História O amor (não) é doce Jikook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Clichê, Jikook, Jimin Fofo, Jimin Iludido, Jimin!bottom, Kookmin, Top!jungkook
Visualizações 358
Palavras 1.794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Desculpe a demora!
OLHEM QUE CAPA E BANNER LINDOS, FEITOS PELO BUSAN CITY 😍

Explicando sobre o capítulo....
Este cap é mais focado nos sentimentos do Jimin :)

Bem sem mais enrolação, espero que gostem do capítulo e ignorem os erros de português por favor ^^

Capítulo betado por: @UrMyPenicillin

Boa leitura ❤️

Capítulo 7 - Confusão e entendimento dos sentimentos


Fanfic / Fanfiction O amor (não) é doce Jikook - Capítulo 7 - Confusão e entendimento dos sentimentos


Lágrimas saíram por meus olhos, um bico choroso se formou nos meus lábios. Jungkook pareceu ficar chocado por eu começar a chorar. Mas, as coisas que eu sempre sonhei foram estragadas por ele. Me sinto tão triste por isso…

—Ei por que está chorando?- Jeon perguntou visivelmente confuso, o mesmo tentou se aproximar de mim, mas eu me afastei de si. Dando-lhe um empurrão, fazendo-o cambalear para trás.

—NÃO CHEGA PERTO DE MIM- gritei, pouco me importando se alguém ouviria ou se eu estava sendo fresco —I-idiota- pronunciei choroso com a voz falha—Por que tem que me tirar tudo o que eu sonhei?- passei as mãos pelos olhos tentando expurgar as lágrimas que saem em abundância.

—Jimin! Entende uma coisa! O amor não é doce!- Jungkook exclamou exaltado, deixando-me mais triste e indignado.

—Claro que não é! Você estragou minhas chances de viver um amor doce- eu estava visivelmente chateado, era meu sonho, por que ele teve que estraga-lo? Jungkook suspirou antes de me encarar, desviei meus olhos dos seus não querendo encará-lo. Fito o chão, este que parecia ser mais interessante do que o babaca a minha frente.

—Pega minha mochila na sua casa por favor- o moreno pediu com a voz suave, parecendo não querer brigar mais. Levantei a cabeça em um movimento de supetão, o olhando com a visão um pouco embaçada devido às lágrimas.

Entrei em casa aos prantos, pegando a mochila do imbecil e jogando nele assim que passei pelo portão com pressa. Jungkook pegou a mochila por instinto, assustado por minha ação repentina.

—Eu não vou ser mais seu namorado!- exclamei, lhe fuzilando com os olhos.

—Se fazer isso vou espalhar as fotos-

—Pode espalhar eu não me importo- o interrompi, com a voz carregada de mágoa—Isso mostrará o quão sujo você é Jungkook- e após essas palavras entro em casa. Deixando um Jungkook chocado para trás, que estranhamente parecia triste.



Entrei correndo para dentro de casa, ignorando o chamado de minha mãe. Me tranquei no quarto, deitando na cama. Minhas bochechas estão queimando, as lágrimas ainda insistem em cair, molhando minhas bochechas no processo.

Estou triste por Jungkook ter me tirado meus sonhos, sempre desejei viver um amor doce e ele tirou todos meus desejos. Mas estranhamente eu gosto que seja com ele...Que porra eu estou pensando!?

Tento livrar meus pensamentos do idiota, mas a cada momento me lembro do beijo que a gente deu na roda gigante. Faço "não" com a cabeça repetidas vezes, tentando me livrar daqueles pensamentos.

Terminei o que “comecei” com Jungkook, aquilo que foi fruto de uma chantagem. Uma chantagem sem limites que me deixou amedrontado, mas não importa agora.

Acabei o que eu e Jungkook tínhamos, e isso estranhamente machuca meu coração e me deixa triste. Só de pensar em ficar longe dele...

Com dificuldade, consigo dormir em meio as minhas lágrimas e tristeza.



[...]

De manhã acordei com os olhos inchados de tanto chorar, passei bons minutos no banho, aproveitando da água quente. Me distraindo um pouco pela sensação gostosa da água, é uma pena que esse momento teve que ser interrompido. Eu ainda preciso ir para escola.

Visto a roupa e desço as escadas indo para a cozinha, onde quando cheguei minha progenitora me lança um sorriso malicioso.

—Como foi ontem filho?- sua pergunta me deixou constrangido, me encolhi levemente por isso.

