História O amor nunca acaba - MIN YOONGI - Capítulo 88


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Won Ho
Tags Drama Ilusões, Morte, Romanceromance
Visualizações 75
Palavras 2.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 88 - Você está louca?


Fanfic / Fanfiction O amor nunca acaba - MIN YOONGI - Capítulo 88 - Você está louca?

Sehun on

Mais um dia nesta porra desta escola do inferno, mas pelo menos tenho meus amigos do lado e ela, sim Ana como ela me deixa tão louco, não posso ficar muito do lado dela que começo a imaginar na minha cama com seus cabelos espalhados pelo o colchão, e seus olhos fechados.

- SEHUN ACORDA PORRA. Jimin grita do meu lado.

-Tô acordado porra. Eu digo.

-Ahãm sei tá pensando na Ana né?. Pergunta JB.

- Mano como tu consegui ler mentes, vai para puta que pariu. Eu digo e damos risada, o sinal do intervalo toca e saímos para o refeitório, encontro o resto do pessoal sentados no refeitório, mais não encontro Ana nem Lorena.

 - Gente eu vou no banheiro e já volto. Eu digo.

-Iiii nem comeu nada e já vai soltar. JB diz.

- Vai a merda. Eu digo e me levanto, vou até as escadas e desço, quando estou perto da porta do banheiro ouço meu nome.

- Sehun!. Eu me viro e vejo Alyssa vindo em minha direção,  a mesma para em minha frente.

- O que você quer Alyssa? Seu amigo hipócrita não te aguenta mais?. Eu pergunto.

- Não, mais eu quero uma coisa. Ela diz.

- O que? Eu não tenho ratos para te alimentar. Eu digo e ela segura minha nuca e cobre sua boca contra a minha, tento empurrar a mesma, mas ela não saí da aonde está, tento novamente empurrar a mesma, e ela se afasta respirando fundo.

-Você está louca?. Pergunto com o sangue fervendo.

 -Estava louca para te beijar, mas como eu já fiz isso vou embora, tchau Sehun. Ela diz e sobe as escadas, vou até o bebedor e tomo um pouco de água, olho novamente para a escada e fico puto de imaginar aquela garota.

- Porra vou ter que passar cândida na boca por causa da aquela vaca. Eu digo e entro no banheiro.

...

Me sento do lado do JB e vejo Ana, a mesma não parece muito feliz, nem olha na minha cara.

- Nossa cara o que você foi fazer que demorou demais?. Pergunta Yoongi.

- Ele tava ocupado beijando Alyssa. Diz Ana e finalmente me encara.

- Credo Sehun. Diz Atenas.

- Desculpa gente perdi o apetite. Diz Ana se levantando, seguro seu braço e ela me olha novamente.

- Ela me beijou Ana. Eu digo e a mesma tira seu braço de minha mão.

- Não precisa me dar satisfação Sehun, não temos nada, apenas somos amigos. Ela diz e saí do refeitório e vejo Lorena indo na mesma direção e volto a me sentar com os outros.

- Ainda não acredito que você beijou a Cascavel. Diz Elizabette.

- Eu não a beijei. Eu disse triste.

- Explica. Hannah diz.

- Eu fui no banheiro, e ela me chamou tentei ir no banheiro, mais ela me agarrou e me beijou tentei empurrar ela mas a vaca não me largava, então empurrei ela mais forte e finalmente ela saio do meu pé. Eu digo .

- Ah é hoje que mato aquela vaca. Atenas diz e se levanta, mais Yoongi a segura e põe novamente sentada.

- Você não vai a lugar nenhum. Ele diz a mesma.

Sehun off

Ana on

Eu realmente não acredito que vi aquilo, não acredito que os dois estavam se beijando. Penso.

O sinal toca informando que acabou as aulas por hoje, eu saío o mais rápido da escola e vou até meu carro, mas ouço meu nome.

- Ana! Espera por favor! Deixa eu explicar. Me viro e vejo Sehun correndo em minha direção, fico ali parada do lado do meu carro.

-Sehun eu já disse que não precisa me explicar. Eu digo e o mesmo para na minha frente.

- Ana eu sei que está chateada mais por favor me escuta. Ele diz eu queria ouvir mais queria ir para a minha casa e graças à Deus que meu pais viajaram.

