História O amor (não) é doce (Jikook) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Clichê, Jikook, Jimin Fofo, Jimin Iludido, Jimin!bottom, Kookmin, Top!jungkook
Visualizações 307
Palavras 3.478
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIE VOLTEI! O HIATUS ACABOU!
Aaaaa demorou um pouquinho mas estou de volta!
O capítulo deu mais de três mil palavras, quero pedir para que vocês comentem porquê isso me ajuda e muito!
Olha, eu demorei muito para escrever esse capítulo. Talvez não fique tão bom, ou vocês nem gostem. Mas peço que faça um comentário sincero...Eu demoro mais de horas para elaborar, escrever e revisar. Sei que não é perfeito, mas eu estou me esforçando ao máximo para ficar bom!

Vou criar um grupo no WhatsApp, depois eu crio um capítulo para quem se interessar entrar ^^
Espero que gostem do capítulo, ignorem os erros de português por favor.

Boa leitura ❤️

Capítulo 8 - Passeio.


Fanfic / Fanfiction O amor (não) é doce (Jikook) - Capítulo 8 - Passeio.

—Jungkook me solta- exclamo tendo tirar minha mão da sua, assim que passamos pelo portão da escola, tendo a atenção de Jungkook finalmente para mim.

—Eu não! Não vou deixar você fugir princesa- sorriu cínico como se soubesse que planejo sair correndo quando ele me soltar. Mas bem era isso mesmo que eu planejava fazer! Mas o babaca não me solta!

—Mas que porra Jungkook. Me solta!- exijo irritado, não tendo mais paciência.

—Fique calmo estamos quase chegando- ele disse em um tom divertido.

Uma grande interrogação surgiu em minha mente. Chegar onde? Arregalei os olhos ao ver minha casa logo a frente. Onde Jeon parou em frente à resistência, e abriu minha mochila, passando a vasculhar a mesma. Ainda com nossas mãos juntas.

—Ei o que está fazendo?- tentei pará-lo de mexer nas minhas coisas, mas foi em vão. Fiquei indignado, quando o mais alto tirou minha chave de casa de dentro da mochila, sorrindo vitorioso para mim.

Ele foi até ao portão e abriu o mesmo, me puxando pela mão para dentro do local. Abrindo a porta de MINHA CASA e entrando dentro junto a mim. O que me deixou puto por ele ser tão folgado!

—Não entre sem permissão seu merd-

—Oh não é o menino que veio aqui em casa ontem?- minha mãe me interrompeu, falando diretamente para Jungkook com uma animação presente, tanto em suas feições quanto na voz.

—Olá senhora Park!- Jungkook se curvou em sinal de respeito—Vim pedir permissão para sair com o Jimin hoje!- ele sorriu para a mais velha, deixando-a toda derretida por ele. Eu franzi o cenho, mas o que esse idiota está fazendo?

—Claro que Jimin pode ir! Ele não faz nada o dia inteiro. E além do mais meu bebê precisa de um namorado! Tadinho ele é tão solitário e-

—Mãe!- interrompi a minha progenitora indignado, Jungkook segurou sua risada, querendo rir da minha cara.

—Desculpe querido! Pode ir- sorriu divertida para mim.

—Podemos deixar nossas mochilas aqui? Será pesado para nós dois- Jeon fez manha, deixando minha mãe mais encantada por ele. Confesso que até mesmo eu fiquei encantado, mas encantado por sua atuação! Ele acha que consegue me enganar com essa falsa “inocência”? Poupe-me!

—Podem sim! Agora preciso terminar meu trabalho- ela se curvou e saiu da sala, lançando um sorriso acolhedor para Jungkook, este que sorriu de volta para a mais velha.

O antes citado me olhou de cima abaixo, para então dar um sorriso ladino. Fazendo-me, inflar as bochechas irritado. Ele riu fraco, antes de tirar minha mochila das costas, me deixando surpreso e meio relutante, mas deixei que Jungkook o fizesse. O mesmo deixou nossas mochilas no sofá, e olhou para mim em seguida. Sibilando um “vamos”, me deixando irritado com um bico nos lábios. Mesmo não querendo, eu o segui, saindo de casa junto ao idiota.