—Legal- corei ao responder, não poderia falar que eu não gostei. Porque estaria mentindo para nós dois...

—O que aconteceu ontem?- meu pai perguntou com o cenho franzido, totalmente perdido e confuso com a situação.

—Nada querido, continue a comer- ela sorriu cúmplice para mim. Forcei um sorriso e comecei a comer.

Assim que terminei sai de casa com meu irmão ao meu lado, eu caminhava olhando para baixo, visivelmente triste.

—Jimin…-Tae me chamou com a voz baixa, quase inaudível—Fiquei com Hoseok ontem- Taehyung corou e olhou para o lado. Arregalei os olhos diante da confissão de meu irmão, totalmente surpreso.

—Quando?- perguntei chocado, e com a voz levemente desanimada. Não estou desanimado por ele, e sim por mim,. Não estou em um dia bom, só isso.

—Ontem- corou—Quando você saiu com o Jungkook, Hobi veio me chamar para tomar sorvete- ele disse envergonhado com um sorriso bobo nos lábios.

—Fico feliz por você- sorri terno para meu irmão, suspirando por fim.

—E como foi ontem com o  Jungkook?- perguntou curioso, encarando minha reação.

—Ele é um idiota….- foi tudo o que consegui dizer. Taehyung suspirou, fazendo carinho no meu cabelo, em uma tentativa de me reconfortar.

—Não fique assim Jimin, vai ficar tudo bem- assegurou, e eu sorri fraco.

—Só espero não vê-lo por um tempo.

—Então não olhe para frente- alertou.

Ignorando o alerta, olhei imediatamente para frente, encarando o idiota do Jeon a minha frente. Ele está em frente ao portão, então consequentemente tenho que passar ao lado dele. E esse fato me deixa desconfortável ao extremo.

Abaixei meu rosto, não querendo olhar em seu rosto bonito. Me encolhi ao máximo para não ser notado, até que senti sua mão no meu braço, impedindo-me de continuar a andar.

—O que foi?- perguntei indiferente não olhando nos seus olhos.

—Quero conversar com você- pediu suave.

—Mas eu não!- puxei meu braço, passando a andar para dentro da escola.

—Princesa- ele me chamou, me fazendo arrepiar por esse apelido, minhas bochechas coraram. Eu tento ignorar seus chamados, mas estava difícil por Jeon estar me chamando de “princesa”.

Com a voz dele pronunciando isso, me deixa completamente inebriado pelo timbre. Porém pensamentos do acontecimento final de ontem surgem em minha mente, não me fazendo ceder aos seus chamados.

Entrei na sala de aula, indo ao meu lugar sentando na carteira. Taemin sorriu para mim, retribui por educação sorrindo fraco.

—Jimin me-

—Taemin vamos fazer o trabalho hoje na sua casa?- perguntei para o crush, lhe lançando um sorriso. Ignorei o chamado de Jungkook por mim e a presença dele em minha frente, carregado de um olhar arrependido.

—Claro! Que horas está bom para você?- Lee perguntou animado com a idéia.

—Depois da escola- respondi. Jungkook percebendo que eu não lhe daria atenção, ele saiu de minha frente indo para seu lugar.

Quando a aula começou, senti o olhar de Jeon o tempo inteiro sobre mim, me deixando desconfortável pela situação.

A aula ocorreu de maneira “tranquila”, eu estou deprimido. Então durante o intervalo apenas concordei com a cabeça as coisas que meus amigos falavam. Taehyung explicou para Jin o que aconteceu, deixando Taemin sem entender de nada. O antes citado ficava conversando comigo, e eu apenas sorria e concordava, nem prestando atenção no que ele dizia.
No final da aula, Jungkook tentou falar comigo, mas apenas o ignorei seguindo Taemin. Este que lançou um sorriso debochado para Jeon. Que o deixou irritado e bufou saindo de perto de nós. Estranhamente eu não queria que ele se afastasse...isso está me deixando muito confuso, por que estou tendo esses sentimentos?

—Jimin o que foi?- fui despertado de meus devaneios por Taemin.

—Nada- respondo sem graça.

O caminho para a casa de Lee fora um tanto desconfortável, visto que não falamos nada um com o outro. E isso provavelmente é minha culpa, pois eu nem olhava para o rosto dele apenas permaneci em silêncio. Confuso e perdido nos meus próprios sentimentos.

Assim que chegamos na casa de Lee, fui recebido pela a mãe de meu colega de sala, e logo depois subimos para o quarto de Taemin, começando a fazer o trabalho de sociologia.

