História O amor nunca acaba - MIN YOONGI - Capítulo 98


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Won Ho
Tags Drama Ilusões, Morte, Romanceromance
Visualizações 71
Palavras 586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 98 - Não minta pra mim.


Fanfic / Fanfiction O amor nunca acaba - MIN YOONGI - Capítulo 98 - Não minta pra mim.

Letícia on

O que? Eu estou morrendo? Isso eu já sei me conta um novidade agora. Penso

Estava ali na cozinha preparando o jantar, tinha acabado de chegar do médico, Suho foi visitar a Anastásia que precisava dele, Atenas não saía do meu lado, termino de fazer a comida.

- ATENAS. Grito para a mesma, ouça ela correndo como se estivesse desesperada.

- O que foi? O que aconteceu? Você está bem? Está sentindo algo?. A mesma para em minha frente preocupada.

- Meu amor estou bem só te chamei para comer. Eu digo e a mesma respira fundo.

- Eu te acompanho no jantar, mas não estou com fome. Ela diz, eu tinha percebido que Atenas estava emagrecendo.

Confirmo, faço meu prato, vamos até a mesa e nós sentamos, Atenas fica ali parada me olhando as vezes perguntava algo tipo: "como foi seu dia?", " o que o médico falou?", " comeu algo de manhã?" e " você está se sentindo bem?".

- Atenas você comeu algo hoje?. Eu a pergunto.

- Comi, hoje eu comi na escola. Ela me diz com um semblante triste, continuo a comer.

Letícia off

Atenas on

Não gostava de mentir pra minha mãe, mas eu precisava, eu tente comer mas vomitei.Penso

Estou ali perto da minha mãe, vendo a comer devagar, ela comia pouco, porque não conseguia comer como antes, vejo a mesma termina de comer me levanto, pego seu prato e levo até a pia, minha mãe se levanta eu a acompanho ela até o seu quarto.

Atenas off 

Letícia on

Minha filha me acompanha até ao meu quarto, ela não deu nenhuma palavra.

Tem algo de errado. Penso.

Eu me deito e fico a encarando a mesma me cobre e desvia o olhar, mas quando ela olha para mim novamente vejo seus olhos cheios de lágrimas.

- Amor o que houve?. Eu me sento na cama e a encaro.

- Nada. Ela diz querendo chorar, ela tenta ir embora mas seguro seu pulso.

- Atenas me conte o que tanto te chateia?. Pergunto, Atenas fica com seus olhos vermelhos e tenta conter as lágrimas, ela se senta perto de mim e me abraça forte.

- Mãe eu te amo muito, e-eu não que-quero te perde, não me deixa, m-me leva com você, por fa-favor preciso que você esteja comigo, eu não quero que você se vá, eu não queroooo. Ela diz chorando muito em meu ombro, sinto um aperto no peito.

- Amor vai ficar tudo bem. Eu digo, a mesma se afasta de mim e olha em meus olhos.

- Não minta pra mim. Ela diz chorando, tomo seu rosto com minhas mãos.

- Meu amor, não estou mentindo, sim estou péssima mas não vou te abandonar, mesmo que não esteja aqui na terra, olhe para o céu eu estarei ali te vendo, você falara comigo e eu ouvirei, você não podera me ver e nem me sentir, mas estarei ao seu lado segurando sua mão, oh meu amor eu vou estar aqui para você todos os dias, não vou desistir do meu eterno amor, eu te amo tanto. Eu digo e mesma contínua a chorar, ela dá a volta e se deita comigo, eu continua a abraca-lá, sinto suas lágrimas em meu peito mas não ligo, minha filha precisa de meu abraço.

-Eu estou com medo mãe. Ela diz choramingando.

- eu sei amor, mas estou aqui. Eu digo.

A mesma fica mais tranquila e dormi em meus braços em nenhum momento para de abraca-lá.

Eu vou estar ao seu lado minha filha vou acompanhar todos seus caminhos, vou estar junto as estrelas meu amor e você saberá qual delas eu sou. Penso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...