—O que vamos fazer e aonde vamos?- perguntei com um claro tédio na voz, revirando os olhos.

—Vamos comer!- exclamou sorridente—Conheço um café legal perto daqui, vamos nele!- ele pegou em minha mão e começou a andar. Puxei a palma, desfazendo o toque. Mostrando que claramente não quero andar de mãos dadas consigo—Casais andam de mãos dadas! E caso se esqueceu, eu tenho algumas certas fotos bem peculiares, e seria terrível para você se elas se espalhassem pela escola- ameaçou, mostrando em como ele está com vantagem na situação.

Bufei irritado e não ousei reclamar, esse desgraçado me tem na palma de sua mão. Não posso correr o risco do o idiota divulgar as fotos que ele tirou! Da qual fora um absurdo! Ele não tem o direito de ficar tirando foto minha! Por esse motivo não tirei mais sua mão da minha, ficando com nossos dedos entrelaçados, e que de alguma forma eu gostava...

Andamos por alguns minutos, com eu claramente não agradando do “passeio”. Espero que acabe logo, quero chegar o quanto antes em casa para poder ler uma fanfic que saiu do hiatus recentemente, de um tal shipp Jikook.

Suspirei aliviado ao avistar a tal cafeteria, esta que logo entramos e sentamos em uma mesa perto da janela. Infelizmente com o imbecil ao meu lado e que felizmente soltamos as mãos. Uma mulher veio nos atender, ela sorriu animada para Jungkook, este que piscou para ela. Ele é um galinha!

—O que vão querer?- a atendente perguntou sorrindo “tímida”, e fazendo uma cena clichê ao que ela abaixou seu decote deixando a mostra seus seios. Da qual Jungkook descaradamente olhou, me fazendo erguer a sobrancelha. Ele não está vendo que estou aqui?!

—Eu quero um bolo de chocolate com sorvete de baunilha- interrompi o clima que se formou entre os dois, fazendo a mulher me olhar ficar com uma expressão fechada, e empinar o nariz no ar. Mas a mesma anotou meu pedido, olhando para o moreno ao meu lado, mordendo seu lábio inferior e passando a língua por eles, tendo ser “sexy”. Revirei os olhos por ter que aguentar eles flertando.

—E você o que vai querer?- perguntou diretamente para o babaca ao meu lado.

—O mesmo que meu namorado- Jungkook sorriu divertido, ao que a mulher desmanchou o sorriso e ajeitou o decote de sua roupa. A mesma bufou irritada antes de anotar seu pedido e sair dali em passos apressados.

Sorri minimamente por isso, virando meu rosto na direção oposta. Eu não deveria ter gostado disso. Principalmente por ele falar que somos namorados, já que afinal eu sempre sonhei em ter um. E Jeon estragou meus planos, tirando meu primeiro beijo à força de mim, e me fazendo namorar com ele a base de chantagens. Desmanchei meu sorriso por estes fatos, me contendo por ter gostado disso! Mas, aquela mulher mereceu!

Dentro de dez minutos nosso pedido chegou, a atendeu que nos atendeu me olhou irritada. Franzi o cenho por isso, mulher louca! Ela está com ciúmes ou algo do tipo? Tadinha, tenho pena dela por ter ciúmes de um babaca como Jungkook.

Dei de ombros e comecei a comer, me deliciando do gosto de chocolate, junto com o sorvete de baunilha. Que juntos tinham harmonia e deixava tudo mais gostoso.

Infelizmente terminei de comer primeiro que Jungkook, e por este motivo tive que ficar esperando ele. Não conversamos nada, o que deixa tudo desconfortável. Afinal por que ele me obrigou a sair consigo, se nem conversa comigo? Foi ai que percebi que esse imbecil queria estragar meus planos com Taemin. Que absurdo!

