História O Amor Está Em Campo - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren
Visualizações 366
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Mente Malvada e Brilhante?


Camila Cabello POV

Vamos Camila! - Chamou, minha amiga.

Tínhamos acabado de fazer as malas, o tempo na Argentina se esgotou e agora estávamos voltando pra casa, essa semana foi tão maravilhosa, e nem vou tentar ocultar o motivo principal disso, óbvio que era a garota dos olhos verdes. Todos os dias em que fiquei aqui nos saíamos pra algum lugar pra conversar ou só ficar juntas mesmo, estar na sua presença era sentir de tirar o fôlego.

Ao contrário do esperado, eu lembrava da noite em que quase nos beijamos, e depois do que ela fez passei a admirá-la ainda mais, o pior de tudo isso é que ia além de só admirar, era bem mais profundo que isso, eu procurava sempre prestar atenção em todos os detalhes, como ela me olhava, como sorria, andava, falava e por aí vai.

Depois de uma conversa séria com Dinah... É, as vezes ela consegue ficar séria, enfim, depois disso eu acho que posso estar gostando de verdade da Lauren, o que não encaro como algo ruim.

...

- Então... É isso. - Falei tentando ignorar o aperto no peito.

Já estávamos no aeroporto, eram meus  últimos segundos em terra Argentina, pelo menos por esse ano, Lauren estava visivelmente triste, nada diferente de mim.

- Droga! Eu acho que... Vou sentir sua falta Camz. - Falou sem conseguir me olhar nos olhos.

- Você acha? - Arqueei as sobrancelhas com uma falsa indignação.

- Na verdade, eu tenho certeza, porém não queria parecer desesperada. - Não aguentei e ri daquilo.

- Eu também sentirei saudades. - Confessei um pouco sem jeito.

Surpreendendo-me totalmente Lauren me puxou brutalmente para seus braços em um abraço forte e apertado.

Aquilo foi tão forte que só consegui imaginar sua pegada, meu Deus, se controla Camila.

Sai vagarosamente dos seus braços e olhei no fundo dos seus olhos, aquilo fez meu coração acelerar e--

- Já acabou a viadagem? - Só podia ser a Dinah. - Só falta a gente do nosso voo.

Dinah estraga prazeres Jane me chamou e infelizmente tive que ir.

Andei com a loira atrás de mim e apenas ouvi um briga, me virei e vi Lauren tentando entrar no corredor que nos levaria para dentro do avião, dois homens altos e fortes a seguravam, cada um de um lado fazendo com que seus pés não encostassem no chão. Ri um pouco e voltei correndo.

Ela imediatamente parou de discutir com os guardas e me olhou, naquele momento apenas tive mais certeza do que faria. Corri apressada e apoiei minha mão onde dava para sentir as batidas rápidas do seu coração e finalmente encostei meus lábios nos seus. Foi apenas um selinho rápido, tive que ficar na ponta dos pés por ela estar suspensa no ar pelos homens.

- Podem soltá-la por favor? - Pedi e assim eles o fizeram.

- Valeu, não tava gostando daquilo não. - Falou um tanto brava, aquilo a deixou fofa, sorri.

- Tchau Lolo. - Falei, mordendo o lábio, nervosa pelo meu ato anterior.

- Não faça isso, linda. - Disse, chegando mais perto. - Se não faço por você. - Olhava diretente para minha boca.

- Faça. - Depois disso ela arfou e passou um braço pela minha cintura, levou a outra mão até meu rosto e puxou meu corpo com força quebrando a distância entre nós.

- Parou aí a putaria! - Dinah falou um pouco alto.

- Caralho. - Lauren praticamente rosnou.

- Tchau Lauren, infelizmente temos que ir, já tá todo mundo puto no avião. - Puxou meu braço e sem escolhas eu fui com minha amiga.

- Tchau Camz.

- Tchau Lo. - Não acredito que tinha acabado de formar um nó na minha garganta, não é possível, FOI SÓ UMA SEMANA!

- Adeus princesa. - Tomara que eu morra!

- Adeus bebê. - Respondi.

...

Lauren Jauregui POV

Já fazia algumas semanas que Camila tinha partido, todo dia nós conversávamos, seja por mensagens ou ligações. Próximo jogo para nossa classificação era no Uruguai contra elas, já estávamos classificadas, porém ninguém entra em um jogo para perder, provável que elas venham com tudo pois ainda não estavam dentro e precisavam vencer, o pior de tudo isso é que não estou nervosa por jogar, mas sim pelo fato de que Camila se comprometeu a ir no jogo e combinamos de passar uma semana lá no Uruguai conhecendo o país, juntas.

