História O Amor (não) Passageiro - Jeon Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Imagine, Short Fic
Visualizações 45
Palavras 1.367
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaa mores ❤️

essa é minha primeira fic, então se estiver ruim,me perdoem,okay?

Será uma short fic,e foi inspirado em um sonho meu...vixi vixi

Cap. revisado,mas pode ser que tenham alguns erros,me desculpem💕

Uh,quem gosta de escutar música enquanto lê... Eu escrevi o capitulo escutando:
Two Feet - Love is a Bitch 🔥❤️

bom,espero de coração,que gostem ❤️💞

Boa leitura 💜 bjs da cerejinha 🍒

Capítulo 1 - Ônibus.


Fanfic / Fanfiction O Amor (não) Passageiro - Jeon Jungkook - Capítulo 1 - Ônibus.


Sou a S/n,tenho 19 anos,e todo dia,de segunda a sexta pego ônibus para ir pra' minha faculdade. Mas hoje,em específico,está sendo um pouco... diferente.

Tem um homão da porra aqui dentro,e ele tá olhando pra mim,meu Deus!

Sua pele é de cor clara,cabelos escuros,seu olhar intenso.

Eu estava em uma das últimas poltronas,com meus fones de ouvido. Enquanto o belo homem estava em pé -por conta do ônibus estar cheio hoje- um pouco mais a frente de mim.

Ele estava me encarando intensamente,me fazendo corar um pouco,mas continuei retribuindo o olhar. E então,o mesmo passou sua língua pelos lábios,me fazendo sentir um leve arrepio,quando pensei em como seria ter seus lábios sobre os meus.

Tudo bem,já tive umas "quedinhas" por caras no ônibus,mas esse garoto era diferente...eu podia sentir uma conexão diferente,uma atração diferente. E aposto que qualquer um que notasse o jeito que estávamos nos olhando agora,poderia perceber isso também.

Quando o garoto percebeu meu olhar sobre seus lábios,deu um sorriso de canto,me deixando desconcertada.

Resolvi jogar seu joguinho também. Como este assento era mais alto do que os outros,tive certeza que ele poderia ter a visão das minha coxas. Sendo assim,cruzei minhas pernas -me agradeci mentalmente por ter colocado essa saia de couro "curta"- ,e passei a olha-lo com mais intensidade.

Não me segurei e acabei retribuindo seu sorriso,percebendo um olhar mais sério do homem sobre minhas coxas. Bingo!

Ele voltou seu olhar aos meus olhos,deu um sorriso balançando sua cabeça de um lado para o outro,em forma negativa,me fazendo rir do tal ato.

O moreno inclinou sua cabeça para o lado,alternando seu olhar entre meus olhos e minha boca,ficando sério novamente.

Derrepente,ele sai de seu transe,apertando o botão para o motorista parar o ônibus. Antes de ir descer no seu ponto,ele me olha pela última vez,dando um sorriso fechado e acena com a cabeça. Faço o mesmo,e então ele sai.

O olho pela janela do automóvel,e nosso olhar se encontra novamente. Ele sorri,olhando para seus pés,enquanto o ônibus vai se afastando cada vez mais dele,até que eu não possa mais o ver.

Respiro fundo,e tento processar tudo que acabou de acontecer. Aquele sorriso...ai meu pai. Respiro fundo mais uma vez,olhando para frente,e percebi que meu ponto seria o próximo.

Me levanto,me ajeitando. Espero ficar mais próximo e aperto o botão,sentindo o ônibus parar.

Desço,dou alguns passos,e chego em frente a faculdade,já entrando na mesma.

As aulas se passam,e chega a hora do intervalo. Me levanto e caminho até a barraquinha de lanche ao lado do portão da faculdade. Peço apenas uma coxinha.

                   °•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

Já havia acabado de comer e o intervalo já estava acabando.

Me levanto,entrando de volta no prédio. Estava indo em direção a minha sala,quando vejo Hoseok vindo até mim,todo animado,do jeito que ele sempre foi.

Dou um sorriso pro' mesmo e ele me abraça.

- S/n,estava doido pra te ver hoje! - ele sorri animadamente,parando um pouco para me analisar - Uh,você está linda,meu bem.

Esse é o meu Hobi. Podem pensar que ele é afim de mim,ou algo assim. Mas não,ele é um dos meus melhores amigos e uma pessoa maravilhosa,amo esse raio de sol.

- Ah Hobi,não me faça corar. - sorrio - afinal,você também está muito lindo. - ele faz uma cara de "eu sei" e dá uma risada,me fazendo rir também.

Entrelaço uma de nossas mãos,me preparando para continuar andando,mas ele me segura e se põe em minha frente novamente.

- Ei! Eu queria te convidar pra festa que vou fazer lá em casa nesse sábado,queria muito que você fosse. - me encara sorrindo,com a esperança em seu olhar.

É...esse sorriso ninguém tira do rosto dele. E se tirar,eu mato o ser humano.

Não sou muito afim de ir a festas,e meus amigos sabem disso, porém,nunca desistem. Abro minha boca,pronta para recusar,mas Hobi me interrompe.