Agradeci mentalmente, quando o idiota, vulgo Jungkook, terminou de comer e fomos pagar. Nós dois dividimos a conta, mas acho que ele deveria fazer a menção de pagar para mim! Afinal foi ele que me arrastou para cá contra minha vontade!

—O que vamos fazer agora?-perguntei desanimado, suspirando no fim da fala.

—Vamos para o parque de diversão- o moreno sorriu animado. E eu sorri empolgado com a ideia, mas logo desmanchei o sorriso. Confesso que gostei da ideia de ir a um parque de diversão, afinal faz tempos em que eu não vou a um.

—Já que você insisti eu vou com você- dou de ombros, começando a andar em direção ao parque, seguido de Jungkook, que riu alto ao ficar ao meu lado.

—Confesse que você adorou a ideia!- Jeon apertou levemente minha cintura me causando cosquinhas e um arrepio. Ri por isso e discordei com a cabeça.

—Você está louco!- aleguei. Eu fiquei animado mesmo e dai?

Jungkook riu por fim, e seguiu o caminho todo em silêncio. E durante todo o trajeto ele tinha um sorriso nos lábios, o que me deixa admirado por seu sorriso ser tão bonito. Parece um coelhinho. Jungkook todo é bonito, o que estraga nele é sua personalidade! Sério, fico admirado por quanto ele é babaca!

[...]

Assim que chegamos ao parque, fomos direto comprar os ingressos. Cada um pagou o seu. Jungkook logo olhou animado para os brinquedinhos, que eu considero muito perigoso e radical para mim.

—Vamos à montanha russa Jimin!- o moreno pegou exasperado em meu pulso, me arrastando para o brinquedo.

—Não vou na montanha russa nem a pau!- reclamei tentando puxar meu pulso. Mas que babaca forte!

—Para de mimi e vamos logo!- ele entregou dois ingressos para o funcionário, e me arrastou até um dos lugares do brinquedo.

Eu me levantei prontamente querendo fugir, mas fui impedido pelo funcionário que me repreendeu.

—É proibido se levantar! Se sente que já vai começar- advertiu.

Fiquei sem graça e me sentei ao lado de Jungkook, engolindo em seco quando o cinto automaticamente encaixou sobre meu corpo, pressionado meu abdômen levemente. Olhei para Jeon e esse parecia uma criança, vibrando ansioso para que comece logo. O mesmo me encarou e sorriu ladino.

—Fica calma princesa. Vai ser divertido!- o sorriso dele foi maléfico, tipo um sorriso psicopata. Caralho, fiquei com medo! Quero socar o rosto bonito desse babaca!

Antes que eu pudesse falar ou fazer algo, o brinquedo começa a se mover. Fazendo-me encolher em meu assento, vendo o carrinho subir pelos trilhos. Um frio veio em minha barriga, na medida em que aquilo se aproximava da descida. Fechei meus olhos, apertando eles fortemente, um grito estrondoso sai de minha garganta, quando o carrinho desce com rapidez. Ouvi a risada de Jungkook, enquanto eu só consigo gritar, querendo sair desse maldito brinquedo.

Ousei abrir os olhos, e vi que Jeon tinha seus braços levantados para cima, gritando e sorrindo animado, claramente se divertindo. Já eu só consigo gritar, não parei em nenhum momento, minha garganta até chegou a doer. É de fato assustador. Arregalei os olhos ao ver ao longe, que os trilhos formavam um circulo de cabeça para baixo, me deixando mais assustado.

—J-Jungkook seu desgraçado!- gritei com a voz um pouco falha. O babaca riu alto de mim.

Apertei com força os dedos no ferro à frente, gritando alto e fechando meus olhos quando ficamos de cabeça para baixo. Não ouso abri os olhos, eu sinto meus cabelo caídos para baixo, e meu corpo carregado de adrenalina.

Minha respiração está ofegante, eu não paro de gritar, o brinquedo apenas dava mais voltas e voltas. Desejo imensamente que isso pare!