[...]

Já fazia meia hora em que fazíamos o trabalho, nesse tempo não conversamos nada. Estava até chato e constrangedor, o pior é que eu só pensava no idiota do Jungkook...

—Você e o Jungkook brigaram?- Lee perguntou de repente, deixando-me constrangido e me fazendo encolher na cadeira—Tipo você ignorou ele na escola.

—Sim brigamos- respondi não querendo dar detalhes sobre o assunto.

—O que ele fez pra você?- pergunta interessado. Me sinto desconfortável, não quero falar sobre isso e ele parece querer muito saber o que aconteceu.

—Acho melhor eu ir embora, não estou me sentindo muito bem- me levanto da cadeira e começo a arrumar minhas coisas, não respondendo sua  pergunta—Depois terminamos o trabalho- sorri forçado.

—Quer que eu te leve em casa?- se ofereceu, mas neguei com a cabeça.

—Até amanhã- me despeço saindo de casa.

Assim que saí da casa de Taemin suspiro, Lee está interessado em saber o porquê de eu e Jungkook brigamos. Porém, não quero falar sobre isso. Não quero me lembrar de ontem, me lembrar de como eu gostei…

—Ah- esse som saiu de minha boca ao levar um susto por ter Jungkook em minha frente. O que ele está fazendo aqui?

—Princesa... desculpa- Jeon se pronunciou, parecendo arrependido. Ter Jeon me chamando de princesa me deixa tão afetado, sou tão bobo!

—O q-que está fazendo a-aqui?- perguntei não o fitando, apenas olhando para baixo evitando encontrar seu olhar.

—Vim pedir desculpas…- Jungkook foi aos poucos se aproximando de mim, ficando de frente a mim em alguns segundos. O que me fez ficar nervoso pela aproximação repentina, mas não me afastei—Sinto muito Jimin, não pensei que ficaria magoado- ele rodeou seus braços em minha cintura, colando seu corpo ao meu. Me fazendo suspirar satisfeito pelo contato entre nossos corpos. Eu deveria lhe afastar, mas eu não... quero. Pelo contrário, quero mais contato com ele.

—P-pensou errado- gaguejei e me xinguei mentalmente por isso.

Ousei olhar para o maior, me perdendo por alguns segundos em sua beleza. Ele estava bem próximo a mim, me fazendo corar pela aproximação. Jungkook me olha fixamente, desviando seu olhar para meus lábios, da qual eu involuntariamente passei a língua umedecendo no processo.

—Não me provoque- alertou encarando meus lábios carnudos, estes que mordi e abri levemente, provando ele.

Jungkook suspirou e inclinou seu rosto para perto do meu, senti cosquinhas por seus fios de cabelo estarem encostando em minha bochecha. Seu nariz tocou o meu levemente, e finalmente em um toque sutil selamos nossos lábios, aproveitando da maciez.

Jeon pediu passagem com a língua, fiquei relutante no começo para ceder. Mas Jeon insistiu e carregado pelo desejo concedi a passagem. Solto um murmúrio quando as línguas se encontraram de maneira sutil, iniciando um beijo lento em perfeita harmonia entre as línguas.

Eu não deveria estar o beijando, fiquei a manhã inteira com raiva dele e não querendo falar consigo. A confusão hoje me dominou, deixando-me depressivo. Porém agora no momento, estou beijando aquele que chamo de idiota. Um cara chantagista que estragou todos os meus sonhos.

E o pior de tudo é que estou sentindo tudo o que eu leio nos blogs feitos especialmente para romance.

Minhas pernas tremem, sinto fortes calafrios no estômago, as famosas borboletas da qual sempre desejei sentir. Meu coração bate forte, fico nervoso e ansioso pela forma em que ele me beija. Está que é tão intensa e apaixonante que me deixa inebriado, e todo entregue aos seus toques.

Todos esses sentimentos se resumem em uma só explicação.

Separamos o beijo ofegantes, encarando um ao outro. Encaro seu rosto belo, sentindo a quentura em minhas bochecha, acompanhado de todas as sensações que a autora descreveu anteriormente.

Eu Park Jimin gosto de Jeon Jungkook!


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^
Tive um pouco de dificuldade para escrever este capítulo, espero que tenha ficado bom 0/

Quero avisar que estou participando de um blog, faço capas lá. Então, se puderem seguir ficaremos muito felizes ^^
Link do blog: https://myeondesign.blogspot.com/?m=0
Obrigada por ler, e até o próximo capítulo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...