros caíram no chão e fui ajudá-lo.

- Eu sou muito desajeitado. - ele preocupou-se.

- É a maldição do primeiro dia de aula. - respondi e ele deu um leve riso.

Fomos pegar o mesmo livro e nossas mãos se tocaram. Logo pensei, "Que coisa clichê Betty!", foi quando ele esfregou um pouco do seu dedo no meu, minha mente não conseguiu controlar mais. Minha pélvis começou se inquietar, fechei os olhos para me acalmar e tudo que passou na minha cabeça foi o Jughead me levantando em um balcão na cozinha, lambendo a mesma que se denominava inquieta no momento. O mais engraçado é que tudo isso que eu sentia foi exposto apenas por um mísero riso e retribuído com um gêmeo.


Notas Finais


Comentem e sejam sinceros pfvoor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...