- Sehun por favor eu quero ir pra casa, eu quero ficar sozinha. Eu digo me viro, abro a porta e entro no carro, o mesmo fica me olhando indo embora com um olhar triste, eu buzino indicando um " tchau" para os outros e vou para a minha casa.

...

Entro em minha casa e aquele silêncio me faz ficar tão tranquila, subo às escadas e vou para o banheiro de meu quarto e começo a tirar às minhas roupas, entro de baixo do chuveiro e sinto a água agradável passando pelo o meu corpo.

...

Pego a pipoca e me sento novamente no sofá para assistir a minha série, já eram 22:35, a chuva estava forte lá fora, do nada a campainha  toca, me assusto, me levanto e vou até a porta olho no olho mágico.

O que?. Penso.

Abro a porta e lá estava Sehun todo molhado de pé me olhando.

-O que você faz aqui Sehun?. Pergunto.

Ana off

Sehun on

Não vou conseguir dormir, sabendo que a Ana viu aquilo, preciso me explicar, aquilo que ela me disse que não temos nada, me destruiu. Penso

Me levanto rápido da cama, já tinha tomado banho, vou até o guarda roupa e me arrumo, coloco calça jeans preta e uma camiseta preta minha casa não era longe da dela, então peguei só às chaves da minha casa e saí a tranquei, e fui caminhando na direção na casa dela, começo a sentir uns pingos, começo a caminhar a mais rápido, mas a chuva começa a aperta.

- Puta que pariu, hoje não é meu dia. Digo e começo a correr, chego na casa da mesma e aperto a campainha, não demorar para a mulher que conquistou meu coração abrir a porta, seu olhar estava preocupado e curioso.

- O que faz aqui Sehun?. Ela pergunta eu começo a andar em sua direção ela dava um passa para trás, eu fecho a porta ainda olhando para ela, então contínuo a andar na direção da mesma, e ela encosta na parede e fico na frente dela.

- Eu não consigo dormir, não posso explicar sobre hoje amanhã. Eu digo.

-Sehun. Ela diz.

- Não Ana, agora você tem que me escutar. Eu digo, ela fica quieta.

- Eu não a beijei, eu estava indo ao banheiro quando ela me agarrou e me beijou, eu tava tentando me soltar, mais ela não me largava, eu empurrei, então ela me soltou, mas não quis a beijar, eu quero beijar a pessoa que está na minha frente agora, e é a única pessoa que eu quero beijar na vida. Eu digo, me aproximo de seu ouvido.

- Eu quero tanto você Ana, quero sentir seus toques. Eu digo e começo a beijar seu pescoço e a mesma arfa.

-Sehun... Eu estou... Estou...apaixonada por você. Ela me diz paro de beija-lá e a encaro. 

- Ainda bem, porque eu também estou apaixonado por você Ana. Eu digo e ela me beija, sua boca cobre minha, sua língua encontra a minha, aquele beijo só me deixava mais duro.

Sehun off

Ana on

Ele veio até embaixo de chuva, eu o queria. Penso.

Enquanto nós nos beijamos, ele me pega em seus braços e me põe em cima do balcão, ele fica entre minha pernas, meus dedos agarra os cabelos de Sehun, paramos de nos beijar e ele me olha.

-Ana, temos que parar por aqui, não farei nada que você não queira. Ele me diz.

- Sehun eu quero você, quero você me completando,quero sentir cada toque, quero você Sehun. Eu digo e o mesmo abre um sorriso

- Tem certeza?. Ele me pergunta.

-tenho. Eu digo e Sehun me beija.

Ahhh aqueles lábios me deixava cada vez mais excitada. Penso

Ele me pega novamente em seu colo e começa a subir às escadas.

- Qual é o seu quarto?. Ele me pergunta, eu aponto para o quarto e entramos nele, ele caminha até minha cama e me deita.

- Eu quero te mostrar o Paraíso Ana. Ele diz.

-Então me mostre. Eu digo o mesmo tira minha camisa e então tiro sua camisa, me levanto da cama e o empurro e o mesmo caí na cama dando risada.

- Não sabia desse seu lado. Ele diz e dou risada, ele se senta na cama e segura na minha calça de pijama.

