História O amor na adolescência - Capítulo 11


Escrita por:

Visualizações 5
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Capítulo 10- O QUE? COMO ASSIM?


No dia seguinte

                 P.o.v  Pac

Acordo me levando vou ate o banheiro e faso minhas higiênis, e coloco uma calça jeans escura, minha blusa do Pac-man, e um tênis de nike, vou ate a cozinha e como meu café da manhã, quando eu ia sair de casa Foxy me liga.

               Ligação on

Foxy: Onde você ta? 

Pac: To saindo de casa fia

Foxy: Ta, quem tu vai beijar?

Pac: Lobinha

Foxy: Faz o favor de ser perto do banheiro feminino.

Pac: Por quê?...

Foxy: Não interessa porra

             Ligação off

Foxy desliga e pela voz dela ela ta brava, eu saio de casa e vou para escola. Chego na escola e vou direto até Barb, e pergunto:

- Onde ta Lobinha?

- Ta no banheiro, por quê? - Barb pergunta

Nao falo nada e vou ate o banheiro feminino, fico perto do banheiro feminino, fica ali e quando Lobinha passa e eu o seguro, nessa mesma vejo que Foxy estava se aproximando, puxo Lobinha para um beijo rapidamente, no começo ela tenta separar o beijo mais depois da alguns segundos ela para de tentar

             P.o.v. Foxy

Vejo Pac beijando Lobinha, vou correndo para o banheiro e me tranco lá, pego meu colírio e bingo em meu olho, meu olho começa a arder e ardendo começa a lacrimejar, e lacrimejando parece que eu to chorando, alguém bate na porta e eu pergunto com uma voz de "choro":

- Quem é? E que você quer? 

- É eu a Mia, eu vi oque aconteceu - Mia fala 

Pela sua voz  de Mia sei que ela quer me ajudar, mais me ajudar de que? Foi só um fingimento, acho que eu começo a chorar de verdade, mais não porque o Pacote beijou a Lobinha, e sim que eu percebi que Lobinha gostava de Pac, eu percebi pelo beijo, mais por que ela nao me contou?, caio de joelhos no chão chorando, por quê? Eu não sei, bate o sinal eu me levanto do chão e vejo que eu olho estava vermelho, e dava para perceber que eu tinha chorado de verdade, saio do banheiro e vejo que todos já entraram na sala, vou ate minha sala Bato na porta e abro falando:

- Licença professor

- Por que chegou atrasada? - Professor me perguntou, depois ficou me encarando

- Desculpa eu....- quando eu vou falar sou interrompida

- Sua cara já fala - O Professor se referindo a minha cara de choro - agora feche a porta e vai se sentar 

Eu fecho a porta e vou me sentar, o professor começa a fala e eu só consigo pensar em como minha vida é uma merda. Depois de um tempo bate o sinal para o recreio, mas o professor fala:

- Foxy você vai sair um pouco atrasada para o recreio - O professor fala e abre a porta todos menos eu vão para o recreio - Então Raquel por que estava chorando?

- Eu não sei - Eu falo e ele abre a porta

- Pode ir se não quiser falar o porque - O professor fala 

Vou ate a porta e saio, naquele momento eu não sabia o que eu sentia, vou para trás da escola o parece que Batista estava lá, vou até Batista e me sento do lado dele ate que ele fala:

- Por você estava chorando? 

- Eu não sei - eu falo

- É...eu sei que o Pac te iludiu, é por causa disso não é? - Batista fala 

- Não, eu não sei mais o que é amar - Eu falo

- Como assim? - Batista pergunta 

- Eu não sei explicar, só sei que não sei como amar alguém por causa do Felps - Eu falo

Batista não fala nada, ficamos um tempo sem falar nada, mas de repente começo a me sentir fraca, coloco minha cabeça no colo de Batista, então ele pergunta:

- Você ta bem?

- Não, eu me sinto fraca - Eu falo

Ele me levanta, me pega no colo, e me leva para enfermaria

                 P.o.v Felps

Eu tava sentado mexendo no celular, ate que vejo um menino loiro carregando Foxy no colo, então começo a seguir ele, acho que ele é o tal Batista, ele vai na enfermaria começa a falar com o medico e o medico lava a Foxy, vou ate Batista e pergunto:

- Por que a Foxy ta enfermaria?

- Aff, é sério?! Eu não fiz nada ela que começou a se sentir fraca - Batista fala e sai de lá

Me sento em uma cadeira se passa 5 minutos e Foxy sai ela passa reto por mim então corro atrás dela, seguro ela pelo pulso e pergunto

- O que aconteceu?

- Nada, vamos logo para sala - Foxy fala 

- ainda faltam 15 minutos para irmos pra sala - Eu falo

Ela não fala nada só continua andando e eu a seguindo ela, ela vai para atrás da escola e não tinha ninguém lá, quando ela foi sair de trás da escola, mas eu a puxo e a coloco ela contra a parede, começo a beijar ela, ela tentava sair mas ela não consegue, eu sinto alguém me imputando me fazendo cair no chão quando eu olhei não era uma pessoa, era três meninas e uma menina tirando a Foxy, a menina sai com Foxy de lá, o os três começam a me bater 

                  P.o.v Moonkase

Eu tinha tirado Foxy daquele lugar para que ela não vise a briga, levo Foxy até perto de Lobinha, Mia, Hendy, T3ddy e Barb, começo explicar, puxo Lobinha ate lá onde Pac estava o falo: 

- Pac a Lobinha - Eu falo

Pac vai falar com Lobinha e eu deixo eles aços, vou ate Foxy a começamos a conversa ate que ouvimos a Lobinha gritar: 

- O QUE? COMO ASSIM?






Continua......




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...