Abri os olhos assim que senti o carrinho parar. Agradeci por finalmente ter acabado. Sai com pressa do brinquedo, assim que nossa proteção foi retirada. Encostei meu corpo em uma parede próxima ao local, respirando fundo. Jungkook logo apareceu ao meu lado, rindo do meu estado.

—Vai me dizer que não gostou?- debochou, lanço um olhar de fúria. Nesse momento estou tendo não bater nele.

—Não! Eu não gostei!- esbravejei irritado, fazendo um bico nos lábios—Agora a gente vai no brinquedo que eu quiser- bati o pé no chão fazendo birra, inflando minhas bochechas.

—Tá bom princesa e aonde você quer ir?- ele pergunta com um sorriso ladino. Corei quando a palavra “princesa” sai de sua boca, eu não deveria gostar desse “apelido”. Mas é tão fofo! E falado por ele é ainda mais... Mas que porra eu estou pensando?!

—Não me chame de p-princesa, eu não gosto! Eu quero ir ao carrossel- falo com vergonha, com as bochechas coradas.

—Você gosta que eu sei- Jungkook piscou para mim, e começou a andar em rumo ao brinquedo.

Com um bico nos lábios, sigo o mais alto. Por que toda vez que Jungkook me chama de princesa meu coração bate forte? Estou tão confuso…

[...]

Assim que chegamos no brinquedo que desejo ir, entrego meu ingresso ao funcionário. Vou até ao cavalo marinho. Que assim como o carrossel inteiro é na cor dourada, com alguns detalhes colorido.

Tento me sentar no cavalo marinho, mas não consigo por seu pequeno. Levei um susto quando senti duas mãos em minha cintura, me erguendo. Colocando meu corpo pequeno sentado no brinquedo. Virei meu rosto para ver quem é, e agradecer pela atitude. Mas, arregalo os olhos ao ver que se tratava de Jungkook.

—Você é leve e tão frágil- o moreno fez carinho em meu cabelo, mas tirei sua mão. Virando meu rosto para o lado oposto, não querendo olhar para o moreno.

O brinquedo começou a se mover e Jungkook permaneceu ao meu lado. Ele está próximo, sinto sua respiração batendo em meu pescoço, o que me faz arrepiar. Não consigo concentrar em minha diversão, nem na música que toca durante as voltas. Consigo somente prestar atenção em Jungkook. Que estranhamente estão me causando algumas sensações boas…

Eu me sinto tão idiota por isso…

—Para de me encarar- virei o rosto para ele, recebendo um olhar intenso do moreno, e um brilho diferente em seus olhos.

—Te deixa sem graça?- sua voz saiu suave ao fazer a pergunta, e o timbre de voz desferido me fez arrepiar. Concordei com a cabeça, com um aceno tímido—Então eu vou continuar te encarando- suas pupilas dilatam.

Olho brevemente para baixo, envergonhado com a situação. Para em seguida olhar Jungkook.

—Idiota…

—Fofo!

Elogiou-me mais uma vez, sorri levemente e apenas me deixei levar por esse momento. Tento ignorar o horrível acontecimento da montanha russa, apenas focando no que está acontecendo. Aproveitando que eu e Jeon não estamos brigando, como sempre fazemos.

O momento fora com certeza eufórico para nos dois, e ambos gostamos muito!

Assim que o brinquedo parou, ele me ajuda a levantar. Pegando em minha cintura e me colocando no chão.

—Vamos tomar sorvete- Jungkook disse ao avistar um carrinho de sorvete posto no parque.

Fomos onde o sorveteiro está, e pedimos nossos respectivos sorvetes. Eu pedi de morango, e ele de chocolate.

Assim que terminamos de pagar, sentamos em um banco.

—Não vamos brigar hoje Jimin- o mais alto se pronuncia, atraindo minha atenção—Vamos esquecer nossas desavenças, e ficar pelo menos hoje em paz um com o outro. O que acha?- propôs.

—Tudo bem- respondi sem pensar, sorrindo levemente. Encarei Jeon por uns segundos, antes de voltar a tomar o sorvete, envergonhado demais com a situação.