- Posso?. Ele pergunta e eu afirmo, ela puxa devagar para baixo minha calça, depois de tira-lá fico só de roupa íntima, sinto sua mãe subindo pela a minha coxa seu toque gelado me meu corpo quente só me deixa mais molhada,  me sento no colo do mesmo, e eu o beijo, ele aperta minha bunda e eu arfo, paro o de beijar.

-Agora sua fez de tirar a calça. Eu digo ao mesmo, pego no zíper do mesmo e o abaixo, ele se levanta e tira a calça ele me pega pela a cintura, e me deita na cama, Sehun começa a fazer trilhos de beijo, e para na minha calcinha, ele começa a tirar, e a joga no chão do quarto.

- Ana por favor abre as pernas para mim quero sentir seu gosto. Ele me pedi e não discuto, e abro as pernas, ele desce mais um pouco e fica com a cabeça no meio das minhas pernas.

- Eu nunca fiz isso Sehun. Digo.

- Quer que eu pare?. Ele me pergunta.

-Não continue. Eu digo e sinto sua língua em minha buceta, aquilo é tão bom começo a gemer e dizer o nome dele

- você é minha. Ele diz e fico mais excitada e apaixonada por ele, o mesmo me chupa e não aguentava mais precisava que ele me fode-se.

-Sehun por favor. Eu imploro entre gemidos.

- me diga Ana, o que gostaria?. Ele me pregunta ficando de cara a cara comigo.

- Quero que faça amor comigo. Digo.

- Estou sem camisinha. Ele me diz.

- na aquela gaveta tem. Eu digo e o mesmo se levanta e vai até lá e pega uma, vejo o mesmo colocar a camisinha e ficar ali em cima de mim com um olhar preocupado, dou um selinho no mesmo.

- Sehun está tudo bem, eu quero você, você disse que eu sou sua, então me faça sua. Eu digo e o mesmo me dá outro selinho.

- Okay, mais antes deixa eu ter você completamente nua. Ele diz e tira meu sutiã.

- Se doer, desconta nas minha costas, ou apenas diga para eu parar. Ele diz e sorriu para o mesmo, sinto a ponto de seu pênis em minha entrada, o mesmo começa a me penetrar devagar, sinto uma ardência, e agarro nas suas costas.

- Quer que eu pare?. Ele me pergunta.

- Não, apenas preciso me acostumar. Eu digo e o mesmo relaxa, ele fica parado um pouco.

- pode se mexer agora. Eu digo, o mesmo começa a me penetrar, mas a ardência no começo some e surge o prazer.

- Ana por que tão apertada? Ahhhh. Ele começa a gemer.

-Ahh Sehun issoo, mas forte Sehun. Eu digo e o mesmo me estoca e acerta no meu ponto G e gemi alto.

- acho que encontrei seu ponto. O mesmo diz, ele começa a estocar forte no mesmo ponto.

- Isso me fode, Sehun, ahhh...ahhh vou gozar. Eu digo e me desfaço em seu pênis.

- isso goza para mim Ana, issoo ahhhh meu....Caralho...vou gozar...ahhhh. Ele gemia alto.

...

Depois de ter nossos orgasmos umas 3 vezes, eu me deito e ele se levanta da cama e vai até o banheiro, fico olhando para o banheiro e vejo o mesmo com um pano úmido nas mãos.

-O que você vai fazer?. Eu pergunto.

- Vou te limpar, por favor abra as pernas. Ele me diz começo a abrir lentamente, Sehun passa devagar o pano em minha entrada, Depois de ter me limpado o mesmo volta para o banheiro deixa o pano lá e volta para o quarto, coloca a sua cueca e se deita do meu lado, eu ponho minha cabeça em seu peito e ele me envolve com seus braços.

- Sehun você rea realmente está apaixonado por mim?. Eu o pergunto, ele me solta e para na minha frente me olhando nos olhos.

-Ana, você conquistou meu coração, me apaixonei por você, eu tentei não me apaixonar, mas desde da aquele dia que eu a beijei me senti tão feliz,foi quando eu percebi que eu tinha entregado meu coração a você. Ele diz dou um selinho.

-Eu te amo. Eu digo.

- Eu também, mas agora vamos dormir para você descansar. Ele me diz e dá um beijo em minha testa, coloco novamente minha cabeça em seu peito e adormeço. 

Ana off

Sehun on

Ela realmente roubou meu coração. Penso...





Notas Finais


Gente eu esqueci a trilha sonora:
Na na- Trey Songz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...