Faltava duas semanas para o jogo, entretanto na minha cabeça apaixonada, era como se fosse séculos. Eu falei apaixonada? Ainda estou muito confusa em relação aos meus sentimentos, porém tenho uma certeza de que não quero ficar com mais ninguém, é como se o resto do mundo tivesse perdido a graça, claro que não fiquei cega, via beleza nas pessoas, mas nada além disso e esperava de verdade que Camz pensasse da mesma forma.

...

Final de treino, pegamos pesado dessa vez, já que perdemos o último jogo, nosso foco no início não era se desgastar muito na copa América, mas sim, se poupar para o mundial, porém o técnico queria vencer esse jogo e tudo isso pela rivalidade, exatamente, Brasil obviamente vai vencer da Colômbia, fazendo assim com que fossem para a final, já viu né? Se não vencermos esse e ir pra final, nosso querido técnico vai nos matar com toda certeza.

Mas eu estava me fodendo pra isso.

- Lauren! - Uma voz feminina gritou.

- Que? - Respondi, eu estava no vestiário.

- Nunca pensei que sua mente era tão malvada e BRILHANTE! - O técnico entrou gritando a última palavra.

- Do que estão falando? - Franzi o cenho para um pequeno grupo de pessoas do time e o técnico que tinha se formado em minha volta.

- Disso aqui! - Virou a tela do celular pra mim, era uma foto minha e de Camila, uma notícia, no título tinha: "Nova amizade do futebol?" logo a baixo tinha um pequeno texto: "Parece que Camila Cabello e Lauren Jauregui celaram a paz dos dois países e se tornaram amigas, deixando a rixa de séculos para trás..."

- Não entendi o por quê dessa reunião em volta de mim. - Conclui confusa.

- Não se faça de santa, sabemos o que está fazendo, eu deveria ter pensado nisso antes! - Falou Normani.

- Pensado no que? DO QUE ESTÃO FALANDO PORRA? - Paciência não era uma das minhas características, sem contar que eu tinha acabado de sair de um treino super pesado, estava exausta.

- Calminha Jauregui. - O técnico botou a mão no meu ombro. - Achei brilhante essa sua ideia de conquistar a Cabello para ela amolecer nos jogos, se antes ela já não jogava nada contra nós, imagina agora que você a tem nas mãos. - Falou alegre e eu ainda estava tentando engolir toda aquela merda que havia saído da sua boca.

- Não sabia que já tinham criado o transplante de cu. - Comecei meu sarcasmo tentando disfarçar a fúria dentro de mim por eles terem insinuado que eu estava usando Camila, sequer terem pensando isso estava me causando náuseas.

- Como? - Perguntou confuso.

- Você deve ter sido o primeiro a testar esse novo método, fico pensando no que te levou a remover seu orifício lá de baixo e implantar no lugar da boca. Nunca vi alguém falar tanta merda! - Devo ter explodido um pouco na última parte, sai de perto dele e comecei a juntar minhas coisas.

- Você e suas brincadeiras Jauregui. - Disse risonho, dei um sorriso sem qualquer vestígio de humor e já com minhas coisas arrumadas eu virei para encarar todos eles.

- Escutem bem, eu NUNCA usaria alguém dessa forma, não sou baixa assim, por mais que não pareça, eu prezo muito pela honestidade. Eu, Lauren Jauregui, não estou sequer pensando em lado profissional quando estou com Camila, estar com ela não tem nada a ver com minha vida dentro dos campos e sempre que jogarmos vou ser o mais honesta possível. - Tentei falar bem calmamente para que todos entendessem. - Espero que tenham compreendido. Até o próximo treino. - Sai daquele local vendo alguns rostos completamente chocados e outros até com um pouco de nojo.

Era só o que faltava mesmo, acharem que eu estava fazendo um jogo com a garota, em que momento da minha vida eu passei a impressão para as pessoas de que eu era um ser humano tão horrível, não lembro de ter feito nada disso, porém eu sabia a causa daquelas insinuações, aparentemente não podemos gostar de ninguém do outro lado da fronteira, isso é tão ridículo, ainda mais pessoas como nós que estamos dentro dos times de futebol.

Claro que eu tinha visto várias manchetes insinuando absurdos e várias fotos minhas e de Camila, porém eu não liguei, até porque não ligo para o que não é verdade.

Tentei parar de pensar naquelas idiotices e focar um pouco mais em um futuro próximo, onde eu e Camz estaríamos nos conhecendo melhor e eventualmente eu beijaria aquela boca linda e perfeita que tanto sinto falta, pode parecer precipitado, mas um selinho foi suficiente para me fazer sentir falta daquele contato. Foda-se todo mundo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...