Jeon nada disse e apenas voltou a tomar seu sorvete, assim com eu.

[...]

Terminamos de tomar o sorvete depois de alguns minutos.

—Vamos andar?- pergunta e concordo com a cabeça, levantando do banco. Começando a andar pelo parque com Jungkook ao meu lado. Fico feliz por termo vindo ao um parque, já que faz muito tempo que não venho em um.

Mas o que me deixa triste é ver vários casais, e eu infelizmente não ter encontrado um namorado, para viver um amor doce. Os casais estão claramente em um encontro, queria tanto ter um encontro. Espero que não demore para acontecer.

Quando será que vou arrumar um namorado? Quero viver um amor doce o mais rápido possível!

—Jimin- Jungkook me chama, despertando-me de meus pensamentos—Vou conseguir um bicho de película para você!- sorriu, apontando para o tiro ao alvo. Que quem acertasse ganharia um bichinho de pelúcia, eu logo fiquei animado com a ideia. Nos aproximamos do local, e Jungkook pegou uma arma.

—Qual você quer?- perguntou olhando para mim. Olhei para as pelúcias e uma em questão me chamou a atenção.

—Aquela- apontei para a que é um coelho na cor rosa.

Jungkook mirou na lata que está em frente ao brinquedo. Atirando pela primeira vez, mas falhando, ele tinha apenas três chances. E o mesmo parecia estar bem disposto a conseguir para mim o coelhinho, e isso me deixa feliz!

Jeon atirou pela segunda vez, acertando a lata fazendo o objeto de metal cair no chão. Ele comemorou e pegou a pelúcia, me lançando um sorriso. De algum modo o coelho parece com ele, é tão bonito!

—Obrigada! -agradeço eufórico, dando um abraço em si. Assustando-me por minha ação, mas ele não se importou e correspondeu ao abraço. Separamos sem graça.

—V-vamos na roda gigante!- Jungkook disse mexendo em seu cabelo, embaraçado pelo acontecimento.

Apenas concordei com a cabeça, tímido demais para falar ou fazer algo. Sigo o mais alto, andando ao seu lado. Indo em rumo à roda gigante, não falando nada ao outro. Quando chegamos entregamos nossos ingressos e entramos em uma cabine. Ele se sentou à minha frente, e encaramos um ao outro com um olhar intenso. Eu agarrei a pelúcia fortemente contra meu corpo.

—Posso me sentar ao seu lado?- Jeon perguntou.

—S-sim- minha voz saiu quebrada. Briguei comigo mentalmente, o que eu estou pensando de deixá-lo sentar ao meu lado?

Jungkook se levantou de seu lugar e sentou ao meu lado. O que me permitiu sentir seu cheiro gostoso. Por que eu estou assim? Parece que estou afetado por ele...

—Está chegando ao topo- ele disse aleatoriamente, olhando para cima. Apenas concordei baixinho, sem saber o que responder— Princesa olha para mim.

Não excitei em olhar para si, e quando encaro seu rosto, me perco em sua beleza. O pôr do sol refletia, deixando o ambiente laranja. A luz refletida no moreno deixa-o ainda mais bonito. De repente desviei meu olhar aos seus lábios, lambendo meus lábios no processo. Estranhamente quero beijá-lo...

—Ei que olhar é esse? Você está praticamente implorando por um beijo!- ele grunhiu e levou sua mão ao meu rosto, passando o polegar por meus lábios, me fazendo ofegar—Tsc- fez um som com a boca e se aproximou de mim. Ficando centímetros de distância de meu rosto. Ele tirou o dedo de meus lábios, ficando com a mão na minha bochecha. Fico mais nervoso e ansioso à medida que seu rosto fica próximo ao meu—Feche os olhos se você quiser- sussurrou, observando minha reação.

Encaro seus olhos, perdendo-me por um segundo na escuridão que eles possuem. E então fechei meus olhos, e logo em seguida senti delicadamente seus lábios contra com os meus. Um forte arrepio percorreu meu corpo por esse beijo sutil.