- Quer saber? Esquece. Não fala agora! Não quero que a resposta seja não. - faz biquinho - Vai,por favor. Pensa com carinho,sabe que eu te amo,hm? Quero muito que você vá!

- Ah Hobi,também te amo - sorrio - Sobre a festa... - hesito,olhando em seu rosto,e o mesmo estava com olhar pidão - Tá! Vou pensar com carinho,seu chato. - seu sorriso cresce e ele me abraça.

- Isso! Isso! - ele dá pulinhos - Bom,S/a,as nossas aulas já vão começar,vamos para as nossas salas. Nos falamos mais tarde,okay? - me abraça novamente.

- Pode deixar,raio de sol. - o chamo pelo apelido que o dei e ele sorri,já se virando,pra ir a sua sala.

Volto a andar para a minha sala,entrando na mesma após alguns segundos.

                     °•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

O sinal toca,informando que as aulas acabaram. Suspiro,guardando minhas coisas na mochila,logo me levantando.

Caminho até o ponto de ônibus,não espero muito,até que apareça o ônibus que devo pegar. Entro no mesmo,me sentando e colocando meus fones de ouvido.

Meu ponto chega e então eu desço. Ando um pouco, até chegar ao meu prédio.

Comprimento o porteiro e vou até o elevador. Morava com minha melhor amiga,Brenda,no 18° andar, último. Morava com ela, não por questão de dinheiro e nem nada. Moramos juntas,por sempre ter sido um "sonho" nosso,e por não conseguirmos ficar separadas.

O elevador chega ao meu andar,e então vou até a porta de casa,a abrindo.

- Bren? Já chegou? - pergunto alto,assim que entrei no apartamento.

- Uh,oi! Tô' na cozinha,mô.

- Calma,já vou aí mozão.

Subo as escadas e vou até meu quarto. Deixo minha mochila em algum canto e troco de roupa,ficando com um short e uma blusinha solta.

Desço,e vou direto para a cozinha,encontrando Bren em frente ao fogão.

- Oi meu bem - a abraço por trás,a fazendo tomar um susto.

- Aí! Que susto,merda. - nós duas rimos - Oi bebê,tô acabando de fazer o nosso almoço.

- O cheiro está bom!

- Claro que tá'! Sou eu quem tá fazendo né.

- Nem um pouco convencida,aiai.

- Jamais. - ri - Hmmm...vamos lá,está pronto.

Colocamos nossas comidas e fomos comer na sala,assistindo alguma coisa.

Quando acabamos,eu lavei a louça e Bren me chamou para ir ao seu quarto,para me mostrar uma roupa nova.

- Uh,você está linda! - ela dá uma rodadinha.

- Gostou?

- Sim,muito linda!

- Obrigada meu amor. - ela coloca suas roupas de antes e se senta a minha frente,na sua cama. - O Hoseok me chamou para uma festa,que ele vai dar na casa dele.

- Yee,ele me chamou também,mas não sei... - tombo minha cabeça pro lado,fazendo biquinho.

- A não! Você vai, né? - eu a olho - S/n,você vai né? Você tem que ir! Por favor. - junta suas mãos, implorando.

- Ah pronto...

- "Ah pronto" nada! - fala,fazendo aspas com os dedos - Você tem que ir! - a olho séria,pensando sobre ir - Eu quero ir,e se você não for,eu não vou. Então,por favor,não me faz ficar em casa a noite,em pleno sábado! - faço careta, indignada.

- Você só tá pensando em você,bonita? - arqueio uma sombrancelha,segurando o riso. Ela sempre faz isso,tentando me fazer ir.

- Não? - ela gargalha - Sério S/n,você precisa sair mais,curtir sua juventude! Tem que parar de ficar trancada aqui.

- Ei! Eu não fico trancada aqui. Eu trabalho no café,terça e quarta. E também vou pra faculdade. - dou língua pra ela.

- Não foi isso que eu quis dizer, você sabe! Para de se fazer de sonsa garota! Vamo'! Por favor! Vai S/a,aceita logo. - ela se joga em cima de mim,me balançando de um lado pro outro.

- Aish! Tá,tá. Eu vou! Feliz?

- Muito! - me dá um beijo na bochecha,saindo de cima de mim. - Temos que ver,com que roupa vamos. - fala toda animada.

- Nossa,calma menina. Ainda é quinta-feira,a festa é só depois de amanhã.

- Eu sei! Mas mesmo assim...estou tão animada,aaaaa - gira pelo quarto,quase caindo,me fazendo rir.

- Não tem nada demais nisso,por que tá tão animada?

- Hmmm...porque você vai comigo? - debocha - E...podemos arrumar algum menino... - sorri.

- Aí, começou. - reviro os olhos.

- Para! Me deixa sonhar alto. - nós começamos a rir.

Sinceramente,amo demais essa garota,meu pai. E... é,parece que vou nessa tal festa. Deus me ajuda!


Notas Finais


eita,os olhares foram intensos hein... Hehehe

essa festa aí...Ajuda a S/n,meu Deus! KKKKKJ

Peço desculpas de novo,por qualquer erro 🌟

O próximo capítulo,já está quase prontinho...eai? Continua???😏🔥🔥


Beijoooos💞🍒


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...