Ele pediu passagem com a língua, e eu entreabri os lábios, dando a passagem. Sua língua adentrou minha boca, encontrando a minha de maneira tímida. Começando a entrelaçar os músculos de forma lenta e desejosa.

Senti um calafrio no estômago, acompanhado de arrepios pelo corpo. Seu beijo é muito bom! A euforia em mim é grande, o ósculo é lento e apaixonante. O que me causava uma série de sensações boas.

Jungkook chupou levemente meu lábio inferior, fazendo-me soltar um arfar. Levei minha mão a sua camiseta apertando fortemente meus dedos contra o tecido. Deixei-me levar pelo beijo, aproveitando da sensação. Essa a qual infelizmente acabou com um selar de lábios.

Quando cessamos o beijo, não falamos nada. Jungkook apenas passou seu braço em volta do meu pescoço, e aproximou mais de mim. Aproveitando mais do calor que nossos corpos transmitiam.

Minhas bochechas queimam, a minha vergonha é grande. Deveria me arrepender pelo o que aconteceu há minutos atrás, mas acontece que não me arrependo.

E a prova disso é que quero mais!

[...]

Saímos da cabine, o braço de Jungkook permanecia em volta de pescoço. Meu lado racional implora para que eu tire seu braço, mas o lado irracional pede por mais contato.

—Me leva embora?- perguntei baixinho, olhando de relance para o mais alto.

—Claro princesa!- Jeon sorriu e correspondi ao seu sorriso, fazendo meus olhos quase se fecharem. Ele ficou admirado com meu sorriso por um tempo, antes de começar a andar.

Caminhamos até o final do parque, juntinhos! E quando saímos ele tirou seu braço em volta de meu pescoço e pegou em minha mão entrelaçando nossos dedos, e dessa vez eu não pestanejei em tirar.

—Jimin-ah quando você fala em ter um amor doce o que quer dizer com isso?- ele perguntou aleatoriamente.

—B-bem e-eu quero conhecer uma pessoa, ter um primeiro encontro. Nesse processo vamos começar a nos amar, e depois ele me pede em namoro. E vivemos um amor doce entendeu?- pergunto no final da fala, tentando resumir no meio desta.

—Hmm entendi... E quanto ao encontro?- perguntou parecendo interessado.

—Quero ter meu primeiro encontro com uma pessoa que eu goste. Quero que seja especial! Já que será meu primeiro encontro não quero que seja com quem eu não goste- respondi sorrindo feliz ao pensar em como será meu primeiro encontro.

Jungkook nada respondeu, mas eu vi um enorme sorriso em seus lábios me deixando confuso. Mas fui tirado de meus devaneios quando chegamos minha casa.

—Jungkook obrigado por me trazer em casa, foi divertido hoje- sorri, e tirei minha mão da sua. Fui até o portão da minha casa, com o intuito de entrar.

—Espera- fui impedido por Jeon que me abraçou e eu correspondi prontamente, mesmo que envergonhado—Eu queria te agradecer Jimin- separou o abraço.

—Agradecer pelo o que?- faz uma expressão confusa, não entendo a situação.

—Agradecer por seu primeiro encontro ter sido comigo- sorriu vitorioso, e eu arregalei os olhos. Lembro dos acontecimentos no parque de diversão, e aquilo tudo não passava de um plano seu, para eu ter meu primeiro encontro consigo? Que babaca! Eu quero chorar!

—SEU IMBECIL!- gritei possesso, não me importando se meus pais ou alguém iria ouvir.

—É só um encontro Jimin, e além do mais você gostou!- alegou sorrindo. Fico indignado por sua fala. Empurrei seu corpo para longe do meu, irritadiço. Olhei em seus olhos, sentindo os meus formarem lágrimas.

—Definitivamente o amor não é doce!


Notas Finais


Não fiquem com raiva do Jungkook ksksks
Espero que tenham gostado e deixe seu comentário por favor ^^
Me digam, o que estão achando de amor doce??

Obrigada por ler, e até o próximo capítulo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...